//
você está lendo...
ARTIGOS

Button vence guerra estratégica contra Rubens

(Imagem: Brawn/Divulgação)brawn vence(BRAWN GP comemora: guerra estratégica deu a Button oportunidade para vencer Barrichello)

A corrida na Espanha foi previsivelmente tediosa se comparada com as três primeiras do campeonato. O circuito de Barcelona mostrou até onde vão os limites das regras formatadas pela pela FIA e pelas equipes.

A prova de hoje foi disputada em diversos pontos, mas remanescente daquelas inúmeras da era Schumacher, com uma batalha estratégica feroz entre companheiros de equipe com um carro ligeiramente superior em ritmo de corrida. O maestro foi o mesmo, Ross Brawn, e o essencial para a vitória de Jenson hoje foi a flexibilidade que ele demonstrou ao mudar sua agressiva estratégia de corrida de três para duas paradas em cima de Rubens Barrichello — além do seu ritmo alucinante quando carregado com mais combustível:

Nós dois [ele e Rubens] íamos nesta direção [três paradas], mas eles mudaram minha estratégia para duas paradas para cobrir todas as nossas bases. Três paradas era a estratégia mais rápida, pensávamos. Eu não estava tão certo de duas paradas porque quando eu ponho combustível eu sinto o carro muito mais pesado.”

Eu não achava que estaria à frente de Felipe e Sebastian, mas estive. Então baixei a cabeça e me concentrei em ir o mais rápido que podia.

Rubens Barrichello fez uma largada estupenda, ultrapassando Sebastian Vettel e Jenson Button ao mesmo tempo, o que lhe poria em uma posição confortável para liderar a corrida em cima de Button e explorar a teórica vantagem de ter um carro com os pneus macios, mais leve e mais rápido nas duas primeiras pernas de corrida.

Há quem não entenda a estratégia que a Brawn adotou para Barrichello, já que ambos os pilotos estavam protegidos de Sebastian Vettel, preso atrás de Felipe Massa. Rubens teria então como único adversário à sua vitória o seu próprio companheiro de equipe. Resta saber por que os engenheiros de corrida de Rubens não cobriram o movimento feito pelos de Jenson naquela primeira perna, abastecendo-o também para uma estratégia de duas paradas.

Com uma estratégia que se mostrou inferior, Rubens viu Jenson então impor um ritmo forte mesmo com mais combustível que Barrichello na segunda perna de corrida. A explicação para o ritmo de Rubens nas últimas duas pernas de corrida vem dele mesmo, surpreso com a mudança de estratégia feita pelos engenheiros de Jenson:

Eu estava um pouquinho mais rápido que Jenson no começo e tinha mais duas voltas de combustível, então ouvi que eles mudaram a estratégia do Jenson para duas paradas e eu tive que manter um ritmo forte.

Meu terceiro conjunto de pneus não estava bem, eu não sei se algo quebrou no carro. Eu não consegui manter o ritmo forte, e daí em diante eu tive dificuldades para manter o carro na pista. (..) Eu tinha uma volta a mais [de combustível] e Jenson me pegou na estratégia por causa do safety-car. Eu fui para minha última parada mais cedo porque havia muitas bandeiras azuis e eu estava perdendo tempo.

A decisão sobre uma mudança estratégica, portanto, deve ter ficado nas mãos também do Brasileiro, mas o essencial para Jenson vencer hoje foi uma vez mais a sua capacidade de ser flexível dentro da corrida, de mudar conforme as peças se moveram no tabuleiro. O inglês caminha a passos largos rumo ao seu primeiro título.

Discussão

11 comentários sobre “Button vence guerra estratégica contra Rubens

  1. Conclusão: Barrica não foi sacaneado. Faltou o engenheiro melhor ou ele dar tudo no primeiro stint e no terceiro stint.

    Publicado por filho do vento | 10/05/2009, 2:24 pm
  2. Conclusão: Barrica não foi sacaneado. Faltou um engenheiro melhor ou ele dar tudo no primeiro stint e no terceiro stint.

    Publicado por filho do vento | 10/05/2009, 2:25 pm
  3. Resumindo e passando para o popular o que voce disse.

    FALTOU O CARA ANDAR RAPIDO !!!!

    Publicado por Claudio Cardoso | 10/05/2009, 2:37 pm
  4. Ok, Becken ótimo post.

    Méritos para o ainda subestimado Jenson Button.

    Publicado por Jobson | 10/05/2009, 2:50 pm
  5. o rubens andou rápido, mas o button acertou melhor na estratégia!
    na minha opinião, corridaça de ambos, e venceu quem foi mais flexível e escolheu na hora certa
    antes da segunda parada do rubens, eu pensei uma coisa que se concretizou: rubens ia ter problema nos stints finais justamente por conta do tráfico. daí, só restava a ele tentar o óbvio: antecipar a parada e andar no limite extremo de combustível e rapidez com os macios p/ reverter um período mais curto de jenson com retardatários, já que iria parar logo, e rubens fazer o msm. aí não o fez, pegou um jogo desgastado,uma parada curta e estragou a corrida. a terceira parada foi apenas a consequencia da segunda (eu analiso assim)

    e a ferrari hein…

    Publicado por Ridson | 10/05/2009, 3:09 pm
  6. Button novamente deu show. Sempre achei o inglês bom, mas acho que nem ele esperava esse desempenho.

    A verdade é que se o Rubens fosse pra 2 paradas, ele iria para 3 e ganharia (se voltasse do pit na frente). Excelente largada do brazuca.

    Largada que, novamente, acabou com a corrida do Vettel, se não tivesse ficado preso atrás do Massa, poderíamos ter uma corrida mais interessante. Faltou a equipe sensibilidade pra mudar a estratégia no primeiro pit.

    Coitado do Massa, ótimo trabalho na classificação, vinha cumprindo seu papel até a notícia maravilhosa para “Felipe Baby” usar mistura 3(pelo que eu entendi era 3). Cena engraçada, não foi? Sad but true.

    Uma dica para quem gostaria de ver a corrida pela BBC (ingleterra), mesmo que tardia.
    Procure em sites de busca de torrents por: F1 2009 darmeth
    Transmissão de aprox. 3 horas da BBC, comentários de Martin Brundle e participação de David Coulthard (aka DC) e Eddie Jordan.

    Publicado por KBK | 10/05/2009, 4:13 pm
  7. A vitória não foi de Button, mas de Ross.
    Afinal colocou seu piloto melhor colocado na tabua de classificação na melhor posição da corrida.
    Rubens que se dane. Se der segundo beleza, se não der a equipe não vai nem lamentar.

    Publicado por Ron Groo | 10/05/2009, 5:28 pm
  8. Rubens está se sentindo mordido com essamudança de estratégia sem que se comunicasse a eles mais cedo, já que eles compartilham informações de desenvolvimento do carro ( que mais beneficiam a button, já que em geral, é rubens quem as faz)
    e dessa coisa rubens foi reclamar com brawn…a globo voou em cima e já postou no globo.com isso que rubens ameaçou brawn de pendurar as chuteiras se um favorecimento se confirmar…brawn primeiro mordeu, depois assoprou: disse que rubens foi lento quando deveria ter sido rápido, que a mudança beneficiou button por coincidência, já que o objetivo era afastá-lo de retardatários e de massa e vettel. depois entrou de acordo com o discurso de rubens, dizendo que algo deu errado no rendimento por conta do desgaste dos pneus ( não acho que isso seja balela) e agradeceu muito rubens pelo desenvolvimento do carro e pela pilotagem hj (no site oficial da brawn), e ainda minimizou as coisas: disse ser natural rubens estar frustrado e que isso era bom sinal, já que se rubens tivesse ficado contente com o fato de estar atrás, ele não gostaria de ter um piloto assim na equipe

    o fato é que ross sabe muito bem que precisa do rubens p/desenvolver seus carros. muito msm. button não dá conta disso.
    contudo, sabe que a red bull tá aí, pareando, e que já eles alcançam. e fez vista grossa p/ favorecimento de button. deu coro. não pode perder nenhum. mas favoreceu quem não merecia. p/ mim: rubens e webber foram os nomes da corrida; button somente venceu pela mudança de estratégia que, of course, ele iria concordar.

    comentei isso no blog do ico, acho que resumi bem essa questão

    Publicado por Ridson | 10/05/2009, 7:02 pm
  9. Ridson –> o Ross precisa tanto, mas tanto do Rubens, que ele pegou um aviao e acampou na porta da casa do |Rubinho pedindo pelo amor de deus para ele ficar na equipe.

    Outro fato interessante que o Ross faturou alguns titulos mundiais de pilotos e construtores sem o Barrichello, entao se alguem precisa de alguem com certeza nao é o Ross Brawn, ou voce acha que o sucesso da Brawn se deve ao Rubens ?

    Publicado por claudio cardoso | 10/05/2009, 7:53 pm
  10. Vc disse a palavra mágica,. Becken: flexibilidade na corrida. Vale um comentário que foge um pouco da F1: numa certa animação japonesa chamada “Initial D” conta a história de um “piloto de montanha” cuja maior habilidade é a sua adaptação a quaiquer circunstâncias de corrida que ele encare. Isso rende ótimas histórias. Numa corrida de verdade então, nem se fale.

    “A melhor espécie não é a mais forte, é a que melhor se adapta.”
    Charles Darwin

    Publicado por Paulo Coruja | 10/05/2009, 10:59 pm
  11. “A melhor espécie não é a mais forte, é a que melhor se adapta.”
    Charles Darwin

    Grande citação, Paulo. Fico muito feliz quando alguém consegue ter essa percepção de que a F1 tem muito haver com a seleção natural. Se encontrar tempo, eu ainda vou escrever algo a respeito…

    Publicado por Becken Lima | 10/05/2009, 11:05 pm

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: