//
você está lendo...
ARTIGOS

Você gosta do Grande Prêmio de Mônaco? Eu adoro…

(IMAGEM: Red Bull/Divulgação)GEPA-2205084445(RED BULL com a atmosfera especial de Môanco ao fundo)

Mônaco é um evento único no calendário da F1. A corrida é a grande vitrine da categoria, de onde a Formula 1 pode exalar o seu mais doce aroma de glamour ao longo da temporada, de onde as equipes podem firmemente fazer o mundo admirar a F1 como o ponto máximo do esporte a motor mundial.

Se o grande apelo de uma corrida para você são ultrapassagens, então evite Mônaco domingo, mas nunca esqueça do desafio que é para esses homens passar quase duas horas pilotando no seu limite físico e mental por tortas e estreitas ruas, acelerando por curtas retas, com muros a milímetros dos seus pneus sem que não haja espaço para qualquer mínimo erro.

Não que ultrapassagem seja artigo raro em Mônaco. Mark Webber, Fernando Alonso e Michael Schumacher em tempos recentes, já provaram que não é algo impossível.

Mônaco também sempre foi baliza para mesurar a real capacidade dos grandes pilotos da história da F1. Senna venceu 6 vezes, Michael Schumacher e Graham Hill 5, Alain Prost 4, Stirling Moss e Jackie Stewart 3, Jody Scheckter, Nick Lauda e Fernando Alonso 2, Lewis Hamilton, Gilles e Fangio 1. Com exceção do grande Jim Clark que nunca venceu no principado, os dez melhores pilotos da história não fogem muito da lista dos grandes vencedores da pista de Mônaco.

Mônaco é, portanto, o grande “show room” da Formula 1, quando a tradição do mais puro e tradicional automobilismo junta-se ao glamour e à frivolidade européia em mesma medida.

Para mim é um dos grande eventos do ano, mas e você, gosta da corrida em Mônaco? Há alguma que lhe traga memórias especiais? A sessão de comentários è sua, fique à vontade.

Anúncios

Discussão

15 comentários sobre “Você gosta do Grande Prêmio de Mônaco? Eu adoro…

  1. Becken,

    Não sei se foi de propósito, mas, falar que os 10 melhores de todos os tempos sempre ganharam em Mônaco e esquecer o Piquet e o Émerson entre as exceções é brincadeira!!!

    Vamos corrigir isso aí!!!

    Publicado por Cassius Clay Regazzoni | 20/05/2009, 3:44 pm
  2. hahah esse lance dos dez melhores sempre acaba em lista de 15, 20…é difícil p/ caramba.
    Cassius, espero que vc leia minha ressalva ao que coloquei em meu blog http://historiasevelocidade.blogspot.com/

    o blog não é para idolatrar Rubens, e nem o idolatro. sou só um admirador, mas se continuar com o rendimento desse ano, vou começar a concordar com vc.
    No resto, em geral estou próximo de suas opiniões

    Esquecer Piquet é meio difícil…mas perdoai Becken…

    Publicado por Ridson | 20/05/2009, 3:48 pm
  3. Cassius – realmente não foi de propósito, eu jamais deixaria Piquet, o ídolo do meu pai, o primeiro piloto para o qual torci, de fora de qualquer seleção dos grandes pilotos da história da F1, ele talvez se encaixe ali naquelas raras exceções ali junto do Jim Clark.

    Mas como esse história dos dez melhores é sempre questão de gosto, fica a seu encargo colocar o grande Piquet na lista.

    O que é inegável é que o Nelsão detestava Mônaco, e esse é o ponto do post.

    Com relação ao Emo, bom, ele nunca venceu por lá, né, mas a grandeza do homem também é outra história… ;)

    Abs

    Publicado por Becken Lima | 20/05/2009, 4:02 pm
  4. É a melhor corrida do ano, com ou sem ultrapassagem, com chuva ou sem.
    Não dá para prever seu vencedor por apenas sair na pole ou por melhor carro no gird.

    Algumas marcantes corridas que já assisti, tirando as vitórias do Senna porque seria clichê:

    Olivier Panis em 1996, porque só chegaram 4 pilotos, aí até eu ganhava, rsrs

    Lewis Hamilton no ano passado, porque aquela corrida estava nas mãos do Massa, e em mais uma cagada da Ferrari ele perdeu, mas o mais impressionante foi a sorte do inglês que bateu o carro, se arrastou até os boxes e acabou ganhando.

    Mas o mais marcante foi o de 1981, não pela vitória de Gilles Villenueve e sim pela estória que se seguiu nos bastidores. Lembro apenas de assistir a corrida, mas depois de ler um livro do jornalista Renato Maurício Prado deixou aquela corrida a mais espetacular de todas.

    A cena é o GP de Mônaco de 1981, sexta etapa daquela temporada. Depois de vencer na Argentina e em San Marino, Nelson Piquet chegava como um dos principais favoritos à vitória no Principado de Mônaco.

    Sábado de manhã. Os carros já estão para sair dos boxes para a sessão que antecede o treino classificatório quando a movimentação se torna frenética nos boxes da Brabham. “Onde está ele? Onde ele se meteu?”, perguntam os mecânicos em meio ao corre-corre. Aos berros, o chefão Bernie Ecclestone, que na época era o dono da equipe, perguntava onde estava Nelson Piquet. O brasileiro havia sumido e ninguém da equipe parecia ter pistas de seu paradeiro.

    Enfim, alguém se lembrou de telefonar para o hotel. Grande parceiro de Piquet, o engenheiro Gordon Murray faz a ligação. Suspense. Um, dois toques, e no terceiro o piloto finalmente atende, com uma voz meio ofegante. “Sabe o que é, Murray”, começa a explicar Piquet. “O que é, o que é?, grita Ecclestone, que havia tomado o telefone das mãos do engenheiro. Piquet respira fundo e esclarece a situação:

    “A princesa, Bernie. É a princesa… você não quer que eu a deixe na mão, quer?”, fala Piquet. Mesmo contrariado, Bernie não quis chatear a Princesa Stephanie. E, no treino da tarde, Piquet cravou a pole position apenas alguns décimos à frente de Gilles Villeneuve. Na corrida, o brasileiro comanda a prova com tranquilidade até encontrar um retardatário desastrado pela frente. Piquet toma uma fechada, perde o ponto de freiada e acerta o guard rail com a sua Brabham. Era o fim de sua corrida.

    Mas certamente aquele GP de Mônaco ficou na memória. Depois de encerrar a ligação com Ecclestone, para alegria da princesinha enrolada entre perfumados lençóis de seda, Piquet voltou à cama para mais uma volta rápida…

    Só podia ser o Nelson Piquet.

    Publicado por Claudemir Freire | 20/05/2009, 4:05 pm
  5. Aliás não só Jack Stewart nunca venceu lá, também o Nelson Piquet e Emerson Fittipald.

    Publicado por Claudemir Freire | 20/05/2009, 4:09 pm
  6. Opa opa, Jim Clark, comi bola com o Sir Jack Stewart.

    Publicado por Claudemir Freire | 20/05/2009, 4:10 pm
  7. “Mônaco também sempre foi baliza para mesurar a real capacidade dos grandes pilotos da história da F1. Senna venceu 6 vezes, Michael Schumacher e Graham Hill 5, Alain Prost 4, Stirling Moss e Jackie Stewart 3, Jody Scheckter, Nick Lauda e Fernando Alonso 2, Lewis Hamilton, Gilles e Fangio 1. Com exceção do grande Jim Clark que nunca venceu no principado, os dez melhores pilotos da história não fogem muito da lista dos grandes vencedores da pista de Mônaco.”

    Acho que você cometeu um grave erro ao dizer que Mônaco é referência para apontar quem foram os melhores, mas, gosto é gosto, por isso, aí vai minha lista:

    1º Piquet
    2º Schumacher
    3º Fangio
    4º Senna
    5º Jim Clark
    6º Prost
    7º Moss
    8º Jackie Stewart
    9º Fittipaldi
    10º Lauda

    Publicado por Cassius Clay Regazzoni | 20/05/2009, 4:20 pm
  8. 1º Piquet
    2º Schumacher
    3º Fangio
    4º Senna
    5º Jim Clark
    6º Prost
    7º Moss
    8º Jackie Stewart
    9º Fittipaldi
    10º Lauda

    Bela lista, Cassius. Eu, por incrível que pareça, não tenho lista.

    Há tantas variáveis, que é difícil dizer quem foi melhor, considerando épocas e condições tecnológicas.

    Eu nunca saberia dizer se Schumacher foi melhor que Senna, mas posso lhe dizer, com absoluta certeza, com total clareza de pensamento, que EU preferiria o “entartainer” Senna, como personificação do tipo de piloto que mais me enche os olhos, que o quebrador de recordes Schumacher.

    No fundo, todos sabemos, que tudo é questão de preferência…

    Publicado por Becken Lima | 20/05/2009, 4:40 pm
  9. Piquet já disse uma vez que pilotar um F1 em Mônaco é como tentar dar uma volta de bicicleta pela sala de casa.

    Publicado por Beatle Ed | 20/05/2009, 4:46 pm
  10. Cassius, nunca tinha parado pra pensar numa lista dos 10 melhores. Mas acho que também escolheria esses mesmos pilotos.

    Acho que a hierarquia seria um pouco diferente, pois para mim o 1º seria Fangio.

    Se fala muito dos recordes quebrados pelo Schumacher, mas em termos de aproveitamento ninguém bateu o argentino.

    Li uma vez no Blog do Ico uma marca impressionante dele, que possui a melhor média de vitórias da F-1: uma a cada 2,1 GPs disputados!
    Isso numa época em que os carros eram bem menos duráveis e as corridas muito mais longas.

    Publicado por Flavio | 20/05/2009, 5:11 pm
  11. Essa ai de esquecer o Piquet, foi decepcionante, um sacrilégio! rs rs

    Me lembro do De Cesaris tirando a vitoria dele em 1981,
    sorte q ele tava calmo (o Salazar q o diga!! ehehehehe).

    Acho Monaco um GP diferente, tem pouca emoção (a não ser
    com chuva) mas não pode ficar de fora!

    Gostaria que um piloto não-Brawn vencesse (e que eles não marcassem pontos) pra dar uma força pro campeonato!

    Publicado por F1Slick | 20/05/2009, 5:43 pm
  12. Becken acho muito complicado colocar em uma lista dos melhores pilotos que nao vimos competir e nao vivemos suas epocas.
    Mas como vc mesmo disse ” tudo eh uma questao de preferencia “, entendo que ateh o Senna tinha como idolo o Fangio mesmo sem ter vivido a sua epoca na F1 e ou visto ele correr ao vivo.
    Agora imagine que na lista dos 10 melhores de muita gente tenhamos 3 Brasileiros que coisa nao ( inclusive na minha )?
    Abraco

    Publicado por Fernando Piccione | 20/05/2009, 6:48 pm
  13. a história do Piquet foi impagável…

    Publicado por Ridson | 20/05/2009, 10:20 pm
  14. esclarecendo…a do claudemir freire.

    Publicado por Ridson | 20/05/2009, 10:21 pm
  15. O charme das curvas, a dificuldade, a beleza, tudo tudo é legal em Monaco.

    Só faltava UM ponto de ultrapassagem, unzinho só.

    Mas na mesma data, prefiro a Indy500. É bem mais legal, disputada, cheia de batidas, emoção(mesmo que falsa), etc.

    Publicado por Lucas | 22/05/2009, 1:15 pm

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: