//
você está lendo...
ARTIGOS

DEBATE: Jenson Button está no mesmo nível de Fernando Alonso, Lewis Hamilton e Kimi Raikkonen?

(IMAGEM: Brawn GP/Divulgação) jenson compared(JENSON: Será ele tão bom quanto o atuais campeões do mundo?)

Há três vitórias atrás, Flávio Briatore sugeriu, delicadamente, que Jenson Button não poderia ser comparado com os pilotos de Ferrari, McLaren e Renault, equipes que abrigam campeões do mundo.

Mas, à medida que Jenson vai vencendo corridas em circuitos diferentes e de múltiplas maneiras (agressivo no Bahrein, calculista em Mônaco e oportunista na Espanha — para citar apenas 3 exemplos), a afirmação de “Flavor Flav” vai caindo no esquecimento e começamos a conjecturar não apenas o valor de um piloto refém de péssimos carros até o ano passado, mas, também, a própria concepção de julgamento de valor na Formula 1 em si — que oferece oportunidade de conhecermos todo o potencial de um piloto apenas quando ele pilota um carro vencedor.

Muito mais experiente, Jenson é menos — muito menos — errático que Lewis Hamilton; tão taticamente inteligente e rápido quanto Fernando Alonso; e parece, dentro de um carro competitivo, muito mais entusiasmado e motivado que Kimi Raikkonen.

O argumento de que o BGP 001 é o melhor carro fatalmente irá desconsiderar que houve provas em que seus adversários, com recursos suficientes à disposição, não foram capazes de capitalizar em vitórias e vantagem em seu favor

O aproveitamento do inglês até aqui também é assustador:

jenson gráfico

Resultados acachapantes e vitórias dominadoras podem nos levar a crer que, afinal, Jenson Button sempre esteve no mesmo nível dos atuais três campeões do mundo, apenas não tinha um carro para explorar todo o seu potencial.

E você, o que acha? Será que Button está realmente no mesmo nível dos atuais três campeões mundiais? Seu valioso ponto de vista pode ser compartilhado na sessão de comentários.

________________________________________________________________________

* Temporada em andamento (Fonte para dados de aproveitamente de vitórias/corridas: F1fanatic.co.uk)

Discussão

18 comentários sobre “DEBATE: Jenson Button está no mesmo nível de Fernando Alonso, Lewis Hamilton e Kimi Raikkonen?

  1. Becken,

    Eu honestamente nao tenho minha opiniao 100% formada.

    Acredito que este ano o Button esta pilotando soberbamente, mas muito disso se deve ao carro e a falta de adversarios em algum momento nas corridas.

    Entendo que o Button eh um piloto muito bom de tecnica refinada mas ateh 3 corridas atras nao o colocaria nem ao Nivel do Barrichello imagine ao nivel destes campeoes, mas tem muita gente na F1 que acreditou nele e jah declarou admiralo muito como piloto e Ser Humano.

    O que esta valendo a pena ver hj na pilotagem do Button eh a limpeza da sua tocada, su velocidade quase desapercebida e a capacidade de corresponder na pista com o que se pede em seu plano de corrida.

    Enquanto o BArrichello reclamou absolutamente em quase todas as corridas que algo havia passado ao seu carro o Button nao teve do que reclamar, ou por que seu carro nao paresentou nada de errado ou simplesmente por que ele esta tao iluminado que sabe que vai ganhar e seguir ganhando.

    O que eu gostaria de ver eh o Button saindo de tras, tendo que fazer ultrapassagens e ou ter a sua diferenca de pontos diminuida e a presensa de um adversario REAL atras da tabela que colocaria a prova todas as qualidades de um campeao, assim acho que te diria melhor em que nivel o piloto ingles esta.

    Perdao pelo comentario emcima do muro mas nao posso opinar ainda. rs rs rs .

    Abraco,

    Fernando

    Publicado por Fernando Piccione | 01/06/2009, 6:54 pm
  2. Eu acho que as cinco vitórias em seis estão dando a impressão de que foi fácil, mas não foi.

    Na Austrália, quando o Vettel e o Kubica se destruiram mutuamente, havia a dúvida se os seus pneus macios iriam aguentar a aproximação do Robert, que vinha com pneus mais duros e em um ritmo forte.

    Na chuva da Malásia, as Red Bulls viriam para cima se a corrida fosse em um horário normal.

    No Bahrein, ele foi agressivo, muito agressivo para cima do Hamilton — fundamental para vencer — e o seu ritmo de corrida ali depois foi espetacular.

    Em Mônaco, a pole, fundamental para se vencer ali, foi conquistada em um pentelhésimo de diferença para o Kimi e na Espanha o Barrichello teve problemas com pneus e ele mudou o plano de corrida e levou, mas ainda assim foi difícil.

    Não é como quando o Mansel foi campeão. Está sendo duro ganhar mais ainda assim ele gvem vencendo…

    Essa dificuldade e a margem mínima com que ele está lidando para conquistar as suas vitórias é o que me surpreende e deixa essa questão em aberto: Será que ele á tão bom quanto os atuais campeões do mundo?

    Publicado por Becken Lima | 01/06/2009, 7:10 pm
  3. Também ainda acho cedo. MAS, me parece que Button, hoje, se mostra realmente um nível acima de muitos pilotos, pois não basta ter um bom carro nas mãos. É preciso talento, inteligência e frieza.

    Button está guiando tão limpo e suave que dá raiva. NO MOMENTO, me parece no patamar de qualquer dos maiores pilotos da história, ou até acima de alguns tidos como grandes.

    Mas o que me fascina mesmo, é ficar conjecturando (tá certo isso?) sobre quantos pilotos na história da F1 foram injustiçados pelo equipamento e, pior, nunca saberemos.

    Isso mostra como são relativas as afirmações de que “Fulano” foi ou é o melhor piloto do mundo.

    Publicado por Luiz Carlos Silva | 01/06/2009, 7:25 pm
  4. Mas o que me fascina mesmo, é ficar conjecturando (tá certo isso?) sobre quantos pilotos na história da F1 foram injustiçados pelo equipamento e, pior, nunca saberemos.

    Tenho EXATAMENTE a mesma opinião, Luiz….

    Li gente escrevendo: “O Button também não é lá grande coisa…”.

    Tem gente nesse momento reavaliando os conceitos que tem da F1.

    E esse ano serviu exatemente para isso: uma lição para as nossas idéias prontas, para a mania de apenas olhar para os pilotos na ponta do grid e esquecer quem rala lá atrás pilotando algumas bombas.

    Dê um carro minimamente competitivo para Adrian Sutil e vamos ver do que ele é capaz…

    Ok, confesso que essa concepção tem muito a ver com o que Max pensa do que seria uma Formula 1 Spec serie, mas é preciso ser mais indulgente com pilotos que estão lá atrás no grid…

    Publicado por Becken Lima | 01/06/2009, 7:37 pm
  5. Talvez nem seja tão má idéia assim dar o mesmo motor (e talvez chassis) para os pilotos de F1.

    É claro que isso é uma afronta à maior categoria, mas bem que eles podiam fazer umas 3 corridas por ano com carros idênticos, talvez da GP2, por exemplo. Ia ser divertido pacas.

    Publicado por nasser | 01/06/2009, 7:38 pm
  6. Acredito piamente que não apenas o carro é soberbo, mas a maturidade dele só perde para o Alonso, que é mais novo e muito pouco errático. O que me leva achar que está num patamar acima de Hamilton, que hoje tem um carro mediano. Outro ponto é o suporte que ele tem na fábrica, muito semelhante a MAranello nos tempos do Schummy. Sim, é um ótimo piloto com embasamento e suporte, num bom momento.

    Publicado por Paulo Coruja | 01/06/2009, 9:42 pm
  7. Caros amigos,

    Quando vamos analisar alguma coisa, acredito que devemos sempre levar em consideração a realidade empírica e as hipóteses e variáveis envolvidas, científicamente, esse é o meio mais seguro de chegarmos a alguma conclusão sobre determinado assunto. Então aí vão minhas considerações:

    Nosso tema-problema é: Button está no nível dos atuais campeões mundiais?

    Acho que para chegarmos à resposta é preciso fazermos 3 perguntas:

    1ª Na F1 atual, quais são as variáveis responsáveis pela performance de um piloto?

    Eis a minha resposta:
    a) a qualidade do carro;
    b) a habilidade do piloto;
    c) a eficiência da equipe (estratégias, pit stops).

    2ª Dos itens acima, qual é hoje o de maior relevância?

    Pelas observações que fiz durante estas 28 temporadas que acompanho F1, chego à conclusão que hoje, diferente das décadas anteriores a de 90, o que prevalece sobre os outros é a qualidade do carro, e explico:

    Com o desenvolvimento tecnológico (telemetria, estudos de aerodinâmica, CFD e afins), os pilotos só contribuem com a sensibilidade na pista, pouco acrescentando estrictu sensu no desenvolvimento do bólido. Quando dizem por aí que certos pilotos são “acertadores de carros”, creio que esta expressão não encontra a amplitude que tinha a 20 anos atrás. Hoje o carro sofre evoluções quase que de corrida a corrida e o papel do piloto se resume a buscar a melhor configuração para determinada corrida. Acertar o carro é apenas dar os ajustes finos com relação à performance em pista e não desenvolver o projeto.

    Tanto é assim que a Honda ano passado, com aquele falecido piloto que era tido como bom “acertador”, não conseguiu se desenvolver nem um milímetro ao longo da temporada. Ao mesmo tempo, a Renault, que evoluiu e terminou o campeonato muito bem (muitos dizendo que seria por causa de Alonso e de seus décimos e dotes de “acertador”), esse ano começou o campeonato de forma patética.

    Ora, para qualquer bom observador está claro que quem faz a mágica hoje em dia não são os pilotos e sim os engenheiros e centros de tecnologia das equipes. Se o carro sair bom, aí o piloto ajudará a acrescentar uns décimos no ajuste fino, agora, se o carro nascer ruim, podem colocar Alonso, Schumacher e afins que o carro não sairá do lugar, sendo no máximo aproveitado em seu limite.

    Disse tudo isso para lembrar a trajetória de Button na categoria e fazer a terceira e última pergunta essencial para definirmos se Button está no nível dos demais.

    3ª Qual foi a performance de Button quando teve um bom carro nas mãos?

    Se todos se recordam, até esta temporada, em apenas uma Buton teve um carro razoável nas mãos (2004) e quando isso aconteceu, ele só ficou abaixo das F2004 e com mais do dobro de pontos de seu companheiro (85 a 34), tendo feito dez pódios em 18 corridas.

    Além disso, em 2006, mesmo com um carro ruim (não horrível), tirou leite de pedra e conseguiu uma vitória, fazendo novamente quase o dobro de pontos de seu companheiro (56 a 30).

    Já em 2007 e 2008 ele não teve carro e sim uma cadeira elétrica, portanto, não acho que estas temporadas sirvam de parâmetro para nada.

    Agora em 2009, com um excelente carro, Button está literalmente destruindo os adversários, inclusive seu companheiro.

    Diante dos fatos expostos acima, só posso chegar à conclusão de que, analisando todas as variáveis disponíveis JENSON BUTTON está sim no nível dos atuais campeões mundiais, pois, quando tem um carro bom em mãos, sabe tirar dele toda a performance possível superando todos os adversários.

    Abraços a todos!!!

    Publicado por Cassius Clay Regazzoni | 01/06/2009, 10:01 pm
  8. Acho que talvez ele não possa ser comparado a Alonso, Hamilton ou Kimi como talento e tudo mais, quero dizer, Button sempre foi uma promessa, mas precisou de um bom momento para mostrar isso, Alonso ainda é excelente pilotando uma Renault, Kimi e Hamilton tb tiveram bons momentos, e maus, mas o talento de ambos, cru, me parece maior que o de Jenson. Porém, não há como negar que o ingles vive uma fase especialissima, é aquela de estar no lugar certo na hora certa. Acredito que a sorte seja também fator decisivo na F1 sim, certas coisas só podem ser explicadas por ela.
    Porém, se o carro de Jenson tem uma boa culpa nessa história, Button não perde a sua parcela, com o carro superior da forma que está, o ingles só precisava ser perfeito, tarefa dificil, mas vem sendo. Vem sendo veloz, limpo, suave, tranquilo, maduro e tudo mais. Não é um piloto fora de serie, nem tão excepcional como Alonso, mas está na equipe correta, correndo com um ótimo carro, e fazendo o que deveria fazer, ou seja, merece o título, é sim um bom piloto, mas sua fase espetacular, se deve a soma de todos os fatores, e Jenson não é a chave. Quero dizer, tire Jenson da disputa, anule todas as vitórias do Ingles, Barrichello estaria na frente do campeonato e teria vencido no minimo 3 corridas, e não foi e nunca será comparável a Alonso. A questão é o pacote, e Jenson faz parte dele, mas estivesse correndo com uma Renault, talvez estivesse fazendo companhia ao Naka, assim como está Nelsinho, ou se vivesse a situação de Hamilton, não estaria muito melhor que Kovalainen. `
    É questão de interpretação, e também opinião, acho Jenson Button ótimo e pra falar a verdade adoro o inglês, mas conheço muito bem os seus limites, e um campeonato espetacular em um carro melhor ainda, não me faram pensar que esse é o “novo” Schumacher.

    bjs

    Publicado por Ingryd Lamas | 01/06/2009, 10:01 pm
  9. Não acredito em injustiça com Button por ele ter andado com equipamento não competitivo durante parte de sua carreira. É dever do piloto ser rápido com qualquer equipamento, ou seja, andar na frente do seu companheiro. E me parece que Button foi aos poucos perdendo a motivação em mostrar qualquer coisa que valha quando correu em carros não competitivos, estava mais preocupado em ter a garota mais bonita do grid, de curtir a vida adoidado do que se dedicar a desenvolver uma ‘carroça’.

    E Fórmula 1 não tem pena de ninguém, é um esporte supercompetitivo. Button mesmo disse que sua postura, sua atitude mudou radicalmente em relação aos anos anteriores. Virou um chato, viciado em vencer e ser o mais rápido. A F1 não mudou, o conceito não mudou, Button sim, e para melhor. E Brawn tem uma pitada de culpa nisso, eu sei.

    Não julgo nível de talento, mas sua postura nesse ano é de campeão, e dos bons.

    Publicado por Larissa Oliveira | 01/06/2009, 10:30 pm
  10. O fato é que esses caras correm mais ou menos no mesmo nível, a F1 não é tão desnivelada como foi no passado. O nível por vezes é medido por resultados, que são enganosos. Motivação, boa fase física e mental, bom carro e atuações consistentes são partes de uma equação com muitas variáveis e poucas delas não são constantes, ou seja, se falta uma…complica muito. Alonso é um excelente piloto, mais completo que os outros, e seria um que se destacaria em qualquer situação, já que une experiência, talento e motivação de sobra, mas ninguém se sobressai muito,é a realidade atual da F1 e a necessidade de se procurar pilotos supremos é um resquício do que ainda é o estímulo de muitos fãs de F1 ao redor do mundo: a necessidade do herói a-histórico, idéia tão anacrônica e ao mesmo tempo tão forte, que inebria a todos (todos mesmo, inclusive este que redige o texto), a necessidade do fantástico no cotidiano. Tão prova é que se há o espanto com Button, é da necessidade de se atribuir características sobre-humanas p/ ele e comparar com outros “mitos”.
    Ainda sim é muito divertido divagar sobre isso, sem dúvida, prática comum até.
    Abraços

    Publicado por Ridson | 01/06/2009, 11:47 pm
  11. Claro que sim, Jenson Button está no nível dos atuais pilotos campeões, como bem descreveu o Cassius sobre os carros que o inglês correu anteriormente. Button pela primeira vez na carreira tem um carro soberbo e está aproveitando a oportunidade. Outros fatos que me lembro foram: o primeiro ano da Renault na sua volta à F-1 em 2002 onde Jenson Button foi muito superior ao queridinho de Flávio Briatore na época o Jarno Trulli e na BAR em 2003 quando bateu um arrogante Jacques Villeneuve.
    Assim, 2008 mostrou-se um ledo engano para muitos. Como Barrichello superou Button no ano passado com um carro ruim alguns acharam que Button não era capaz de mais nada. Eu penso que Jenson estava realmente desmotivado tendo em mãos um dos piores carros do grid, o quê ele podia fazer? Ter namoradas, eu não o condeno!
    Jenson Button está provando para muitas pessoas que com um carro competitivo mostra do quê realmente é capaz.
    Ele não é da turma daqueles que se julgam bons, mas quando tem carros superiores nas mãos não conseguem provar o que realmente acham que são!

    Dá-lhe Button!

    Publicado por Jobson | 02/06/2009, 10:26 am
  12. COMENTÁRIO RELACIONADO AS MSN DOS AMIGOS DO BLOG

    que nada de carro !!

    chaga com uma TOLEMAN(motor de 4v) em segundo e seu nome vai ser lembrado ate mais que do homem que chegou em primeiro, quem foi mesmo? srsrsrsrs.

    olha Button realmente pode ser comparado a esses grandes pilotos da atualidades mais a questão é o será que esses pilotos relamente são tão grandes assim?

    Além de Button eu coloco Massa, Robert e até Rubens.

    Publicado por pero | 02/06/2009, 12:09 pm
  13. O cara tem um controle irritante. É sim um dos grandes.

    Publicado por Iomau | 02/06/2009, 12:16 pm
  14. Talvez o que falta a J. Button é um pouco mais de agressividade, ele não é piloto de decidir roda a roda uma curva. Tirando isso ele está pilotando de forma fantástica e principalmente disciplinada.

    Publicado por Hugle | 02/06/2009, 12:47 pm
  15. A Fórmula 1 actual é discutida no miléssimo de segundo. Na verdade creio que os pilotos são todos muito iguais havendo 4 ou 5 capazes de ir um pouco mais além em condições difíceis por seu virtuosismo inato.
    Não duvido que se Sutil tivesse um dos carros da frente seria tão bom ou melhor que os pilotos dessas equipas em algumas das provas. O que Button está trazendo ao de cima são o anos em que guiou “ônibus” e teve de se automotivar para ganhar um lugar ou outro para não ser o lanterna vermelha e isso dá muita experiência em pista.
    Ele é rápido e sempre o foi, inteligente, muito experiente e está muito maduro emocionalmente. Conhece bem todos os circuitos.Também não duvido que a Brawn entrou com as rodas todas nesse campeonato com vantagem técnica sobre todos os outros teams de ponta de início. Essa diferença, acredito, vai-se atenuar à medida que o campeonato vai progredindo mas de verdade, ele já tem uma grande vantagem. Portanto mesmo sendo um fã de Kimi acho que o Jenson dificilmente deixará escapar o campeonato esse ano. Ainda por cima ele é bom na chuva também. Decididamente a Brawn conseguiu um início espectacular mas ainda foi mais inteligente mantendo o Jenson e o Barrichello não indo buscar rookies que poderão custar muitas corridas.
    E também estão dando show na box, lembrando a Ferrari em anos bons.
    Agora é só gerir e ter alguma sorte também.
    Em confronto directo com qualquer dos pilotos de topo ele pode igualar ou mesmo ganhar. Tem outra grande qualidade que é a de ser um gentleman driver que não precisa jogar os seus adversários para fora da pista para mostrar o que vale.
    Na verdade me parece que se a F1 se mantiver assim nos próximos anos,com carros muito formatados e quase iguais nunca mais vamos ter um piloto ou uma marca em especial dominando. E já agora podem incluir o Massa também nesta comparação porque é um dos melhores pilotos em qualificação para além de ser muito regular e só não é campeão do mundo por erro da Ferrari, não por culpa dele.

    Ernesto Sousa

    Publicado por Ernesto Sousa | 02/06/2009, 1:06 pm
  16. Eu gosto muito do Nakagima …. calma !

    Ele é a diversão dos nossos domingos. Nossa como um piloto consegue ser tão ruim assim.

    Publicado por pero | 02/06/2009, 2:33 pm
  17. Digamos que para cada corrida, o projeto de um carro possua um potencial X(%).

    Hipotéticamente há um potencial ótimo, POA de cada prova, equivalente a 100% do resultado máximo possível de um carro com um determinado conjunto de regras.

    Sendo este é igual ou maior que o potencial do conjunto carro-piloto-equipe-estratégia (Cj) temos, para uma corrida A:

    POA >= CjA, onde POA = 100%.

    Cj, para cada prova, é composto por:

    Potencial não desperdiçado pela estratégia: PE <= 1;
    Potencial não desperdiçado pela equipe: PEq <= 1;
    Potencial não desperdiçado pelas condições climáticas: PT <= 1;
    Potencial não desperdiçado por um piloto: PP <= 1.

    CjA = X * (PE * PEq * PT * PP)*100.

    Por exemplo:

    CjTurquia = XBGP001 * (PE2 paradas * PEqBrawnGp * PT35ºC 60% 20km/h SW * PPButton)*100

    Onde: POTurquia >= CjTurquia

    • • •

    A questão é que PPButton e PPAlonso possivelmente possuem valores próximos, como PPButton = 0,85 e PPAlonso = 0,86.

    Enquanto também existem PPPiquet = 0,82 e PPNakagima = 0,83.

    Sem sermos criteriosos, PPNakagima = 0,83 e PPButton = 0,85 não possuem uma diferença tão enorme assim.

    Se oferecidos carros idênticos (com a mesma estratégia de corrida e etc.) saberíamos a cada prova quem é o melhor piloto, para aquela prova.

    O fato sempre cada vez mais óbvio, é que o piloto trata-se apenas de mais um componente e não é o maior responsável por bons resultados. Pelo contrário, pode muito bem tratar-se de um agente complicador a partir do momento que o memso não consegue extrair de um determinado carro um potencial aceitável. Porém, a única forma benchmark segura disponível é o companheiro de equipe.

    • • •

    Ainda mais óbvio é que todos aqui sabermos que F1 não é uma ciência exata e que esta fórmula acima não serve para nenhum fim além daquele de ilustrar que um bom piloto apenas é tão bom quanto sua prova passada.

    O resto é especulação e história.

    Publicado por Thiago Leopoldo | 02/06/2009, 6:48 pm
  18. Sei não, Becken.
    À pé não se vai alugar algum.
    Só sei que a tocada do Button soa como marcha fúnebre para um certo e falecido piloto, como disse o Regazzoni.
    PS. Larissa, o Nelsinho, andando com uma carroça feita com os restos do carro do Alonso, tem obrigação de andar à frente dele? Fala sério!!
    Abs.

    Publicado por Anselmo Coyote | 03/06/2009, 1:15 am

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: