//
arquivos

Arquivo para

Michael de volta ao batente (atualizado)

FOTOS: Sutton Imagensschueycomebackpic

O homem já foi à pista hoje com um F2007 calçado com pneus slicks da GP2. Ele deu 67 voltas, com o melhor tempo de 1:23.736, um pouco abaixo do tempo de Massa com o F60 esse ano que foi 1:23.981. Com os altos níveis de downforce no carro de 2007 e com pneus slicks sem as especificações dos atuais, é impossível tirar qualquer conclusão a respeito da atual forma do hepta-campeão.

As outras equipes fizeram a besteira de liberar um “shakedown” para ele testar o F60 nos próximos dias, e como não seria diferente em se tratando de Schumacher e Ferrari, já há gente especulando se a equipe não usará o trabalho de adaptação de Schumacher ao novo carro para testar novos componentes (algo proibido) o que é, obviamente, um exagero.

Seria fácil para a FIA monitorar os testes e deixando qualquer polêmica de lado, é bem provável que os outros membros da FOTA tenham exata consciência do quanto o retorno de Schumacher ao volante de um carro de Formula 1 esteja criando manchetes e gerando, finalmente, impacto positivo para a categoria esse ano.

___________________________________________________________________________

Galeria com fotos

Imagens do teste:

Kimi estréia bem no Rali da Finlândia

Kimi Raikkonen começou bem o Rali da Finlândia. Apesar de cuidadoso nos primeiros estágio e de uma escapada no estágio 3, o finlandês marcou o melhor tempo nos três primeiros estágios da “Categoria N” do Rali, mesmo com apenas 250 Km de teste no seu Abarth Grande Punto. No estágio 5 ficou a apenas 1.2 segundo do nova estrela do ali finlandesa Anton Alen no mesmo carro.

No 9º estágio, Kimi ocupa a 15ª posição até agora (acompanhe AQUI a evolução do Rali) a aproximadamente 40 segundos do líder, Sebastien Loeb. No geral, está na 17ª posição, acumulando 6:57 minutos do líder geral, Mikko Hirvonen.

Para quem não viu ainda o homem em ação pilotando em “modus” Ralli, o Sprint Rali na abertura do evento (vídeo acima) é uma bela amostra do que ele é capaz.

___________________________________________________________________________

Mais infomações sobre o Rali da Finlândia:

Grosjean testa Renault na Inglaterra e pode substituir Nelsinho Piquet já na próxima corrida

FOTOS: Scott McCarthy grosjeantestar29(CARRO Nº 8: Grosjean devidamente sentado no carro de Nelsinho)

Todos estão tão extasiados com a volta de Michael Schumacher que esqueceram a precária situação de Nelsinho Piquet na Renault.

Depois do bate-boca entre o piloto e Flavio Briatore no último final de semana de corrida, há mais uma desagradável notícia para o brasileiro. A equipe levou ontem dois grandes caminhões com o R29 a bordo para o Museu da Guerra inglês em Duxford – Cambridgeshire, museu que fica em um aeroporto a cerca de 84 km de Londres. O intento é, supostamente, testar o carro em linha reta, mas a bordo estava o piloto que é indicado como o favorito a substituir Nelsinho Piquet, o francês Romain Grosjean.

Joe Saward sugere no Grand Prix.com que Nelson Piquet Pai teria um bem documentado processo nas mãos, que provaria com muita tranqüilidade que Nelsinho jamais teve as mesmas condições que Fernando Alonso dentro da equipe — o que deixaria a equipe legalmente vulnerável a um processo por danos a reputação do brasileiro.

O teste de ontem que, supõe-se, tem como função familiarizar Grosjean com o R29, é então um sinal claro de que a equipe pretende realmente demitir Nelsinho entre o GP da Hungria e a próxima corrida, que pode ser em Valência ou Spa-Francorchamps, dependendo do resultado do apelo à suspensão que a equipe tomou pelo incidente com Alonso domingo.

O apelo será julgado em 17 de agosto.

Galeria com fotos do teste de ontem

Os desafios que Schumacher enfrentará em seu retorno

FOTOS: Martin Trenklerschuey2006F2006: Um carro conceitualmente muito distinto do novo F60

Passado a euforia com o retorno do homem que ganhou sete vezes o campeonato de Formula 1, resta voltar à realidade e refletir sobre os desafios que ele terá pela frente nesse espetacular retorno.

Clique aqui e leia o resto desse artigo…

__________________________________________________________________________

Continuar lendo

Pilotos mandam mensagem para Massa

O vídeo acima já vem circulando em blogs e sites nos últimos dias, mas essa versão, postada no canal da Ferrari no youtube, é sem dúvida a melhor.

Pontos interessantes no vídeo da Sky: a mensagem mais articulada é a de Hamilton; Nico Rosberg prova a sua habilidade linguística (ele fala, alemão e inglês com fluência e um pouco de finlandês) e manda a mensagem em italiano, língua que vem estudando já faz algum tempo. O seu companheiro, Kazuki Nakajima, junto com Sebastien Buemi, têm os dois um inglês sofrível.

O italiano, aliás, é definitivamente a segunda língua do automobilismo. Nada menos que cinco pilotos mandam as suas mensagens na língua de Dante: Kubica, Alonso, Rosberg e, obviamente, os dois italianíssimos Trulli e Fisichella.

No final, a mensagem é comovente e prova o carisma de Felipe em todo o paddock, algo raro em tempos de competitividade exacerbada e irracional.

Schumacher foi o mais rápido em competição de Kart uma semana atrás (vídeo)

Na coletiva de imprensa pré-GP da Hungria na última quinta-feira, Kubica foi perguntado sobre o evento de Kart que organizou em Lonato e respondeu:

“Nós tínhamos uma idéia com Timo de competir em Karts faz algum tempo. E então, finalmente, nós fixamos uma data. Nós sabíamos que Michael [Schumacher] viria, então pedimos a alguns pilotos para juntar-se a nós, e nos divertimos. Houve também um pouco de competição porque uma vez que você tem pilotos, mesmo que não seja em uma pista de F1, há sempre competição. Há sempre alguém que deseja ser o mais rápido, mas no geral eu acho que foi boa diversão.”

Perguntado sobre quem foi o mais rápido, Kubica respondeu:

“Michael foi o mais rápido. [Vitantonio] Liuzzi também foi muito bem.”

Talvez quem esteja em plena temporada não deseja arriscar o pescoço andando no limite em uma pista de Kart, mas o depoimento de Robert é um bom indicativo do estado dos reflexos de Michael. Assim como no evento organizado por Felipe Massa no fim de 2007, ele dominou a festinha sem compromisso de Kubica.

Abaixo, o vídeo onboard de Liuzzi perseguindo Schumacher no evento

Michael Schumacher volta à Formula 1

FOTOS: Ferrari/Divulgação schummireturn(SIM, ELE ESTÁ DE VOLTA: Depois de conversar com Domenicalli e Montezemolo, Schumacher volta em substituição a Felipe Massa)

Muitos duvidaram — alguns amigos a quem carinhosamente chamei de “realistas chatos” —, mas o hepta-campeão do mundo, Michael Schumacher, voltará a pilotar um carro de Formula 1 no Grande Prêmio da Europa, em Valência, daqui a três semanas.

A Ferrari confirmou através do seu site que Michael “disse estar pronto e terá uma preparação física especial nas próximas dias antes de ser realmente confirmado como substituto de Felipe Massa.”

Em seu site pessoal, Michael afirma que:

O mais importante de tudo: graças a Deus, todas notícias referentes a Felipe são positivas. Desejo a ele o melhor novamente.

Eu estive conversando nesta manhã com Stefano Domenicalli e Luca di Montezemolo e juntos decidimos que eu iria me preparar para substituir Felipe. Ainda que seja verdade que o capítulo Formula 1 esteja completamente fechado desde há muito tempo, é verdade também que por razões de lealdade à equipe eu não posso ignorar essa infeliz situação.

— Michael Schumacher

Há algo de surreal nesses últimos dias na Formula 1: a começar com o acidente de Felipe Massa, a vitória de Lewis Hamilton na Inglaterra, a derrocada da BMW e agora a volta de Michael Schumacher a um carro de Formula 1 depois de três anos afastado. Mas é exatamente esse excitamento que o esporte precisa, ao invés de uma guerra política infindável pelo comando da categoria.

Há agora muitos pontos a ser especular e discutir: Lewis Hamilton deve estar afiando as garras para enfrentar Michael e Kimi Raikkonen está agora sob intensa pressão para entregar resultados frente a um veterano de 41 anos que nunca pilotou o atual carro da Ferrari, o F60.

Depois de uma confusa meia temporada, a Formula 1 volta a ser excitante…

BMW anuncia fim de sua participação na Formula 1

FOTOS: BMW/Divulgação bmwoutf1

A BMW confirmou as especulações da Autosport ontem e em coletiva de imprensa hoje pela manhã em Munique anunciou o fim de suas operações na Formula 1.

A decisão é resultado de um “refinamento no planejamento futuro da organização,” diz o CEO da companhia, Dr. Norbert Reithofer.

Por trás da rocambolesca linguagem corporativa, no entanto, está a confissão do Dr. Klaus Draeger, membro da board, de que a pobre performance da equipe esse ano foi fator fundamental no fim das operações da companhia na F1.

Para quem reflete com profundidade sobre o esporte, a saída é um reflexo do perfil extremamente corporativo da equipe, excessivamente preocupada em estabelecer metas a cada objetivo alcançado.

A emergência do anúncio está diretamente relacionada com a assinatura do Pacto da Concórdia, que está muito perto de ser assinado, o que obrigaria a companhia a se comprometer até 2012 com a categoria.

A BMW deixará desempregado um razoável e competente staff, massa de profissionais que poderá ser absorvida pelas novas equipes entrantes em 2010. Outro grande mistério é quanto aos seus dois grandes pilotos, Nick Heidfeld e Robert Kubica — o polonês que é um dos talentos da nova geração com potencial para ser campeão do mundo.

Sucessos discretos

Da década de 80 para cá — sempre como fornecedora de motores — a BMW veio intercalando períodos de razoável sucesso com declínios. Seu grande ano foi mesmo em 1983, como fornecedora de motores da equipe Brabham — parceria que resultou no título do grande Nelson Piquet. Ligier, Arrows e Benetton também chegaram a ser empurradas pelos potentes motores BMW, mas sem o mesmo sucesso.

Na década de 90 a BMW voltou à F1, agora como fornecedora de motores para a lendária Williams. A sociedade teve relativo sucesso no seu início, com vitórias de Ralf Schumacher e Juan Pablo Montoya — com o talentoso colombiano chegando a lutar pelo título com Michael Schumacher em 2003.

No ano seguinte (2004) a parceria começou a ruir com sucessivas trocas de acusações de ingerência dos dois principais comandantes da equipe, Frank Williams e Mario Theissen.

Em 2006 a BMW compra a Sauber e assume as operações da equipe em seu quartel general em Hinwil, Suíça. Sob o comando de Mario Theissen, nos três anos seguintes, a BMW foi gradativamente se transformando em um dos grandes “players” da Formula 1, chegando a lutar pelo título em 2008 com o polonês Robert Kubica, quem deu a primeira e única vitoria até aqui da equipe.

2009 foi desapontador até aqui, com o fracasso de um projeto iniciado no terceiro quadrimestre de 2008, com a equipe investindo pesadamente no sistema de recuperação de energia, o KERS. O sistema, caro e complexo para ser ajustado dentro de um projeto de um carro de Formula 1, foi uma das possíveis causas dos pobres resultados esse ano — uma trágica ironia quando soubemos que Mario Theissen foi acusado por Flavio Briatore de ser o único dos chefes de equipe a não concordar com o banimento do sistema para 2009.

‘Forza Felipe’ (últimas notícias sobre Felipe Massa)

FOTOS: Ferrari/Divulgação Forza Felipe(FORZA FELIPE, ESTAMOS COM VOCÊ: o hoje solitário Rob Smedley — engenheiro de Massa — segura a placa de apoio)

Felipe Massa voltará a competir em alto nível e Ferrari assegura: “carro é seu e esperaremos por você.”

(atualização: 10:50hs — 29/07/09)

Como aquelas velhas e boas tradicionais famílias italianas, a Ferrari ofereceu todo o suporte ao brasileiro Felipe Massa, principalmente o espiritual. Stefano Domenicalli, que esteve nos últimos dias ao lado de Felipe, garantiu a Massa que o seu lugar na equipe está assegurado, “o carro é seu”.

Além da força espiritual em ver o comprometimento da equipe, os últimos exames  trazem o alívio de que o brasileiro voltará a competir em alto nível, não tendo qualquer sequela ou problema aparente em sua cognição sensorial ou visual.

Felipe se comunicou em italiano e inglês, línguas nas quais é fluente, e a sua recuperação tem sido surpreendente para os médicos.

Segundo Dino Altmannn, médico pessoal de Felipe, “mesmo com a região do olho esquerdo inchada pelo trauma, Felipe pôde enxergar e quando estimulado por fisioterapeutas, demonstrou controle sensorial de distância e profundidade.”

Felipe foi avisado por Stefano Domenicalli do carinho que os fãs vem lhe dedicando nos últimos dias por conta do acidente, algo feito de forma espontânea e comovente nesse post, que se transformou em um mural de recados ao piloto dentro desse blog.

Kimi se prepara para o Rali da Finlândia (vídeo)

Enquanto Massa se recupera e as fábricas das equipes de Formula 1 fecham durante algumas semanas, Kimi Raikkonen adentra a floresta finlandesa com o seu Fiat-Abarth Grande Punto S2000 para se preparar para o Rali da Finlândia desse próximo final de semana.

Segundo o co-piloto de Kimi, Kaj Lindstrom, o piloto da Ferrari já completou mais de 330 Km de testes para se adaptar ao solo da floresta e aos pneus, o que lhe ajudará a encontrar um melhor set-up para o carro.

Acima, o vídeo legendado em inglês com alguns “highlights” do teste na segunda-feira. Se você quiser acompanhar mais de perto o desempenho de Kimi no Rali, clique nos links abaixo que tem os sites oficiais do evento.

___________________________________________________________________________

Contrastes nos acidentes de Felipe Massa e Tony Kanaan, revelam desafio à segurança no automobilismo

A reação imediata à morte de Henry Surtees duas semanas atrás, acertado na cabeça por um pneu solto de outro carro após colisão, e ao acidente de Felipe Massa no sábado, foi conjecturar o fechamento dos cockpits dos monopostos — o que protegeria a cabeça, a parte mais vulnerável do corpo dos pilotos.

O problema é que horas depois, o piloto da Andretti Green, Tony Kanaan, sofreu sérias queimaduras após um incêndio dentro do seu cockpit. Tony e o carro foram cobertos por combustível, resultado de um problema no sistema de reabastecimento. O combustível fluiu até a bateria do carro que iniciou o incêndio dentro do cockpit. Tonny queimou as mãoes e o rosto, mas sem mais gravidade.

Com um cockpit fechado, talvez o combustível não o tivesse molhado, mas se o fogo se alastrasse para dentro do cockpit, o brasileiro sofreria maiores conseqüências e não seria socorrido de forma tão eficiente pelos bravos mecânicos da Penske.

Com cockpits fechados talvez não tivéssemos perdido Senna, mas talvez Gerhard Berger não estivesse aqui para contar a história depois de seu acidente em Imola, na mesma curva que matou Senna.

Steven, do blog Checkpoint 10, relembra uma idéia do nosso Emerson Fittipaldi logo depois da morte de Senna:

Deveríamos considerar um invólucro no cockpit, mas com uma abertura no topo, acima da cabeça do piloto. Não acho que deveria ser 100% fechada, mas com um lugar para saídas [de emergências].

— Emerson Fittipaldi

(No “The 1994 Indianapolis 500 Yearbook” de Carl Hungness, p.17)

A idéia é a melhor que eu vi na abordagem do tema e a FIA deveria levar em consideração o “insight” feito pelo velho Emmo.

A certeza depois desse trágico final de semana, é que os acidentes de Felipe e Tony, separados por poucas horas, é uma exemplo da complexidade na hora de regulamentar medidas preventivas de segurança no automobilismo. Sempre há um risco…

Porta-voz de Schumacher diz que ‘ele pode considerar retorno’

FOTOS: Ferrari/Divulgação schummireturn(SERÁ? Sabine Khem dá esperanças de que Michael pode substituir Felipe)

Sabine Khem, a ultra-competente porta-voz do heptacampeão Michael Schumacher, deu uma intrigante entrevista para a BBC Sport hoje afirmando que “se Michael for abordado pela Ferrari a respeito da substituição de Felipe Massa, então ele considerará retornar”.

Usualmente, Sabine reconhece que “Michael não estaria interessado, por que está satisfeito com a sua vida, mas agora a situação é diferente — muito hipotética —, apesar de Michael não deseja envolver-se nessa discussão.”

O alemão treina diariamente, mas a porta-voz não sabe exatamente as condições físicas de Michael para pilotar um carro de Formula 1. Com o acidente de moto em Fevereiro, restam dúvidas sobre as condições de seu pescoço, afetado na queda.

A notícia é um fiapo de esperança para quem — como eu — deseja ver Michael de volta pilotando um carro de Formula 1 e competindo com Lewis Hamilton e Sebastian Vettel.

Por que Michael Schumacher é o homem ideal para substituir Felipe Massa

FOTOS: Ferrari/Divulgação shuamcher(FELIPE CONVERSA COM SEU MENTOR: Seria uma rara chance de ver Michael dividindo curvas oficialmente com Vettel e Lewis)

Felipe Massa demorará mais de dois meses para se recuperar do trauma sofrido sábado na Hungria e especulações sobre o seu substituto já começaram. Pela posição neutra, pela ligação eterna com a Ferrari e pela utilidade de seus serviços, Michael Schumacher e o homem a substituir o seu pupilo.

Clique aqui e leia mais a respeito…

Continuar lendo

Vitória de ontem resgata Lewis e a McLaren

FOTOS: McLaren/Divulgação mclarenandlewiswin(EQUIPE COMEMORA: Whitmarsh, Lewi s e Heikki transformaram um carro mal nascido em vencedor de Grandes Prêmios)

Depois de um turbulento início de temporada, McLaren e Lewis resgatam prestígio conquistado com o título de 2008 e prometem embaralhar a segunda fase da temporada.

Clique aqui para ler o resto do artigo…

___________________________________________________________________________

Continuar lendo

Renault suspensa para a próxima corrida. Seria correto Alonso substituir Massa?

FOTOS: Transmissão fernnowheel

A FIA resolveu usar a Renault como bode expiatório e baniu a equipe em decorrência do incidente em que Fernando Alonso perdeu uma roda após um desastrado pit-stop da equipe no GP da Hungria, agora de manhã. A Renault apelará da decisão da FIA, mas Fernando está oficialmente fora do GP da Europa que será realizado em sua casa, em valência, Espanha.

Tirar um dos maiores ídolos do esporte da corrida que se realizará em sua casa é uma medida extrema,  anti-comercial, impopular e ilustra bem a velha inconsistência da FIA na aplicação de suas próprias regras. Por que então a entidade não penalizou a Brawn GP após o incidente com Felipe Massa ontem? A FIA também deveria responder à leniência com que tratou Kimi Raikkonen hoje na dupla colisão do finlandês contra Lewis Hamilton e Sebastian Vettel, com a gravidade de que o alemão luta duramente pelo título.

Fernando no lugar de Felipe?

Como era de se esperar, já há uma série de rumores pela internet em fóruns e blogs de que em Valência Fernando poderá substituir Felipe Massa.  É quase certo que o brasileiro levará um longo tempo para se recuperar de seus ferimentos — cerca de dois meses.

Há muitos obstáculos para uma substituição dessas — de contratuais a políticos — e é algo quase improvável. A possessa reação de Galvão Bueno à sugestão feita por Nick Lauda hoje de que Felipe poderia ser substituído por Michael Schumacher, é um bom exemplo de como a decisão poderia ser um tiro no pé político da equipe frente à popularidade de Massa no Brasil e na Itália.

E você, acha que seria correto a Ferrari substituir Felipe Massa por Fernando Alonso? Responda à enquete, mas fique à vontade para opinar na sessão de comentários.

Vitória consagradora de Lewis Hamilton na Hungria

FOTOS: McLaren/Divulgação lewiswin 3(DE VOLTA AO TOPO: Lewsi e a McLaren dão volta por cima e retornam ao lugar mais alto do pódio)

Lewis e Hamilton e a Mclaren conseguiram a façanha de transformar um dos piores projetos de sua história em um carro vencedor de Grandes Prêmios de Formula 1.

Clique aqui e leia o resto do reporte da corrida de hoje…

Continuar lendo

Red Bull a caminho de diminuir ainda mais a liderança de Brawn e Button

FOTOS: Red Bull/Divulgação vettelgoingtowin(SEBASTIAN, O FAVORITO: de olho nele amanhã)

O líder do mundial de F1, Jenson Button, deve estar nesse momento rezando para que Lewis Hamilton e Heikki Kovalainen façam bom proveito de seus KERS na largada para o Grande Prêmio da Hungria amanhã. Um trenzinho formado por Lewis, Heikki e Fernando — não necessariamente nessa ordem — será uma boa chance para o pesadíssimo Jenson manter contato e combater as duas Red Bulls até a sua longa parada que, estima-se, será na volta 25, cinco depois de Sebastian Vettel (na volta 20) e seis após Mark Webber (na volta 19).

O GP da Hungria costumeiramente traz surpresas e os pesos dos carros indicam que além das Red Bulls, Lewis Hamilton e Nico Rosberg aparecem como potenciais favoritos à vitória se Mark ou Sebastian falharem em algum momento. Fernando tem um grande problema com a sua curta primeira perna de corrida, o que lhe deixará no meio de forte tráfego no retorno de seu primeiro pit-stop.

Não surpreende que ele tenha excluído a si mesmo da luta pela vitória na entrevista pós-classificação.

A estratégia de Lewis Hamilton, me parece a mais realista se considerarmos a ajuda que ele terá do seu KERS na largada. Tomando a ponta e tendo carro mais lento atrás de si — como Alonso ou Nico — que mantenham as duas Red Bulls ocupadas, Lewis pode sim ser candidato à vitória, mas ainda assim seria uma tarefa duríssima frente aos dois poderosos carros da Red Bull.

Não sabemos como a Red Bull tratará os seus pneus amanhã — se ela repetirá os mesmo problemas de desgaste de Mônaco — mas o resultado na classificação de hoje também foi outra péssima notícia para Jenson Button que vê o seu BGP 001 agora perder terreno também para McLaren e Renault. A equipe levou atualizações para a Hungria, que não ofereceram a reação esperada. Se a reação não vier na Hungria, será difícil esperar que venha em outro lugar.

Sebastian Vettel é a minha aposta na prova de amanhã, com Mark Webber correndo por fora e Lewis como o meu coringa.

Felipe Massa pode ficar afastado da Formula 1 por dois meses

Enquanto algumas manchetes no Brasil seguem a linha do sensacionalismo “soft”, sugerindo que Felipe Massa corre risco de morte, o jornalista inglês James Allen faz um trabalho “low profile” e é a melhor fonte de informação segura no momento.

Segundo James, Felipe está sim sob coma induzindo após a cirurgia em decorrência dos ferimentos, mas com previsão de que acordará amanhã cedo.

Médicos com quem James conversou no hospital militar da Hungria onde o piloto está internado,  indicam que Felipe “ficará fora de ação por aproximadamente dois meses,” o tempo que durará a sua recuperação. Segundo outro médico, Felipe possivelmente ficaria de fora do resto da temporada.

Felipe Massa sofre acidente e não participa do Gp da Hungria amanhã

Depois de ser atingido por um detrito que aparentemente soltou-se do carro de Rubens Barrichello, Felipe Massa colidiu forte — parecendo inconsciente — com uma barreira de pneus.

Segundo Rubens Barrichello — via transmissão da Globo — Felipe estava bem, mas agitado, o que obrigou os médicos a lhe medicarem com um calmante.

Sinais vitais analisados de exames preliminares indicam que o piloto está “ok” e a sua remoção para exames mais detalhados em um hospital próximo ao Circuito é procedimento padrão, dado o impacto causado pela desaceleração da força “G” a que foi exposto.

Uma imagem do estado de capacete do Felipe e do ferimento em seu rosto já circula pela internet é simplesmente chocante [clique AQUI].

Com o acidente, o brasileiro não participará da corrida amanhã

James Allen confirma pelo seu Twitter que Felipe Massa está bem, mas fora do Gp da Hungria nesse final de semana.

A Ferrai poderá, por força do regulamento, largar com apenas um carro amanhã. O artigo 19.1 do regulamento esportivo indica que “é permitido a cada equipe utilizar quatro pilotos por corrida. Substituições podem ser feitas apenas antes da classificação.

“Mudanças adicionais por razões de força maior serão consideradas separadamente.”

Ao considerarmos a pouca quilometragem de testes que têm os pilotos reservas esse ano, é bem provável que a Ferrari largue mesmo apenas com Kimi Raikkonen amanhã.

felipecrash

Peso dos carros

Pos  Piloto                             Peso (kg)
 1.  Alonso       Renault                637.5
 2.  Vettel       Red Bull-Renault       655.0
 3.  Webber       Red Bull-Renault       652.0
 4.  Hamilton     McLaren-Mercedes       650.5
 5.  Rosberg      Williams-Toyota        654.0
 6.  Kovalainen   McLaren-Mercedes       655.5
 7.  Raikkonen    Ferrari                651.5
 8.  Button       Brawn-Mercedes         664.5
 9.  Nakajima     Williams-Toyota        658.0
10.  Massa        Ferrari
11.  Buemi        Toro Rosso-Ferrari     671.5
12.  Trulli       Toyota                 671.3
13.  Barrichello  Brawn-Mercedes         689.0
14.  Glock        Toyota                 679.2
15.  Piquet       Renault                667.7
16.  Heidfeld     BMW-Sauber             658.0
17.  Fisichella   Force India-Mercedes   680.5
18.  Sutil        Force India-Mercedes   683.5
19.  Kubica       BMW-Sauber             666.0
20.  Alguersuari  Toro Rosso-Ferrari     675.5
%d blogueiros gostam disto: