//
você está lendo...
ARTIGOS

Para vocês que estão fora do Brasil…

(IMAGEM: Mr Lovebucket no Flickr)senna-in-london(MURAL de Ayrton Senna na periferia sul de Londres)

Desde que a audiência do F1 Around cresceu, o site vem sendo visitado por alguns leitores ao redor do mundo. Alguns eu até sei aonde vivem, como o Fernando Piccione, que está no México (diante do alarmismo da gripe suína, aqui vai a minha preocupação com Fernando: dê notícias, por favor!); pelo que pude constatar o “Filho do Vento” está na França e Ingryd Lamas, editora do simpático Athena Grand Prix, em Londres, Inglaterra

O caso de Ingryd é interessante. Ela está na Inglaterra estudando Design Gráfico e atenta ao que rola no país que é considerado a Meca da Formula 1.

Ingrid visitou o Science Museum, Museu de Ciências inglês que tem uma exposição importante e necessária, relatando o impacto da tecnologia da F1 nas nossas vidinhas ordinárias. A exposição prova, afinal, que a F1 não é apenas grid girls, testosterona e extravagâncias. A visita rendeu um post e fotos bem interessantes que vocês podem ver AQUI.

Ingrid tem um blog para contas as suas experiências, mas e vocês que andam desfilando suas brasileirices em outros países, que tal contar como a Formula 1 é vista no país onde você mora?

Aqui vão algumas idéias para estimular a criatividade:

  • Você pode relatar qual o impacto da Formula 1 no país em que você está;
  • Como é a cobertura de televisão;
  • Contar quais pilotos são reconhecidos como ídolos por aí;

Ou simplesmente qual a sua ligação emocional com a F1 explicando como a categoria lhe faz lembrar o Brasil. Só não vale dizer que sente saudades do Galvão Bueno…

Fique à vontade na sessão de comentários para relatar suas experiências.

Anúncios

Discussão

24 comentários sobre “Para vocês que estão fora do Brasil…

  1. Caro Becken ,
    Muito obrigado pela lembranca e preocupacao.
    eu e a minha esposa estamos bem mas a situacao aqui eh um pouco pior do que se imagina.
    A minha sorte eh que posso fazer home-office e nao estou perto de escritorios e aglomeracoes.
    Nunca havia passado por isso na minha vida e te digo que nao eh nada agradavel.
    Um grande abraco,

    Fernando

    Publicado por Fernando Piccione | 29/04/2009, 7:56 pm
  2. Qto a F1 aqui no Mexico acho que jah te escrevi algo , mas nao temos muitos fans por aqui.

    Apesar do Mexico ter alguns bons pilotos de formula por ahi eles sao um povo mais Nortemericanizado que imaginam e curtem muito a NASCAR.

    A transmissao da F1 aqui que dah um baile no Brasil, temos um programa semanal no Canal FOX ( Argentina) e no fim de semana de GP temos um programa pos classificacao na sexta , sabado e no domingo a transmissao se inicia 1h antes .

    A corrida eh transmitida por 2 narraodres e um comentarista e eles ateh o ano passado torciam descaradamente contra o Massa.

    Hj ao meu ver os caras aqui estao surpresos com a Brawn o Button , respeitam ao Barrichello e gostam muito do Vettel e claro o Alonso.

    Do Brasil, como se diz aqui, fuera de broma, ainda bem que encontrei o seu Blog, do Livio e do Felipe Motta…

    Do Galvao nao tenho nada de saudades, muito menos do Odney Edson e do Fabio Seixas …

    Mas vamos la !!!

    Esse ano a F1 esta legal e tomara que os Brasileiros possam trazer alguma alegria para nos que gostamos de Automobilismo.

    Um grande abraco,
    Fernando

    Publicado por Fernando Piccione | 29/04/2009, 8:10 pm
  3. Bom, não moro fora do Brasil mas costumo assistir as sessões livres na Justin.TV, por uma retransmissão de sinal da TeleCinco espanhola. Claro, a maioria das pessoas que estão no chat são de língua hispânica, em grande número latino-americanos – em quantidade muito maior do que os espanhóis.

    E fiquei surpreso com o que pude constatar. Por falar espanhol fluente, pude conversar com várias pessoas no chat e encontrei um uruguaio que é fã incondicional de Felipe Massa, alguns argentinos que também torcem pelo brasileiro, e um consenso imbatível sobre Nelsinho Piquet. Em todas as sessões, ele é o nome mais citado e maior motivo de piadas. Um mexicano chegou a dizer no chat que, para o Piquet melhorar, só falta aprender a passar para a segunda marcha, depois para a terceira, e assim por diante.

    Por fim, o que me causou surpresa também foi notar que os sul-americanos de língua espanhola, em geral, NÃO torcem para FernandO Alonso. Imaginava que a torcida pelo espanhol fosse quase unanimidade…

    Enfim, espero poder ter contribuído para os relatos, embora more mesmo em São Paulo! rs

    Abraço, Becken! Ótima iniciativa.

    Publicado por Hugo Becker | 29/04/2009, 8:59 pm
  4. aaaaaaa pois é uma honra ser citada por aqui!!!!!

    como vc já acompanha o que posto, só posso lhe dizer uma coisa: se tem uma coisa que não sinto falta mesmo, essa “coisa” é o Galvão Bueno!!!!

    uahuahuahuahuahuah

    bjoooos

    Publicado por Ingryd Lamas | 29/04/2009, 9:26 pm
  5. Grande Becken,
    Obrigado pela lembrança. Eu estou estudando em Grenoble no Sudeste da França ( próximo à Lyon).
    Os caras aqui são apaixonados por F1 e pela Renault. Eu tive a oportunidade de ver in loco no GP de Magny Cours em 2007 que fica no meio do nada. Neste GP, para a minha decepção, o Massa perdeu a liderança no ultimo pit stop :(.

    Prost, Pannis e Alesi são os pilotos mais lembrados nos fóruns. Inclusive, eles participam de uma competição de corrida na neve ( Andros). O Bourdais é tão valorizado quanto o Nelsinho Piquet no Brasil:). Ou seja, elogiam o passado, mas ninguém bota mais fé.

    As transmissões são super bem-feitas e produzidas. Com os narradores presentes em quase todas as corridas. Um dos comentarista é o Jacque Lafitte, antigo piloto de F1. As transmissões começam de 15-30 minutos antes da prova.
    A saudade da transmissão da Globo refere-se somente ao fato de aqui eles cortarem a corrida a cada 15 minutos para os comerciais (é bizarro).

    Eles respeitam os brasileiros e valorizam muito o Alonso e Hamilton. No GP do Brasil do ano passado, eles gritaram que o Massa era o campeão, quase fui a loucura…

    Grande abraço à todos do fórum

    Publicado por filho do vento | 30/04/2009, 8:06 am
  6. Becken:

    Apesar de ser português, nasci no Brasil. Só me mudei definitivamente com seis anos de idade, mais ainda me lembro de ver a Formula 1 dos Domingos de manhã. E sim, já havia o Galvão Bueno… mas também havia o Reginaldo Leme!

    Em Portugal temos uma chatice: as corridas são transmitidas em sinal fechado, logo, quem tem TV Cabo, ainda tem de pagar um extra para ver a Sport TV. Chulos…

    Voltando ao que interessa: há uma espécie de alheamento em relação à Formula 1, apesar de haver semanários desportivos e páginas nos diários, mas não escapa muito do que se vê noutros países do mundo. E quanto a torcidas… muitos gostam dos brasileiros. Do Massa, principalmente. Também há Alonsistas e Hamiltonianos, e também andam surpreendidos com a Brawn GP e com o Barrichello. Mas a Formula 1 não é um desporto de massas… pode ser que seja, caso coloquem um piloto português na Formula 1!

    Publicado por Speeder_76 | 30/04/2009, 10:13 am
  7. Becken, sou paulista e moro no interior da Bahia, uma cidadezinha de 30 mil habitantes, rsrsr, vale como fora do país ?

    Aqui ninguém nem sabe o que é F1, mas se falar do “framengo” tens papo até o amanhecer.

    Aqui ninguém tira sarro do Galvão, aliás adoram ele quando narram jogo do framengo, a unica coisa que falam de F1 é do Senna, com aquele velho chavão “eu só gostava de F1 quando tinha o Senna, depois que ele morreu não assisto mais”.

    Tinha um amigo aqui que gostava, mas ele voltou a São Paulo e esta se civilizando novamente, eu não tenho mais essa sorte. Todo ano falo que vou assistir o GP de Interlagos, mas todo ano da xabú.

    Mas foi uma escolha, e tenho que resistir as tentações da cidade, arrocha, axé-music, framengo e muito mais.

    Fica meu relato de morar fora do “país”.

    Publicado por Claudemir Freire | 30/04/2009, 10:53 am
  8. Rsrsrsrsrsrsrs…Claudemir, esse foi o mais engraçado, lhe garanto.

    Publicado por Becken Lima | 30/04/2009, 10:59 am
  9. Claudemir- Se não existisse internet tu tava lascado, hein?!? hahahahah

    Publicado por Thiago | 30/04/2009, 11:15 am
  10. Interessante que eu moro em São Paulo, mas também já vivi em lugares absolutamente distantes dos grandes centros urbanos, o que significa também viver uma realidade diferente em termos sociais e tecnológicos.

    No fundo, eu não sei se o Brasil real é o que vivo aqui em São Paulo ou que vivi fora desse eixo de prosperidade dos grande centros urbanos e capitais…

    Publicado por Becken Lima | 30/04/2009, 11:24 am
  11. Se não fosse a net e a Sky eu estava isolado do mundo assistindo novela das 8 e Faustão.

    Mas eu navego a incríveis 90 kbps, rsrs.

    Mas são escolhas da vida. kkkkkkkkk

    Publicado por Claudemir Freire | 30/04/2009, 11:28 am
  12. Claudemir- hehehe, quanto sugiu adsl eu ainda navegava com um modem veio de 14400, e ainda baixava MP3…

    Publicado por Thiago | 30/04/2009, 11:36 am
  13. Claudemir – Só posso me sentir honrando em ser que vc usa os seus 90 kbps e passa por aqui para ler e colaborar.

    Farei o possível para manter o blog sempre bem leve e light ;) rsrsrsr

    Publicado por Becken Lima | 30/04/2009, 11:39 am
  14. Becken. ->

    Voce ja viu sobre as regras dos gastos ?

    Acho que foi uma bomba que a FIA soltou, inclusive para o pessoal que deu a ideia de fazer o desenvolvimento do carro esse, ja tem artigos falando sobre isso. mas acho que era para outro post esse assunto gigante…

    Publicado por Claudio Cardoso | 30/04/2009, 12:18 pm
  15. estou escrevendo a respeito…

    Publicado por Becken Lima | 30/04/2009, 12:20 pm
  16. Salve Becken,

    Parece que o pessoal da FIA viu o que escrevi no post sobre o KERS e resolveu aumentar o peso mínimo para 2009.

    http://www2.uol.com.br/teojose/noticias/ult794u63778.shl

    Abraço

    Publicado por filho do vento | 30/04/2009, 12:29 pm
  17. ops, para 2010

    Publicado por filho do vento | 30/04/2009, 12:32 pm
  18. Ei Fernando Piccione, meu tel é xxxx-xxxx, me dê uma ligada, estou por Polanco, Cidade do Mexico. Como você, não saio de casa e tento levar a situação da melhor forma, mas é realmente preocupante.

    Ja faz alguns anos que estou fora do Brasil e acompanhar a F1 tem sido uma experiência legal, longe da babaquice da Globo.

    Quando morava na Costa Rica por varias vezes me perguntaram de atletas famosos como o Ronaldo Fenomeno ou Romario e era recorrente perguntarem por Ayrton Senna e olha que o cara ja morreu faz 15 anos.

    Assisto pela FOX, fico p da vida com os comerciais durante a corrida (já fiz as contas, são cerca de 10 voltas a menos pela tv) mas os comentarios e o silencio do narrador quando ha camera on board valem a pena. Para contornar o problema dos comerciais me conecto em algum canal da justin.tv.

    Mas confesso que ainda não encontrei alguem para discutir apaixonadamente a F1, parece que por aqui a categoria é apenas mais uma do automobilismo. O único que encontrei era fã do Jean Alesi e tentou me convencer de todas as maneiras que o cara foi um dos melhores que a F1 ja teve. Era bom, sem duvida, mas dos melhores? Coisas de apoixonado por F1.

    Abraços

    Andre

    Publicado por Andre Dias | 30/04/2009, 2:08 pm
  19. Po Andre !!!

    Legal cara , eu estou em Interlomas, em casa, mas ja estamos nos preparando para ir a Vallarta.

    Que tal se nos falamos a semana que vem ?

    Aqui esta meu tel xxxxxxxx, segunda jah estarei de volta.

    Cara eu esqueci de mencionar que a unica coisa legal da transmissao da Globo sao a falta de comercias… aqui como vc bem sabe e disse os caras nao sabem transmitir sem as entradas de comercias… uma pena…

    Eu tenho um artigo do PAT SYMMONDS da Renault dizendo que o Alesi foi o melhor piloto ” ser humano ” que ele trabalhou e o pior profissional tambem, isso eh engracado.

    Um grande abraco e que nos entoquemos para a gripe nao chegar.

    Publicado por Fernando Piccione | 30/04/2009, 2:23 pm
  20. Oi pessoal. Aconselho ao Becken à modificar o post dos nossos amigos mexicanos, apagando o numero dos telefones. Obviamente com as autorizações dos envolvidos. O motivo? Vai que alguém não muito confiável acha o telefone de vocês …

    Publicado por filho do vento | 30/04/2009, 2:31 pm
  21. “No fundo, eu não sei se o Brasil real é o que vivo aqui em São Paulo ou que vivi fora desse eixo de prosperidade dos grande centros urbanos e capitais…”

    Já fiz essa pergunta algumas vezes, e não sei a resposta até hoje. A qualidade de vida daqui é melhor não tenha dúvidas, mas falta o que nós aprendemos e crescemos gostando que são a cultura, culinária e lazer. Em Sp é só trabalho e grana, quando dá tempo é que vamos usufruir do que a cidade tem de melhor, mas é muito punk, aqui crio meus filhos com espaço pra crescer e sem medo. Tenho minha vida estabilizada e assim acaba que o que falta aqui fica equilibrado com o que tinha aí, mas…

    Tenho o framengo, axé, arrocha, rala a tcheca no chão (fico imaginando aquela mulher branca e esguia da Europa Oriental sendo arrastada no chão) uma net bacana que não dá pra ver videos no IUTUBIO carros com som monstruoso e muito mais, rsrsr.

    Publicado por Claudemir Freire | 30/04/2009, 2:40 pm
  22. Valeu Fernando, ja anotei seu tel. Nos falamos semana que vem.

    Se cuide.

    Quanto a apagar os numero, mandem bala.

    E a corrida da A1GP que seria no Mexico mes que vem foi cancelada. Uma pena, mas é uma decisão acertada.

    Andre

    Publicado por Andre Dias | 30/04/2009, 4:50 pm
  23. Sobre os amigos acima, incluindo Becken, questionando a “referência” sobre um Brasil “real”, também me questiono sobre isso, mas cheguei à conclusão de que o padrão de vida que temos especialmente em São Paulo é muito diferente do padrão geral do restante do país. Mesmo em outros grandes centros urbanos, como Rio de Janeiro e Porto Alegre, há uma enorme diferença para São Paulo, em termos gerais. Já morei nestas cidades e inclusive em cidades do interior paulista, além de uma temporada em Buenos Aires. Posso dizer que a vida SP é radicalmente diferente de todas essas cidades. Digamos que temos, assim, um padrão “irreal” em comparação ao restante do Brasil.

    É a conclusão à que cheguei.

    Publicado por Hugo Becker | 30/04/2009, 8:18 pm
  24. Hoje moro em Londres onde o interesse por F1 eh muito parecido com o interesse que gera no Brasil, com direito a patriotada ridicula como no Brasil de vez em quando tambem (ano passado principalmente)
    Vivi tambem nos EUA e na Nova Zelandia e nesses dois paises, infelizmente, nao assistia a F1.
    Nos EUA a F1 eh praticamente desconhecida e na epoca nao havia transmicoes pela internet.
    A F1 eh um pouco mais conhecida na NZ mas o horario das corridas era proibitivo (Segunda-feira de madrugada) e so passava pela SKY.
    Me informava pela internet, mas ainda nao haviam corridas online.
    Esses foram os meus anos ‘perdidos’ da F1…

    Publicado por JT | 01/05/2009, 8:52 am

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: