//
você está lendo...
ARTIGOS

E dá-lhe Button

(Imagem: Brawn GP/Divulgação) buttonwins(JENSON VENCEU FÁCIL: Os atuais adversários estão longe de representar ameaça a um piloto acima da média)

A vitória de Jenson Button hoje expôs em definitivo a fragilidade de seus adversários mais diretos. Rubens Barrichello e Sebastian Vettel estão muito longe de poder desafiar o inglês nesse momento e penaram em uma prova que Jenson foi soberano e apenas administrou os erros de adversários medianos.

Rubens perde a cabeça e o campeonato

Prejudicado por uma péssima largada e com problemas de câmbio desde o início da prova, Rubens Barrichello fez uma das mais desastrosas corridas de toda a sua carreira. Desesperado para recuperar as posições perdidas, Rubens afobou-se na briga com Heikki Kovalainen, dividiu uma curva e levou a pior rodando com um toque — o que não pareceu suficiente para que ele refreasse o seu ímpeto e cometesse o mesmo erro com Adrian Sutil poucas voltas depois, perdendo parte de sua asa dianteira. Rubens poderia até ter tomado uma penalização pela direção da prova por excesso de agressividade.

Seu abandono foi um prêmio amargo e um adeus definitivo a qualquer esperança de lutar pelo título com Jenson Button. Rubens até poderá negar em declarações a imprensa logo mais, mas o seu papel a partir de agora será mesmo o de apoio a Jenson na conquista do primeiro título do excepcional piloto inglês.

Vettel e Red bull erram e Webber agradece

A Red Bull continua, inexplicavelmente, expondo Sebastian Vettel a estratégias suicidas quando é bem claro que o jovem alemão não pode cumprir planos de corridas que exigem habilidades além do que seu curto currículo apresenta.

A Red Bull programou três paradas para Sebastian hoje, emulando a estratégia da Mclaren do ano passado. Com o erro de Sebastian na primeira volta, a Red Bull deveria ter revertido a sua estratégia para duas paradas e ao menos protegido a sua segunda posição do avanço de Mark Webber.

Contrariamente, talvez acreditando que Sebastian poderia ultrapassar Jenson — como Lewis fez com Massa em 2008 — a Red Bull o manteve em três paradas, ignorando que fazer ultrapassagens é um dos pontos fracos que Vettel tem apresentado agora que tem um carro competitivo. Mesmo aproximando-se quase 0.8 segundo por volta, Vettel não encontrou formas de passar Jenson em um circuito onde ultrapassagens são possíveis.

A prova talvez seja mais uma lição para a Red Bull que parece ter graves problemas para ler a corrida e saber até onde o potencial de Sebastian pode levar o RB5. Vettel pode culpar a si mesmo pela perda da segunda posição, mas a culpa pela terceira recai nos ombros da equipe.

O resto e a corrida

A pobre largada de Kimi Raikkonen junto, com uma asa dianteira danificada em briga com Fernando Alonso, permitiu que Felipe Massa o deixasse para trás na corrida, recuperando-se de resultados médios em comparação ao finlandês nas últimas corridas e classificações.

A Ferrari, no entanto, parece muito conservadora nas últimas corridas, talvez temendo que os erros do início de temporada voltem a destruir a estabilidade construída de Mônaco para cá, mas assim como o MP4/24 da McLaren, o F60 parece muito sensível às mudanças em condições de pista — o que pode muito bem ser ser culpa do KERS.

— Quanto ao resto, a Toyota recuperou-se do fracasso em Mônaco e Timo Glock fez uma corrida descente do meio do grid para frente. Jarno Trulli, no entanto, foi a grande estrela escondida da corrida ao chegar, silenciosamente, em quarto.

— Com o novo difusor, a BMW finalmente entregou um carro capaz de ajudar a Robert Kubica marcar pontos. O polonês saiu da incômoda posição de lanterninha no campeonato de pilotos. Se a BMW mantiver-se nessa curva de crescimento será mais uma equipe a influenciar a briga pelo campeonato daqui a poucas provas.

— A ultrapassagem de Nelsinho Piquet no atual campeão do mundo talvez não o tenha relegado uma melhor posição por conta da estratégia e do pobre desempenho do R29, mas foi de encher os olhos de quem assistiu pilotos brasileiros fazerem corridas anônimas como a de Massa, ou desastrosas, como a de Barrichello.

— A McLaren deveria finalmente ouvir Lewis Hamilton e desistir do MP4/24 e concentrar-se em 2010. O MP4/24 é um dos maiores fracassos da história da equipe, um carro instável e sensível às mínimas mudanças nas condições de pista. Lewis lutou como poucos e a única satisfação talvez tenha sido chegar à frente de Heikki.

— A corrida em si poderia até ser classificada como decepcionante e as novas regras talvez estejam começando a submergir sob o impacto da própria evolução na velocidade dos carros nas últimas provas.

Boa parte da tensão e drama da prova foi sustentada mesmo na aproximação de Sebastian Vettel a Jenson, o que infelizmente não se converteu em uma ultrapassagem. Button reina absoluto nessa temporada em que seus adversários — além de não serem capazes de o combaterem em termos iguais — estão deixando as corridas também mais previsíveis.

Discussão

33 comentários sobre “E dá-lhe Button

  1. Barrichello, numa corrida que precisa mostrar algo, realmente mostra.

    QUE é um piloto burocratico, que nao sabe ultrapassar, e que nao se pode contar. Ah tem mais uma coisa, que adora fazer papel de ridiculo. Ele da uma entrevista no dia anterior dizendo que ele vai brigar pelo campeonato, e ai no dia da corrida faz o que fez, é incrivel…

    Alias a partir de hoje, encontrei uma melhor definicao para o Barriquechello. Ele nao é piloto, ele é tecnico. Entao o Tecnico Barrichello so demonstrou mais uma vez, so que dessa vez de forma explicita que nao é piloto.

    O Vettel, que pena que errou no inicio, com isso tivemos mais uma corrida mais do mesmo :-(

    Bem ao pessoal que dizia que eu e alguns aqui eramos sonhadores, e que seria impossivel fazer um campeonato, veio a resposta da FOTA hoje, dizendo que ja tem 15 circuitos para correr ano que vem..

    Sinceramente nao consigo ver como Inumeras empresas Multinacionais, com quadro de funciinarios super ultra qualificados que lidam praticamente em todos os mercados comerciais do mundo, com legislacoes legais diferentes, e principalmente com bases ja instaladas se nao for em todos, mas quase todos os paises do mundo, nao poderiam fazer um campeonato.

    Publicado por claudio cardoso | 07/06/2009, 10:41 am
  2. Já pensou se tivesse passado a ideia das medalhas?
    A única coisa bacana da corrida foi a bela ultrapassagem do NAP pra cima do Hamilton. Mas, tb com a diferença de combustível q estavam naquele momento, até minha vó de velotrol deixaria o inglês pra trás.
    Conselho para as equipes da Fota: Dá logo os trofeus para o Jenson e a Brawn; parem de gastar dinheiro nesse campeonato de 2009; e comecem a planejar(fechar os contratos, planejar as regras e o carros, etc) o campeonato de 2010.

    Publicado por O Polêmico | 07/06/2009, 11:02 am
  3. Numa corrida onde se depende mais da aerodinamica, se vê que a turma que fez seus carros com o difusor duplo levam grande vantagem, exceção do grande projeto da RBR, que se realmente valesse o regulamento sem a brecha, seria o grande carro do ano, de intrometido ali apenas a Ferrari do Massa, mas mais pelo seu gosto pelo circuito.

    Embora o pessoal encha a bola dele, o “Alemãozinho” demonstra mais uma vez que ainda não é o “O Alemão”, falta muita coisa ainda pra ele.

    Button segue firme para quebrar todos os recordes em uma temporada, talvez só a RBR lhe cause algum incomodo, porque seu companheiro de equipe… melhor nem comentar.

    Publicado por Sandro | 07/06/2009, 11:41 am
  4. O título já é dele, agora é ver quantos recordes ele ainda vai quebrar na temporada, enquanto isso seu companheiro de equipe… melhor nem comentar…

    O “Alemãozinho” demonstrou mais uma vez que ainda falta muito para ele ser “O Alemão”, como erra o garoto.

    Domínio quase que total das equipes dos difusores (daquelas que fizeram seus projetos já com ele), com exceção da RBR (não fosse permitido essa brecha do regulamento seria o carro da temporada) e uma Ferrari que se meteu ali entre os primeiros mais pelo gosto do Massa pela pista.

    O ganho da Ferrari na pista de Mônaco foi mais pela aderência mecânica do que realmente por um maior ganho aerôdinamico.

    Publicado por Sandro | 07/06/2009, 11:51 am
  5. A posição das equipes hj no campeonato:
    # Brawn
    # RBR
    # Wiliams, Toyota, Ferrari, BMW.
    # Renaul, FI, e McLaren.
    # STR

    Publicado por O Polêmico | 07/06/2009, 12:03 pm
  6. Temos a real noção da qualidade de certos pilotos quando estes têm um excelente carro nas mãos e a obrigação de mostrar do quê realmente são capazes com a oportunidade dada. Não adianta ganhar tudo nas categorias de base se na F-1 não prova aquilo que aparentava ser. Não adianta ser considerado um talento, um gênio quando o cara está em equipes pequenas ou médias com um equipamento razoável fazendo bonito sem nenhuma responsabilidade. Quando este mesmo piloto consegue pilotar um carro de ponta e não demonstra capacidade, desempenho e atitudes que eram esperadas dele. Não há desculpas, ou evolui ou nunca passará disso, uma promessa.
    Não é só o carro da Brawn que é bom, não é só o motor Mercedes que empurra. Jenson Button pela primeira vez na carreira tem um excelente carro e está provando que ele é um excelente piloto também e com a oportunidade que está tendo que, aliás, pode ser a única, agarrou com unhas e dentes.
    Parabéns ao Jenson Button por mais uma soberba vitória e pelo que vem fazendo este ano, pois muitos ainda não acreditam no inglês, delegam seu sucesso ao carro que tem.

    Realmente Becken,

    Dá-Lhe Button!

    Publicado por Jobson | 07/06/2009, 12:12 pm
  7. Claudio, o Barrichello foi mal (foi o primeiro da minha lista de destaques negativos no meu blog), mas ao menos ele tem a desculpa de estar sem a última marcha, o que o obrigava mesmo a tentar inventar pontos de ultrapassagem como a devolução do Kova já tinha deixado claro. Muito pior é o Vettel que segue entregando as provas de presente ao Button.

    Publicado por Filipe Furtado | 07/06/2009, 12:32 pm
  8. Uma coisa positiva a corrida teve…o narrador, meio mané, meio burocrático, se perdendo um pouco nas opiniões, mas pelo menos foi honesto, malhou quem deveria ser malhado, não ‘viu’ outra corrida, como normalmente acontece (parece que é só Barrichello contra Massa) e, ainda mais, teve coragem de criticar os brasileiros, que estavam todos mal e antever outra categoria sendo criada. Seria o máximo dos máximos se falasse RedBull e vétel, como o Burti e, ainda, Kúbica, não a linguagem ‘oficial’ criada pelo gagá-mor…de resto, só a ultrapassagem do Nelson Angelo e a qualidade do Button em arrasar a concorrência…

    Publicado por Edgard | 07/06/2009, 12:33 pm
  9. Completando a sua observação o Vettel muito irritado na coletiva reclamou que o acerto pré-corrida era que se ele caisse para segundo durante o primeiro stint a estrategia reverteria para duas paradas. Agora sendo um pouco justo com alemão ano passado o Hamilton menos ultrapassou o Massa e mais recebeu a posição de presente quando o Felipe abriu para ele.

    Publicado por Filipe Furtado | 07/06/2009, 1:06 pm
  10. Agora sendo um pouco justo com alemão ano passado o Hamilton menos ultrapassou o Massa e mais recebeu a posição de presente quando o Felipe abriu para ele.

    Me desculpe mas não foi bem issoo que aconteceu. A Ferrari não sabia que o Hamilton estava em uma estratégia para três paradas naquele momento da corrida e o lance que mostra o Hamilton ultrapassando o Massa fica bem óbvio que o Felipe resiste até o último ponto de tangência.

    A questão é que o Vettel não demoonstrou que pode andar em um ritmo alucinante de corrida, fazer ultrapassagens, ser agressivo quando o momento pede.

    A única forma de ele manter-se em luta pela vitória era com três paradas, mas que dependia do seu trabalho na pista e de uma ultrapassagem sobre o Jenson — o que nunca chegou perto de acontecer mesmo ele tendo um carro 0.8 segundo mais rápido, como as voltas de aproximação demostraram…

    Se a Red Bull tivesse revertido a posição para duas paradas acho que ele teria acabado em terceiro, mesmo com uma possibilidade de ele ainda lutar para defender a sua segunda posição…

    O ponto é que a Red Bull acredita no hype em torno dele e está jogando ele em estratégias extremas de corrida mas as quais ele não pode cumprir…

    O Button é infinitamente superior a quem tem carros competitivos nesse momento e hoje icou bem claro!

    Publicado por Becken Lima | 07/06/2009, 1:16 pm
  11. Assino em baixo de tudo o que o Jobson disse, realmente o Button mostrou que não sente a pressão e que está no nível dos melhores da categoria.

    Quanto ao Vettel, é inegável seu talento mas fica claro que ele ainda necessita desenvolver mais seu potencial principalmente em ultrapassagens. Com isso ficam ressaltados o potencial e a consistência de Webber.

    Publicado por Flavio | 07/06/2009, 1:22 pm
  12. Becken,

    Vc entendeu o Buemi e o Nelsinho ultrapassarem o Hamilton e terminarem atrás dele? Estratégia errada?

    Sobre o Nelsinho passar o Hamilton mais pesado:

    O que fez Alonso com melhor carro sem adversários com bons carros? Ganhou.
    O que fez Alonso quando tinha estreante Hamilton pela frente com carro igual? Perdeu.

    Isso diz alguma coisa? Heróis de papel?

    Abs.

    Publicado por Anselmo Coyote | 07/06/2009, 1:44 pm
  13. Chegou o momento de o Barrichello colocar na cabeça dele que o melhor a fazer é partir para outro negócio. Ele não é piloto.

    Publicado por Bruno P | 07/06/2009, 1:53 pm
  14. O que fez Alonso quando tinha estreante Hamilton pela frente com carro igual? Perdeu.

    Não, heróis de papel, não…

    Para mim Alonso e Hamilton seriam os únicos capazes de lutar com o Jenson hoje, mas estão em carros errados.

    O bom dessa temporada é que ela está mostrando o real valor desses sujeitos!

    Publicado por Becken Lima | 07/06/2009, 1:57 pm
  15. Becken, o Domenicalli inclusive deu uma bronca no Massa por atrapalhar o Kimi e impedir uma dobradinha ao vender fácil a ultrapassagem.

    Anselmo, o Hamilton estava muito pesado. Era presa facil na primeira parte dos seus dois stints, em compensação recuperava as posições ficando mais na pista. Eu acho na verdade acho que McLaren (assim como a Toro Rosso comm o Bourdais) errou, o Hamilton chegaria no mesmo lugar com duas paradas, mas seria mais competitivo.

    Publicado por Filipe Furtado | 07/06/2009, 2:02 pm
  16. Becken,

    “Para mim Alonso e Hamilton seriam os únicos capazes de lutar com o Jenson hoje, mas estão em carros errados.”

    Claro que seriam. Mas não o seriam também o Kimi Raikkonen, o Felipe Massa, o Kubica, o Nelsinho, o Webber, o Nico e tantos outros? Por que não? Quem era Button até ter um carro competitivo?

    Amigo Filipe Furtado,

    A estratégia da Renault foi pior. Mas deixe isso pra lá.

    Para mim não interessa se o Hamilton estava mais pesado que o Nelsinho ou com os pneus mais gastos que o Buemi. São dados importantes para a leitura da corrida, mas não emocionam. Fico em frente à TV para ver disputa, “pegas”, arrojo, ultrapassagens e brigas por posições roda-a-roda. Vc viu que beleza? O Hamilton se sabia mais pesado mas não entregou de bandeja a posição para o Nelsinho. Lutou até ser ultrapassado trazendo plasticidade à corrida. Eu adoraria ver isso acontecer várias vezes em todas as corridas.

    Abs.

    Publicado por Anselmo Coyote | 07/06/2009, 2:30 pm
  17. Quem sabe os engenheiros do Hamilton e do Bourdais já estão pensando nas regras de 2010 com carros lotados de gasolina e sem reabastecimento!
    É impressionante como Rubens Barrichello tem problemas de câmbio e não é só esse ano, isso parece uma constante na sua carreira desde os tempos de Jordan!

    Publicado por Jobson | 07/06/2009, 2:32 pm
  18. mclaren está provando que sem o alonso ela não é capaz de desenvolver nada no carro.

    pobre hamilton, que não pode mostrar todo seu talento sem alguém ajustando o carro para ele…

    Publicado por andre | 07/06/2009, 3:06 pm
  19. Filipe –>

    Pelo amor de Deus, voce ainda acredita no Tecnico Rubinho ???
    Quando será que vai existir uma corrida em que o Carro, A Temperatura, o Cinto de Segurança, o Freio, a Pista, o Cambio, o Motor, a Parte Hidraulica, o Aerofolio, os Espiritos, o Mundo nao atrapalhou o Tecnico Rubens ??

    Publicado por claudio cardoso | 07/06/2009, 3:54 pm
  20. mclaren está provando que sem o alonso ela não é capaz de desenvolver nada no carro.

    pobre hamilton, que não pode mostrar todo seu talento sem alguém ajustando o carro para ele…

    A prova de q isso é uma grande bobagem é q a Renault com o mesmo Alonso n conseguiu nessas 7 corridas desenvolver o carro q é todinho construído para ele. Tanto q nem pontuou hj, mesmo tendo largado em oitavo.
    Quando o carro é ruim como o da Renault ou da McLaren n há Rubinho, nem Emerson Fitipaldi, nem Alonso q faça com q o carro chegue lá onde for.
    Quem credita exclusivamente os sucessos da McLaren de 2007 e 2008 aos acertos feitos pelo Alonso quando passou por lá, deveria olhar o q espanhol tem conseguido fazer esse ano numa equipe onde ele tem 100% de entrosamento com os engenheiros.

    Publicado por O Polêmico | 07/06/2009, 3:55 pm
  21. mclaren está provando que sem o alonso ela não é capaz de desenvolver nada no carro.

    Olá andre :)

    Eu imagino que ess seja uma daquelas suas famosas provocações juvenis (imagino que vc seja adolescente!), mas eu imagino que vc tenha uma explicação razoável para explicar por que o Alonso, de quem a McLaren tanto precisa, não desenvolve o seu próprio carro, no ano passado e neste…

    Publicado por Becken Lima | 07/06/2009, 4:02 pm
  22. Becken ->

    Eu nunca acreditei nesse negocio de um Piloto fazer magica, acertar um carro ruim, e fazer um carro vencedor. Isso é papel de engenheiro nao de piloto.

    Será que realmente alguem consegue acreditar que um piloto hoje consiga fazer um carro ser 1 segundo mais rapido ?

    Quanto ao Alonso, nao se esquecam que quando ele chegou na Mclaren, por coincidencia, foi o ano que a Mclaren tinha a copia do acerto, distribuicao de peso, calibragem, e gases que a Ferrari usava nos pneus.

    Quando o piloto é excepcional ele é 2 a 4 decimos mais rapido que um bom piloto em circunstancias normais. E ISSO ja é até muito.

    O pessoal ai que tem boa memoria, teve um engenheiro ai que diante de um teste de um piloto novato falou:

    Andar rapido com um F1 nao é dificil, o dificil é tirar 100% 110% do carro. Ai entra a diferença entre um piloto mediano, e os Grandes Campeoes.

    Publicado por claudio cardoso | 07/06/2009, 4:23 pm
  23. Anselmo, por isso mesmo seria melhor um Hamilton com menos peso.

    Claudio, eu desisti do Barrichello faz muito tempo tanto é que na pré-temporada quando falavam que era um absurdo o Button ter a vaga garantida e o Rubens não, eu sempre dizia “lembrem-se de 2006”. Agora não é por isso que acho que ele justifique que se gaste tanto tempo batando nele.

    Becken, o Alonso desenvolveu bem o carro do ano passado hehe. Sendo sério, acho muito injusto com o Lewis grandes cobranças, este carro da McLaren é muito mal nascido, a base do carro é ruim, a equipe pode arranjar soluções ocasionais e dar algum salto de performance, mas com a base ruim cedo ou tarde alcançam eles e vão lá para trás de novo. Alem disso sem testes resolver os problemas do carro é muito mais dificil.

    Publicado por Filipe Furtado | 07/06/2009, 4:37 pm
  24. Filipe, perfeito.
    O que quero dizer é que os pilotos que atacam e os que não se entregam nos proporcionam boas corridas. O Nelsinho não passaria o Hamilton se não fosse pra cima. O Hamilton estava mais pesado e podia até entregar a posição. Mas resolveu se defender. Com isso o Nelsinho podia errar, eles podiam se tocar, o próprio Hamilton podia errar, o Nelsinho podia desistir… ou acontecer o que aconteceu. Tudo, menos a mesmice. Eu gosto de “pegas”. Não consigo ser apenas calculista. Essas reações “malucas” dos pilotos podem detonar qualquer cálculo.

    É como o jogador que, com um drible desconcertante, deixa três zagueiros pra trás, quando todos esperam que ele tocasse de lado, parte para o gol e fuzila. É um lance inesperado que subverte a história previamente escrita, calando a boca de todos os comentaristas e fazendo a alegria da torcida. Isso é emocionante.

    Corrida burocrática me cansa. Mesmo que o piloto termine em último, mas se tiver do que se orgulhar pelo que fez durante a corrida terá sido bom.

    Eu prefiro assim.

    Abs.

    Publicado por Anselmo Coyote | 07/06/2009, 5:09 pm
  25. “Eu imagino que ess seja uma daquelas suas famosas provocações juvenis (imagino que vc seja adolescente!), mas eu imagino que vc tenha uma explicação razoável para explicar por que o Alonso, de quem a McLaren tanto precisa, não desenvolve o seu próprio carro, no ano passado e neste…”

    No ano passado o carro melhorou muito no final, tanto que obteve vitórias, teria sido o Alonso?
    Neste ano não se pode mais testar, então só fazendo mágica e simulação em computadores.

    Publicado por Sandro | 07/06/2009, 7:23 pm
  26. Aposenta, rubinho.

    Publicado por nasser | 07/06/2009, 8:15 pm
  27. Grande Becken,
    Segue um texto que escrevi ontem entre o 3º treino e a classificação e q se vc achar bacana, pode fazer um post com ele e apagar este comment.

    BECKENBAUER, ZOFF, GALLAGHER E A ILUSTRE VISITA QUE DECIDIU O CAMPEONATO DE F1 EM 2009

    Como tiveram oportunidade de ler aqui no F1 Around, Luca Colajani, diretor de mídia da equipe Ferrari, visitou, em janeiro desse ano, as instalações do centro de tecnologia da McLaren, em Woking.
    Os objetivos, entre outros, eram: tomar um chazinho com os britânicos, selar definitivamente a paz após o caso de espionagem de 2007, trocarem umas figurinhas das seleções da copa do mundo de 1974 e bolarem um plano para continuarem dominando os campeonatos de F1 seguintes, sempre alternadamente – um campeonato para os italianos e no ano seguinte um para os ingleses.
    E assim foi… após tomarem o chá da 5, se dirigiram ao núcleo onde estava sendo desenvolvido o carro de 2009 – o famigerado MP4-24.
    Ciente do grande avanço dos ingleses na área tecnológica, e também para se vingar do episódio de 2007, o italiano levou uma série de câmeras secretas em sua caneta, maleta e onde mais pudesse enfiar uma câmera espiã para poder roubar qualquer que fosse segredo que os ingleses dessem mole e deixassem exposto.
    Os caras de Woking, conhecedores da malandragem italiana, deixaram muito mais coisas expostas do que o experiente marqueteiro poderia sonhar.
    Entre esses segredos, deixaram à vista, o seu super-ultra-mega-moderno túnel de vento de 8ª geração. No entanto, para não correrem riscos, deixaram o equipamento em modo “pause” com os displays todos ligados indicando digitalmente os ajustes obtidos, porém, com números que não passavam de um grande blefe.
    Contudo, o engenheiro responsável, com extrema preguiça de anotar os valores corretos que já tinham chegado (dizem que se o carro tivesse sido construído com esses números, o MP4-24 estaria colocando 1 segundo por volta nos Brawns, mas nisso não acredito muito. Meio segundo até q eu acreditaria…), simplesmente reduziu manualmente em “100” todos os valores, de tal forma q ficaria facinho voltar tudo ao normal depois q o “fool” italiano “copiasse” os dados e fosse embora.
    Tudo correndo como o planejado até aí, Norbert Haug que acompanhava o ferrarista, a fim de deixar o italiano bem à vontade para morder a isca, lembrou:
    – Ah, tenho uma figurinha repetida do Beckenbauer e troco por aquela do Dino Zoff que você disse que tem e que falta na coleção do meu sogro. Ele me disse que me mataria se eu não arrumasse com você.
    – Na Alemanha, já ouvir dizer, não é bom contrariar o sogro, pois se ele te amaldiçoar, seu casamento se arruína, advertiu Colajani, entre risos.
    – Bem…você deve ter visto nos jornais o que andam dizendo sobre o fim do casamento do Bernie e deve estar por dentro do prejuízo que ele está tendo, né? Com licença que vou buscar a figurinha que está no meu escritório no segundo andar.
    E lá se foi o bem nutrido alemão até a sua luxuosa sala( que na verdade, fica no terceiro andar), esfregando suas robustas mãos, certo de que o “fishpole” iria ferrar com a Ferrari.
    Como planejado, depois de se certificar que não havia ninguém olhando e que não havia câmeras de segurança naquela sala, o italiano deitou e rolou – fotografou todos os painéis com todos os números do túnel de vento da Mclaren; deu uma espiadinha pela porta e, como nada do rechonchudo aparecer, resolveu dar o troco e mais uma gorjeta em relação a 2007 – pegou todos os ajustes que sabia que eram fundamentais e os reduziu em “150” e ficou ali nos corredores, assobiando distraidamente e se fingindo de encantado pela mega-estrutura que os ingleses montaram, enquanto aguardava seu mais novo “amigo”, que demorou mais uns 15 minutos para voltar do seu escritório.
    Horas depois, com sua figurinha do Zoff em mãos, o alemão se despediu do colega de Maranello o conduzindo até o heliporto onde uma nave vermelho Ferrari aguardava o triunfante diretor da equipe do cavalinho rampante que partiu crente que havia sacaneado os “ingloriosos bastardos”.
    Pois bem, com o prazo para entrega dos números ao setor de fabricação das peças se esgotando naquela sexta-feira e com um show do Oasis em Londres no dia seguinte, – que o jovem funcionário da McLaren havia prometido levar sua namorada – o esperto e promissor engenheiro trouxe todos os ajustes para os valores “corretos” ( ou seja, “100” a mais do que deixara no momento que saiu da sala), compilou tudo, enviou por e-mail ao setor responsável, desligou sua máquina, apagou as luzes, passou por rigorosíssima revista ao deixar aquele setor – como de praxe – e mandou um torpedo à namorada dizendo que chegaria naquela noite na capital onde queria ir a um restaurante italiano comer uma bela pizza.

    Morais da estória:
    # O F60 foi feito num túnel de vento bem descalibrado, mas que os italianos aos poucos estão conseguindo acertar e, quem sabe, no 2º semestre chegam lá;
    # Já o MP4-24 foi feito com números do túnel de vento totalmente errados e que talvez até 2010 eles consigam ajustar;
    # E o jovem engenheiro inglês, sumariamente demitido depois dos primeiros testes em Barcelona, hoje é o responsável por desenhar as guitarras do Noel Gallagher*.

    * Guitarrista e líder do Oasis.

    Publicado por O Polêmico | 07/06/2009, 10:00 pm
  28. “Massa decepcionou, assim não conseguirá segurar a vaga para o ano que vem (ainda acredito que ele supere Kimi na corrida)… vamos esperar pelos pesos, mas acho difícil que ele tenha mais combustível que Kimi, a situação não está boa para Ferrari como se imaginava.
    Com a irregularidade de Vettel (devido à juventude) e um carro pra lá de dominante em corrida (a Red Bull não acompanha a Brawn), me arrisco a dizer que JENSON BUTTON acaba de conquistar o mundial 2009, não acredito mais em reação.” Comentário de ontem depois da classificação.

    Com essas previsões, acho que vou jogar na loteria (brincadeirinha galera, é que o campeonato está pra lá de chato e previsível)…

    Agora vamos ao que interessa, meus pitacos:

    BRAWN – Button vai entrar para a história merecidamente, está mais preciso que relógio suiço, destruindo a concorrência interna e externa de modo humilhante, já é campeão com méritos e pode bater todos os recorde de pilotagem em uma temporada, DÁ LHE JENSON!!!

    REDBULL – Vettel, como eu disse antes (contrariando minhas próprias expectativas pretéritas), ainda é inconstante (mas ainda credito nele como o grande piloto dos próximos anos), e isso, aliado à superioridade da Brawn em corridas e a fase de Button está tornando o campeonato o mais chato de todos os tempos (superando 2004). Webber está muito bem esse ano, com discrição e humildemente vai provando que de grão em grão a galinha enche o papo, grande pilotagem (eu que nunca gostei dele estou aprendendo a respeitá-lo). Arrisco a antever que serão vice-campeão e terceiro lugar do campeonato (só não sei quem em qual lugar).

    TOYOTA – Toyotas voltaram da terra dos mortos, mas seus pilotos são muito fraquinhos para alçar vôos maiores, servem só para ajudar a Brawn tirando pontos das outras equipes.

    WILLIANS – Vem fazendo corridas razoáveis para uma equipe sem a estrutura das rivais, Rosberg vai cavando sua vaguinha na McLiar (Frank só deve lamentar ter de dar lugar ao Nakagima para ter um motor).

    FERRARI – A Ferrari errou demais e agora tem medo de arriscar, corrida burocrática e fraca de Massa que finalmente superou Kimi no campeonato (o que aliás, ao contrário do vem sendo dito por alguns comentaristas, já deveria ter acontecido há mais tempo). A Ferrari não está mais em briga alguma e devia se concentrar no ano que vem, senão correrá o risco de ver a Brawn iniciar uma nova hegemonia na F1 (já que o regulamento não deverá mudar muito na parte técnica e um carro bem nascido como a Brawn, muito superior aos demais, é muito fácil de ser base para o carro do ano que vem).

    FORCE INDIA – Mais um pouco e deixará a Mcliar como pior cliente da Mercedes, grande trabalho do indianos.

    TORO ROSSO – Buemi ainda tem muito crédito, mas Bourdais já está na hora de pegar o boné e sair fora.

    MCLAREN – Hamilton e Mcliar estão decepcionando cada vez mais, um porque não consegue fazer nada para ajudar a equipe e se destacar com um carro ruim e a equipe porque está deixando transparecer de forma muito clara que os projetos da Ferrari estão fazendo muita falta. Quanto a Kovalainen eu não posso comentar nada, é o piloto mais fraco do grid junto com Nakagima (seguidos de perto pelo Piquet devido à incompetência do Júnior para qualificações, porém, o Júnior é capaz de algumas proezas com a que vimos hoje, já os dois são uma lástima).

    BMW deu um suspiro, talvez dê para brigar com Ferrari, mas longe de oferecer perigo para RedBull e Brawn. Kubica e Heidfeld podem sorrir um pouquinho.

    RENAULT – E a Renault, que porra de estratégia é essa da Renault para o Nelsinho, vai tomar no c…, eu não gosto de historinhas, mas acho que já passou da hora do Piquet mandar os caras à merda. Será que o Alonso exige essas estratégias estapafúrdias para o segundo piloto não o incomodar? Porque não é possível que o Piquet não saibda que esse negócio de sair lotado de combustível é uma grande roubada, minha paciência se esgotou com a equipe e com a passividade do piloto brasileiro. Apesar de ser dono da Renault, Alonso deve estar doido para chegar 2010.

    Outro coisa que merece comentário e o fato de que o difusor duplo (trouxe um downforce de 30% a mais segundo quem entende), junto com o tal KERS somente para algumas equipes, ter ferrado com todo o esforço para aumentar as ultrapassagens na categoria, prova disso é que em uma pista onde elas são possíveis e até fáceis, elas foram raríssimas.

    Estamos caminhando para o desenrolar de um campeonato chato e sonolento.

    P.S. Becken, discordo, acho que Kubica e Massa também teriam como lutar com Button em condições iguais, Alonso e Hamilton não estão com essa bola toda não, a temporada está demonstando isso!!!

    Publicado por Cassius Clay Regazzoni | 07/06/2009, 11:55 pm
  29. Cassius,

    Largando atrás com pouca gasolina, o Nelsinh ganharia posições, mas ao parar voltaria no último lugar e assim sucessivamente.
    Ele tem que melhorar a classificação, urgentemente.

    Abs.

    Publicado por Anselmo Coyote | 08/06/2009, 1:15 am
  30. hheehe eu me surpreendi do cassius não detonar o Rubinho…mas acho que na corrida de ontem ele se auto-detonou; Eu escrevi no meu blog que p/ mim, esse Rubens de 2009 não vence campeonato (talvez o de 1999 ou 2002), não faz pelo menos frente À Button. Ou ele se adequa ao tipo de embreagem do carro ( e não o contrário), ou ele vai perder até a vice-liderança.
    Sobre os choques dele na corrida, acho que com o Sutil foi total imprudência dele, mas com o Kova ele veio certo, por dentro,e o Kova cortou. Foi choque de corrida então, e não erro exatamente de um lado ou de outro.
    P/ mim, melhor ultrapassagem no ano foi com Piquet em cima do Hamilton, e nesse caso não importou se o da frente tava mais pesado, ou raios que o parta: o da frente tinha o kers e tem arrojo p/ lutar ple aposição. O que passou teve a noção exata do que tinha que fazer e fez. Mesmo que ele não tenha ganhado nada em termos de corrida, ele ganhou mais uma vez moral, nem que seja p/ correr na Force India ano que vem.

    Publicado por Ridson | 08/06/2009, 7:07 am
  31. É impressionante como consegue andar rápido e extrair tudo do carro como o alemão Sebastian Vettel, mas igualmente impressinante a incapacidade que esse jovem piloto tem para fazer ultrapassagens. Parece que ele não confia no taco, tem medo de arriscar, acho que alguem precisa elevar sua autoestima como piloto. Tem gente que compara ela com Schumacher no começo de carreira mas a diferença crucial entre os dois é que o “Mestre Schummy” errava muito no inicio mas era sempre tentando ultrapassagens, as vezes até meio suicidas, só depois de algun tempo de experiencia ela começou a administrar melhor as corridas mas sempre sendo agressivo como poucos. Tá bom de o Vettel começar a assistir alguns videos de corridas do Schumacher pra ver se aprende…mas o mais dificil ele já tem: TALENTO!

    Publicado por Francis Junior | 08/06/2009, 9:09 am
  32. O Polemico –>

    a estoria ai que vc escreveu, é brincadeira ou séria ?

    pq se for séria é um delirio absurdo

    Publicado por claudio cardoso | 08/06/2009, 11:30 am

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: