//
você está lendo...
ARTIGOS

Revelado que a Honda ainda é dona majoritária da Brawn GP

Imagem: Honda Racing F1/Divulgação) honda light(HONDA: Estaria a companhia japonesa planejando voltar a F1 depois da passagem do furacão financeiro?)

Com uma simples pesquisa em órgão do governo britânico, o blog “The Brawn F1 Blog”, que cobre extra-oficialmente a equipe de Rubens Barrichello e Jenson Button, descobriu que a Honda Motor Co, ainda é sócia e proprietária majoritária da Brawn GP.

A divisão das ações da equipe registradas na “Company House — órgão de registro de empresas britânicas — revela que as cotas permanecem assim:

TOTAL DE COTAS: …………………….. 200

Ross James Brawn: ………………………. 89 cotas

Honda Motor Company: …………….. 111 cotas

A revelação é estranhíssima, pois logo após o “Management buy-out (processo de aquisição de uma empresa pelos próprios executivos que nela trabalham — operação em geral com participação de fundos de investimento), a Honda comunicou que:

Todas as ações da Honda Racing F1, de propriedade da Honda GP Holdings Ltd., companhia baseada no Reino Unido que gerencia todas as operações da “Honda´s Formula One Racing”, foram vendidas para Ross Brawn. Como resultado dessa venda, a propriedade da equipe foi transferida para o Sr. Brawn, que planeja ter a nova equipe competindo no Campeonato Mundial de Formula 1 desse ano.

Seria complicadíssimo que uma companhia com a estatura da Honda mentisse oficialmente em um sério comunicado para o mercado, imprensa e comunidade da F1.

Uma tese a se considerar é que a fábrica japonesa estaria, por exemplo, transferindo o controle acionário da sua equipe de Formula 1 a conta-gotas, a medida que Ross Brawn vai exercendo a sua preferência e pagando pelas ações.

Apesar de uma operação dessas ser comum em aquisições de empresas, há sinais de que podem existir “forças ocultas” agindo nos bastidores da equipe, estimulando questionamentos como:

— O que impede a Mercedes-Benz — fornecedora de motores da Brawn — de colocar um simples adesivo com a sua logomarca na carenagem do BGP 001, algo que explicitaria merecidamente a sua valiosa e cooperativa participação no sucesso da equipe?

— Por que a Virgin parece, lentamente, desinteressar-se de uma maior participação como patrocinadora da equipe?

— Por que a inscrição da Brawn para o campeonato de 2010 não está vinculada a nenhum fornecedor de motores?

— Estaria a Honda, então, planejando uma volta em 2010 ao menos como fornecedora de motores?

Mistérios, estranhos mistérios que poderiam muito bem ser explicados pela suposta e real dona da Brawn GP, a Honda.

Discussão

15 comentários sobre “Revelado que a Honda ainda é dona majoritária da Brawn GP

  1. Estranho, mas logo após a “aquisição” da Honda por Ross Brawn, li em um site (não me recordo agora qual), de que a negociação era apenas uma estratégia dos japoneses.

    A Honda, enquanto desenvolvia o carro para 2009, se deu conta que o maior problema era seu próprio motor, que não seria suficiente para dar ao seu modelo a velocidade ideal, e para evitar o vexame de admitir publicamente que seu motor era ruim e ter de comprar motores de um concorrente (imaginem o quanto isso seria fatal para qualquer empresa, ainda mais em meio à crise), preferiu transferir sua equipe para o nome de um “laranja”.
    São especulações, mas podem fazer muito sentido.

    Publicado por Gustavo Perim | 16/06/2009, 8:52 am
  2. Amo F1. Mas tá difícil.

    Becken, sei que são categorias completamente distintas, mas vejamos a MotoGP, que campeonato é esse?

    Soube que na última prova, a do GP da Espanha, existem 2 ou 3 curvas a mais para a esquerda, e os pneus foram feitos especialmente mais moles de um lado, para compensar essa diferença. Tudo bem são motos.

    Na F1 há essa baderna de pneus que esfarelam a condução dos pilotos e a performance das equipes. Veja o nível de excelência da competitividade da MotoGP e o da F1 hoje.

    Não digo pelas ultrapassagens, posto que evidente, motos alternam-se em suas posições com mais facilidade, mas sim pelo espírito esportivo. Espírito este há muito tempo perdido dentro da F1, em detrimento da briga por grandes fortunas.

    Não tenho a mínima idéia de como funciona a gerência da MotoGP no que tange ao orçamento das equipes, ou mesmo com profundidade o regulamento da FIM, mas o fato é que lá a grama parece bem mais verde!

    Publicado por Iomau | 16/06/2009, 10:27 am
  3. O único problema da F1 hoje, o mais urgente hoje, Iomau, é Max Mosley, só isso.

    Não adianta FIA tornar público um dossiê como ela fez hoje acusando a FOTA de tentar tomar controle comercial e regulatório da F1, por que isso nós já sabemos, não é novidade.

    Tirem Max Mosley e seus asseclas — como Alan Donnelly — do poder e tudo se resolverá.

    Publicado por Becken Lima | 16/06/2009, 10:32 am
  4. Tirem Max Mosley e seus asseclas — como Alan Donnelly — do poder e tudo se resolverá.

    Maldita hora em que resolveram absolvê-lo.
    Na verdade acho que isso que ele está fazendo tem tudo a ver com a história da orgia nazista, o Viagra deixou Mosley com o chamado Complexo de Deus… ele acha que, se consegue se divertir com as garotas, pode tudo o que quiser.

    Publicado por Gustavo Perim | 16/06/2009, 1:18 pm
  5. Bem.

    Talvez esteja ai a explicacao do porque do Ross Brawn nao estar nem um pouco preocupado com patrocinadores, e mais ainda, ele garantiu que nao faltaria dinheiro para o desenvolvimento do carro. Ja sabemos porque :-)

    Um fato interessante, que ainda nao vi ninguem comentar, foi a carta da FIA nesta parte:

    “Ao mesmo tempo, a Fota e Montezemolo rejeitaram todas as tentativas de reunião para discutir a redução de custos. Não havia necessidade, a FIA foi informada, pois as medidas da Fota eram adequadas e eles compensariam a falta de carros com um terceiro piloto em cada time. Em março, ficou claro que a Fota não tinha nenhuma intenção de facilitar a entrada de novas equipes; na verdade, se opunha a isso.”

    Interessante isso, Onde se fala tanto em corte de orçamento os times propunham por um 3o carro.

    Com isso podemos imaginar caso exista, e ao que tudo indica caminha realmente para esse lado, o Campeonato Fota terá até 3 carros por equipe. O que faz pensar nas especulacoes da Ferrari sobre os pilotos so que ai ninguem estaria errado seriam os pilotos: Felipe, Kimi, e o Fernando.

    O caminho parece realmente ser o de outro campeonato, que na entrevista o Felipe Massa, ja fala abertamente sobre isso, e com certeza ele esta instruido pela Ferrari, ele nao esta falando hipoteticamente como eu, e todos nos, ele ja tem base e elementos para saber que é Possivel realmente isso, e mais que isso, ja começou a movimentacao para tal.

    Publicado por Claudio Cardoso | 16/06/2009, 1:19 pm
  6. Olha, essa foi um soco no estômago dos puristas ingênuos que acreditaram na fábula do garagista mágico.

    Garagista na F1 só restou um e ele se chama Frank Willians. Dêem para ele a mesma estrutura e grana que teve Ross Brawn e vocês verão o velho Tio Frank engolir a concorrência (Brawn incluído).

    “A mais coisas entre o ceu e a terra do que a nossa vã filosofia pode imaginar”.

    Ah!!! E tem mais, o tal Nick Fry continua todo pimpão pelos padocks da F1.

    Isso só ratifica a minha tese de que esse carro da Brawn GP é de uma picaretagem sem tamanho.

    Foi desenvolvido com os milhões da Honda e a benção da FIA para burlar o regulamento de 2009, tudo visando destruir a credibilidade dos adversários nas pistas e minar a coesão da FOTA (afinal, a fábula da equipe estreante que destronou as potências Ferrari e McLiar seria mais simpática ao público, que veria na Brawn GP uma pequenina se erguendo contra as gigantes).

    Quando eu penso que já vi todo tipo de pilantragem na F1, ela se reinventa e se supera, acho que estamos sendo feitos de palhaço nesse campeonato.

    Publicado por Cassius Clay Regazzoni | 16/06/2009, 2:08 pm
  7. Onde se lê: “A mais coisas entre o ceu e a terra do que a nossa vã filosofia pode imaginar”.

    Leia-se: “Há mais coisas entre o ceu e a terra do que a nossa vã filosofia pode imaginar”.

    Publicado por Cassius Clay Regazzoni | 16/06/2009, 2:09 pm
  8. Ontem, vendo uma reportagem sobre o Luis Felipe Scolari fiquei surpreso com o contrato que o Chelsea ofereceu ao dito citado.

    1º Em caso de rescisão ele não poderia aceitar nenhuma proposta da Englaterra pelo periodo de vigência do contrato.

    2º Se no periodo determinado de 3 anos do contrato fosse uma feita rescisão unilateral, foi caso que aconteceu, o técnico aceitasse continuar a receber o seu soldo como forma de pagamento da dita, ele não poderia treinar nenhum clube da Europa.

    3º Onde esta o Felipão….

    Isso de dizer que a Honda tem parte acionária no controle da Brawn é possível, pois seria mais fácil dela ter parte do dinheiro do FOM, mas de um retorno triunfante, ou sacanagem com a Mercedes é balela.
    Contratos são muito bem redigidos e podem ter certeza, a Mercedes não aceitaria nenhum contrato mesmo que de um ano, se houvesse a possibilidade da equipe ser da Honda e o Ross ser apenas o testa de ferro.

    São todos muito espertos para querer passar uns aos outros atrás assim, dessa maneira até o Chelsea tem um contratos melhor. Contratem os advogados do Abramovich.

    Publicado por Claudemir Freire | 16/06/2009, 3:35 pm
  9. O Nobert da Mercedes falou que no contrato eles tem a possibilidade de por a estrelinha no carro da Brawn.

    Agora o por que de nao por nao me pergunte.

    Eu acredito que talvez seja algum contrato de exclusividade com a Mclaren

    Publicado por claudio cardoso | 16/06/2009, 4:04 pm
  10. Isto indica que a Honda não foi tão caridosa no manager buyout como se imaginava e deve querer receber uns bons trocados nos proximos anos para entregar o controle acionario em definitivo para o Brawn. Para os fãs da teoria da conspiração, o bom senso indica que a Honda não ganha absolutamente nada sendo sócia fantasma de uma equipe que ela sequer fornecesse motores para e que eles bancam a conta este ano é dado público desde o anuncio.

    Publicado por Filipe Furtado | 16/06/2009, 4:12 pm
  11. É puro chute, mas pode ser q a Honda reapareceu depois das primeiras vitórias e pegou uma boa parte de volta em troca da grana q o Ross precisava para continuar desenvolvendo o carro.
    Como deve haver uma série de contratos firmados sob a marca BrawnGP, logo q esses contratos terminem, os japoneses retomam o nome. Afinal, ninguém teve( ou jamais terá) acesso as cláusulas desse contrato de management buy-out.
    O Ross disse no começo q havia desembolsado £1,00 pela empresa, mas resta saber sob quais condições, afinal os japoneses tavam precisando de grana, e sair entregando o patrimônio assim tão de graça n agradaria a nenhum acionista.
    Agora tem o seguinte…: a Mecedes entregou o primeiro motor pra Brawn enquanto ainda ela era Honda.
    Como diria meu pai, “os japoneses são os mestres em copiar” e como n há patentes na F1, pode ser q esse ano era o tempo q precisavam para entregar em 2010 uma legítima usina japonesa com DNA alemão.

    Publicado por Leandro Magno | 16/06/2009, 6:56 pm
  12. Como diria meu pai, “os japoneses são os mestres em copiar” e como n há patentes na F1, pode ser q esse ano era o tempo q precisavam para entregar em 2010 uma legítima usina japonesa com DNA alemão.

    Pelo que eu sei, Leandro, os motores não são tocados por ninguém que não seja da Merecedes, então acho que, teoricamente, seria impossível os técnicos da Honda terem acesso ao motor alemão para copiá-los…

    Publicado por Becken Lima | 16/06/2009, 7:03 pm
  13. Ah, sim. Era de se imaginar q os alemães n daria um mole desse, ainda mais com japoneses. Falei em tom de sacanagem, porém, esqueci de colocar algo como “;) ou rsss” para indicar isso.
    Cara, tá sabendo de pacotão q a McLaren tá pra estrear na Alemanha?
    Afinal serão mais 3 semanas até lá.

    Publicado por Leandro Magno | 16/06/2009, 7:16 pm
  14. Ah, sim. Era de se imaginar q os alemães n daria um mole desse…

    Nem a italianada. Há uma matéria na F1 Racing inglesa sobre a Force India e a caixa de Pandora que transportava os motores italianos mostrando que não era permitido a niguém tocá-lo…

    Cara, tá sabendo de pacotão q a McLaren tá pra estrear na Alemanha?

    Ah, “tô ligado” rsrsrrs

    Acho que eles ainda vao tentar vencer uma corrida esse ano para não passarem em branco, assim como em 2006…

    Publicado por Becken Lima | 16/06/2009, 7:37 pm
  15. Acho que eles ainda vao tentar vencer uma corrida esse ano para não passarem em branco, assim como em 2006…

    Sendo sob o signo de F1 ou outro campeonato paralelo, os carros, pelo menos aerodinamicamente, serão semelhantes ao desse ano, portanto, para muitas equipes, 2009 servirá apenas para testes e é o q Ferrari e McLaren já estão fazendo.

    Publicado por Leandro Magno | 16/06/2009, 11:28 pm

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: