//
você está lendo...
ARTIGOS, NOTÍCIAS, POLÍTICA NA F1

Quem é Alan Donnelly

(ALAN DONNELLY – vistoriando a pista de Interlagos no ano passado)

A controvérsia ao redor da comunidade de Formula 1 mundial envolvendo a branda punição de Felipe Massa deixa no ar algumas certezas. A primeira: a discussão a respeito dos meandros, detalhes e tecnicalidades da Formula 1 estão longe, muito longe, de serem discutidas de maneira séria e profunda no Brasil. Toda a imprensa, inclusive os BLOGs, ignorou a questão. Quando teremos uma imprensa especializada de verdade é algo para se discutir no futuro.

A segunda, e mais séria, é que a Formula continua sendo regida, dos comissários de pista à sua presidência, pela gang mafiosa de Max Mosley. O homem não parece minimamente interessado em parecer isento na forma como gerencia a categoria.

Na enxurrada de notícias da pré –temporada desse ano, talvez uma tenha passado despercebida para a comunidade da Formula 1. O Grand Prix.com publicou uma nota no dia 14 de janeiro na qual abordava o processo de substituição de Tony Scott Andrews, comissário permanente da FIA. Scott foi nomeado comissário permanente havia apenas dois anos e sua continuidade no posto deixava a certeza de independência e sensatez nas decisões tomadas no calor do momento de uma competição.

Com a saída de Scott Andrews, Max Mosley nomeou como consultor em decisões que “demandem rapidez e agilidade”, Alan Donnelly, conhecido e bem sucedido “economista” que durante alguns anos foi líder do Grupo de Trabalho do parlamento europeu.

Donnelly mantém uma amizade e parceria de anos com Max Mosley e o estreitamente dessa parceria nos últimos anos parece ter se convertido em uma cooperação mútua a ponto da própria companhia de relações públicas de Donnelly, a Sovereign Strategy, ter como clientes a FOM e a FIA.

Como você deve estar percebendo, a rede de ligações e interesses começa a fazer sentido e o parágrafo final do pequeno, mas valioso artigo do Grand Prix.com, é surpreendente:

“Ele [Donnelly] desistiu da política em 2000 e fundou a sua própria empresa de Relações Públicas, que é chamada Sovereign Strategy, com sede no prédio pertencente à FIA em Trafalgar Square, Londres

De Acordo com o website da Sovereign Strategy, seus clientes incluem a FIA, a FOM [Formula One Management Ltd] e FERRARI.”

Nesse momento, a lista de clientes presente no site da Sovereign Strategy não inclui mais a Ferrari, mas pesquisando em arquivos da internet, o SIDEPODCAST descobriu que a Sovereign Strategy retirou o nome da Ferrari de sua lista no intervalo entre o fim da temporada passada e a nomeação de Donnelly feita por Max Mosley no início desse ano. O rastro deixado por Donnely pode ser encontrado e comprovado nesse link: clique aqui.

Se toda essa rede intricada de clientes e parcerias estabelecida por Max Mosley, Alan Donnelly (hoje o homem que julga o mérito em questões de pista) e a Ferrari não são um belo e brabo conflito de interesses eu simplesmente não sei mais o que deveria ser.

Alguém em sã consciência achar que há isenção real e verdadeira em decisões de pista quando se tem um “fornecedor” da Ferrari tomando as decisões, é algo que está além da minha pobre capacidade de raciocínio.

Anúncios

Discussão

Trackbacks/Pingbacks

  1. Pingback: A FERRARI QUEBRA ACORDO ANTI-TABAGISTA « F1 Around - 27/11/2008

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: