//
você está lendo...
ARTIGOS

Equipes rompem com a FIA e anunciam preparação para um novo campeonato

Imagem: FOTA.COMfotabosses

Depois de meses de ameaça e enfrentamento público, a associação das equipes de Formula 1, a FOTA, foi para arena e rompeu com a FIA, resolvendo finalmente fundar um novo campeonato independente que ainda não tem nome e que será formado por Ferrari, McLaren, Renault, BMW, Toyota, Brawn GP, Red Bull e Toro Rosso.

Em comunicado, a FOTA declara que não teve alternativa a não ser permanecer com as condições submetidas as suas inscrições para o campeonato de 2010 e continua:

Estas equipes, então, não têm alternativa a não ser iniciar preparativos para um novo campeonato que refletirá os valores dos seus participantes e parceiros. Esta série terá uma governança transparente, um conjunto de regras, encorajara a participação de mais entrantes e ouvirá o desejo dos fãs, incluindo o oferecimento de preços mais baixos para os espectadores ao redor do mundo, parceiros e acionistas.

Os principais pilotos, estrelas, marcas, patrocinadores, promotores e companhias historicamente associadas com o mais alto nível no esporte a motor, estarão nesta nova série.

FOTA, em comunicado

A notícia é chocante no momento, confesso. E ainda levará algum tempo para que seja digerida e assimilada.

Resta, obviamente, a esperança de que seja uma última manobra da FOTA para pôr Max Mosley contra a parede e fazê-lo capitular, mas ao considerarmos como toda a história se desenrolou até aqui, me parece que a FOTA seguirá a frente com esse novo campeonato.

A expectativa, contundo, é sobre qualquer declaração de Bernie Ecclestone, que teoricamente sairia verdadeiramente perdendo com um a nova categoria rival a Formula 1.

Ao longo dessa sexta-feira mais informações serão desveladas para discussão. Permaneçam por aqui.

Anúncios

Discussão

79 comentários sobre “Equipes rompem com a FIA e anunciam preparação para um novo campeonato

  1. Tomara que seja mais competitiva. Porque ver fila de carros passeando me faz dormir.

    Publicado por fernando-ric | 18/06/2009, 9:37 pm
  2. Não sei onde o Bernie se encaixa, mas a julgar pelo press-release não nos planos da FOTA já que eles anunciam preços menores para espectadores e parceiros, algo impossivel se a FOM estiver envolvida.

    Publicado por Filipe | 18/06/2009, 9:59 pm
  3. Não sei onde o Bernie se encaixa, mas a julgar pelo press-release não nos planos da FOTA já que eles anunciam preços menores para espectadores e parceiros, algo impossivel se a FOM estiver envolvida.

    É verdade, mas acho que se a FOTA levar adiante o seu intento, ela precisará no mínimo de Bernie para triangular um acordo com as redes de televisão ao redor do mundo.

    Óbvio que o Bernie seria razoável, temeroso de perder tudo e de um abatalha arastada em cortes, articular um acordo bom para todas as aprtes envolvidas.

    Mas eu acho estranhíssimo o silêncio dele nos últimos dias. Estaria ele passando para o lado da FOTA? Nesse momento seria o melhor a fazer, ao menos isolava-se o Mosley…

    Publicado por Becken Lima | 18/06/2009, 10:04 pm
  4. Eu lembro de ter comentado aqui bem no início da temporada sobre a possibilidade das equipes formarem seu próprio campeonato sem a FIA. Nunca imaginei que isso iria acontecer algum dia. Mas ainda estou esperando por mais uma reviravolta na história, vou aguardar pelo desfecho, desfecho mesmo.

    Publicado por Larissa Oliveira | 18/06/2009, 10:13 pm
  5. Então é assim que 60 anos de F-1 acaba, na calada da noite?
    Espero que aquele cenário catastrófico que previ dias atrás não ocorra…

    Publicado por Carlos T. | 18/06/2009, 10:13 pm
  6. Champagne! Precisamos brindar.

    Publicado por Iomau | 18/06/2009, 10:27 pm
  7. Viva a Fórmula FOTA!

    Publicado por Iomau | 18/06/2009, 10:31 pm
  8. Viva a Fórmula FOTA!

    Eu adoraria que fosse Grand Prix 1, abreviada para GP1, que era o nome original das corridas antes de a FIA organizar um campeonato mundial e chamá-lo de Formula 1.

    Publicado por Becken Lima | 18/06/2009, 10:31 pm
  9. Agora, pensando pelo lado positivo:
    Que venham os 3 carros por equipe!
    Que venham Indianápolis, Gilles Villeneuve e Portimão!
    E que venha um campeonato forte, que dê mais ao torcedor em termos de espetáculo, tecnologia e interatividade!

    Publicado por Carlos T. | 18/06/2009, 10:32 pm
  10. Agora, pensando pelo lado positivo:
    Que venham os 3 carros por equipe!
    Que venham Indianápolis, Gilles Villeneuve e Portimão!
    E que venha um campeonato forte, que dê mais ao torcedor em termos de espetáculo, tecnologia e interatividade!

    Bem dito, Carlos!

    Os caras começaram enfiando o pé, principalmente oferecendo ingressos mais baratos, o que é um abela manobra para adquirir apoio popular!!

    Publicado por Becken Lima | 18/06/2009, 10:35 pm
  11. Becken, eu acho as TVs o de menos. Imagino que na maior parte dos grandes mercados seja fácil de conseguir bons contratos de TV, em alguns casos até nos mesmos canais, o não-envolvimento do Bernie será bem mais complicado no assunto circuitos. Sem Bernie virar a casaca, não me surpreenderei nem um pouco se vermos a FIA e FOTA ambas anunciando Monaco no seu calendario e indo para a justiça francesa para decidir se a saida das equipes configura quebra de contrato da FOM com o ACO. Sabemos que o Auto Clube diz estar com a FOTA, mas apoiar as equipes é uma coisa, estar legalmente amparado para faze-lo é outra.

    Publicado por Filipe | 18/06/2009, 10:41 pm
  12. a FIA e FOTA ambas anunciando Monaco no seu calendario

    Pelo que eu sei Filipe, baseado no que o Dieter Rencke da Autosport escreveu semanas atrás, Monaco não tem compromisso firmado de exclusividade com a FIA e é um “free agent” que correrá ao sabor do vento, principalmente se a Ferrari estiver no barco.

    Aliás, o Joe Saward já afirmou que o fiel da balança era mesmo Mônaco. Com Mônaco no bolso, as equipes iriam a arena com Max.

    Se eles foram para esse confronto decisivo, eu teho absoluta certeza que Mônaco está no bolso…

    Publicado por Becken Lima | 18/06/2009, 10:51 pm
  13. Concordo como Felipe, negociações com emissoras não me parece problema. Há tempos as equipes reclamavam da larga margem do capital gerado pelo circo ir para as mãos de Bernie. Essa é a chance deles.

    Seria este um blefe final? FOTA all-in com um par de valetes. Jacks or better?

    Será que a F1 da FIA iria conseguir completar seu grid? Pelo que li, a Lola já desistiu da F1, fora o problema dos motores que o Becken já falou.

    Publicado por KBK | 18/06/2009, 10:59 pm
  14. Eu sei que o Auto Clube diz que o contrato deles é em termos proprios e se tem uma corrida onde isto é possivel é Monaco já que é nótorio que Bernie faz exceções a eles (é também a única prova onde eu acredito que possa existir uma clausula que garanta a presença da Ferrari no grid), mas a Force India também garantia que não estava atrelada por contrato a FIA até dar para trás. Mas isto é tudo especulação nesta altura, usei Monaco como exemplo, mas poderia ter usado Monza ou Spa.

    Publicado por Filipe | 18/06/2009, 10:59 pm
  15. Ok, Filipe, entendi :)

    Agora, eu estou captando, depois do choque da notícia, uma onda de satisfação no ar em toda a nossa comunidade de fãs da F1 pela internet, como o exemplo a do Iomau acima. É impressão minha?

    Eu acho que a FOTA nesse momento também não pode mais recuar ao divulgar com uma bomba dessas…

    Publicado por Becken Lima | 18/06/2009, 11:05 pm
  16. Eu acho pouco provavel 3 carros, mais fácil seria seduzir umas duas novas equipes com promessa de ajuda para batear por alguns anos.

    Mas isto é tudo especulação por enquanto, não podemos sequer descartar que oficializar a ameaça tenha o efeito pratico de quebrar as pernas do Max e terminar com Max fora, Bernie engolindo prejuizo e 3 ou 4 circuitos que fechem rapido acordo com a FOTA adicionados no calendário.

    Publicado por Filipe | 18/06/2009, 11:06 pm
  17. mais fácil seria seduzir umas duas novas equipes com promessa de ajuda para batear por alguns anos.

    A Lola, aposto, seria uma das primeiras a juntar forças e a Epsilon Euskad e Prodrive também, sem falar que sem Mosley e mais lucrativa, a nova categoria teria mais apelo para marcas tradicionais, como a Audi, por exemplo? Ou Porsche?

    Publicado por Becken Lima | 18/06/2009, 11:10 pm
  18. Sei não. Não é só papelada o problema. Já imaginaram a logística monstruosa para montar um campeonato mundial de monopostos da mais alta tecnologia?

    E a formação de equipes de apoio administrativo, financeiro, comercial, etc?

    E quem vai dirigir esse campeonato? Sim, porque o que não acho viável é as 08 equipes mandando ao mesmo tempo. É cacique demais.

    E quanto tempo leva para criar a nova pessoa jurídica que vai gerir e/ou representar a Fx (x de desconhecido)? E quanto tempo para fechar um sem fim de contratos com autodromos, tvs, transportadoras, hoteis, fornecedores diversos, patrocinadores, etc, etc.

    Cara, só de imaginar essa zona me dá dor de cabeça.

    Só vou acreditar quando tudo isso estiver finalizado, sacramentado e eu diante da tv assistindo as corridas da Fx.

    Ah, concordo com o Becken quanto ao nome Grand Prix 1, mas sem abreviação!

    Publicado por Luiz Carlos Silva | 18/06/2009, 11:17 pm
  19. Não sei não mas acho que vai vir outra notícia bombástica logo mais:
    Max Mosley renuncia ao cargo de presidente da FIA.
    Aí sim vou estourar uma champagne!!!
    Será que alguém tem algum contato na Globo pra saber o que eles pretendem fazer? O contrato com a FOM acaba no próximo ano.

    Publicado por Carlos T. | 18/06/2009, 11:22 pm
  20. Carlos, meu palpite é que a Globo tentaria exibir as duas series em 2010 e abriria mão da F1 ao fim do amo caso a audiencia caia (isto tudo imaginando que ambas as partes tenham o minimo de bom senso e não resolvam competir nos horarios).

    Publicado por Filipe | 18/06/2009, 11:37 pm
  21. E realmente não havia interesse algum em chegar à um acordo pela FOTA. A única coisa que interessava era controlar a categoria. Mesmo com Max abrindo mão de mais algumas coisas no final não adiantou absolutamente nada. Fica aqui o meu mais sincero obrigado à Ferrari por dividir a F1. Que os convidados dela se sintam confortáveis com as regalias oferecidas no motorhome enquanto nós, meros fãs, nos desdobremos para tentar ver algo que presta. Pelo menos é a minha opinião.

    Publicado por Arthur | 18/06/2009, 11:49 pm
  22. Becken –> Nao é Para voce.

    Quero ver agora aparecer, os que tanto falaram ai, que EU, Claudemir, e poucos outros, eramos malucos, sonhadores.

    Falaram que era impossivel realizar um campeonato mundial para o outro ano, e nao sei mais o que, que Bernie era o Maior genio do mundo que somente ele poderia realizar um campeonato.

    Esta ai a Prova, que com DINHEIRO, e com a estrutura dessas grandes empresas é mais que possivel…..

    Eu sempre disse, que com a crise mundial a questao do dinheiro que o Tio Bernie punha no bolso (50%) sem mover um unico parafuso, e as outras equipes ficando com 5% gastando uma fortuna, um dia iriam acordar e dizer BASTA.

    Isso sem contar as maluquices de todo ano mudar regulamento tecnico, mudança de pontuacao, mudança de calendario, e por ai vai.

    Publicado por claudio cardoso | 18/06/2009, 11:57 pm
  23. É duro ver a Fórmula 1 acabar dessa maneira. Sim, pois é impossível chamar o campeonato cujas principais equipes serão Williams e Force India de F1.
    Mesmo que a nova competição seja competitiva e emocionante, nada apaga a lembrança dessa história quase sexagenária da categoria.

    Publicado por Will | 19/06/2009, 12:09 am
  24. Temos duas opções para amanhã:
    Ou a FIA anuncia os 13 times tirando os 5(Brawn, Mclaren, Renault, BMW e Toyota) e incluindo 5 nanicas, mesmo q isso n vai valer nada;
    Ou o Max entrega sua carta de renuncia peremptoriamente.

    Publicado por Leandro Magno | 19/06/2009, 12:11 am
  25. Eu poderia resumir meu comentário a um “:|”

    Mas agora o choque já passou e já é possível tergiversar sobre o assunto. Fiz um post a respeito, gostaria muito que você lesse, são reflexões válidas. A Fota fala em nome de “pilotos, equipes, patrocinadores, marcas e promotores”, notou? Falaria de tanta gente assim de forma, digamos, aleatória? Sem cartas na manga? Duvido.

    Outro ponto importante é a necessidade da homologação da FIA ao novo campeonato. Algo que, sabemos, não vai acontecer, não depois dessa afronta a Max Mosley.

    Enfim, dá uma olhada lá, quando puder.

    Abraço!

    Publicado por Hugo Becker | 19/06/2009, 1:18 am
  26. Becken, já esperava. Não me choca isto, porque ambas as partes me perpararam para este desfecho inevitável.

    A postura de Mosley e Ecclestone a negociar, segundo o principio americano de “my way, or the highway”, levou-nos a este desfecho, porque as equipas, um dia, se fartam dos seus métodos e das decisões estapafurdias que não lembrarm nem ao Menino Jesus. Agora, esta posição de força da FOTA tinha de ser necessária, para demonstrar a Mosley e a Ecclestone que com eles, não se brinca.

    Quando se lê o comunicado, percebe-se que tudo isto era planeado, e com o aval de toda a gente: patrocinadores (alguns) promotores, etc… e claro, os espectadores. Tudo que sirva para livrar de Max Mosley e Bernie Ecclestone, é bem vinda.

    Em principio, no final de Julho, após o GP hungaro, saberemos de mais pormenores. E como alguém dizia, se isto implicar o regresso de Indianápolis, Montreal, Magny-Cours (ou Le Mans) Silverstone e Imola, Buenos Aires… e o ingresso de Portimão, então… apoio a FOTA!

    Publicado por Speeder_76 | 19/06/2009, 6:09 am
  27. Acho que é uma boa notícia para o desporto automóvel. A FIA está caduca e não está preparada para as necessidades actuais, oq eu se vê até pela idade dos seus dirigentes. Se se quer um campeonato verdadeiramente tecnológico, competitivo e lucrativo, deixem isso a quem sabe, e quem sabe são as grandes equipas e os seus patrocinadores. De resto, o que nós queremos é uma F1 verdadeira, seja com o nome do costume ou outro: antes a substância do que a forma, como dizem os contabilistas! Força FOTA e que venha Portimão!

    Publicado por Luís Oliveira | 19/06/2009, 6:31 am
  28. Amanhã será o dia D.

    Hoje ainda será de meras especulações, se a FIA colocar mais 5 novas equipes no anuncio de amanhã, pronto, esta criado o campeonato da FOTA. E a sugestão do nome GP1 é válida, e muito boa.

    Publicado por Claudemir Freire | 19/06/2009, 8:13 am
  29. Mas o nome Gp1, Gp2 e Gp3 tem dono e ele é baixinho de cabelos brancos e parece não muito afim de ajudar.

    Publicado por Claudemir Freire | 19/06/2009, 8:19 am
  30. Temos q nos lembrar q nessa novela, cada capítulo q apontava para um acordo era sucedido por outro q apontava para um racha e vice-versa. Então, pode ser q a Fota partiu para um “all-in” quando se sentiu encurralada e de repente a FIA jogue suas cartas fora, ou seja, prorrogue o prazo, chame a FOTA para conversar e volte atrás em suas regras para 2010.
    Aguardemos pois tem muita, muita grana por trás disso.

    Publicado por Leandro Magno | 19/06/2009, 8:30 am
  31. Hugo, a FIA tem que homologar, o próprio Max já admitiu isso, o que ele pode fazer é complicar bastante a parte europeia do calendário. Por exemplo, o Speeder citou Portimao que todo mundo parece concordar ser óbvio, só que Portimão é hoje listado pela FIA como um circuito categoria 2, ou seja F1 lá só testes, obvio que os administradores podem listar algumas mudanças e pedir a reclassificação e mesmo se o Max recusa-la a FOTA pode ignorar e correr lá, mas ai o circuito pode receber a retaliação e perder o resto do seu calendário no ano. Os circuitos europeus dependem na sua grande maioria de categorias organizadas e/ou muito próximas da FIA, se o Max abrir guerra ele pode dificultar muito a situação de locais como Silverstone, Imola ou Jerez, isto não é um problema fora da Europa (Montreal, por exemplo, recebe este ano só uma categoria local e a segunda divisão da Nascar, então o que FIA disse não tem efeito algum sobre eles), mas fora Monaco e Magny Cours não tem um circuito europeu apto para F1 que não tivesse ter grandes problemas se Max resolver jogar sujo.

    Publicado por Filipe Furtado | 19/06/2009, 9:02 am
  32. E a sugestão do nome GP1 é válida, e muito boa.

    Minha sugestão para o nome é: FR – Formula Rebel

    Publicado por Leandro Magno | 19/06/2009, 9:19 am
  33. O Max já soltou um comunicado que basicamente confirma que ele não vai voltar atrás.

    Publicado por Filipe Furtado | 19/06/2009, 9:32 am
  34. Não sei o que isso tem de tão chocante, visto que já era algo esperado há bastante tempo. Torço mesmo para que essa idéia siga adiante, pois só assim as equipes conseguem provar ainda mais que têm força para enfrentar Mosley e Ecclestone, sendo capazes de organizar um campeonato próprio livres das rédeas da dupla mais odiada do automobilismo mundial. Como escrevi agora há pouco em meu blog, a Fota mandou, por meio desse comunicado, um recado bem simples aos dois: “Vão se foder!”.

    Quanto à Fórmula-1, pouco me importa se ela não terá mais as principais estrelas do circo. No Brasil, acho muito difícil que a Globo continue transmitindo corridas de uma categoria sem brasileiros na disputa. Se for necessário romper o contrato com a FOM, ela tem grana de sobra para bancar tudo isso e fechar um acordo para transmitir o campeonato da Fota.

    Embora eu não descarte um contra-ataque da FIA e da FOM, torço muito para que nada mude a partir de agora. Que venha 2010!

    Publicado por Alexandre Carvalho | 19/06/2009, 9:59 am
  35. Filipe, acho que a homologação não é obrigatória. Creio que as categorias norte americanas não sejam homologadas pela FIA (do contrário, jamais correriam em Watkins Glen, por exemplo). Se eles quiserem criar algum impedimento legal com a FOTA, devem se basear em contratos assinados anteriormente, como o que Mosley diz que a Ferrari teria se comprometido.

    Eu só espero que a FOTA traga mais circuitos clássicos e mande aquelas porcarias made by Tilke às moscas (bem, Xangai já está com elas desde que estreou). Ao menos os organizadores de Silverstone já se animaram com a idéia. Será que dava pra consertar o velho Hockenheim? E que tal fazer o GP da Espanha em Jerez e deixar Barcelona com sua verdadeira vocação: pista de testes?

    Publicado por Vitor, o de Recife | 19/06/2009, 10:26 am
  36. Foi uma jogada de mestre da FOTA. Eu também chamei a atenção para GPWC faço minhas palavras a de Claudio Cardoso. Enfim muita coisa ainda está para acontecer!

    Publicado por Jobson | 19/06/2009, 10:44 am
  37. Cadê o comentário que escrevi aqui há cerca de meia hora?

    Publicado por Alexandre Carvalho | 19/06/2009, 10:45 am
  38. Claudio – Isso aí, se o problema é logistica, chamem a Dorna ( quem organiza a moto gp)…

    Publicado por Thiago | 19/06/2009, 10:58 am
  39. Olhemos para a F1 hoje:

    Ela tem a cara de Max. Carros monstrengos, oriundos de regulamentos retalhados. F’órmulas de disputas absurdas, como o treino classificatório e a celeuma de pneus. A F1 hoje está na UTI em termos esportivos, e isso já vem de longa data. A FIA cavou seu buraco, tem (teve!) a maior categoria do automobilismo e só fez andar para trás.

    O imbróglio era grande, mas hoje se resume a duas únicas opções: Ou Max renuncia, ou a F1 acaba, pelo aí então testemunharemos um novo capítulo no automobilismo mundial, a criação de uma nova categoria, alforriada das mãos grandes de quem não soube comandá-la com competência e bom senso.

    Publicado por Iomau | 19/06/2009, 11:00 am
  40. Logistica nao é nenhum problema. Vivemos num mundo extremamente terceirizado, acho que algumas pessoas que escrevem aqui ainda nao perceberam isso. Pois declaracoes do tipo E a Logistica e outra abusurda que li aqui foi e os hospitais especializados.

    Gente pelo amor de Deus, nao se precisa montar um hopistal em cada pais, alias na formula 1 de hoje os hospitais sao locais, mais um vez terceirizados. Organizacao dos Gps cabem as empresas locais tb.

    Logistica, existem no minimo minimo umas 3 empresas capazes de fazer isso facilmente. Alguem acha que a Formula 1 é mais complexo que as operacoes simultaneas de milhares de encomendas enviadas para tudo que é canto do mundo ao mesmo tempo que a Fedex, que a DHL e varias outras fazem todo dia ?

    Hoteis e vans existem varias empresas de turismo no mundo que podem fazer isso.

    Publicado por claudio cardoso | 19/06/2009, 11:10 am
  41. Cadê o comentário que escrevi aqui há cerca de meia hora?

    Alexandre, sorry. Ficou no antispam. Liberado! ;)

    Publicado por Becken Lima | 19/06/2009, 11:19 am
  42. Claudio – Problema é, só não é impecílio…

    Publicado por Thiago | 19/06/2009, 11:21 am
  43. thiago ->

    Dentro desse raciocinio respirar tb é um problema, so nao é impecilio rsss

    a minha concepcao de problema é algo que é de dificil solucao ou sem solucao :-)

    Coisas do cotidiano que sao simples de resolver nao é problema, e sim parte do processo

    Publicado por claudio cardoso | 19/06/2009, 11:24 am
  44. IMPRENSA AUTOMOBILÍSTICA INTERPLANETÁRIA HOJE EM SILVERSTOINE:

    – Sir. Mosley! Sir. Mosley, quais serão as equipes inscritas para o campeonato de 2010?
    – Muito bem, será um grande campeonato. Williams, Force India… éééé… Williams, Force Índia… tem aaaaaa Force Índia…. péra aí, Williams… Ah! Que lapso, teremos também Manor, Campos, USF1… deu quantas já?
    – CINCO, Sr!
    – Isso, cinco…
    Silêncio sepulcral.
    Montezemolo passa por ali magnetizando todos os repórteres.
    Bernie dá um cascudo na cabeça de Max soltando um resmungado:
    – Fucking ass hole!

    FIM. [do Max]

    Publicado por Iomau | 19/06/2009, 11:27 am
  45. Vitor, como eu disse a questão não é a FIA homologar a série, mas os circuitos europeus que precisam estar nas boa graças da FIA. Não me surpreenderei se terminarmos com uma série ainda menos eurocentrica que a atual.

    Publicado por Filipe Furtado | 19/06/2009, 11:37 am
  46. Claudio – hahahaha… isso é que ser offtopic!!! dale nóis…

    Respirar não é um problema, é uma solução (ver: http://pt.wikipedia.org/wiki/Respira%C3%A7%C3%A3o_(fisiologia) ).Respirar na altitude é um problema…

    Da matemática: um número somado a 3 é igual a 15, qual número é esse?

    Isso é um problema, de fácil solução, porém um problema…
    existem problemas, probleminhas e problemões…

    enfim, vamo voltar ao tópico senão a gente vai ganhar o prêmio offtopic do ano!!! hehehehehe

    Publicado por Thiago | 19/06/2009, 11:46 am
  47. Thiago ->

    Ao menos vamos movimentando mesmo off-topic, afinal no momento nada de novidade mesmo nesse assunto ne rsss

    mas se respirar é solucao, logistica tb é solucao, a falta dela que é o problema :-)

    é sempre bom alguem inteligente para contrapor um argumento, parabens :-)

    Agora o nosso debate sobre isso, estamos igual a FIA x FOTA Rs sem motivo nenhum mesmo :-)
    ———————————————————–
    Ah sim saiu uma novidade na autosport agora.

    Max vai processar a Ferrari e a Fota.

    isso indica que chegamos ao fim do poço.

    e ano que vem teremos mesmo o racha.

    Publicado por claudio cardoso | 19/06/2009, 11:56 am
  48. CLaudio – “logistica tb é solucao, a falta dela que é o problema :-)”

    de fato, igual aquela história: “pra mim dinheiro nãó é problema, é solução” hehehe…

    Publicado por Thiago | 19/06/2009, 12:03 pm
  49. Pessoal, o Livio traz a opinião dele a respeito, e realmente como de costume, é muito pertinente.

    O campeonato pode ser esse, como há 60 anos. Campeonato Mundial de F1- FIA.
    Não haverá campeonato da FOTA, pelo menos não paralelamente. E isso poderá se confirmar na reunião do Conselho Mundial, quarta-feira, quando então Max largará o osso ante ao xeque imposto pelas equipes.

    Um campeonato paralelo é possível, e evidencia que as equipes não estão de brincadeira. Mas isso é uma opção que ao meu ver elas não precisarão utilizar. As equipes estão onde tem que estar. Max é que está sobrando, e doente, deve deixar o cargo.

    A gota d’água, foi a benesse concedida às 3 novas equipes: Correriam de Cosworth sem limitação de giros! É um regulamento pra cada equipe! Não dá, a doença de Max é grave, e algo como sua interdição civil é inevitável. Não possui mais capacidade jurídica para ocupar o cargo. É um incapaz.

    Publicado por Iomau | 19/06/2009, 12:03 pm
  50. F-1 perderá US$ 2,2 bi com saída dos oito times

    Equipes da Fota são responsáveis por 47% dos rendimentos da F-1 atual

    Para criar um novo campeonato, as equipes da Fota terão disponíveis mais de US$ 2 bilhões de dólares por ano, de acordo com a revista Formula Money.

    A publicação calcula que este dinheiro gerado pelas oito equipes corresponde a 47% dos recursos totais de 2008, levando em conta patrocinadores, fornecedores e contribuições de seus proprietários.

    Desses US$ 2 bilhões, cerca de 667 milhões vêm em forma de rendimento dos patrocinadores.

    O impacto do racha, segundo a revista, irá direto para a F-1, que não conseguirá manter seus fãs. “Isso pode tornar as coisas mais difíceis para os promotores, que pagam cerca de US$ 23,7 milhões para fazer uma corrida”.

    Outro tópico que dará dor de cabeça à dupla FIA/FOM será a negociação dos direitos de transmissão, já que muitas emissoras desejarão encerrar o contrato ou renegociá-lo a valores bem menores, com a saída de ícones como Ferrari e McLaren.

    “Essas equipes também gastam grandes quantidades em camarotes corporativos e patrocínios de pista, então a saída delas terá um impacto impressionante nos recursos da categoria.”

    Por fim, a Formula Money acredita que o esporte precisa de US$ 500 milhões de investimentos anuais para sanar os custos e obrigações.

    Publicado por claudio cardoso | 19/06/2009, 12:03 pm
  51. Será que a Michelin vai voltar? Logo agoira que Alonso está com um pé na Ferrari… Kimi é que ia gostar da idéia.

    Bom, querem saber, ainda acho que isso tudo é um grande blefe. Nesse balaio de gatos, bem medidos e bem pesados, cada um vale menos que os outros.

    Além do mais, a gente fica aqui babando ovo para a F1, mas as corridas da GP2 por exemplo (se alguém está seguindo), a despeito de sua defasagem tecnológica em relação à F1, são muito mais interessantes.

    A F1 competitiva e equilibrada já morreu há muito tempo e acho que a FOTA, se quiser fazer algo que valha a pena, vai ter de repensar esses carros que acabaram com as ultrapassagens e esses circuitos ridículos.

    Quem sabe não é a chance também para Interlagos trazer de volta parte do traçado antigo (é uma idéia que já estava em gestação há um tempo atrás).

    De qualquer forma, olho nas decisões, pois nada garante que a FOTA correria no Brasil.

    Publicado por Cassius Clay Regazzoni | 19/06/2009, 12:14 pm
  52. Galera,

    “Os argumentos da FOTA não são bons. Os da FIA são. E quando eu digo FOTA, é melhor ler Ferrari. É ela, na persona de Luca di Montezemolo, que está à frente da revolução. E a Ferrari nunca foi uma revolucionária. Não nos enganemos. Não é uma questão de princípios que está em jogo no que diz respeito a Maranello. É uma questão de poder: controle sobre as regras e sobre o dinheiro. Direito legítimo, pode-se dizer. Tão legítimo quanto o da FIA e de Bernie de tentarem manter seu brinquedo.” (Flávio Gomes no blig do Gomes)

    Acho que o Flávio tem muita razão no que está dizendo, vale uma lida no post que ele colocou hoje.

    Publicado por Cassius Clay Regazzoni | 19/06/2009, 12:20 pm
  53. “Os argumentos da FOTA não são bons. Os da FIA são. E quando eu digo FOTA, é melhor ler Ferrari. É ela, na persona de Luca di Montezemolo, que está à frente da revolução. E a Ferrari nunca foi uma revolucionária. Não nos enganemos. Não é uma questão de princípios que está em jogo no que diz respeito a Maranello. É uma questão de poder: controle sobre as regras e sobre o dinheiro. Direito legítimo, pode-se dizer. Tão legítimo quanto o da FIA e de Bernie de tentarem manter seu brinquedo.”

    O Flávio Gomes escreveu isso? Ele tá brincando, né? Deixa ver se eu entendo: ele acha que a F1 deve permanecer nas mãos de Max Mosley? Porque a questão não é a FIA, mas sim Mosley, se ele, Flávio Gomes, não entende a idéia rasa por trás disso…

    Deve ser aquele complexo de “ser do contra”… Só isso explica!

    Aliás, o que tem de diferente o que o Flávio está escrevendo do que a FIA comunicou na segunda-feira? Nada…

    Publicado por Becken Lima | 19/06/2009, 12:27 pm
  54. Bah, Flávio Gomes, sou mais o Becken!

    hahahaha

    Publicado por Thiago | 19/06/2009, 12:29 pm
  55. “Além do mais, a gente fica aqui babando ovo para a F1, mas as corridas da GP2 por exemplo (se alguém está seguindo), a despeito de sua defasagem tecnológica em relação à F1, são muito mais interessantes”

    Cassius, e aqui você apontou o grande aliado do Max caso Bernie queira bancar a brincadeira. Se a Formula 1 2010 entregar corridas similares as da GP2 ela terá um produto “melhor”. Não porque tem os melhores pilotos ou a maior tecnologia, mas porque apresentaria o tipo de disputa na pista que aquele espectador médio que consome ela pela TV na manhã de domingo diz que gostaria de ver. Vamos dizer que num mesmo fim de semana a F1 corra em Instambul e F-Fota em Indianapolis, pela manhã o fã brasileiro vê o Di Grassi largar décimo fazer varias ultrapassagens e chegar em terceiro, de tarde o fã brasileiro vê o Massa largar em quarto ganhar uma posição na largada e passar o resto da prova em terceiro. Se as duas estiverem igualmente acessiveis, quanto tempo até o espectador decidir que a primeira é melhor que a segunda?

    Publicado por Filipe Furtado | 19/06/2009, 12:34 pm
  56. Becken, é o lado comunista do Gomes se manifestando.

    Publicado por Filipe Furtado | 19/06/2009, 12:36 pm
  57. Bah, Flávio Gomes, sou mais o Becken!

    O pior é que gosto muito do FDP… Mas ele tem umas idéias que são impossíveis de se engolir de vez em quando.

    Nem sempre, quando se é formador de opinião, deve-se ir contra o senso comum, a não ser que haja uma lógica e uma argumentação ferrenha a seu favor…

    Senão, vc está apenas polemizando de forma vazia… Sorry Flávio!

    Publicado por Becken Lima | 19/06/2009, 12:46 pm
  58. A missão do Flavio Gomes aqui na Terra sempre foi ser do contra, mesmo quando o senso comum tenta guiá-lo para o lado inverso. E outra: qual é a relevância que ele tem hoje para a cobertura de automobilismo em uma época onde todos têm sua voz?

    O problema é o povo no Brasil é muito mal-acostumado a absorver apenas o que a grande imprensa publica. E nesse caso, chupado e traduzido descaradamente do site da Autosport inglesa.

    E tudo isso levando em consideração apenas sobre a Fórmula-1 atual, pois aqui as pessoas ignoram totalmente a história da categoria (não sei porque vocês estão lembrando tanto dos 60 anos se antes nunca deram bola para isso). Na terça-feira morreu o Peter Arundell, e não vi nenhum veículo dar uma nota sobre ele.

    Publicado por Alexandre Carvalho | 19/06/2009, 12:53 pm
  59. Olha só os termos usados pela N Technology em comunicado que anuncia sua desistência da F1:

    “MSC shall consider making a new application when the Formula 1 environment is stabilised and the conditions are met for a transparent and loyal contest, ensuring visibility and predictability to the candidate teams,”

    Publicado por Becken Lima | 19/06/2009, 12:54 pm
  60. Sinceramente acredito que as equipes que eram serias que se inscreveram para a formula 1, irao tomar o rumo da FOTA.

    Outro detalhe interessante, o Max falou que vai para a justiça e enquanto isso tudo esta paralisado, nada de lista de entrada de equipes.

    Bem um ponto é , quanto mais tempo demorar para resolver essa questao, mais dificil, ou melhor impossivel fica, para as equipes novas arrumarem patrocinio.

    Imaginem voces patrocinadores, sem ter a certeza nem de como será esse campeonato, quem é o louco que vai assinar e por a grana enquanto a situacao nao se definir ? ninguem. ai vem outro detalhe, quando se resolver entre as indas e vindas na justiça ja será tarde para as equipes novas fazerem o carro.

    Publicado por Claudio CArdoso | 19/06/2009, 1:02 pm
  61. Rsrsrs… Eu fui ler o blog do Flavio Gomes e rapaziada caiu de pau em cima dele por defender o Max Mosley e ele teve que escrever outro post se justificando.

    O mais interessante é que OS LEITORES, o povão, sabe que a questão é o Moesley não a FIA, enquanto o Gomes patina na lógica…

    O melhor comentário é esse:

    # 18/06/2009 – 23:10 Enviado por: Luca

    De todas as pessoas do Brasil, você FLÁVIO GOMES, é o unico que nunca achei que fosse concordar com o MAIOR JUMENTO da história do esporte, MAX CAGÃO MOSLEY.

    Ele tem razão em tudo?? POR ACASO A FOTA SE RECUSOU A BAIXAR OS CUSTOS E AJUDAR AS NOVAS EQUIPES?

    Então assite lá essa “F-1″ aí…

    Parabéns pra o DONO DA RAZÃO, que acabou com maior campeonato de carros da históiria!

    DÁ-LHE FOTA!! ABAIXO A FIA E MOSLEY!!!

    Quero ver o Cassius e Flávio Gomes assistindo a F1 do Mosley, abraçadinhos, torcendo pela Manor Grand Prix com um carro pilotado pelo Giorgio Pantano…

    Publicado por Becken Lima | 19/06/2009, 1:20 pm
  62. Becken – Meu problema com o flavio gomes, sobretudo o seu blog é outro.

    Ele chama opiniões de análises…
    Se os comentários não o agradam, por mais polidos, inofensivos e educados que sejam, eles os deleta, exceto quando a maioria o critica, como nesse caso. ( pra que ter a sessão de comentários então?, para babarem ovo dele?)
    Quando o site dele faz caquinha ( não são poucas as vezes, né) nem adianta colocar lá, delete na cabeça ( ele deve achar que o GP é a melhor coisa do mundo)…
    Sem contar o que ele fala na ESPN…

    Enfim, esse tipo de coisa que me faz achar que ele é um babaca mesmo…

    Publicado por Thiago | 19/06/2009, 1:47 pm
  63. Vish, acho que meu comtário ficou no filtro…

    Publicado por Thiago | 19/06/2009, 1:59 pm
  64. Adoro o FG, embora discorde algmas vezes. Quem fala de respeitar opiniões não está respeitando a opinião dele, ao que parece.

    Quem não suporta a mais amena aparência de crítica é o “falecido” Mario Bauer.

    Publicado por Luiz Carlos Silva | 19/06/2009, 2:15 pm
  65. Isso ta uma chatice enorme, a porcaria do velho senil vai processar as equipes da FOTA.

    Sobre o Gomes, rsrs, quem perde tempo lendo ele é porque tem miolos para aceitar toda a babaquice que ele cospe em seu teclado. Sem contar que ele viajou no comentário sobre o campeonato de Rally, dizendo que a FIA era que comandava a organização e regras. Mui isenta ela é.

    Sobre a Logistica de um novo campeonato, como o Claudio Cardoso vem falando, isso é mais fácil que mandar um sedex nas agências dos correios, isso se resume em patrocinios, o que já existe hoje com a DHL e a FOM, e pode vir a existir com a VARIGLOG e a FOTA, rsrs.

    Cassius, seja razoável, um campeonato da FOTA com regras mais claras e estabilidade é muito melhor do que a cada dia um novo devaneio do presidente-mor da FIA.

    O problema é que podemos não ter o campeonato da FOTA televionado para o Brasil no 1º ano.

    Problema maior é a FIA homologar um campeonato dissidente sem criar restrições absurdas, quanto aos circuitos quem realmente “expulsa” as pistas é a FOM, por causa de dinheiro.

    O problema é que a putaria vai continuar até Deus sabe quando.

    Publicado por Claudemir Freire | 19/06/2009, 2:16 pm
  66. Mario Bauer é outro. Quem dá importância a ele? Sabe muita coisa, até pelo fato de já ter sido piloto na Europa, mas se acha melhor do que os outros, infalível e nunca sujeito a críticas. Melhor mesmo que permaneça assim, “falecido”. E bem longe do Brasil, do jeito que ele gosta.

    Publicado por Alexandre Carvalho | 19/06/2009, 2:19 pm
  67. EU escrevi no site fo Baba.. do Flavio Gomes perguntando sobre a charge de ontem que estampava a capa do site dele. Obviamente que ele apagou o comentario ne.

    Para os que nao viram a charge era um saco de pipocas escrito Fota, e as pipoquinhas pulando eram Ferrari, Renault etc. Dizendo que as equipes pipocaram e tinham aceitado participar do campeonato.

    Publicado por Claudio CArdoso | 19/06/2009, 2:23 pm
  68. Mario Bauer é outro

    Ah, mas eu gosto do Mário… rsrsrs. Talvez o temperamente dele seja daqueles com pavio curto e esse é o problema para se gerenciar comentaristas mal intencionados…

    É uma pena que o blog dele — um dos melhores, de verdade — degringolou, acho que faltou trazer os leitores pro lado dele, ser mais compreensível, sei lá… mas é sempre complicado quando o blog começa a ser perseguido por Trolls, Alexandre…

    Os caras acabam realmente destruindo a comunidade que se forma em volta do blog, causando o tempo inteiro e fazendo vc começar a por limites no antispam.

    E isso destrói a interatividade dos leitores que marcam ponto no blog para discutir idéias.

    É preferível ter um blog pequeno mas com uma comunidade forte do que um enorme (até que um dinheirinho seria bom!) com Trolls surgindo de todos os lados.

    Publicado por Becken Lima | 19/06/2009, 2:28 pm
  69. Becken, concordo com tudo isso que você escreveu, até porque também já passei por isso em outros blogs que tive e em comunidades do Yahoogroups também. E não nego que o blog dele era muito bom. Eu também sou meio pavio curto, mas nada justifica a postura dele de se achar acima do bem e do mal, coisa que ele nunca fez questão de esconder.

    Quem tem blog ou pensa em criar um deveria saber que está sujeito a isso. Troll existe em todo lugar. Eu recebo comentários de alguns de vez em quando, aqui mesmo também vejo alguns e lá no Blog do Capelli, por exemplo, também está cheio. Ninguém está livre dos trolls. Felizmente, são a minoria.

    Como o Mario não sabe lidar com isso, é preferível mesmo que continue onde está.

    Publicado por Alexandre Carvalho | 19/06/2009, 2:35 pm
  70. Beckem, o Mário é (era?) excelente em seus comentários, principalmente ao tratar de bastidores e assuntos técnicos.

    Mas, não se engane. Ele não aceitava crítica nenhuma, de ninguém, com ou sem fundamento, em qualquer tom, por mais leve que fosse.

    Deixei (mesmo) de acompanhar o blog dele quando um sujeito (cujo nome não lembro)começou a retrucar um determinado post, mas de forma educada, quase submissa (do tipo “por favor, não fique bravo”), e sem jamais ofendê-lo, usando dados igualmente técnicos. Rapaz, na segunda retrucada o Mario foi quem desceu do salto e disse todas e mais algumas ao coitado, saindo completamente do assunto técnico.

    Pô, custava dizer “cara, vc tá certo, vou corrigir”? Já vi vc fazer isso aqui!

    O blog dele já tinha um aviso de que “era propriedade do Mario Bauer”. Ah, então leia sua p. sozinho e não abra espaço para comentários, caramba.

    Publicado por Luiz Carlos Silva | 19/06/2009, 2:41 pm
  71. “Quero ver o Cassius e Flávio Gomes assistindo a F1 do Mosley, abraçadinhos, torcendo pela Manor Grand Prix com um carro pilotado pelo Giorgio Pantano…”

    Becken,

    Não sou e nunca fui defensor do Gomes, apenas acho que nessa história de F1 não tem santos e os argumentos que o Gomes expôs tem algum sentido.

    Esse papo de apenas demonizar o Max Mosley não traz benefício algum ao debate sério já que não há propostas para serem confrontadas com as que ele apresentou, apenas xingamento.

    A FOTA até o momento foi populista e genérica, portanto, não posso me alinhar automáticamente ao que ela está propondo. Seu campeonato irá ser mais equilibrado? Os pilotos irão fazer a diferença? Haverá possibilidades reais de ultrapassagens? As corridas serão como as de hoje eternas filas indianas? Os garagistas terão como competir com igualdade de condições com as montadoras? Estas e outras perguntas tem de ser respondidas, senão, me desculpe, mas preferirei assistir a GP2 e F1, porque, se não fosse a configuração da F1 até o meado dos anos 80 (com equilíbrio na pista e disputas equlibradas), se a história se resumisse às décadas de 1990 e 2000, a F1 não teria um décimo da popularidade de hoje.

    Ademais, não vejo ninguém aqui com a mesma raiva de Bernie e é ele o principal responsável pelos mutilamento e afastamento de vários dos circuitos tradicionais e e pela idéia da medalhas (tão criticada). Não me surpreenderei se ao final ele estiver junto com a FOTA nessa história.

    A maioria do pessoal mete o pau no Mosley mas não apresenta alternativas viáveis para a melhora do espetáculo, além disso, tirando Ferrari e McLaren, é fato que as outras montadoras realmente não tem nenhum comprometimento com a história da F1, podendo pular fora a qualquer momento.

    Eu não sou contra ou a favor da FOTA ou de Max (porque como já disse mil vezes não tem santo nessa história), o caso aqui não é de torcida para um ou outro, a maioria está tratando uma disputa de poder como se fosse uma partida de futebol (torcida do Max contra torcida da FOTA) e a verdade é que, se houver um racha, nós espectadores é que seremos os maiores prejudicados (independente de quem ganhe a disputa).

    Na verdade, o que eu quero é uma F1 mais competitiva, onde os melhores pilotos estejam presentes e tenham mais importância para o resultado da disputa, com lindos pegas na pista (várias ultrapassagens) e em circuitos tradicionais e desafiadores, com bólidos cujas tecnologias possam ser aproveitadas pelos carros de rua e essa F1 atual está cada vez mais longe disso (acompanho porque, mesmo com esses graves defeitos, ela é a melhor categoria no geral com os melhores pilotos).

    Portanto, quem me der uma categoria assim, seja Max, FOTA, ou os dois (o que eu sinceramente acho que vai acabar acontecendo, com nós todos sendo feitos de palhaços mais uma vez) eu realmente irei seguir, aliás, em caso de racha, ao contrário do que você infantilmente colocou, eu, como amante do automobilismo, posso seguir as duas já que não existirá empecilho para isso.

    Abraços a todos.

    Publicado por Cassius Clay Regazzoni | 19/06/2009, 2:53 pm
  72. Pô, custava dizer “cara, vc tá certo, vou corrigir”? Já vi vc fazer isso aqui!

    No caso do Mário, o conceito do blog era de um “insider”, o sujeito que já vivue lá e portanto é o especialista. Nesse nível, é complicado enfrentar críticas e baixar a cabeça…

    No caso desse blog, ele é — pelo menos é o que eu tento fazer — colaborativo com a idéia de que a opinião de quem lê é tão importante quanto o post, por isso eu tento estabelecer diálogo com todos. No fundo, a idéia é criar uma comunidade…

    Publicado por Becken Lima | 19/06/2009, 3:13 pm
  73. Becken, me desculpe, mas esse teu argumento de que pelo fato de o Mario ser um “insider” fica complicado para ele enfrentar críticas não se sustenta. Sendo um especialista ou não, a partir do momento em que se cria um blog com um espaço para comentários, deve-se dar a cara a tapa, dentro dos limites do bom debate, e limitar-se apenas a concordar ou não com a opinião dos leitores.

    O que o Luiz Carlos escreveu a respeito do que acontecia no blog dele na versão em português está corretíssimo. Como o ego é maior do que ele próprio, não teve a capacidade de lidar com isso, a ponto de no ano passado fechar o conteúdo apenas para leitores convidados. Ou como ele preferia dizer, “privilegiados”.

    Outro que é assim e não sabe lidar com críticas, sempre se achando o perseguido, é o Rodrigo Mattar, do Sportv. Esse aí, com o ego que tem, falta pouco para começar a chamar os leitores de idiotas. Deixo aqui dois exemplos de posts com comentários meus onde a incapacidade para lidar com críticas ficou bem clara:

    – A “anta sueca” ganha um novo concorrente: http://migre.me/2xHJ

    – Memórias de 1º de maio de 1994: http://migre.me/2xId

    Neste segundo post, eu havia comentado sobre o que achei do programa exibido pelo Sportv para lembrar os 15 anos da morte de Ayrton Senna, dizendo que havia sentido falta de depoimentos de algumas personalidades ligadas diretamente ao piloto brasileiro, como Martin Brundle e Johnny Dumfries, entre outras coisas.

    Aí o cara responde encerrando com isso: “A gente faz um lance legal e já tem um pra apontar um defeito, como se eu não soubesse que isso aconteceria…”

    Publicado por Alexandre Carvalho | 19/06/2009, 3:41 pm
  74. Cassius ->

    Quem mutilou as ultrapassagens foi o proprio MAX, e esse ano foi mais uma prova disso.

    Quem aprovou o Tal difusor, e criou 2 categorias de formula 1 ?

    Quem inventou o Kers ?
    Interessante falar em limitar orçamento e obrigar as equipes a desenvolver algo que custa milhoes e milhoes.

    Interessante falar em orçamento, quando aprova algo ilegal (difusor duplo) somente para afrontar as grandes equipes. COm isso estao sendo obrigadas a desenvolverem carros novos e gastarem mais uma montanha de dinheiro

    Interessante falar em orçamento e colocar ano que vem Outro regulamento que obrigue todo mundo a construir um carro do zero novamente (proibicao do combustivel)

    Interessante falar em orçamento quando ano que vem vai mudar a medida do pneu dianteiro, e novamente obrigar a fabulas de desenvolvimento.

    Acho que nao esta nem um pouco a fim de limitar o dinheiro ne. Ele esta é querendo que o valor seja mais baixo, para poder entrar equipes novas, e com isso simplesmente acabar com a influencia das equipes grandes, pela briga por uma distribuicao de dinheiro mais justa, que no fundo no fundo, esta é querendo ajudar o amigo Bernie, ou será que é mais que amigo ? quem sabe um sócio…

    Publicado por Claudio CArdoso | 19/06/2009, 3:43 pm
  75. A FOTA até o momento foi populista e genérica

    O Cláudio faz considerações interessantes acima, Cassius, mas eu escrevi ontem um post que trata dos nonseses de Mosley ao longo desses meses…

    https://f1around.wordpress.com/2009/06/18/sobre-os-nonsenses-de-max-mosley-antes-da-decisao-de-amanha/

    Publicado por Becken Lima | 19/06/2009, 3:58 pm
  76. sinceramente, não tive tempo de acompanhar a polêmica que se desenrolou aqui. Vi o post no blog do F.Gomes, e pensei em coisas que já vinha pensando, depois vi o do Speeder, e aí sim escrevi a minha idéia. Sinceramente, não há lado idôneo e correto em uma disputa altamente egocêntrica e pautada no exercício do lucro capitalista, que não paradoxalmente é a essência-mor da F1 em seu atual momento, se é que existe uma. No meu blog, faz algum tempo, critiquei essa pretensa essência que ora fia ora fota se apropriaram para defender seus interesses.Quem tiver saco, procura lá, ainda tá na primeira página do blog.
    taí o link, sobre o tal fim do casamento, p/ todos que quiserem ver:
    http://historiasevelocidade.blogspot.com/2009/06/o-casamento-acabou.html

    Abraços

    E sinceramente, se equivalem quanto os non-senses de Mosley quanto os da Fota (vulgo Ferrari), pq não acredito que caras como Brawn teriam ido tão facilmente p/ o lado desta se não estivessem envolvidos até o pescoço com interesses financeiros.

    Publicado por Ridson | 19/06/2009, 4:11 pm
  77. estivessem envolvidos até o pescoço com interesses financeiros.

    Se “interesses financeiros” significa que as equipes querem mais dinheiro, elas tem razão… São elas que investem em tecnologia, pesquisa, infra-estrutura e é a FOM/CVC e Bernie quem leva mais da metade dos proventos.

    Foi Max Mosley quem vendeu os direitos do campeonato da F1 para a FOM e não as equipes ou a Ferrari.

    E aí entra a importância do Pacto de Concórdia que gerencia a relação comercial — agora sabemos que regulatória também, como a Ferrari demonstrou — entre a FIA (dona do campeonato), as equipes (pagas para competir nesse campeonato) e a FOM (quem investiu, distribui os proventos e leva a maior parte do capital).

    As equipes, portanto, têm o direito de querer mais dinheiro…

    Publicado por Becken Lima | 19/06/2009, 4:29 pm
  78. Becken ->

    Vamos fazer uma conta por alto.

    Bernie 50%

    equipes 50% /10

    logo cada equipe ganha 5% e o senhor que nao gasta nada fica com 50 %

    alguem ai que acha isso justo. Vamos montar ai uma parceria, eu entro com a ideia e o trabalho apenas inicial e fico com 95 % e voce com os 5 %

    alguem se habilita ?

    Publicado por claudio cardoso | 19/06/2009, 7:29 pm
  79. Andei a ler-vos, e acho tudo muito interessante. Há um facto que deixaram muito de lado, e só agora é que tocaram: o papel de Bernie Ecclestone no meio disto tudo.

    Falei disso ontem à tarde, no meu “post” comemorativo das 400 mil visitas (que coincidência maquiavélica…) http://continental-circus.blogspot.com/2009/06/as-400-mil-visitas-uma-reflexao-sobre.html e temos de ver que o Tio Bernie também tem papel de réu neste cartório. É ele que nos tirou do convivio circuitos como Silverstone, o GP de França, do Canadá, dos Estados Unidos… por exigir nada mais, nada menos do que 20, 25 ou 30 milhões por ano para ter a Formula 1 nesse país. Quero acreditar que a FOTA fez o campeonato paralelo para se livrar do Tio Bernie e dos seus “negócios leoninas”. Caramba, por causa disso, é um dos homens mais ricos da Grã-Bretanha!

    Portanto, não é só o “Whipmaster” Max que eles andam fartos… o Tio Bernie (que anda muito silencioso…) é outro que eles querem ver-se livres.

    Quanto ao Flávio e o Mario Bauer… há muito tempo que não lhes dou bola. Uma coisa são os “anarquistas” ou “trolls”, que mandam comentários ofensivos, outra coisa são as criticas funamentadas. Acho que as suas posturas perante esta comunidade, são parecidas com as do Max Mosley: “eu sei do que falo, não oiço ninguém” E a postura do Mário era, no minimo, politicamente incorrecta. Lembro-me de um episódio, uma disputa com o Daniel Médici (um cidadão acima de qualquer suspeita), em que choveram canivetes (embora o Daniel tenha mantido a postura). O Mário tem a idade para ser o pai do Daniel, mas mentalmente era exactamente o contrário. Por muito bom que seja, por muito sabido que seja, se não sabe comportar-se em público, então não vale a pena.

    Enfim… desloquei-me um pouco. Mas em jeito de conclusão, como estamos em fim de semana britânico, vou usar uma frase que o Winston Churchill pronunciou quando soube da vitória dos soviéticos em Estalingrado, no inicio de 1943: “Não sei se isto é o inicio do fim, mas tenho a certeza que é o fim do principio”.

    Publicado por Speeder_76 | 19/06/2009, 10:05 pm

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: