//
você está lendo...
NOTÍCIAS

Ferrari perde ação legal contra FIA

ferrari no tribunal

A Autosport acaba de informar que a corte francesa negou à Ferrari o direito legal de bloquear os planos da FIA de impor um teto orçamentário de US$ 60 milhões de dólares.

Leia mais a respeito clicando AQUI.

A ação da equipe italiana tinha como precedente um veto contratual, estabelecido entre Ferrari e FIA, que lhe dava o direito de bloquear futuras regras técnicas.

Com a negativa da corte francesa, as novas regras técnicas e orçamentárias propostas para 2010 continuam, o que oferece oportunidades de novas equipes adentrarem à F1.

Hoje, a mesma Autosport revela que 8 novas equipes planejam juntar-se a F1: Wirth Research, Lola, USF1, Epsilon Euskadi, RML, Formtech, Campos e iSport.

A reação da Ferrari em seu website foi na forma de um comunicado arrogante, revelando um dos grandes medos de companhias com a história da tradicional equipe italiana: que é competir sob um estreito regulamento sem o benefício de volumosos orçamentos, algo que teoricamente desvalorizaria a percepção dessas marcas diante do público (tema sobre o qual escrevi AQUI):

Eles mal puderam acreditar em seus olhos, os homens e mulheres que trabalham na Ferrari, quando leram nos jornais esta manhã e descobriram as equipes que declararam a intenção de competir na F1 no próximo ano.

Olhando para a lista, que vazou ontem de Paris, você não encontrará sequer um nome famoso [de equipe], um desses gastou 400 Euros por pessoa por um lugar na arquibancada de um GP (mais os gastos com viagem e estadia).

Pode um campeonato do mundo com equipes como essas — com todo o respeito — ter o mesmo valor da Formula 1 de hoje, onde a Ferrari, as grandes fábricas e equipes, que criaram a história do esporte, competir? Não seria mais apropriado chamá-la [a F1] de Formula GP3?

Max Mosley deu boas vindas ao veredito e não perdeu a chance de criticar a equipe de Maranello:

Nenhum competidor deveria colocar os seus interesses acima dos interesses do esporte em que compete. A FIA, as equipes e nossos parceiros comerciais, continuarão agora a trabalhar para assegurar o bem estar da Formula 1 em 2010 e no futuro.

A próxima reunião da FOTA (Associação das equipes de F1) será na sexta-feira, dia de folga e eventos durante o final de semana do GP de Mônaco. O ponto crucial dessa reunião será a acomodação de um planejamento de corte de gastos feito pela FOTA nos últimos dia dentro das regras estabelecidas pela FIA.

Se a equipe confirmar sua inscrição para a temporada de 2010, será a grande vitória de Max Mosley em todos os anos como presidente da FIA — em três anos Max conseguir dobrar as duas mais poderosas equipes da história da F1. Se a Ferrari deixar o esporte, será uma perda lastimável para fãs, torcedores da equipe ao redor do mundo e também para a própria F1.

Anúncios

Discussão

20 comentários sobre “Ferrari perde ação legal contra FIA

  1. Da cabecinha de juíz e bunda de nenem saem a mesma coisa.

    Max deve ser o homem mais feliz do mundo nesse momento.

    Publicado por Claudemir Freire | 20/05/2009, 9:40 am
  2. “Nenhum competidor deveria colocar os seus interesses acima dos interesses do esporte em que compete. A FIA, as equipes e nossos parceiros comerciais, continuarão agora a trabalhar para assegurar o bem estar da Formula 1 em 2010 e no futuro.”

    Os interesses dele não estão a sobrepor-se aos do esporte. Imagina.

    Publicado por Iomau | 20/05/2009, 10:39 am
  3. Becken bom dia,

    saindo um monte da politica, li que a Red Bull vai estreiar um novo difusor em Monaco.Antes do difusor muito se tem falado da suspensao traseira dos Carros Azuis e Amarelo,bom eu te pergunto :

    O que os carros do Newey tem de inovador e diferente ?

    Nao busquei nada na Interneide por pura preguica e por que vc tem uma didatica buenisima… rs rs rs …

    Agora mais serio, sera que a RBR (Argh – Tv Globo) vai virar o Monstro ganhador de tudo na sequencia do campeonato ?

    Abraco,

    Fernando

    Publicado por Fernando Piccione | 20/05/2009, 11:01 am
  4. Como dizem na GTO… a vid4 eh lok4 jaum.

    Saaaai Max… vai levar chicotadas.

    Não entendo, como perdeu? O que max tá fazendo é ditadura. Qual o argumento dos juizes??

    Publicado por Lucas | 20/05/2009, 11:06 am
  5. O que os carros do Newey tem de inovador e diferente?

    Dizem que além da refinada aerodinâmica, eles tem uma suspensão bem eficiente, acho que um sistema chamado pull rod (ou push rod) que Newey ressuscitou de 1993 (se não me falha a memória).

    Publicado por Becken Lima | 20/05/2009, 11:08 am
  6. Não entendo, como perdeu? O que max tá fazendo é ditadura. Qual o argumento dos juizes?

    Ao que parece, a Ferrari tinha realmente direito ao tal veto técnico, mas não o exerceu até o dia 29 de abril, data em que o conselho mundial votou as regras…

    Publicado por Becken Lima | 20/05/2009, 11:11 am
  7. Agora vai ser a hora das medidas drásticas (leia-se racha)? Se for, veremos quem realmente vai peitar a FIA e quem só está blefando. Fora as equipes que, por motivos diversos, não tem dado força ao boicote: as independentes (na penúria) e a McLaren, enfraquecida.

    A FOTA vai ter que mostrar se é realmente dura ou um prato de papa…

    Publicado por Vitor, o de Recife | 20/05/2009, 11:26 am
  8. E agora José!

    Quem vai ter culhões para sair da F1 ?

    Eu ja havia dito que não daria em nada, a justiça comum raramente vai contra entidades esportivas. Sempre contra clubes e agremiações, mas nunca contra FIA, FIFA, etc…

    Agora me veio a idéia da Ferrari, se juntar ao Tony Teixeira e fazer um a World Series, com pilotos de ponta e circuitos bacanas e tentar trazer Red Bull, Renault e a Toyota juntos e começar de forma simples e quebrar a cara do Mosley, que soltou piadinhas de que elas não conseguiriam.

    Publicado por Claudemir Freire | 20/05/2009, 11:29 am
  9. É uma pena essa briga FIA X FOTA.
    Até acho benéfico se estabelecer um limite de gastos por equipe, mas não de $60 milhões. Faltou bom-senso, pois como equipes que gastam em torno de 300 milhões vão se adequar de um ano para o outro?

    Se a proposta do Max fosse de um teto em torno de $15o a 180 milhões, eu acharia razoável e até torceria pela FIA nessa disputa.

    Enfim, a idéia de cortar gastos é boa para reduzir a enorme diferença que se tem entre as equipes grandes e as médias e pequenas. Mas o preço a se pagar por esse objetivo não pode ser arriscar a perder uma equipe tão tradicional como a Ferrari.

    Publicado por Flavio | 20/05/2009, 11:50 am
  10. Já se testemunha o prejuízo esportivo para a categoria na temporada 2009 e está rascunhada a continudade do ataque em 2010.

    Quem sente emoção com a atual Formula 1 dos pit stops em detrimento ao Campeonato Mundial de Pilotos pode festejar.

    Menos pista e mais lambança vem por aí.

    Publicado por Henry | 20/05/2009, 12:04 pm
  11. @Fernando Piccione & Becken

    A Red Bull utiliza suspensão pull rod nas rodas traseiras. Pull rod trata-se de uma montagem dos braços da suspensão de forma oposta a utilizada pelas demais equipes (push rod).

    Curiosidade para o falso palíndromo (adotodo em um antigo comercial de um certo curdo de inglês) onde push significa empurrar e pull puxar.

    Publicado por Thiago Leopoldo | 20/05/2009, 1:07 pm
  12. Becken,

    Acho que um comentário meu ficou preso no filtro anti-spam.

    ___

    Alonso, Raikkonen e Webber já manifestaram-se a favor da Ferrari.

    A Scuderia avalia uma ação legal subsequente. Segundo a equipe, a decisão do tribunal de grandes instâncias francês decidiu que a validade da aplicação tardia do direito de veto deveria ser julgada por uma corte civil.

    Fonte: Autosport.

    Publicado por Thiago Leopoldo | 20/05/2009, 1:46 pm
  13. E Massa.

    Publicado por Thiago Leopoldo | 20/05/2009, 2:55 pm
  14. convido a todos a acessarem meu novo blog e lerem um pocuo do que eu coloquei sobre isso; nada que tenha a altura e o porte do que o Becken colocou aqui…
    mas desde o início, Mosley pegou pesado, com táticas autoritárias de quem é Raposa Velha, mas precisa impor. Como nunca, tivemos um campeonato tão polêmico em termos de política dos bastidores. E nunca Mosley ditou tanto as regras, e nunca tanto se questionou. O esporte perdeu, as equipes “rebeldes” perderam e dificilmente apostaria em um racha. A FOTA, agora último instrumento político da Ferrari, vai tentar ao menos derrotar o regulamento duplo, que ao que parece é a saída mais fácil para ao menos dizer no fim: é, eu ainda mando alguma coisa no pedaço

    Publicado por Ridson | 20/05/2009, 3:41 pm
  15. aqui o link http://historiasevelocidade.blogspot.com/
    e aí Becken, o que achou do blog…ainda espero sua opinião.

    Publicado por Ridson | 20/05/2009, 3:42 pm
  16. Não sabia que a Ferrari tinha direito a “Vettel”.

    Ok, foi um trocadilho ridículo.

    Sério, não sabia desse direito a veto da Ferrari. Pra mim ela iria alegar na corte francesa o descumprimento por parte do presidente da FIA (até de escrever o nome dele eu tô enjoado, ô coisinha ruim!), do próprio regulamento, apêndice número 5 e tal.

    De fato, se não vetou até o dia 29/04, presume-se aceito. Agora, isso não tem a ver única e exclusivamente com Ferrari. Todas as equipes tem interesse no cumprimento das regras previamente estabelecidas.

    Se o regulamento diz que qualquer alteração, salvo questões de iminente segurança, deve passar pelo grupo esportivo e pelo grupo técnico, então o nazista aí não pode simplesmente passar a borracha num parágrafo, escrever outro e ficar por isso mesmo, ainda mais para impor absurdos.

    Longe de querer avaliar o meio de campo judicial da Ferrari, acredito que ela ainda tem bala na agulha, em que pese a data para as inscrições estar chegando mais rápido que data de casamento pra noivo, mas o fato é que essa argumentação relativa ao apêndice 5 e tal, tem mais força legal do que um simples acordo outorgando direito a um veto.

    Essas equipes que estão dizendo ter interesse em correr ano que vem não passam nem pra kart indoor! A FIA não quer EQUIPES DE VERDADE, quer TIMES ENFRAQUECIDOS para manipular a vontade e engordar-lhe as burras.

    Vamo veiarada, anulem logo isso aí pô! Tô cansado de ver a cara desse povo. Quero ver corrida de verdade, sem nem lembrar que FIA existe. O que seria de fato o seu papel, não aparecer mais do que o que realmente importa: equipes e pilotos.

    Maldito dinheiro.

    Publicado por Iomau | 20/05/2009, 4:30 pm
  17. O Alonso falou em 7 times saindo…

    Quais seriam os 7 times?
    Renault, FERRARI, Red Bull, Toro Rosso, TOYOTA, BMW e McLaren?

    Publicado por Henry | 20/05/2009, 4:35 pm
  18. Pra sair 7, um tem que ser do grupo de risco (McLaren, Brawn, Williams e Force I).

    Será que McLaren sai?

    Será que alguém sai?

    Publicado por Iomau | 20/05/2009, 4:39 pm
  19. Henry, o Alonso errou nas contas, a Mclaren ja avisou que vai estar em 2010 e a BMW esta em cima do muro.

    Publicado por Claudemir Freire | 20/05/2009, 4:39 pm
  20. Correto Claudemir,
    Por isso estou perguntando. Não vejo 7.

    Penso que a McLaren, antes de mais nada, está em “prisão domiciliar” e as equipes que repondem à montadoras também tem uma margem restrita de atuação.

    Essas são, infelizmente, cartas na manga de Mosley, como disse o ICO.

    Eu lamento pelo campeonato mundial de pilotos, pelo lado esportivo da F1.

    Publicado por Henry | 20/05/2009, 5:01 pm

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: