//
você está lendo...
ARTIGOS

GP da Inglaterra — Será que Vettel e a Red Bull jogarão mais uma vitória no colo de Jenson?

(Imagem: Red Bull/Divulgação) GEPA-0607087477(MARK em 2008: depois da rodada na primeira volta, o australiano fez uma corrida de recuperação memorável no ano passado)

O Consenso entre os profissionais das próprias equipes é que o RB5, modelo da Red Bull, vai voar no complexo de curvas de alta velocidade do circuito de Silverstone — o que dará a equipe de Sebastian Vettel a grande chance de, finalmente, vencer a equipes de Jenson Button e Ross Brawn em uma pista seca. Mas será que Vettel, muito bem escudado pela Red Bull, resistirá à tentação de novamente jogar uma vitória no colo de Jenson Button?

Problemas internos na Red Bull?

O repórter da BBC, o excelente Ted Kravitz, relata no site da BBC que após a prova de Istambul as relações na garagem da Red Bull não parecem mais tão “cool” e bacanas como no início de temporada. O erro de Sebastian Vettel na primeira volta levou Christian Horner a, meritoriamente, proteger a posição de Mark Webber na última perna de corrida. Irritado, Vettel tentou deliberadamente marcar a melhor volta da corrida para atestar publicamente o nonsense da transmissão de rádio de Horner, que pedia a Vettel “para poupar equipamento pois Mark era mais rápido.”

Como será o final de semana da Red Bull em Silverstone, pista em que Mark Webber costuma fazer excelentes corridas, como a de recuperação no ano passado?

Brawn ‘Updates’

Em entrevista a James Allen hoje, Ross Brawn esclareceu onde a sua equipe está concentrado o seu programa de desenvolvimento:

O que me deixou especialmente satisfeito na Turquia foi que identificamos que a Red Bull era mais rápida que nós em curvas de alta velocidade e nos focamos nisto — os grupos de aerodinâmica e chassis — para encontrar formas de configurar o carro diferentemente, para melhorar a aerodinâmica. E eu acho que na Turquia, na curva 8 [curva de alta velocidade], nós tínhamos um dos carros mais rápidos, tão rápido quanto a Red Bull. Isto mostrou grande força.

— Ross Brawn

Ross está certo e a própria transmissão mostrou que na verdade o BGP 001 foi, por uma margem mínima, o carro mais rápido na curva 8:

VELOCIDADE MÁXIMA NA CURVA 8

1. J. Button………………………. 272.4 km

2. S. Vettel……………………….. 271.6 km

3. K. Raikkonen…………………  269.2 km

4. F. Massa……………………….. 268.0 Km

Essa pequena amostragem dos desempenhos das equipes no setor mais rápido do Istanbul Park mostra que, mesmo com uma vantagem já anunciada, a Red Bull terá, teoricamente, a Brawn  nos seus calcanhares em Silverstone.

Barrichello estará livre para brigar com Jenson?

O grande resultado de Rubens Barrichello no ano passado foi o seu pódio em Silverstone, pista que é praticamente sua casa e onde sempre obteve bons resultados. Como a Brawn lidará com uma possível dominação de Rubens Barrichello em Silverstone, corrida na casa de Jenson Button?

Vitória da Red Bull será essencial para dar novo ânimo ao campeonato

Comungo da tese de que essa temporada dominada por Jenson Button será mais bem aproveitada pelos “connoisseurs, mas tem que levar-se em consideração a grande massa entediada que vai, prova a prova, perdendo interesse nessa que poderá se tornar uma das mais tediosas temporadas desde 2004.

52% dos leitores que responderam a enquete aqui no F1 Around já perderam o interesse e só uma vitória de Sebastian Vettel ou Mark Webber (até de Barrichello) para revitalizar um campeonato amplamente dominado pelo chato (em suas próprias palavras!) e espetacular Jenson Button.

About these ads

Discussão

15 comentários sobre “GP da Inglaterra — Será que Vettel e a Red Bull jogarão mais uma vitória no colo de Jenson?

  1. Duas coisas:
    Eu tenho uma séria desconfiança de q a Brawn n tira tudo do carro. Tenho a impressão q têm um setup blockbuster e um conservador e q têm usado normalmente apenas o conservador. Só quando chegam em pistas q correm o risco de n levarem fácil com o setup stantard é q tiram do baú sua bazuca – o caso de Mônaco, por exemplo, onde a pole é essencial. N teve lógica como o Button conseguiu aquela pole de forma tão limpa. Aquilo contrariou tudo q se sabia sobre as curvas do principado.
    Sobre esse coringa q têm na manga…provavelmente deve ser um setup q deve deixar o carro, de alguma forma, um pouco mais vulnerável. Por isso, só usam quando há extrema necessidade.
    Assim, vou de encontro a opinião de quem acredita q a RBR é a favorita para essa pista no seco.

    Será q n seria a pista pra McLaren tentar arriscar ir sem o Kers? P q n fazer o primeiro treino da sexta sem o mecanismo em um dos carros? Ao invés de ficar 30 a 40 minutos parada no box no início do treino, vai lá e coloca os dois carros na pista, um com e outro sem o Kers( n importando a condição “green” da pista, pois só se quer saber se o carro sem Kers pode ser mais rápido q o outro).
    Vejam: da curva 1 até a 6, n se usa o freio. E, se n me engano, este é usado em apenas 4 pontos da pista.
    Será q n seria o momento ideal pra se experimentar uma distribuição de peso diferente?
    Estavam muito lentos sem o Kers nos testes em Fevereiro, mas o carro era praticamente outro.
    Bem… n deve ser isso q os simuladores em Woking devem estar indicando. Porém, esses mesmos simuladores ajudaram a produzir um dos piores carros do grid.
    Com ou sem Kers, a verdade é q a McLaren, correndo em casa, corre o risco de disputar a última fila com a STR. O bom de se chegar ao fundo poço q não há como mais descer. O problema é quando vc fica atolado lá. A sorte é q o campeonato é curto e só faltam 10 etapas agora.

    Publicado por Leandro Magno | 15/06/2009, 7:33 pm
  2. Barrichello Who? A única coisa que ainda boto fé no Rubens é em par ou ímpar, palitinho ou truco.

    Publicado por fernando-ric | 15/06/2009, 7:35 pm
  3. Becken –>

    Barrichello, nao precisa de ordem da equipe, afinal essa semana ele chegou ao MAXIMO da desculpa.

    1o A embreagem estava contaminada, e a equipe nao sabe pq isso acontece (so com o carro dele claro, e o interessante, se a embreagem estava contaminada, pq ao sair das paradas de boxe, o carro dele nao apagava tb?

    2o AGORA SIM O MAXIMO.. O Barrichello disse que o VENTOOOOOOO mudou, e ai ele foi prejudicado. Incrivel nao…

    Publicado por Claudio CArdoso | 15/06/2009, 7:59 pm
  4. Desculpe-me discordar, mas não acho que Vettel ou a Red Bull tenha jogado nenhuma vitória no colo de Button. Haveria isso se a equipe austríaca estivesse no mesmo nível da Brawn, ou se Vettel tivesse, além do talento evidente, maturidade o suficiente para fazer frente ao piloto inglês.

    Nem uma coisa e nem outra acontecem. Vettel é bom mas tem só dois anos e meio de F-1 e apenas 21 anos. Será craque, mas ainda precisa ser obviamente lapidado. Além disso, a Red Bull é apenas a equipe mais próxima da Brawn, o que não significa que esteja no mesmo nível. Não está, está bem longe, ainda. A Brawn é tão superior quanto a F2002 foi em 2002. E Button não venceu na Turquia porque “Vettel jogou a vitória em seu colo”, ele venceria de qualquer jeito, isso parece bem claro.

    Abraço

    Publicado por Hugo Becker | 15/06/2009, 8:15 pm
  5. “jogar vitória no colo de button”? como se a brawn não fosse muitíssimo superior à red bull…

    péssimo esse post.

    Publicado por andre | 15/06/2009, 9:07 pm
  6. Quanto às principais perguntas do post:

    a) Não acredito em ambiente ruim na Red Bull, acho que é sensacionalismo.

    b) No que diz respeiro à corrida, é tudo ou nada, ou a Red Bull mostra a que veio e arrisca tudo ou já era, com 100% de certeza, o campeonato.

    c) Se Button levar mais uma será o resultado mais normal do mundo, já o contrário, se a vitória não for para Vettel ou Weber, aí sim será um fato extraordinário, quase uma paranormalidade (caso de se chamar os Ghostbusters).

    Que venha mais uma vitória, mas que seja alemã, para calar um pouco os críticos do garoto sensação do campeonato.

    Ah!!! E que o Nelsinho mande a Renault e suas estratégias para a PQP.

    Publicado por Cassius Clay Regazzoni | 15/06/2009, 11:00 pm
  7. Impressionante como Brawn/Button passaram de heróis pra vilões em tão pouco tempo. Bernie deve estar louco pra jogar alguma punição sobre eles.

    Leandro, eu tenho a impressão de que a Brawn nunca dá tudo no Q2. O que causa uma falsa impressão em relação aos outros.

    Aproveitando o dia, acho que o Cassius deveria trocar uma letra e transformar sua campanha em anti-rObinho. Que tal Cassius? Pode manter duas mesmo.

    Publicado por KBK | 15/06/2009, 11:27 pm
  8. Aproveitando o dia, acho que o Cassius deveria trocar uma letra e transformar sua campanha em anti-rObinho

    Rsrsrsrsrsrsr… Essa foi ótima….

    Publicado por Becken Lima | 15/06/2009, 11:30 pm
  9. E esta é uma campanha que eu aprovo!

    Publicado por Filipe Furtado | 16/06/2009, 12:24 am
  10. Hugo, naquela hora em que ele escorregou na casca de banana e o Button passou ele, não entregou a ponta de mão beijada não? Com certeza o panorama da corrida seria bem diferente se o Vettel não tivesse vacilado…

    Publicado por Thiago | 16/06/2009, 9:47 am
  11. hauahua anti-robinho foi ótima
    esse tb dá desculpas demais, peca pela boca.
    Com esses dados que vc colocou, becken, era de se esperar a melhor corrida do ano,pelas possibilidades dos dois da brawn e dos dois da Red Bull, mas, sinceramente, nenhum campeonato será como 86 ou 2007, com vários pilotos o disputando, corrida a corrida. E muito menos é de se esperar muitas ultrapassagens, já que nem Turquia a teve. E eu arrisquei errado que Turquia seria a melhor do ano, em teoria.
    Não sei mais o que esperar do campeonato, dentro e fora das pistas.

    Publicado por Ridson | 16/06/2009, 11:52 am
  12. A galera reclama, mas adora me ver dando porretada, rs…

    A F1 já me traz problemas demais, se for falar de futebol (eu que sou Flamengo) acho que teria um infarte.

    Mas para que não restem dúvidas sobre minha posição nesse assunto, eu não torço pela seleção brasileira desde de 1986 (para mim o último grande time que teve a “aura” de seleção canarinho).

    O futebol hoje é um grande negócio capitalista (até maior que a F1) reduto de celebridades milionárias com a mentalidade de retardados mentais.

    Principalmente os jogadores brasileiros, que em sua maioria só querem saber é de cerveja, pagode e putaria (por exemplo, travecos são presença assídua nas festinhas destes seres esquisitos).

    O “profissionalismo” (a total falta dele) destes imbecis não me deixa mais acompanhar o elegante esporte bretão como antigamente.

    Antigamente tinhamos amor aos clubes e falta de profissionalismo, hoje não temos nem o amor ao clube (é só surgir uma graninha lá nas arábias da PQP que os caras abandonam os times no meio do brasileirão na maior cara dura).

    Em síntese, Robinho, com aquela boca cheia de dentes e aquele jeitão de débil mental é a perfeita tradução do que hoje é o futebol brasileiro. Compre ele pelo que vale e venda pelo que ele acha que vale e estará fazendo um excelente negócio.

    Já a antítese do Robinho é o tal Kaká, bom garoto (daqueles criado em apartamento, dos qual a vó tem orgulho), não fuma, não bebe e não f…, mas doa milhões de reais para uma organização dirigida por sonegadores e evasores de divisas (presos) condenados pela justiça.

    Não sei o que é pior.

    Acho que vou ficar só na F1 mesmo. rs…

    Publicado por Cassius Clay Regazzoni | 16/06/2009, 1:56 pm
  13. Eu concordo com o Hugo Becker, o Button venceria na Turquia que qualquer maneira tamanha sua superioridade na prova.
    A Red Bull sempre vai mais leve no Q3 com o Vettel vide Mônaco e Turquia.
    Webber vai mais conservador para a corrida e vem se dando melhor e tá merecendo uma vitória, quem sabe em Silverstone.
    Mas, Jenson Button ainda é o favorito!

    Publicado por Jobson | 16/06/2009, 4:20 pm
  14. Thiago, “entregar a vitória de mão beijada” é fazer o que o Mansell fez no GP do Canadá de 1991, ou o que o Hakkinen fez no GP da Itália de 1999, por exemplo. Erros grotescos que jogaram uma vitória garantida no lixo.

    A vitória do Vettel era garantida, diante do atual panorama da hierarquia de forças na F-1 e, sobretudo, antes mesmo de completar a primeira volta? Quer dizer que o erro dele com um carro muito mais leve e nitidamente inferior ao de Jenson Button, com uma estratégia que não lhe permitiria lutar pela vitória (tanto que chegou em terceiro, atrás do Webber) é “entregar a vitória”?

    Vamos devagar, se de um lado tem gente querendo endeusar Vettel, do outro tem gente querendo destruí-lo. O carro do ano é a Brawn, estamos com sete corridas e seis vitórias da equipe, se a Red Bull estivesse em condições de brigar pau a pau pelo título, teria no mínimo mais duas vitórias, pra equilibrar a situação. E não é esse o caso.

    Em 2004, a Ferrari era o carro do ano, disparado, como é a Brawn hoje. No GP do Canadá daquele ano, Schumacher e Barrichello largaram em sexto e sétimo lugares. A pole position ficou com a Williams, de Ralf Schumacher, se não me engano.

    Schumacher venceu a prova. O que quero dizer é isso, a estratégia pode enganar na classificação, mas não engana na corrida. O Button venceria na Turquia de qualquer jeito, não tenha dúvida. Ninguém jogou a vitória no colo dele. Isso é só pra polemizar.

    Abraço

    Publicado por Hugo Becker | 17/06/2009, 12:26 am
  15. Jogar no colo, Hugo, não sinifica que o Sebastian tinha a vitória garantida e a entregou completamente. :)

    Significa que ele tinha uma chance de fazer o Jenson suar pela vitória e pôr pressão no inglês, mas na primeira curva entregou a sua própria chance de vencer, “de grátis” para o Button.

    O erro não foi o bastante e ele foi tímido durante a seunda perna da corrida, sem sequer arriscar uma ultrapassagem com um carro 40 Kg mais leve…

    Discordo que a Brawn tenha um carro infinitamente superior ao da Red Bull, para mim nem Sebastian nem Webber estão extraindo o máximo do RB5, nem sequer estão conseguindo maximizar as chances de manterem-se próximos de Jenson na pontuação.

    Sebastian bateu na Austrália, rodou e abandonou na Malásia; errou na estratégia e bateu em Mônaco; errou na Turquia; mantevesse atrás do carro mais lento do Lewis Hamilton no Bahrein quando o Button — que também não tem KERS — ultrapassou o inglês e ainda mantevesse atrás de Massa na Espanha, ajudao depois pela péssima estratégia de sua equipe na mesma corrida…

    Ele perdeu a terceira posição para o Webber por que não ultrapassou o Jenson e as suas primeira e terceira pernas de corrida, se comparadas com as do Webber, com um carro mais pesado, ficaram muito aquém do que ele poderia extrair do carro:
    ____________________________________

    1º stint: Webber:
    1:30.034 1:29.722 1:29.355 1:29.396 1:29.684 1:29.122 1:28.930 1:28.796 1:28.784 1:28.613 1:28.320 1:28.533 1:28.625 1:28.059 1:27.993 1:28.071 1:28.073

    1º stint: Vettel:
    1:30.244 1:29.492 1:29.225 1:28.822 1:28.952 1:28.640 1:28.393 1:28.754 1:28.798 1:28.669 1:28.369 1:28.351 1:28.147 1:28.378
    ____________________________________

    Se você obervar com cuidado os tempos, verá como o Webber, mesmo com um carro mais pesado, manteve-se mais consistente que o Sebastian, bem mais leve.

    Se tivessem errado menos, tanto Vettel quanto a Red Bull, estariam mais próximos de Button e da Brawn e não teríamos essa impressão de que a Brawn é um “monstro” de carro. A Vantagem é mínima e o Jesnon esá sabendo como gerenciá-la.

    Espero — para o bem do campeonato — que uma das Red Bulls vença na Inglaterra, senão…

    Publicado por Becken Lima | 17/06/2009, 1:29 am

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 37 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: