//
você está lendo...
ARTIGOS

Fernando é generoso com Lewis

(Imagem: Formula1.com)lewis-e-fernando-spain1(LEWIS E FERNANDO: alinhados, lado a lado, os dois maiores nomes do esporte hoje)

Algo que não se pode negar sobre Fernando Alonso é que o homem fala o que pensa e pensa o que diz. Da autoridade de seus dois títulos, Fernando vem nos últimos meses preenchendo um papel que estava vago desde a morte de Ayrton Senna, que é a de tomar para si a responsabilidade como líder e porta voz dos pilotos em situações diversas, desde espinafrar em público a Bridgestone pelo seus pneus, a criticar a forma como a FIA tem gerenciado a Formula 1 como espetáculo.

Hoje, ao lado de Lewis Hamilton na tradicional entrevista coletiva de quinta-feira, Fernando foi generoso com o jovem inglês, que tenta recuperar  sua reputação afetada pela canhestra tentativa de manipular os comissários no GP da Austrália.

“Eu sempre disse a mesma coisa. Eu estive uma temporada na McLaren e nunca tive problemas de verdade com Lewis. Tivemos uma boa disputa que nos ajudou a encontrar nossos limites. Eu posso dizer que sinto falta dessa competição de uma maneira por que é muito divertido encontrar novos limites para nós mesmos.

Os problemas que eu tive foram com os chefões e com a filosofia da equipe, por isso eu decidi encerrar aquela etapa de minha carreira, mas Lewis foi sempre um grande piloto, um grande campeão, lutando pelo campeonato na sua primeira temporada na F1 e vencendo na segunda. Por isso, eu acho que será fácil recuperar a sua reputação se ele permanecer vencendo.

Ele fará pessoas felizes, seus torcedores felizes e essa é uma coisa muito importante, fazer o seu trabalho. O máximo que podemos fazer é pilotar nosso carro, vencer corridas, vencer campeonatos. Esta é a melhor coisa que você pode fazer.”

— Fernando Alonso —

Anúncios

Discussão

36 comentários sobre “Fernando é generoso com Lewis

  1. clap…clap
    Palmas para Don Alonso.

    Publicado por Henry | 07/05/2009, 4:33 pm
  2. Pinóquio ou Burrinho do Sherek, não sei qual representa melhor o Lewis.

    Publicado por nasser | 07/05/2009, 4:44 pm
  3. O pinóquio, além de contar mentiras, era até ingênuo. Já o Burrinho do Shrek pode ser tudo, menos burro!

    Mas ele é casado com uma “Dragão” e a namorada do Lewis, a Nicole Scherzinger, não é um dragão, lhe garanto… ;)

    Publicado por Becken Lima | 07/05/2009, 4:49 pm
  4. Estou de acordo com o Eclestone, faltam pilotos que promovam a F1, hoje eles pensam mais, agem de menos. Não vejo ninguém espinafrando alguma coisa no momento inoportuno, porque falar o que jornalistas, comentáristas falam é só fazer eco, o que a maioria dos pilotos fazem é a autopromoção.

    Mas essa do Alonso em encarar o que aconteceu em 2007 como culpa da equipe e isentar o Hamilton, mostra que ele além de chorão é generoso. Sabemos que o Hamilton e Mr. Hamilton tiveram um bucadinho de culpa.

    Assim como o Senna fritou os seus companheiros com total consentimento da equipe, o Hamilon faz o mesmo, não sei se ele esta errado, não julgaria por esse lado, porque na F1 quem pode mais “chora” menos. Mas teve os dedinhos dos Hamilton´s, à isso teve.

    Publicado por Claudemir Freire | 07/05/2009, 5:13 pm
  5. Becken ,

    Entendo que uma grande parte da fama+declaracoes ou escandalos vem da necessidade da imprensa em geral em vender mais noticias, nao estou falando do caso de Hamilton esse ano, mas toda a rivalidade criada contra o Alonso as historias de bastidores os furos de pilotos indo a outras equipes, pilotos sendo sacados enfim…

    Por isso admiro muito o seu trabalho quase 99% imparcial, tirando algumas defesas da Mclaren, rs rs rs

    A rivalidade criada na Espanha e Inglaterra no ano 2007 foi muito boa e nao teria sentido criarem uma historia sobre o Ron Dennis contra o Alonso e ou vice versa nao se venderia tanto qto Alonso x Hamilton.

    Falando em Mclaren, posso desenterrar um piloto que para mim foi uma das maiores decepcoes da F1 atual ?

    O Montoya, nao sei se a imprensa criou sobre ele uma expectativa gigante ou se ele realmente nao se encaixou na Mclaren enfim, que pena que ele nao vingou… e pior li algumas declaracoes, tipo do Livio, que ele era um bb chorao , crianca mimada que nao faz falta nenhuma a F1.

    Vc acha isso tambem, sera que ele nao voltaria com a F1USA ?

    Alias como vai essa historia /

    Abraco

    Fernando

    Publicado por Fernando Piccione | 07/05/2009, 5:14 pm
  6. Coincidentemente, Piccione, eu estou escrevendo um post sobre o GP da Espanha e sobre o Alonso, celebrando ele e o evento.

    Eu, pessoalmente, tendo a ser muito cordial e paternalista com os pilotos, com todos eles. São raros os que eu posso dizer que não simpatizo…

    Sim, eu concordo que a mídia é terrível para propagar a controvérsia e parte da sutilezas acabam sendo deixadas de lado.

    Vc tocou em um ponto importante, que é a rivalidade. Nenhum esporte sobrevive sem isso, que é a essência que leva o esporte adiante, que o torna interessante e dá um componente dramático. Por isso que Lewis X Alonso foi um dos grandes momento da F1 em toda a sua história, mas a coisa raramente foi além da pista, algo que a voracidade da imprensa acaba não respeitando.

    Sempre se ficciona a coisa aqui e ali, afinal, é isso o que rende alguns cliques a mais e vende mais jornais…

    Sobre o Montoya, cara, eu li esse post do Livio, e fiquei chocado com o que ele disse ali. O Montoya foi mais um que não se encaixou na dita “filosofia” da McLaren, talvez por culpa dele mesmo, mas ele talvez precisasse de um ambiente mais descontraído, como é a Red Bull por exemplo, e sua saída foi realmente uma grande perda para a Formula 1, um grande piloto moído pelo “sistema” corporativo da categoria. Enquanto ele está lá na NASCAR, tem gente desperdiçando recursos na categoria, que contradição terrível…

    Assim como o Alonso, era dos poucos a dizer o que pensa nesse mundinho compartimentado que é a F1 hoje. O problema, para alguns mais tradicionalistas, é que o Montoya se insurgiu contra Schumacher e a Ferrari. Lembro do Montoya dizendo poucas e boas na cara do Michael, frente a frente. Apenas o Villeneuve teve a mesma coragem.

    Além de um grande piloto, perdemos um sujeito com personalidade…

    Publicado por Becken Lima | 07/05/2009, 5:41 pm
  7. Engraçado, naquela época, fiquei com uma baita má impressão do FA. Achava que ele era um chorão traíra, por ter saído da renault falando mal da equipe, chegado na mclarem pra ser estrela e não conseguiu se firmar, e saiu chorando e reclamando da equipe.
    Ainda penso que foi exatamente isto que aconteceu, porém ultimamente tenho tido uma impressão tão boa do alonso.
    Um cara mais ponderado, que parece que não carrega mais a Espanha inteira nas costas.

    Me parece, pelo que eu vejo pela imprensa, que ele amadureceu muito depois daquele episódio.

    Ffigueiredo

    Publicado por Ffigueiredo | 07/05/2009, 5:46 pm
  8. Me parece, pelo que eu vejo pela imprensa, que ele amadureceu muito depois daquele episódio.

    — Ffigueiredo

    Concordo, Figueiredo. Toda aquela história fez ele ter uma outra dimensão da F1 e do seu próprio papel dentro da categoria, eu acho.

    Ele é o sujeito que deveria assumir o papel de líder e quando dá um conselho a Lewis, na Espanha, é prova de que está maduro o suficiente para assumir esse papel.

    Publicado por Becken Lima | 07/05/2009, 5:56 pm
  9. Eu prefiro o conceito Montoya/Mansell de espetáculo em oposição aos conceitos BERNIANOS de entertainment…

    Publicado por Henry | 07/05/2009, 5:56 pm
  10. Claudemir Freire: “Não vejo ninguém espinafrando alguma coisa no momento inoportuno”.

    Fernando Alonso: “Não é a primeira vez que eles (McLaren) foram convocados pelos fiscais de prova, e também não é a primeira vez que mentiram para os fiscais e, cedo ou tarde, eles seriam punidos. “

    Os elogios de Alonso soaram-me muito estranhos nesta coletiva…

    Publicado por Thiago Leopoldo | 07/05/2009, 6:10 pm
  11. Agora, há um trecho dessa frase que, inviesadamente, revela o que representa o Piquetzinho para o Alonso na Renault:

    “…Eu posso dizer que sinto falta dessa competição de uma maneira por que é muito divertido encontrar novos limites para nós mesmos…”

    Publicado por Becken Lima | 07/05/2009, 6:15 pm
  12. Becken,

    Obrigado pela resposta, eu honestamente acho o Alonso o melhor piloto que esta ahi hj ( nao quero entrar em polemica de quem eh melhor e pior) e se ele tivesse um companheiro de equipe que o desafiasse mais o campeonato seria ainda melhor, igual o Hamilton que nao tem contra quem competir dentro da Mclaren.

    Tomara que a Renault consiga evoluir , assim como a Mclaren e Ferrari imagina o fogo que esse campeonato vai pegar se esses caras entram na briga.

    Abracos
    Fernando

    Publicado por Fernando Piccione | 07/05/2009, 6:20 pm
  13. eu honestamente acho o Alonso o melhor piloto que esta ahi hj

    Eu também acho…

    Publicado por Becken Lima | 07/05/2009, 6:24 pm
  14. @Fernando Piccione & Becken

    Movam Kimi para a McLaren e Alonso para Ferrari, pronto, a mágica está feita.

    Publicado por Thiago Leopoldo | 07/05/2009, 6:27 pm
  15. Henry, quando citei o que o Bernie disse, é porque achei mais um “vou pra galera” do Alonso, ele falou aquilo mais para a autopromoção, assim como o Barrichello fazia dizendo que era amigo do Schumacher.

    Os pilotos tinham que ser como foi o Senna, Piquet e Mansell, falavam o que estavam pensando, falavam de corrida e não de bastidores, ou quando falavam de bastidores tinham opiniões formadas, e não se abistinham. E promoviam a categoria dentro das pistas, afinal, ninguem é obrigado a gostar de todo mundo.

    Hoje temos pilotos-politicos, o Barrichello não quer falar mal da Ferrari porque pode um dia o filho correr e fechar as portas da equipe. O Massa não fala do teto orçamentário porque é coisa da FOTA e FIA. O Alonso não fala do Hamilton porque esta ao seu lado, parecem jogadores de futebol sem opinião de tudo.

    Li a reportagem do Livio sobre o Montoya, e achei uma justa homenagem do jornalista para com ele. Ele era muito boçal, não obteve o mesmo sucesso na F1 em relação a Indy, porque assim como alguns outros que vieram da terra do tio Sam, acharam que fazer curva pra esquerda ja lhe garantiria sucesso e respeito, quebraram a cara e foram chorar de volta aos EUA.

    Quanto a bater boca com outra pessoas do circo da F1, esse era o estilo Montoya:

    Publicado por Claudemir Freire | 07/05/2009, 6:31 pm
  16. @Fernando Piccione

    Sobre o Montoya… duvido muito que ele queira voltar.

    O mesmo não pode ser dito de um antigo campeão mundial.

    “There are plenty of Americans like Marco Andretti, Graham Rahal and Danica Patrick being considered, but not one has F1 experience,”
    “Experience takes value again, and God knows that I have some! I’m not American but I’m closest to being an American than any other driver having as much F1 experience,”— Jacques Villeneuve —

    Publicado por Thiago Leopoldo | 07/05/2009, 6:34 pm
  17. Thiago – quer dizer que ele quer um lugarzinho na USAGP? Seria interessante vê-lo de volta…

    Publicado por Becken Lima | 07/05/2009, 6:38 pm
  18. Thiago eu tambem acho que ele nao voltaria mas quem sabe.

    O Villeuneve nao acho que seria uma boa escolha entendo que ele pode ate surgir como novo piloto nessa equipe F1 USA.

    Agora sua sugestao seria perfeita, Kimi de prata e o Alonso de Vermelho.

    Abraco

    Pessoal antes que comece a brincadeira quem vcs acham que ganha esse GP ?

    Publicado por Fernando Piccione | 07/05/2009, 6:40 pm
  19. @Fernando Piccione

    Button.

    Publicado por Thiago Leopoldo | 07/05/2009, 6:43 pm
  20. @Becken

    Ele está praticamente colocando um anúncio na Catho.

    E como houveram rumores de que a USGPE (que no momento parece-me mais hot air do que qualquer coisa) estaria interessada no Barrichelo (antes do anúncio da Brawn GP) não me surpreenderia se o canadense alinhasse-se no grid de 2010.

    Publicado por Thiago Leopoldo | 07/05/2009, 6:43 pm
  21. Pessoal antes que comece a brincadeira quem vcs acham que ganha esse GP ?

    Como é na Espanha, eu o torceria para o Alonso (pilotos devem sempre vencer em casa), acho que a Toyota merecia uma vitória para justificar todo o investimento, mas eu acho que a realidade me diz que o Button vai enfileirar mais uma domingo…

    Publicado por Becken Lima | 07/05/2009, 6:46 pm
  22. Poxa Becken, daqui a pouco você quer de volta o Mika Hakkinen, Damon Hill e Schumacher.

    Com tantos pilotos bons na fila, não seria certo reviver esses “velhinhos”, rsrsr.

    Lista de aposentadoria na F1:

    Barrichello
    Fisichella
    Webber
    Raikonnem (provocação)
    Kova
    Piquet
    Heidfeld
    Trulli

    Publicado por Claudemir Freire | 07/05/2009, 6:46 pm
  23. Ele está praticamente colocando um anúncio na Catho.

    Rsrsrsrsrsrs…. essa foi ótima!!!!!!

    Publicado por Becken Lima | 07/05/2009, 6:47 pm
  24. Com tantos pilotos bons na fila…

    Não sei, não, hein, Claudemir…

    O último notável dessa nova geração foi o Seb Vettel, não sei se veremos tantos pilotos bons surgirem nos próximos anos. Talvez o Esteban Gutierrez seja o homem do futuro, mas ainda demorara uns dois ou três anos para ter velocidade necessária para pilotar um F1.

    A não ser pelo Di Resta, não vejo nada de excepcional no mercado, mas é apenas um impressão minha…

    Publicado por Becken Lima | 07/05/2009, 6:53 pm
  25. Acho que o Trulli não se aposenta.
    E meu palpite é pole do Alonso e vitória do estrela-que-se-apaga-quando-senta-no-carro

    Publicado por filho do vento | 07/05/2009, 6:56 pm
  26. Becken,

    Todas as outras corridas puz o Rubinho como vencedor.( Vai ter estrela assim la com a Hortencia ).

    Dessa vez vou mandar Raikkonen em homenagem ao ” com tantos pilotos bons na fila ” Claudemir Freire. ( eh brincadeira ok ).

    Thiago tu tava inspirado com o lance do Catho.

    Abracao

    Fernando

    Publicado por Fernando Piccione | 07/05/2009, 7:00 pm
  27. Kkkk, Fernando foi só pra provocar, mas quem sabe ele ganhe se tomar um choque com o Kers e acordar.

    Becken, não tem muita gente para entrar, mas o problema que da galera que esta para sair a lista é muito grande.
    Acho que Grosjean, di Grassi, Senninha e di Resta merecem uma chance e Kamui Kobayashi para manter a tradição de ter um japa na categoria, ele é bom, mas não sei se é bom com um F1.

    Opinião sobre o fim de semana:

    Pole – Vettel
    Corrida – Brawn, acho que com o Button, mas não descartaria o estelar Barrichello.

    Publicado por claudemirfreire | 07/05/2009, 7:46 pm
  28. Claudemir ->

    Olha a frase do Lucas di Grassi:

    É. Esta briga vai mesmo esgotando a paciência de todo mundo. E, temo eu, vai deixar cicatrizes na categoria por muitos anos. Se não rachá-la de vez antes disso.

    Depois dizem que eu voce que achamos que pode acontecer um racha, e que simplificamos demais os processos para poderem fazer uma campeonato independente, se o pessoal la dentro acha que essa hipotese pode acontecer, é PQ no minimo ela seria Possivel de ser feita. O Bernie falou disso antes de ontem, ontem o Livio, hoje o Di Grassi, ele ao menos deve estar mais inteirado do que esta acontecendo realmente.

    Publicado por Claudio CArdoso | 07/05/2009, 8:53 pm
  29. Um momento muito bonito esta declaração do Alonso na entrevista coletiva.

    A fala do Alonso em relação ao Lewis Hamilton foi o reflexo do respeito que o Espanhol sente pelo Inglês, além de uma demonstração de grandeza e confiança de quem não se sente diminuído quando elogia o rival nas pistas.

    O que está nas entrelinhas e o Becken captou é a total falta de respeito a capacidade do Piquetzinho. Ficou bem claro que para o Alonso ele é tão inofensivo que chega a ser prejudicial, já que não serve sequer de parâmetro.

    Hoje realmente não foi o dia do herdeiro do tricampeão. No Tazio ele fala sobre um monte de coisas, e no final explica sobre os efeitos de uma alergia. É um momento que seria BIZARRO se não fosse triste : Os médicos ele trata de IDIOTAS e em relação ao Pai, Mãe e irmão ele diz “…DÁ VONTADE DE DAR NA CARA…”. Esse menino precisa de ajuda, e não é só nas pistas.

    O Barrichello (também no Tazio), este sim, foi muito elegante quando questionado sobre a Hortência.

    O Montoya era uma grande esperança numa época que um Alemão ganhava tudo e faltava alguém para “lhe peitar”.

    A manobra em Interlagos trouxe para nós brasileiros um pouco do que era Senna, alguém do terceiro mundo enfrentando os poderosos amparado apenas no talento e na ousadia. Sua pilotagem extremamente agressiva também era um colírio para olhos diante de tanta mediocridade no início dos anos 2000.

    Agora analisando friamente o Colombiano nunca se impôs ao Ralf Shummacher, não só em resultados mais também em velocidade, e acho que isso pesa um pouco contra ele. Concordo com o Becken que a Mclarem com seu ambiente 100 % estéril e sua frieza britânica não fez nenhum bem ao colérico Montoya. Na época também achei que uma Red Bull fosse uma opção melhor para ele.

    O que o Lívio Orichio escreveu também me chocou um pouco, pela forma direta do jornalista na questão. Pelo que acompanho dele nesses anos todos, tendo a acreditar na opinião do Lívio.

    QUEM VENCE A PROVA ?

    Barcelona é uma pista onde a aerodinâmica tem um peso fundamental, e o melhor conjunto aerodinâmico para mim é o da Red Bull, então voto no Vetel.

    A pedra no sapato deles pode ser o motor Renault comparado ao Mercedes da Brawn naquela reta enorme.

    Publicado por Sirlan Pedrosa | 07/05/2009, 10:15 pm
  30. Eu acho que o Hulkenberg tem grande potencial. O resto da turma da GP2 nem tanto (o Grosjean é o melhor e o Di Grassi e o Alvaro Parente me parecem apostas boas para uma equipe menor que se satisfaça com um Mark Webber mais jovem) e acho que os ingleses se exageram sobre o Di Resto vejo a DTM e se é verdade que o garoto é bom, também é que ele não se destaca muito num grid de uma categoria onde os jovens pilotos vão parar quando desistem da F1. Não tinha pensado no Villeneuve, mas faz bastante sentido, se a idéia for ter um veterano com experiencia junto de um jovem americano, nada melhor que um que é canadense e fez carreira lá nos EUA. Todo o publico alvo da USGPE sabe quem é o cara e eles tendem a encarar os monopostos da America do Norte como uma coisa só. Alias, eu não me surpreendo nenhum um pouco se uma das grandes histórias da silly season este ano for um surpreendente alto numero de pilotos ressucitados, com 3 equipes novas + umas 3 vagas abrindo entre as existentes e a garotada que está na GP2 eu espero mesmo que de uma hora para outra, dos mortos reaparecerem Liuzzi, Davidson, Klien, etc. (sem falar do Ron e o Cassius terem que se desesperar com mais uma temporada do 1B deles).

    Publicado por Filipe Furtado | 08/05/2009, 3:29 am
  31. “Agora analisando friamente o Colombiano nunca se impôs ao Ralf Shummacher, não só em resultados mais também em velocidade, e acho que isso pesa um pouco contra ele”

    Sirlan, discordo. O Ralf só foi melhor na primeira temporada em que correram juntos; depois, foi superado constantemente.

    Enquanto esteve na Williams, o Montoya fez um bom trabalho, mas se apagou completamente ao ir para Working. Era um piloto de grande talento, uma agressividade rara, ainda mais naquela época de “vacas magras’ de pilotos, onde o Schumacher reinava sozinho. M também possuia um gênio que jogava contra ele mesmo, como bem demonstrou o Livio. Tivesse mais cabeça, poderia ir longe.

    Palpites pra Barcelona: Alonso (sim, é torcida).

    Publicado por Vitor, o de Recife | 08/05/2009, 9:07 am
  32. Vitor,

    Quando falo se impor, é não haver dúvidas sobre quem é o primeiro piloto de uma equipe, sobre quem lidera e recebe todas as atenções.

    Isso, a minha opinião, acontece quando dois pilotos de relativo equilíbrio tornan-se companheios, e um deles se sobressai de forma inquestinonável.

    Por exemplo, isso aconteceu claramente quando em 2005 Fisichella e Alonso dividiram a Renault. O italiana foi simplismente batido e posto como segundo piloto da equipe.

    Há casos onde nenhum dos dois consegue se colocar de forma superior ao outro : casos de Barrichello e Button até o ano passado na Honda, ou mesmo a dupla da Ferrari atual, onde embora o Massa venha se apresentando melhor na média que o Kimi, isso está longe de ser um domínio.

    Embora possa até ter tido na média melhores resultados, não acho que Montoya tenha “se imposto” ao Ralf de forma categórica, e olha que o Ralf nunca foi lá grande coisa.

    Um grande abraço

    Publicado por Sirlan Pedrosa | 08/05/2009, 12:39 pm
  33. Vitor,

    Quando falo se impor, é não haver dúvidas sobre quem é o primeiro piloto de uma equipe, sobre quem lidera e recebe todas as atenções.

    Isso, na minha opinião, acontece quando dois pilotos de relativo equilíbrio tornan-se companheios, e um deles se sobressai de forma inquestinonável.

    Por exemplo, isso aconteceu claramente quando em 2005 Fisichella e Alonso dividiram a Renault. O italiano foi simplismente batido e posto como segundo piloto da equipe.

    Há casos onde nenhum dos dois consegue se colocar de forma superior ao outro : casos de Barrichello e Button até o ano passado na Honda, ou mesmo a dupla da Ferrari atual, onde embora o Massa venha se apresentando melhor na média que o Kimi, isso está longe de ser um domínio.

    Embora possa até ter tido na média melhores resultados, não acho que Montoya tenha “se imposto” ao Ralf de forma categórica, e olha que o Ralf nunca foi lá grande coisa.

    Um grande abraço

    Publicado por Sirlan Pedrosa | 08/05/2009, 12:41 pm
  34. Sirlan, o Montoya quase foi campeão em 2003, quando o Ralf fez algo parecido? A diferença de pontos no final da temporada costumava ser pequena porque o Montoya abandonava muito, mas na pista não era.

    Publicado por Filipe Furtado | 08/05/2009, 1:07 pm
  35. Alonso hoje, sobre a imprensa [mas acho que é bem provável que seja majoritáriamente a imprensa espanhola pois quem é da imprensa mainstream sabe os limites]:

    — Saímos para dar autógrafos como sempre, da mesma maneira que fizemos nas quatro primeiras corridas do ano. Lamentavelmente, aqui não pude ver os fãs e nem eles puderam me ver pela quantidade de fotógrafos com pouca educação. Depois que fizeram algumas fotos, as pessoas começaram a gritar ‘fora, fora, fora’ para que eles pudessem entrar e iniciarmos a sessão de autógrafos, mas eles não saíram. Tentei seguir assinando, pouco a pouco, entre uma avalanche de flashs e lentes, para dar ao menos um pouco de felicidade para algumas pessoas que estavam esperando há muito tempo. E, no momento em que elas já não conseguiam abrir caminho, me aproximei de três pessoas em cadeira de rodas. Quando estava autografando para elas, veio um fotógrafo e subiu na roda da cadeira de um menino para poder ter um ângulo melhor. Repito que isto não acontece em nenhum país. Nesse momento, parei de dar autógrafos, pedi que o sujeito descesse e ficasse a pelo menos dez metros daqueles meninos. E foi esta a foto que saiu hoje em todos os jornais espanhóis, mas nenhum estrangeiro.

    Portanto, se as pessoas vêm aqui para tentar me colocar contra os torcedores, uma imprensa que quer deixá-los enojados e raivosos, é preciso pelo menos não ser tão valente na hora de escrever à noite diante do computador. Antes disso, tem de vir aqui, perguntar, para saber o que aconteceu, e comentar só depois de tomar conhecimento disso. Bom, depois voltei aos boxes, depois de muitos empurrões, socos na minha mão, óculos quebrados e coisas assim – sempre vindas dos fotógrafos e não dos torcedores como se tentou vender hoje. Depois de esperar 20 minutos tranqüilamente no motorhome, até que esses mal-educados fossem para casa, voltei a sair e fiquei meia hora com os torcedores dando autógrafos e pude finalmente curtir este momento.

    É importante esclarecer isso. Não porque eu me importe com o que se escreve, eu não ganho para isso e sim para pilotar um carro de corridas. Mas dá pena que se venda dessa maneira lamentável nosso esforço de sair para dar autógrafos e fazer os espanhóis felizes.

    Publicado por Becken Lima | 08/05/2009, 6:19 pm
  36. Becken,
    Estou sabendo dessas notícias pelo seu comentário. O Alonso está em pé de guerra com a imprensa espanhola este fim de semana ou é só um fato isolado?

    Com relação ao Montoya, quis dizer que um piloto agressivo como o Montoya faz falta, mesmo não sendo uma sumidade em todos os itens. Basicamente, o Lewis é o raro agressivo do momento.

    É muito provável que no domingo, teremos mais uma corrida chata, com a vitória decidida não em batalhas na pista, mas no conjunto estratégia-precisão de trabalho dos boxes, o que aponta para a dupla Button/Ross.

    1abraço

    Publicado por Henry | 08/05/2009, 7:30 pm

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: