//
você está lendo...
ARTIGOS

Henry Surtees, filho do campeão de Formula 1 John Surtees, morre em acidente na Formula 2 Européia

O jovem Henry Surtees de 18 anos, filho do grande campeão de Formula 1 John Surtees, morreu após um acidente em prova de Formula 2 realizada hoje de manhã em Brands Hatch.

Inconsciente após ser atingido por uma roda que escapou do acidente à sua frente com o carro de Jack Clarke, Henry passou reto na curva Sheene e bateu forte no guardrail.

Após se retirado do carro e removido pela equipe de resgate, o jovem Henry morreu no Royal Hospital de Londres.

O acidente

Discussão

5 comentários sobre “Henry Surtees, filho do campeão de Formula 1 John Surtees, morre em acidente na Formula 2 Européia

  1. Becken,
    Pareceu-me que a roda muito veloz antes de bater no carro. Com o impacto ganhou uma velocidade incrível. Considerando-se o peso da roda e somando a sua velocidade à do carro… que impacto. Lamentável! 18 anos, meu Deus! Um menino!
    Quem entra em um carro de corridas sabe dos riscos. Fácil falar. Vá explicar isso à pobre (muito pobre mesmo esta sorte) família do rapaz.
    Não adianta fugir da morte ou buscá-la. Quando ela aponta o alvo e traça o caminho, acabou.
    Abs.

    Publicado por A. Coyote | 19/07/2009, 9:03 pm
  2. Não adianta fugir da morte ou buscá-la. Quando ela aponta o alvo e traça o caminho, acabou.

    Trágica verdade, Anselmo. A triste ironia nessa morte é que o velho John Surtees sobreviveu à mais perigosa era do Automobilismo para ver o seu garoto morrer no momento em que corridas de carro são teoricamente muito mais seguras.

    Muito triste…

    Publicado por Becken Lima | 19/07/2009, 9:07 pm
  3. Já vi uns quatro nomes diferentes pro coitado do Jack Clarke… James Clarke, John Clarke, e por aí vai.

    Isso foi de uma infelicidade terrível. Mostra que, se a F-1 está a salvo das mortes há 15 anos, também é muito em função da ausência de maiores fatalidades, que estiveram próximas de acontecer com Kubica, Heidfeld/Coulthard, Alonso, etc. Claro que a segurança evoluiu, mas você vê que um piloto em um carro de F-1, neste mesmo acidente, provavelmente teria o mesmo final.

    Publicado por Hugo Becker | 19/07/2009, 9:10 pm
  4. É preciso que as rodas não se separem dos carros quando ocorre uma batida.

    Publicado por Beatle Ed | 20/07/2009, 1:35 am
  5. “Isso foi de uma infelicidade terrível. Mostra que, se a F-1 está a salvo das mortes há 15 anos, também é muito em função da ausência de maiores fatalidades, que estiveram próximas de acontecer com Kubica, Heidfeld/Coulthard, Alonso, etc. Claro que a segurança evoluiu, mas você vê que um piloto em um carro de F-1, neste mesmo acidente, provavelmente teria o mesmo final.”

    É a mais pura verdade. Esse foi o tipo de acidente que pode ser realmente classificado como fatalidade. Assim como o acidente entre Coulthard e Wurz em Mebourne pode ser classificado como sorte.

    Publicado por Vitor, o de Recife | 20/07/2009, 8:51 am

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: