//
você está lendo...
ARTIGOS

O valor do cerebral Ross Brawn

(IMAGEM: brawngp.com/Divulgaçãoross brawn cerebral(ROSS E OS SEUS “MENINOS”: foi o dono da Brawn GP foi quem pôs todas as peças no lugar)

Um dos meus ídolos da crônica esportiva especializada em F1, Clive Allen, tem em seu blog hoje, um belo artigo iluminando o papel do “Cérebro” Ross Brawn na vitoriosa ascensão de Jenson Button ao topo da F1 esse ano.

Para Clive, com um carro vencedor e confiável nas mãos, e um piloto consistente e disciplinado a bordo, Ross é capaz de carregar um campeonato com sua imensa e inteligente capacidade estratégica.

Para Clive, a Brawn de hoje é um redesign da Ferrari de ontem, algo que nem a própria Ferrari de hoje parece capaz de emular:

“[...] Agora que Ross está no comando, repentinamente Button parece invencível, assim como Schumacher costumava ser. Não podemos ignorar o seu estilo fácil, a precisão que o permite estabelecer esses consistentes tempos de volta, sua habilidade para dar ainda mais quando o Mestre da Mente lhe solicita.

Ross é longamente reconhecido como o maior estrategista no pit wall, mas talvez ocorra que não estejamos suficientemente dando o crédito que ele merece. Pode muito bem ser que o “Dream Team” não era um trio, mas uma dupla entre Ross e Michael, sem a necessidade de Jean Todt.

Observando os fiascos da Ferrari em seus boxes dos últimos dois anos, a impressão da infalibilidade de Ross é só reforçada. Algumas das inexplicáveis decisões táticas da Ferrari àquela época, que pareciam estúpidas, provavam-se corretas quando Michael conseguia outra vitória de uma aparente derrota. A diferença é que eles já não têm mais um homem com a visão do que ira acontecer; eles tentam repetir o truque, mas as suas tentativas explodem bem na sua frente.”

— Clive Allen

Com Jenson e Ross, a Brawn parece realmente herdar muito daquela química dos anos de ouro da Ferrari. Eu só acrescentaria mais um ingrediente nessa porção: a enorme capacidade técnica que tem Rubens Barrichello para resolver os “galhos” no set up do BGP 001.

Segundo James Allen, Mônaco foi a segunda corrida consecutiva na qual Rubens deu uma mãozinha para o acerto de Jenson, o que pode ter sido essencial para a sua pole no sábado e conseqüente vitória no domingo.

Para quem ainda duvidava que a escolha de Ross Brawn por Rubens não fora acertada, só agora está percebendo o quanto o homem é pragmaticamente inteligente.

About these ads

Discussão

11 comentários sobre “O valor do cerebral Ross Brawn

  1. Então segundo Clive, Brawn escolheu 1B pela sua cordialidade e pelo fato de ser um segundo piloto nato?
    Ah… diz pro Clive que isto a gente ja sabia…

    Quanto aos argumentos outros sobre o “cérebro” do homem quanto a Button, pefeito, irretocável.

    Publicado por Ron Groo | 25/05/2009, 4:03 pm
  2. Ross Brawn é assustador, mesmo.
    Tudo ée sempre calculado e muuuuuuuuito bem calculado, inteligentissimo, sabe muito bem o que faz.
    Portanto acho que se até ele sabe o valor de Rubens, que seja como “acertador” de carros, ou “fiel escudeiro”, seja o que for, se até Ross sabe, quem somos nós pra desqualificar o piloto.
    Fato é que, idolatrismos a parte, quase todos os títulos de Schumi, são metade de Barrica também, e provavelmente, esse de Button tb será. Mesmo que inconsciente, Barrica está a cada corrida colocando Button um passo mais proximo do título, e era exatamente isso que Brawn queria, extamente isso que Button e ele precisam.

    bjooos

    Publicado por Ingryd Lamas | 25/05/2009, 5:58 pm
  3. Isso quer dizer que o Barrica, como piloto titular, é um excelente piloto de testes.

    Publicado por nasser | 25/05/2009, 7:35 pm
  4. Essa de o Barrica ser um ás é de gritos. Um homem que se queixa tanto e que ganha tão pouco! Foi sempre batido na Ferrari e agora na Brawn, equipas onde teve carros competitivos. Que ele ajude nos set up do Button ainda acredito. Agora que o Schumacher pudesse algumas vez ter dependido dele é para rir! E que tal o contrário… Creio que o Schumi jamais se poria com um sorriso de pirata satisfeito a dizer que tinha feito a volta perfeita mas que o Barrica (:p) o deixara surpreso. Surpreendente é que o Barrica não se tenha apercebido de que nunca será um verdadeiro campeão. É rápido e tem muitas qualidades, designadamente uma experiência atestada pelo número de grandes prémios que realizou. Mas um campeão ganha nas pistas, revelando toda a sua garra e classe. Não passa a vida a ser surpreendido e se queixando.

    Publicado por Luís Oliveira | 25/05/2009, 7:56 pm
  5. Ingryd –>

    Foi forte essa heim… o Schumacher ter de creditar a metade dos titulos ao Barrichello por acertar o carro. Acho que voce se esqueceu que o Schumacher ja era mais de uma vez campeao do mundo quando o rubinho foi seu segundao..

    E outra coisa, o Schumacher sempre foi muito bom em mecanica, o pessoal bom de memoria aqui pode dizer qual foi o engenheiro que disse, que o Schumacher era um dos pouquissimos pilotos que quando acabava de treinar, pedia a telemetria, e sabia ler exatamente o mapa, e ainda ia debater os detalhes com os engenheiros, acho muito mais provavel o Rubinho ter aprendido com ele, alias o proprio 1b ja falaou isso quando estava na Ferrari no inicio.

    Publicado por Claudio Cardoso | 25/05/2009, 8:54 pm
  6. Cláudio,

    Acho que todos os engenheiros já disseram a mesma coisa do Schumacher, então pode ser Pat Symonds, Luca Baldisserri ou Chris Dyer. Provavelmente deve ser Symonds, que é o mais comunicativo com a imprensa.

    Quanto ao artigo, acho um pouco injusto dizer que Todt não fazia parte do ‘Dream Team’, pois o comando era dele sim, ele que decidia quem contratava, quem demitia e delegava os cargos, Ross não tinha esse poder que agora tem. Mas realmente na parte técnica e estratégica, Todt não atuava.

    E Ross não é projetista como bem citou Clive, apesar dele possuir total capacidade para tal. Outro ponto levantado por Clive é a confiabilidade, marca registrada de Ross. Brawn sempre exigiu um controle de qualidade de todas as peças produzidas na fábrica desde o menor parafuso até a peça mais complexa.

    Uma história que explica bem essa obsessão: em 92, Brundle poderia ter vencido o GP canadense se não fosse um defeito de fabricação num parafuso da caixa de câmbio. Ross guardou essa peça para não se esquecer jamais da importância dos mínimos detalhes.

    Publicado por Larissa Oliveira | 25/05/2009, 9:23 pm
  7. tb acho que é forçoso demais atribuir a rubens os títulos de schumacher…o homem conhecia muito bem, como o cláudio e a larissa bem falaram e eu não vou me ser repetitivo. Contudo, na Ferrari são conhecidos casos em que ambos se favoreceram de ajustes feitos, um acertando melhor que o outro p/ cada corrida; a diferença é que dificilmente Rubens se favorecia nessa, Schumacher tinha sim prioridade.
    isso me lembra um pouco o que se dizia de Ayrton Senna: ele não era bom acertador de carros, mas tinha um ouvido e memória apuradíssimos e sensíveis ao extremo p/ as coisas do carro, quase uma telemetria humana. O que me leva a teorizar: Senna tinha dificuldades em traduzir sua percepção em conhecimento técnico, e sofria por horas no box de suas equipes tentando compreender o que se passava. Rubens alia as duas coisas: aprendeu muito com sua experiÊncia, basta ver ele comentando algo técnico em programas especializados p/ ficar bestificado com a facilidade (e o didatismo) que ele tem em explicar essas coisas.
    Rubens tem esse ponto a favor p/ si p/ correr na próxima temporada,e claramente Button teria muito mais dificuldades de ter conseguido a pole no sábado e a de Barcelona sem a ajuda de Barrichello, mas se o brasileiro decidir parar no fim do ano (ou aposentarem ele de vez), ele tem vaga garantida em qualquer televisão de grande porte como comentarista ou em qualquer grande equipe como Diretor-Esportivo.

    Publicado por Ridson | 25/05/2009, 10:20 pm
  8. Comparar Button com Schumacher é forçar barra. São estilos muito diferentes, opostos.
    Button está muito mais para Hill na Williams. Carro bom e piloto consistente.
    A superioridade porém, parece a mesma.

    Como Ross não é projetista (atuante). Então, acho que lhe é atribuído o devido valor.

    Schumacher realmente era bom em acertar suas Ferraris, mas por diversas vezes copiou os ajustes do Rubens e chegou a copiar do Massa. Claro que Barrichello deve ter copiado por várias vezes também, mas isso o galvão não fala.
    Button dá impressão de ser muito fraco nesse quesito.

    Me lembro até hoje do Alonso quando era companheiro do Tarso Marques na Minardi:
    - Fernando, what do you think we should do in the car?
    - Whatever Tarso is doing…

    Publicado por KBK | 25/05/2009, 11:02 pm
  9. Claro que é um exagero dar ao Barrichello metade dos titulos do Schumacher ou algo do tipo, mas ele era parte da equipe é visivel que a Ferrari se beneficiou do suporte técnico dele. Tenho certeza que se alguém perguntar em off ao Schumacher quem colaborou mais para o desempenho dele entre Rubens, Massa e Irvine, ele vai responder Barrichello.

    Publicado por Filipe Furtado | 25/05/2009, 11:30 pm
  10. Pessoal, tem outro detalhe na equação.

    Um carro de formula 1 é muito complexo, existem milhoes de combinacoes de acertos, vamos pensar que é mais que natural que um dia o acerto de um outro piloto funcione o melhor, mas nao podemos colocar o eventual como regra ne. Dizer que o Schumacher se beneficiou do Rubinho na Ferrari é absurdoo.. Se alguem se beneficiou foi o Rubinho, afinal aprendeu muito.

    Ate o Alonso ja copiou acerto do Piquezinho, isso mesmo Piquezinho, ai vao dizer que o Piquezinho é o Monstro do acerto tb ???

    Gente é normal isso em um final de semana, afinal as vezes um acerto que seria “estranho” funcione. E outra coisa, ja repararam que em um fim de semana apenas se mais ou menos 5 horas para se acertar o carro, com 3 variaveis de pista. 1o dia pista suja. 1o tarde, pista mais ou menos, porem ja com outra temperatura. 2o dia pista mais ou menos emborrachada. Classificacao, pista bem mais emborrachada.

    Outro detalhe, qualquer equipe quando buscando acertos para os carros, nao vai usar o mesmo acerto nos dois, so que os caras nao pensassem, é muito mais logico voce testar uma selecao em um carro, e no ooutro colocar um acerto um pouco diferente para ver qual funciona melhor. Claro que funcionando melhor voce passa para o outro carro. E quando se diz aqui copiou o acerto, o pessoal nao faz um xerox do setup e coloca no outro nao, se trata de alguns detalhes apenas.

    Nao tem como copiar em geral o acerto 100%, 1o no caso do Rubens ele usa outra marca de freio, depois em geral a relacao de marchas nao é 100 igual, ajuste de molas de bump e de rebump, amortecedores, barras de torçao, tb em geral nao se usa a mesma coisa. Sao apenas alguns detalhes que sao copiados.

    E para o pessoal que crer creditar alguma mega genelidade a ao 1b. O Schumacher quando estava na Benneton nao tinha ele no boxe e foi campeao, em cima de Ferrari e Mclaren. E nao foi campeo com um carro de outro mundo que ganhava tudo nao, foi ali na dificuldade mesmo.

    E Depois na Ferrari, que ele pegou a Ferrari que nao ganhava a decadas e ajudou a desenolver o carro, ai chega o 1b no carro pronto e vencedor, e voces vao dizer que foi ele que ensinou o Schumacher tenhamos paciencia heim..

    Publicado por Claudio Cardoso | 26/05/2009, 7:20 am
  11. Acrescentando ao que escreveu a Larissa, sobre a preocupação do Ross Brawn com a resistência das peças de seus carros: entre 2001 e, principalmente, 2002, antes da obrigatoriedade dos motores durarem mais de uma corrida, a Ferrari já era uma referência no que diz respeito à durabilidade do seu equipamento.

    Mas é igualmente sintomático como até neste quesito a Ferrari perdeu com a saída de Ross Brawn. Teria o motor do Schumacher falhado em Suzuka 2006? Embora nesta mesma questão, especule-se que a Ferrari teria ousado mais naquela versão do motor para ganhar em desempenho na briga contra o conjunto Alonso/Renault.

    Publicado por Vitor, o de Recife | 26/05/2009, 9:09 am

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 37 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: