//
você está lendo...
ARTIGOS

BMW anuncia fim de sua participação na Formula 1

FOTOS: BMW/Divulgação bmwoutf1

A BMW confirmou as especulações da Autosport ontem e em coletiva de imprensa hoje pela manhã em Munique anunciou o fim de suas operações na Formula 1.

A decisão é resultado de um “refinamento no planejamento futuro da organização,” diz o CEO da companhia, Dr. Norbert Reithofer.

Por trás da rocambolesca linguagem corporativa, no entanto, está a confissão do Dr. Klaus Draeger, membro da board, de que a pobre performance da equipe esse ano foi fator fundamental no fim das operações da companhia na F1.

Para quem reflete com profundidade sobre o esporte, a saída é um reflexo do perfil extremamente corporativo da equipe, excessivamente preocupada em estabelecer metas a cada objetivo alcançado.

A emergência do anúncio está diretamente relacionada com a assinatura do Pacto da Concórdia, que está muito perto de ser assinado, o que obrigaria a companhia a se comprometer até 2012 com a categoria.

A BMW deixará desempregado um razoável e competente staff, massa de profissionais que poderá ser absorvida pelas novas equipes entrantes em 2010. Outro grande mistério é quanto aos seus dois grandes pilotos, Nick Heidfeld e Robert Kubica — o polonês que é um dos talentos da nova geração com potencial para ser campeão do mundo.

Sucessos discretos

Da década de 80 para cá — sempre como fornecedora de motores — a BMW veio intercalando períodos de razoável sucesso com declínios. Seu grande ano foi mesmo em 1983, como fornecedora de motores da equipe Brabham — parceria que resultou no título do grande Nelson Piquet. Ligier, Arrows e Benetton também chegaram a ser empurradas pelos potentes motores BMW, mas sem o mesmo sucesso.

Na década de 90 a BMW voltou à F1, agora como fornecedora de motores para a lendária Williams. A sociedade teve relativo sucesso no seu início, com vitórias de Ralf Schumacher e Juan Pablo Montoya — com o talentoso colombiano chegando a lutar pelo título com Michael Schumacher em 2003.

No ano seguinte (2004) a parceria começou a ruir com sucessivas trocas de acusações de ingerência dos dois principais comandantes da equipe, Frank Williams e Mario Theissen.

Em 2006 a BMW compra a Sauber e assume as operações da equipe em seu quartel general em Hinwil, Suíça. Sob o comando de Mario Theissen, nos três anos seguintes, a BMW foi gradativamente se transformando em um dos grandes “players” da Formula 1, chegando a lutar pelo título em 2008 com o polonês Robert Kubica, quem deu a primeira e única vitoria até aqui da equipe.

2009 foi desapontador até aqui, com o fracasso de um projeto iniciado no terceiro quadrimestre de 2008, com a equipe investindo pesadamente no sistema de recuperação de energia, o KERS. O sistema, caro e complexo para ser ajustado dentro de um projeto de um carro de Formula 1, foi uma das possíveis causas dos pobres resultados esse ano — uma trágica ironia quando soubemos que Mario Theissen foi acusado por Flavio Briatore de ser o único dos chefes de equipe a não concordar com o banimento do sistema para 2009.

Anúncios

Discussão

33 comentários sobre “BMW anuncia fim de sua participação na Formula 1

  1. Qual será a próxima: Renault ou Toyota?
    24, 22 ou 20 carros no grid em 2010?
    Mosley já devia estar sabendo disso?
    Será q a vitória da Mercedes-Benz, digo, Mclaren, acelerou a decisão?
    Kubica na Ferrari e Nick na McLaren?
    Que dia mesmo q será assinado o novo Pacto de Concórdia?

    Vamos esperar o anúncio.

    Publicado por Leandro Magno | 28/07/2009, 7:59 pm
  2. Leandro, se a BMW sair nesta altura vai vender a estrutura para alguem.

    Publicado por Filipe Furtado | 28/07/2009, 8:08 pm
  3. Será q a equipe será vendida para o Mario Theissen?
    Será q vai se chamar MarioGP ou SuperMarioGP?

    Publicado por Leandro Magno | 28/07/2009, 8:09 pm
  4. “Será q vai se chamar MarioGP ou SuperMarioGP?”

    KKKKKKKKKKKKKKKKKK!!!! Essa foi hilária!!

    Jamais pensaria que a BMW poderia cogitar cair fora. Apesar do fiasco deste ano, eles tinham um projeto muito sólido na categoria. E olha que eles foram, a princípio, os defensores do queima-grana, digo, Kers…

    Publicado por Vitor, o de Recife | 28/07/2009, 8:22 pm
  5. Eu acho q deu merda mesmo:

    http://www.autobild.de/artikel/formel-1-bmw-steigt-aus_945610.html

    Quem souber alemão, dê uma ajudinha.

    Publicado por Leandro Magno | 28/07/2009, 8:25 pm
  6. Leandro não sei alemão, mas usei o google translator e foi exatamente o que o Becken reportou acima.

    Mas está mais para boato do que notícia verdadeira. Afinal, diretores se reunem o tempo todo é só o que eles sabem fazer.

    Publicado por Claudemir Freire | 28/07/2009, 10:12 pm
  7. Sei não hein claudemir…

    A BMW é uma equipe muito discreta. Sem muitos alardes.

    Se eles convocaram uma coletiva, é que aí tem….

    Vamos ver quem compra. Ficaram muitos ótimos projetos de fora da lista das novas equipes.

    Ffigueiredo

    Publicado por Ffigueiredo | 28/07/2009, 11:13 pm
  8. Não é um jornal muito confiável, mas afirmam q o Kubica estaria liberado pra substituir Massa.

    http://www.dailymail.co.uk/sport/formulaone/article-1202893/EXCLUSIVE-Robert-Kubica-free-replace-injured-Felipe-Massa-Ferrari-BMW-follow-Honda-pulling-F1.html

    Q zona q esse negócio tá virando.

    Publicado por Leandro Magno | 28/07/2009, 11:35 pm
  9. É, já que não quiseram levar o campeonato paralelo a diante em forma de liga e repartir os lucros entre si… A verdade é que do jeito em que está a F-1, na qual só a Ferrari consegue manter-se no azul, as montadoras além de terem prejuízo financeiro ficam com suas poderosas marcas “humilhadas”. Aí o prejuízo total fica ainda maior. BMW é uma marca de alto nível, não dá pra ficar no fundo do grid.

    Publicado por Carlos T. | 28/07/2009, 11:50 pm
  10. E teve gente que chamou o Max Chicotinho de doido!!! Taí, daqui a pouco Renault e Toyota pulam fora, e aí caros amigos, a festa acaba de vez.

    Max pode ser doidão, mas as montadoras são muit piores que ele.

    Publicado por Cassius Clay Regazzoni | 29/07/2009, 12:16 am
  11. Q zona q esse negócio tá virando. [2]

    Publicado por zezinho | 29/07/2009, 1:52 am
  12. É verdade Carlos, pra BMW ficar no fim do grid é mais humilhação que Toyota e Renault.

    SuperMarioGP teria patrocínio da Nintendo pelo menos…hehe

    Publicado por KBK | 29/07/2009, 2:41 am
  13. Os resultados nas pistas devem ser a causa da desmotivação. Mas, fazer o quê? Não tem jeito de todo mundo ser campeão. O negócio seria o primeiro ficar com 100 pts e o último 81, com muita alternância entre as temporadas. Se não conseguem isso, é incompetência mesmo, caso das montadoras, ou falta de grana para acompanhar quem tem dinheiro e investe na categoria. Quanto a estes últimos, sou solidário. Quanto aos primeiros, “pede pra sair”.

    Publicado por A. Coyote | 29/07/2009, 5:17 am
  14. Parabéns ao Becken que antecipou o furo que a Autosport deu.

    Se vai a BMW, e o Max Mosley vai ganhando contornos de herói da resistência.

    Publicado por Claudemir Freire | 29/07/2009, 8:11 am
  15. Becken,

    Acabo de ler na Folha. A BMW confirma a saída da F1. Realmente uma pena.
    Sempre foi uma equipe muito simpática.

    Ffigueiredo

    Publicado por Ffigueiredo | 29/07/2009, 8:26 am
  16. Quem vai se aproveitar do grande talento do Kubica para 2010?
    Segundo o La Gazetta della Sport, o Kubica é o queridinho dos tifosis depois do Alonso. Será q rola?
    Quick Nick para a Mclaren q quer um alemão, ou pra USF1 q quer um veterano para refinar seu projeto?
    Onde fica o Peter Sauber nessa?
    Bem…acho q ninguém duvidava do Mosley quanto ao fatos das montadoras poderem ir e vir ao sabor dos resultados. O problema n era quanto ao problema, mas sim com a melhor forma para solucioná-lo.
    Porém, contem quantos garagistas entraram e saíram nesses últimos 15 anos, a própria Sauber “saiu” pra entrar a BMW.
    Parece q o novo pacto tá, de uma maneira geral, agradando todo mundo.
    O negócio é q a imagem da BMW tá sendo muito arranhada por andar atrás no grid. Talvez tivessem esperanças de dar um salto para frente, mas agora com a ascenção de Ferrari e McLaren, a frente tá muito cheia e vão conseguir no máximo ir pro meio do grid, o q n mudaria muita coisa.

    Publicado por Leandro Magno | 29/07/2009, 8:29 am
  17. A montadoras deveriam se limitar a fornecer motores e outros auxílios técnicos. Nunca assumir equipes. Isso daria mais estabilidade às equipes e consequentemente à categoria, não acham? Ao menos no passado era assim..

    Depois que começou essa festa de cada um querendo ter sua própria equipe, começou a gastança desenfreada com poucos resultados. A única equipe totalmente comandada por uma montadora a conseguir resultados foi a Renault, suceso efêmero, diga-se. E ameaça sair há tempos… McLaren, apesar de seu relacionamento estreito com a Mercedes, não conta, pois já possuía uma base sólida contruída nos anos 80 por Ron Dennis. A Ferrari é um caso a parte, vive para correr. E as outras? O que fizeram Honda e Toyota?

    Quanto ao Mad Max, ele tem razão quando afirma que as montadoras causam instabilidade, mas suas idéias exdrúxulas (ker$, padronização excessiva, teto impraticável e medalhinhas berninianas) mostram que ele tá se lixando pro esporte.

    Publicado por Vitor, o de Recife | 29/07/2009, 8:56 am
  18. “Me caiu os butiá dos bolso”, como se diz aqui no sul. Fiquei decepcionado, pois a BMW é um dos dois times que eu gosto, mas não estou surpreso.

    E o pior de tudo é ter que concordar com o Max Mosley, quando ele diz que as montadoras entram e saem da F1 ao seu bel-prazer. Isso é até uma vergonha… só porque eles estão enfrentando um ano difícil, resolvem fechar as portas. A Toyota teria saído há anos, se essa fosse a lógica.

    E qual será o destino do time de Winhill? Voltará a ser a Sauber? Será comprada por outra montadora? Duvido… é mais fácil eles fecharem as portas e entrar a Epsilon Euskadi ou a Prodrive.

    E os pilotos? Kubica pode substituir Massa, mas, e depois? Vai ficar desempregado? Sobram as vagas do Kovalainen (possivelmente) e do Piquetzinho, mas ambas improváveis.

    Que m**** isso…

    Publicado por Guilherme Teixeira | 29/07/2009, 9:04 am
  19. Piquet devia ter pesadelos com aquele motor de 83. Estourava toda hora, o Patrese deve ter abandonado por causa dele em metade da temporada.

    Publicado por Filipe Furtado | 29/07/2009, 9:56 am
  20. Tão vendo aí?! Há uns dias estavam todos malhando o Max Mosley e o Flavio Gomes por concordar com ele. É até engraçado ver comentários como esses aí em cima.

    Claro que não concordo com todos os argumentos do Sr. Chicotinho. Mas quanto as montadoras, este fato aí só demonstra que está mais que certo nesse sentido.

    Daqui a pouco vão embora Renault e Toyota.

    A F1 só tem a perder com isso. Fato lamentável.

    Publicado por JMN | 29/07/2009, 10:18 am
  21. Uma fato grave a ser considerado.

    O pacto de concórdia ainda não foi assinado, então antes de ser assinado podemos ainda ter uma ou duas debandadas. Porque depois de assinado as equipes tem que cumpri-lo ou paga multa pesada.

    Apostas.

    1 – Renault

    2 – Toro Rosso (Se a Red Bull não vende-la até o fim do ano, creio que não deva mante-la pra 2010)

    Publicado por Claudemir Freire | 29/07/2009, 10:34 am
  22. O pacto de concórdia ainda não foi assinado, então antes de ser assinado podemos ainda ter uma ou duas debandadas. Porque depois de assinado as equipes tem que cumpri-lo ou paga multa pesada.

    James Allen diz em seu blog que duas equipes ficaram de assinar o Pacto, uma era a BMW, então…

    Publicado por Becken Lima | 29/07/2009, 10:47 am
  23. http://historiasevelocidade.blogspot.com/2009/07/bmw-ta-forae-o-que-isso-significa-para.html

    Becken e galera que lê o F1 around, confiram lá no Historias e Velocidade esse post sobre o mesmo tema, mas abordando o assunto debate da redução de custos e a inserção de novas equipes…

    Publicado por Ridson | 29/07/2009, 11:35 am
  24. O mais chocante é que todos os rumores apontavam para Renault e Toyota. E se elas (ou ao menos uma delas) saírem, como fica a FOTA?

    Publicado por Vitor, o de Recife | 29/07/2009, 11:46 am
  25. Apesar de não gostar da administração do sr. Mosley, tenho que concordar com ele neste aspecto: uma F-1 de montadoras não se sustenta. No máximo, como apoio técnico aos times independentes, como a Mercedes faz com a McLaren (apesar de ser dona de parte da equipe).
    Acho que ao agregar o nome da marca à equipe, as montadoras correm riscos enormes, pois se os resultados são pífios, acabam respingando no prestígio da empresa. E, convenhamos, na F-1 a chance de uma equipe que não é Ferrari ou McLaren fazer bonito é minúscula (até a Brawn já está sofrendo). O fracasso é a regra, de modo geral.
    Outro erro crasso das montadoras é não cultivarem torcidas. A Renault perdeu essa chance em 2005 e 2006. Poderia ter aproveitado a popularidade do Alonso e criar a sua torcida; lembro bem de que já era possível ver nos autódromos, em meio ao mar vermelho, alguns azuis e amarelos, que eram as cores do time. Isso é bom pois só a torcida vai prestigiar a equipe quando as vacas estão magras, a Ferrari dos anos 80 e 90 que o diga.Mas a Renault não enxergou esse potencial e ainda fez o favor de mudar as cores da equipe a cada ano desde então, mandando a identidade do time pro espaço….
    Assim, já que ninguém torce por montadora nenhuma, elas dependem apenas de fazer bonito pra que o marketing que elas aumejam com a F-1 seja positivo. E quando os louros da vitória não vêm, fica-se com a marca desprestigiada, e aí é só questão de tempo pra algum executivo cabeça da empresa perceber que não vale a pena continuar a torrar dinheiro enquanto a publicidade gerada é negativa.
    Renault e Toyota vão durar no máximo uns 5 anos, e olhe lá.

    Publicado por Carlos T. | 29/07/2009, 11:47 am
  26. Segundo o Joe Saward Renault vai ser vendida a um bilionario russo até o fim do ano.

    Publicado por Filipe Furtado | 29/07/2009, 11:50 am
  27. O mais chocante é que todos os rumores apontavam para Renault e Toyota. E se elas (ou ao menos uma delas) saírem, como fica a FOTA?

    A FOTA fica como está, presumo. Mas a Companhia BMW, que promove a equipe foi-se, mas permanece a equipe que pode, com ajuda da FOTA, ressurgir com outro nome.

    O sucesso da Brawn e as medidas econômicas planejadas pela própria FOTA — que diminuirão custos — ajudarão à equipe a encontrar um financiador rapidamente, tenho certeza.

    Publicado por Becken Lima | 29/07/2009, 11:51 am
  28. O James Allean sugere que a equipe pode simplesmente ser devolvida ao Peter Sauber, com a grana do Bernie, o patrocinio da Petronas (o contrato se eu não me engano não vence este ano) e uma força do resto da FOTA, o Sauber provavelmente tocaria numa boa.

    Publicado por Filipe Furtado | 29/07/2009, 12:01 pm
  29. Filipe, a volta de Peter Sauber seria uma excelente opção. A competência que ele já tinha aliada à estrutura que faltava.

    Publicado por Vitor, o de Recife | 29/07/2009, 12:05 pm
  30. Talvez por isso a BMW tenha deixado o nome SAUBER atado à equipe durante todos esse anos…

    Publicado por Becken Lima | 29/07/2009, 12:11 pm
  31. “Talvez por isso a BMW tenha deixado o nome SAUBER atado à equipe durante todos esse anos…”

    Ótima observação! Sempre me perguntei o porquê do nome Sauber lá… só por simpatia ao Peter não podia ser. Agora faz mais sentido…

    Eu realmente creio que equipe suíça volte, com outro nome ou como Sauber mesmo, usando motores Ferrari ou Renault.

    Publicado por Guilherme Teixeira | 29/07/2009, 12:57 pm
  32. Ótima observação! Sempre me perguntei o porquê do nome Sauber lá

    O Peter ainda tem 20% das ações da equipe, então…

    Publicado por Becken Lima | 29/07/2009, 1:53 pm
  33. Estamos reclamando da saí da BMW e esquecendo do Kubica!

    Aposto uma latinha de cerveja que ele vai para a, caso a equipe continue, Renault.

    Publicado por Claudemir Freire | 29/07/2009, 3:23 pm

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: