//
você está lendo...
ARTIGOS

Nelsinho merece uma segunda chance na F1?

IMAGEM: Renault/Divulgação nelsforgive(Estará Nelson perdido para a F1?

Nelsinho Piquet divulgou um sensível comunicado após a audiência no Conselho Mundial da FIA desculpando-se com os fãs e torcedores, e ensaiando um tímido pedido de segunda chance na F1:

“Tenho consciência de que terei que começar minha carreira do zero, mas tenho esperanças de que uma equipe reconheça o quão pressionado fui na Renault e me dê uma chance.

“O que pode ser assegurado é que não existe outro piloto na F-1 tão determinado quanto eu a provar que sou capaz.”

— Nelsinho Piquet

A Formula 1 não é pródiga em oferecer segundas chances a pilotos, ainda mais quando um erro é passível de pôr em risco a vida de terceiros. Mas em termos esportivos, o mais bem sucedido piloto da história da F1, Michael Schumacher, teve uma segunda, terceira e até quarta chances na Formula 1 para ao fim deixar a impressão de que suas ações antiéticas foram sempre cínicas, maquiavélicas e deliberadamente sistemáticas.

Ayrton Senna, outro deus do automobilismo, pôs a vida dele e a de Alain Prost em perigo na decisão do título de 90, e ainda assim saiu ileso de julgamentos éticos e dilemas morais.

Claro, Nelsinho não carrega a centelha de talento desses homens em si, mas ter uma segunda chance não depende de status ou capacidade, e sim da  generosidade dos torcedores e da benevolência dos chefes de equipe.

A questão, portanto fica com vocês: Nelsinho Piquet, o delator e carrasco do maquiavélico Briatore, merece mais uma chance de pilotar um carro de Formula 1 e provar que sua jornada na Renault foi um erro em sua ainda curta carreira?

Vote na enquete, mas fique à vontade para expressar a razão de seu voto na sessão de comentários.

Anúncios

Discussão

61 comentários sobre “Nelsinho merece uma segunda chance na F1?

  1. Becken,
    O Nelsinho expôs a vida de muita gente a risco. Sim. Tal e qual a fábrica do chicletes que matou engasgada uma criança de 08 anos aqui em Belo Horizonte-MG na semana passada….rsrs.

    O Nelsinho não bateu em ninguém e nem foi abalroado por quem quer que seja. “Estacionou” o carro perto do muro, na parte de dentro da curva, totalmente fora do alcance de quem quer que fizesse a trajetória certa. E foi o que aconteceu. Todo mundo passou na boa. Se um roda-presa qualquer saísse da trajetória normal do circuito se espatifaria no muro de qualquer jeito. Se batesse no Nelsinho teria que agradecer o amortecimento, porque bater num muro é muito pior do que num carro.

    O Senna bateu premeditadamente no meio do carro do Prost numa época em que a F1 não tinha 20% da segurança que tem hoje. Os carros eram umas casquinhas de ovo.
    Basta ver que a batida do Massa foi muito similar à do Senna e ele não teve um arranhão. No Canadá o Kubica bateu no muro várias vezes, capotou outras tantas, desintegrou o carro e teve poucos arranhões.

    Mas, assim como não condenei o Senna na época tb não condeno o Nelsinho.

    Então eu acho que essa onda de “expôs a vida dos outros a risco etc…” é balela.

    Abs.

    Publicado por Anselmo Coyote | 21/09/2009, 9:07 pm
  2. http://www.oconsumidoremdebate.blogspot.com

    Coyote: bravo!!! Penso do mesmo modo que você, quanto aos perigos causados a terceiros…sinceramente, por mais estúpida que tenha sido o cumprimento da ordem, ele bateu sozinho, não a 300 km/h como o Senna no Prost e o Schumacher no Villeneuve, só pra citar dois exemplos.

    Pela (falta) de pericia ao volante é bom lembrar que o mesmo Massa que hoje é considerado um dos melhores, foi demitido da Sauber e tido quase como um fracassado e imprestável para a F-1 para, em seguida, ficar como piloto de testes até que tivesse condições de voltar (e que volta por cima!) e encher os olhos até de seus detratores mais ferrenhos…

    Portanto, nada como dar tempo ao tempo, se o cara for bom mesmo (como demonstrou em outras categorias) porque não dar uma chance a ele? No mais, ele fez a *%$&, mas confessou o erro e pediu uma nova chance…e quantos não fizeram coisas mais absurdas ainda e até hoje ninguem sabe?

    Não estou defendendo o ato, acho que esta discussão já está ultrapassada – e ele tem culpa no cartório, sim – mas o fato de que ele deve ter outra chance, para mostrar seu valor ou acabar de vez.

    Tenho certeza que no ano que vem ela vai alinhar no grid.

    Publicado por Edgard | 21/09/2009, 9:15 pm
  3. Concordo com o Anselmo quando ele considera uma balela que NAP “expôs a vida dos outros a risco etc…”. Pilotos como o NAP, acostumados a dar zeros e oitos em demonstrações que a RENAUT faz pelo mundo, sabem exatamente como fazer aquela manobra. Não tinha o menor risco para outros pilotos. Se o NP estivesse naquela corrida é certo que o Briatore não o teria forçado. Na minha opinião, aceitar fazer aquilo foi um grande erro. Não o culpo, pois estar sobre a pressão imposta pelos chefes, precisando de resultados, sendo ameaçado instantes antes da largada, não deve ser fácil.

    Publicado por Marcelo | 21/09/2009, 9:31 pm
  4. em poucas palavras: ele mereceria outra chance se um monte de pilotos não merecesse a primeira chance.

    estou certo ou estou errado?

    Publicado por andre | 21/09/2009, 9:34 pm
  5. Olá,

    Pq o ser humano ao justificar um erro sempre aponta pra outro erro? to começando achar q isso é um fator biológico. Pq pra justificar o erro do nelsinho sempre comentam o “erro” do senna? Eu no lugar do senna teria feito o mesmo, lembrando q no ano anterior prost tinha feito o mesmo, senna só deu o troco. E digo ainda mais, o tribunal da FIA foi eleito recentemente ou ele ja existia no tempo do senna? entao é dito e claro, se na epoca os mesmo tribunal q julga hoje nao achou nada e ninguem a se punir, lavo minhas mãos e nao falo mais nesse assunto. Qto ao nelsinho, que a sua propria consciencia o condene.

    Abraço

    Publicado por Anderson Dorneles | 21/09/2009, 10:04 pm
  6. A não ser q o Nelsão desembolse um caminhão de dinheiro, fica muito difícil imaginar o NAP alinhando em Manama em 2010.
    Por duas causas:
    A uma, os resultados alcançados enquanto esteve por lá.
    A F1 costuma perdoar pilotos atabalhoados em início de carreira desde q ele seja realmente veloz. E a velocidade hj, sobretudo, é mostrada, nos tempos da classificação. Bem…tomar de 27 X 1 do companheiro de equipe, sendo ele quem for é muito complicado.
    A duas, qualquer patrocinador de equipe(especialmente de equipes pequenas. Ou alguém acredita q ele teria chances numa equipe de ponta?) se importa e muito a quem está associando seu nome.
    Infelizmente, perante as equipes, o nome NAP é sinônimo de dedo-duro e de pessoa de personalidade fraca, pois apesar de ter se safado,( Todo mundo sabe q a decisão do conselho mundial é política e não técnica.) o NAP não sofreu coação irresistível pra fazer o q fez.
    Além disso, perante quem gosta da F1, realmente, Flávio e Pat, como mandantes, mereciam a pena q tomaram. Mas, vejam, quem aceita dinheiro, pra matar uma pessoa é tão hediondo quanto quem paga( Lamor de Deus, é só uma analogia, ok?).
    Respondendo a pergunta-título do post: acho que não, mas apenas pelo 1º motivo acima.
    Vários pilotos comeram o pão q o diabo panificou na mão do Briatore, mas conseguiram demonstrar o talento que tinham. Infelizmente, n consegui ver um pingo de talento que diferenciasse o NAP do Nakajima, por exemplo.
    Assim, se me perguntassem se o Naka merecia uma segunda chance, a resposta seria “não” tb; e o Naka n participou de nenhuma fraude(até onde se sabe).
    Continuando a motivação da opinião(ainda q desnecessariamente), ressalvo q não tenho nada contra o Nelsão(o coloco entre os 5 grandes de todos os tempos).

    Publicado por Leandro Magno | 21/09/2009, 10:09 pm
  7. Becken, o acidente entre Senna e Prost ao qual vc se refere foi em 1990.

    Publicado por Leandro Magno | 21/09/2009, 10:12 pm
  8. Gosto do moleque, mas depois que inventaram a desculpa, muita gente deixou de tomar uns tapas.

    Então, que ele volte, mostre serviço, e depois demonstre humildade para aceitar o seu erro.

    Mas não assim, pedindo desculpas para ver se alguém tem dó dele.

    Publicado por Claudemir Freire | 21/09/2009, 10:13 pm
  9. Os recentes acidentes de Massa e Surtees comprovam q a Lei de Murphy tá aí sempre a espreita pra entrar em cena. Então acho q ele colocou a vida de terceiros em risco sim.

    Tb daria uma segunda chance ao Nelsinho. Velocidade ele tem e constância na corrida tb. Faltou um melhor aproveitamento na classificação. Não gostava de frequentar os blogs estrangeiros e ver o garoto sendo sempre motivo de chacota. Depois de sua demissão ficamos sabendo a real razão de sua fraca performance.

    Uma dos fatores q pesaram muito, foi ele ter sempre testado o carro muito menos do q o Alonso e sempre em condições piores de pista, segundo seu próprio relato após a demissão. Com esses carros de 2009 totalmente diferentes, vimos através do Badoer, como faz falta os testes. E tb, poucas foram as vezes em q ele teve o mesmo equipamento q o Alonso dispunha.

    Então gostaria muito de ver o garoto dando um cala-boca geral nos criticos. O único problema é como ele seria recebido entre os pilotos, engenheiros, mecânicos etc. A pressão poderia ser insuportável, mas depois do q ele fez, ele teria q superar td isso para se redimir e dar a volta por cima.

    Publicado por Alex-Ctba | 21/09/2009, 10:20 pm
  10. Fico imaginando qual seria a resposta da galera se, no lugar do Nelsinho, de sobrenome Piquet, filho de tricampeão e brasileiro, estivesse Sebastién Buemi ou Jaime Alguersuari, ou mesmo o próprio Grosjean.

    Façam um exercício.

    Quanto à chance de Nelsinho, creio que ele mereça apenas como uma curiosidade mórbida de saber se ele era realmente ruim de roda ou apenas injustiçado.

    Acho que ele seria um bom piloto, mas nada espetacular. Estaria no nível de um Nakajima, talvez, talvez um pouco mais consistente com um carro melhorzinho.

    Quanto ao fato de o aciente não ter colocado em risco a vida de ninguém não digam sandices!!!

    O carro é controlável sim, mas a reação dos outros pilotos e das peças dos carro não!!!

    É um exercício do tipo “o que aconteceria se”, mas, por remota que seja, existia a chance de uma das rodas do carro se soltar e bater na cabeça de outro piloto?

    Bom, não preciso lembrar dois fatos recentes, para ficar só neste ano, para dizer que SIM!

    Havia riscos sim, embora calculados. Acabou não acontecendo nada, mas poderia ter sido uma tragédia SIM! Se alguém contasse que uma roda bateria na cabeça de um piloto e o mataria, todo mundo diria que isso era altamente improvável.

    Não tenhamos memória curta, por favor.

    Esse plano foi uma grande estupidez e, para provar que foi, vários grandes profissionais do automobilismo tiveram suas carreiras destruídas hoje! E outros poderiam ter perdido a vida. Não relativizem o absoluto!

    Pensem nisso!

    Publicado por Daniel Gomes | 21/09/2009, 10:50 pm
  11. Votei sim, e não só merece como terá.

    Publicado por Ron Groo | 21/09/2009, 11:01 pm
  12. Becken, o acidente entre Senna e Prost ao qual vc se refere foi em 1990.

    Valeu, Leandro. Corrigido! :)

    Tb daria uma segunda chance ao Nelsinho. Velocidade ele tem e constância na corrida tb. Faltou um melhor aproveitamento na classificação.

    É verdade. E o pior é que ele pode ficar de fora da F1 justamente quando o formato da classificação irá mudar e com certeza ele seria beneficiado com essa mudança…

    Publicado por Becken Lima | 21/09/2009, 11:03 pm
  13. bem lembrado…

    Publicado por Alex-Ctba | 21/09/2009, 11:19 pm
  14. ” Fico imaginando qual seria a resposta da galera se, no lugar do Nelsinho, de sobrenome Piquet, filho de tricampeão e brasileiro, estivesse Sebastién Buemi ou Jaime Alguersuari, ou mesmo o próprio Grosjean. ”

    O “NÃO” seria unânime, 2 pesos 2 medidas…

    Publicado por Alex-Ctba | 21/09/2009, 11:44 pm
  15. Bom, eu não sou pacheco como a maioria das pessoas que acompanham F-1… torço para um piloto por ele ser bom, por correr para uma equipe que gosto ou por qualquer outra razão que me provoque um mínimo de empatia.

    Pra mim tanto faz, qualquer mané que fizesse o que o Nelsinho fez teria o mesmo julgamento de minha parte. A minha resposta à pergunta-título do post é um sonoro “não”. Quando o Schumacher parou o carro em Mônaco’06, achei algo ridículo, lamentável, e mesmo sendo fã do cara, torci por sua aposentadoria, porque aquilo era a cereja do bolo de uma carreira tão repleta de glórias e títulos quanto de trapaças ou atitudes bem desleais.

    O que o Nelsinho fez, além de desleal, é ridículo – mas mais ridículo foi a forma como tudo veio à tona, 1 ano depois, após sua demissão. Esse moleque não aprendeu nada sobre ética na escola e muito menos em casa. É um perfeito mané. E lugar de mané não é na F-1, a não ser que pague para correr, porque isso a categoria sempre teve: manés pagantes. Essa é a única chance de ele continuar na categoria: pagar para correr.

    Publicado por Hugo Becker | 22/09/2009, 12:00 am
  16. Votei sim, e torço muito para que isso aconteça.

    Só por ser responsável pela queda do mafioso, já merece um cockpit como recompensa.

    Sempre botei fé no NAP. As condições com que ele disputou estas 2 temporadas foi de dar pena, merece uma 2a chance por isso também. Aí depois podemos meter o pau a vontade, ou mesmo surpreender-se positivamente.

    Dizer que o cara é um Nakajima da vida, é um erro, já que o japa sempre teve apoio da Toyota, e NAP pelo que vimos e realmente se confirmou, comeu o pão panificado pelo DiaBriotore.

    E mais, ele pode não ter sofrido coação irresistível para aceitar fazer essa m…., da qual envergonhou nosso país, mas que as condições de trabalho dele eram de extremo assédio moral, isso não tenho dúvida.

    Então, deixemos o rapaz em paz, e o final dessa novela, portanto, mereceria sim o seu retorno, e que as suas qualidades como piloto sejam aceitas ou não pela reserva de mercado da categoria. Se valer a pena terá seu espaço, senão, tchau.

    Por que não?

    Publicado por Iomau | 22/09/2009, 12:58 am
  17. O BUFO de Heidelberg nunca mais senta o seu traseiro num Fórmula 1

    Publicado por Cavallino Rampante | 22/09/2009, 8:02 am
  18. Acho que não merece outra chance em hipótese alguma.

    Mas não por causa de todo esse escândalo não. É porque o bicho mostrou que é muito ruim mesmo.

    Perda de tempo.

    Publicado por fernando-ric | 22/09/2009, 8:39 am
  19. Votei sim.

    Por mais besteiras que a pessoa faça, elas sempre merecem uma segunda chance. Principalmente enquanto são jovens.
    Ele era um piloto consistente em corridas, defendia posição como pouco se vê, e outra coisa, as entrevistas dele eram as melhores do Grid em minha opinião. Sempre diretas e sinceras. Isso me encantava nele. ( justamente esses traços de caráter e personalidade tão presentes em suas entrevistas, que tanto lhe faltaram em sua lida organizacional interna, uma pena).

    Merece sim uma segunda chance. Mas é a minha opinião. Gostaria de saber qual a opinião dos Patrocinadores. Que são eles que decidirão essa parada.

    Ffigueiredo

    Publicado por Ffigueiredo | 22/09/2009, 8:53 am
  20. Outra coisa, o caso do Senna, foi totalmente diferente do NAP.

    Em Suzuka 1989 o Senna veio ultrapassando por dentro o Prost numa boa, que tinha conhecimento que não ia conseguir segurar o brasileiro na pista (vide 1988, quantos segundos o francês abriu na largada e o Senna descontou). Eu acho SIM que o Prost fechou de propósito pra provocar a batida, mas até aí, fiquemos em cima do muro, foi coisa normal de corrida né! Balestre era francês, mas isso não quer dizer nada….

    Então eu tenho que dar a mesma interpretação pra 1990: Senna simplesmente não vendeu fácil a ultrapassagem e acabou tendo um acidente normal de corrida (ok, eu sei que ele assumiu depois ter não tirado o pé de propósito, mas ele assumiu de mentirinha hahaha).

    Já o NAP, o que ele fez? Foi algo pra ganhar uma corrida a qualquer custo? Foi agressivo demais? Tentou enganar os fiscar pra ganhar um pontinho? Não, nada disso. O que ele fez foi o que qualquer empregado comum (como eu) faria para garantir o emprego e pagar a conta de luz no fim do mês. Mas eu não assisto F1 pra ver bocós como eu correndo, com medo de bater e não ter como pagar o conserto do carro. Eu vejo F1 para ver um bando de caras que fazem o que eu sempre sonhei em fazer, não para seguirem ordens do big boss como o Rubinho fez e não serem campeões nunca.

    Publicado por fernando-ric | 22/09/2009, 8:56 am
  21. Muito interessante observar o maniqueísmo q rege nossas opinões: Se o Collor sofreu um impeachment em 1992, logo voto no Lula em 94; se o PT se envolveu no mensalão em 2005, logo voto no PSDB em 2006; se o Briatore foi banido, logo o NAP que vimos correr n é o verdadeiro NAP e esse verdadeiro merece um 2ª chance.
    C’mon…acho q n merece pelas 27 outras etapas e não pela corrida noturna que se transformou numa noite de trevas pra F1, apesar das potentes lâmpadas da Philips.

    Publicado por Leandro Magno | 22/09/2009, 9:06 am
  22. Já q o fernando-ric trouxe esse “clássico” de volta, vou pela memória dar meu pitaco. Em Suzuka-89 Prost provocou a colisão pois acreditou q com os dois fora, conseguiria se campeão em Adelaide a última etapa. Senna cortou a chicane, trocou o bico e ultrapassou o Nanini no mesmo local da colisão e venceu a prova emocionando todo mundo q gosta de F1. Veio o Balestre e tirou a vitória do brasileiro q ameaçou encerrar a carreira mas era só conversa pra boi dormir. O pior é q na última etapa debaixo de uma chuva torrencial, Senna não conseguiu vencer e se tornar o “campeão moral”, conseguiu sim, bater o recorde de piruetas seguidas, acho q umas seis, nunca vi nada igual em seguida ele encheu a traseira de alguem e abandonou a prova.

    Passou a temporada toda de 90 esperando a chance do troco e q veio justamente na mesma pista. E a sua batida em Prost foi justa, pq apesar de ter feito a pole ele ficou pelo lado sujo e mesmo com a pressão da McLaren, não conseguiram mudar a pole pro lado limpo da pista. Era muita injustiça de novo. Prost q largou em 2º saiu melhor e assumiu a ponta no q foi abalrroado por Senna e o brasileiro sagrou-se campeão.

    Em condições normais , Prost seria campeão naquele ano pela Ferrari. O problema é q não havia jogo de equipe e Mansell tirou pontos importante de Prost naquela temporada. De cabeça eu lembro de 3 vitórias do Leão naquele ano.

    Voltando ao Nelsinho e o fato de merecer ou não, eu era um dos q achava q um piloto, mesmo numa carroça, se fosse bom teria q mostrar alguma coisa, como foi o caso de Schumacher de Jordan, Alonso de Minardi, Barrichelo de Stewart etc. Mas hj em dia a F1 é muito dinâmica e as vezes o piloto não consegue mostrar nada se o carro for muito ruim. Em 2008 ele conseguiu um 2º lugar e algumas corridas consistentes, então mostrou alguma coisa sim. Esse ano foi o Inferno pra ele e realmente não mostrou nada. Teve aquela corrida da china q foi patética, imagino como estava a cabeça do garoto.

    Concluindo, como disse alguém aqui, deveriam dar uma 2ª chance pra gente tirar a duvida se ele é um piloto medíocre, bom ou gênio. Acho q gênio ele não é, mas pode ser um piloto bom sim, já q rivalizava com Hamilton na GP2.

    Abs

    Publicado por Alex-Ctba | 22/09/2009, 9:36 am
  23. ops, acho q minha memória falhou, as vitórias do leão foram em 89…

    Publicado por Alex-Ctba | 22/09/2009, 9:40 am
  24. A melhor intepretação que vi do comunicado de Nelsinho está no blog do Joe Saward. Nelsinho usou a defesa de Nurenberg. Aquela do tipo “Eu sabia que estava mandando judeus para campos de concentração, mas estava apenas seguindo ordens”. Ou ainda “Eu sabia que os trens saíam da estação lotados de judeus, mas meu trabalho era mandá-los sair na hora certa. Não importa se estavam carregados de judeus ou de soja”.

    A julgar pela jurisprudência, não é provável que obtenha muito sucesso. Mas, visto o julgamento de ontem, acho que F1 não liga muito pra esse tipo de coisa.

    No fundo, essa discussão é muito estranha e isso é até um ponto positivo para a Fórmula 1 – ela se volta terrivelmente contra a instrumentalização. O futebol não tem tanta autocrítica. Fazer uma falta para conter um contra-ataque é perfeitamente aceitável. Existe o risco de se tomar cartão, existe o risco de o juiz não ver. A violência, no futebol, é sistemática, mas a considera torpe.

    E uma falta, no futebol (se nos atermos aos fatos) é potencialmente muito mais danosa ao adversário do que foram as batidas de Senna, Schumacher e Nelsinho juntas. Uma falta no futebol pode acabar com a carreira de um jogador, deixá-lo meses fora da disputa. O três pilotos acima não machucaram uma mosca.

    Mas como já disse, o problema da F1 não é com a violência, mas com a instrumentalização. Uma batida para salvar seu campeonato é difícil de engolir, mas perdoável. Um movimento corporativo – como foi o de Nelsinho – nem tanto.

    Se ele merece uma segunda chance? Não sei. Acho que isso depende do desempenho dele, não (apenas) da fraqueza mental que demonstrou.

    Publicado por Daniel Médici | 22/09/2009, 10:10 am
  25. “A violência, no futebol, é sistemática, mas a considera torpe.”

    Obviamente esta frase não faz o mínimo sentido. Isso que dá escrever com sono. O que quis dizer é “A violência, no futebol, é sistemática, mas considerada lícita.”

    Publicado por Daniel Médici | 22/09/2009, 10:14 am
  26. “E uma falta, no futebol (se nos atermos aos fatos) é potencialmente muito mais danosa ao adversário do que foram as batidas de Senna, Schumacher e Nelsinho juntas. Uma falta no futebol pode acabar com a carreira de um jogador, deixá-lo meses fora da disputa. O três pilotos acima não machucaram uma mosca.”

    Médici, não concordo em absoluto com essa afirmação.

    A potencialidade de um dano físico em um acidente de F1 é altíssima, e, ainda que calculadamente, o dano pode vir a ser fatal.

    No futebol, a chance de morte em uma falta chega perto de zero.

    Essa comparação sua não foi feliz. Futebol e F1 são alhos e bugalhos.

    Publicado por Daniel Gomes | 22/09/2009, 10:18 am
  27. Realmente muito interessnate o ponto de visto do Joe Saward, mas o que eu achei mais interessante foi essa passagem:

    In any case, I also do not believe that Piquet’s behaviour will have any effect on teams deciding whether or not to hire him. Let us not forget that in 2007 Fernando Alonso provided the FIA with information that resulted in his team (McLaren) getting into huge trouble. Worse than that, he allegedly tried to use this information to persuade McLaren to make him the team number one. McLaren called his bluff. This was certainly a breach of confidence (as defined by Warwick), and one might use other more emotive words to describe elements of the story, and yet not only is Alonso still employed in F1, but he is also about to be signed by Ferrari.

    So why would one rule apply for Piquet and another for Alonso? The reality is very simple. Alonso is super-fast. Piquet thus far has not been. Perhaps if he was given another F1 car he would be able to show his ability. But will he be given another chance?

    Publicado por Becken Lima | 22/09/2009, 10:30 am
  28. “Eu sabia que estava mandando judeus para campos de concentração, mas estava apenas seguindo ordens”. Ou ainda “Eu sabia que os trens saíam da estação lotados de judeus, mas meu trabalho era mandá-los sair na hora certa. Não importa se estavam carregados de judeus ou de soja”

    Rapaz, daqui a pouco vão querer mandar o garoto para cadeira elétrica…

    Quanto à chance, eu não vou discutir se ele merece ou não, pois, tenho certeza que a terá, estamos falando de Nelson Piquet Souto Maior, um dos maiores pilotos de todos os tempos e o cara mais casca dura da história da F1, que não vai deixar seu filho ser escurraçado da categoria na qual reinou.

    Ficou comprovado que durante toda a sua passagem pela Renault, Briatore tentou ferrar o Nelson Ângelo em prol de Alonso (para proteger o Príncipe das Astúrias de mais um mico contra um estreante), as condições nunca, em hipótese alguma foram iguais, por isso acredito que Nelson Ângelo seja melhor do que mostrou, talvez não muito, mas, com certeza melhor.

    Agora, esse papo de “colocou em risco a vida de terceiros” é a maior conversa fiada, como já disseram, Senna, Prost e Schumacher colocaram muito mais, e, esquecem ainda, que uma certa equipe esse ano, andou liberando para pista carros que soltam suas molas de suspensão, portanto, ofereceu muito mais perigo que NAP (tanto que causou uma vítima), mas ninguém falou nada a respeito.

    Tomara que o garoto dê a volta por cima.

    Aliás, estou quase revendo também, minha posição com relação à Barrichello, me parece que a maturidade está finalmente chegando àquela cabecinha, está pilotando uma barabaridade, e, quem diria, de forma agressiva. Parou de chorar e começou a pilotar. Para coroar, participou das gravações do Casseta e Planeta, tirando uma sarro da própria gozação que fazem com ele. Se continuar assim vou acabar torcendo para o segundão levar o título (apesar de achar quase impossível)!!!

    Publicado por Cassius Clay Regazzoni | 22/09/2009, 10:40 am
  29. Muito boa a ilustração Becken, além de Alonso ser “super-rápido” ele já era um bi-campeão qdo ocorreu o episódio da espionagem. Agora querem ouvir uma coisa engraçada ? A minha visão por exemplo, qdo vc publicou aqui no blog em primeira mão a declaração do Nelsinho, a primeira coisa q eu pensei é q ele deveria ser condenado a morte por injeção letal por fazer um troço daqueles(rss). Depois após algumas discussões, achei q ele deveria ser banido do esporte. Mais alguns debates e eu já achava q bastava se afastar da F1, mas poderia ir pra Indy, já q o Brasil vai sediar uma etapa e ele poderia ajudar a popularizar a categoria norte americana por aqui. Mais algumas discussões, debates, coletando pontos de vistas diferentes e já quero dar uma segunda chance pro garoto.

    Alguns vão achar falta de personalidade da minha parte, mas eu chamo isso de “coração mole de pai”. Não q eu tenha um filho marmanjão, meu bebe acabou de completar 02 anos, mas eu me coloco no lugar do Piquezão e fico imaginando o q ele está passando. É meus amigos, dinheiro só não basta. Ele deve estar se culpando e perguntando onde errou na formação do caráter do rapaz. Preocupou-se demais com a carreira do piloto e esqueceu da formação do “homem”.

    Publicado por Alex-Ctba | 22/09/2009, 10:53 am
  30. Becken e amigos,

    Nós estamos ficando loucos e esse Joe Saward.

    Primeiro, porque o Nelsinho se desculpou com todo mundo:

    “Em minhas últimas palavras sobre este assunto, gostaria de repetir que eu sinto muito por quem trabalha na Formula 1 (incluindo as muitas pessoas boas na Renault) a torcida e os organizadores.”

    Em seguida se disse culpado e não pediu clemência.

    Eu não espero que isso seja perdoado ou esquecido, mas pelo menos agora as pessoas podem tirar as suas conclusões baseado no que realmente aconteceu.

    Nenhum nazista disse isso.

    Então, de onde esse sr. Joe Saward tirou essa pérola?

    Comparar um crime contra a humanidade que aniquilou 30 milhões de seres humanos com um ilícito esportivo que não vitimou ninguém.

    Olha, eu não conheço esse sujeito, mas pelo menos neste episódio ele tenta manipular as pessoas (porque os nazistas não tiveram a atitude do Nelsinho) e expressa opinião digna de um mentecapto. Para concluir a obra ele devia ter pedido a execução do Nelsinho numa cadeira elétrica ou a sua prisão perpétua.

    Com licença, Becken.

    Agora imaginem a voz do Chacrinha.

    Alô Joe Saward, o senhor é um fanfarrão.
    Vá pentear macaco…
    Mas, ó, antes disso, leve uma buzinadinha… Fon, fon, fon!!!!

    Abs.

    Publicado por Anselmo Coyote | 22/09/2009, 10:58 am
  31. Só mais uma coisinha sobre as batidas de Prost x Senna/Senna x Prost:

    Em 89, me parece que Senna foi desclassificado pelo fato de que, após a “enganchada” do Prost, ele conseguiu sair e continuar a prova, retornando à pista cortando a chicane.

    Há um vídeo no youtube, onde mostra um briefing em Suzuka para a corrida de 90.
    Nele, há uma discussão sobre as chicanes, e o próprio Piquetzão, convence o povo de que é mais seguro continuar e cortar a chicane no caso de passar reto, do que voltar e fazer o traçado certo.

    Senna se levanta puto, pq lhe tiraram a vitória do ano anterior exatamente porque assim não entenderam a respeito do mesmo caso.

    Por isso, a batida de Senna em Prost, se deu sob circunstâncias totalmente sui generis, e por isso despertou um sentimento de justiça, em que pese condenarmos atitudes como essa. Foram dois episódios entre 2 monstros da F1, onde não há espaço para comparações com os fatos semelhantes do Nelsinho, do Schumacher>Hill, e do Fisichella>Schumacher.

    As batidas de Prost e Senna no Japão, em anos seguidos, são capítulos de uma história que conta uma das maiores disputas da categoria, patrimônio da F1. As engasopadas citadas acima são apenas abalroamentos ridículos perto disso.

    Publicado por Iomau | 22/09/2009, 11:23 am
  32. Se alguém não viu:

    Publicado por Iomau | 22/09/2009, 11:26 am
  33. Na verdade, o Joe Saward disse:

    I agree that Nelson Piquet should have said no, but he did not. The defence that he was only following orders – often called the Nuremburg Defense, because it was used by Nazi war criminals during the Nuremberg Trials – is not acceptable.

    Ele citou “anpasã” a Defesa Nuremberg [“Ele apenas seguiu ordens…”]. Aliás, o tom do texto é muito pró Nelsoinho!

    Publicado por Becken Lima | 22/09/2009, 11:26 am
  34. Iomau

    Exatamente, os episódios de 89 e 90 representam um dos maiores “clássicos” da história da F1 e do esporte em geral. O chamado olho por olho, dente por dente na sua melhor forma. Não cabe comparação mesmo, pq o mundo ficou do lado do Senna. Acho q até os franceses ficaram do lado do Senna…

    Publicado por Alex-Ctba | 22/09/2009, 11:45 am
  35. Entendi, Becken. Vc tem razão.

    Mas ainda acho que é pegar pesado demais misturar pilotos de F1 (com todos os seus erros) com carrascos nazistas.

    Talvez esse nosso repúdio diante de genocídios não seja igual ao sentimento dos europeus. A explicação que vejo para tal discrepância reside no fato de que não fomos nós que matamos a machadadas 50 milhões de nativos das 03 américas e outro tanto de africanos e ainda os 30 milhões de judeus, não é mesmo?

    Como eu disse, eu não conheço o indivíduo. Pode até ser um sujeito inteligente, bem informado e até mesmo defendido o Nelsinho. Mas a comparação, ainda que en passant, é despropositada.

    Abs.

    Publicado por Anselmo Coyote | 22/09/2009, 12:20 pm
  36. …ou então só se comparar-mos da seguinte forma. No episódio Senna/Prost o mundo ficou do lado do Senna e alguns franceses contra, agora o mundo todo agora não daria uma segunda chance ao Nelsinho só alguns brasileiro. Somos os “franceses” do momento hehehe

    Publicado por Alex-Ctba | 22/09/2009, 12:22 pm
  37. Somos os “franceses” do momento hehehe

    Fique tranquilo, se o Alonso por ventura for confirmado ao lado de Massa na Ferrari em 2010 seremos os ingleses de 2010 e vc verá a espanholada pulando no pescoço do Massa como fizeram como o Hamilton…

    2010 será fascinante, mal consigo esperar!

    Como eu disse, eu não conheço o indivíduo.

    O homem é especial, lhe garanto. Os seus textos são soberbos, suas reflexões sempre pertinentes e ele é sempre sensato. Arrisco dizer que ele é o melhor ESCRITOR (não jornalista) de F1 no momento!

    Publicado por Becken Lima | 22/09/2009, 12:43 pm
  38. KKKKKKKKK bem isso mesmo….

    Publicado por Alex-Ctba | 22/09/2009, 12:45 pm
  39. Quanto ao episódio de Cingapura, acho que Nelsinho merece sim uma segunda chance na vida. Fiquei no início com raiva dele pois sua atitude prejudicou Felipe Massa ( e não estou falando na perspectiva pós GP Brasil; estou pensando na situação daquele momento de corrida com Felipe em primeiro e disputando título a 1 ponto atrás do líder).

    Mas minha opinião depois de pensar a respeito é de que as falhas de Nelsinho são mais emocionais do que de desvio de caráter. Isso é corrigível e perdoável. Só que isso não o faz vítima, ou seja, não impede que ele pague pelo erro. Apenas me faz solidário a ele neste momento.

    E não tenho vergonha nenhuma de dizer que essa generosidade minha está relacionada ao fato de ele ser brasileiro, pois gostar mais do que nos é próximo é natural do ser humano ou alguém aqui não valoriza mais seu pai e sua mãe do que os de outrem? Agora tenho senso crítico pra dizer que ele até agora não convenceu.

    Por mim ele precisa amadurecer mais e conquistar credibilidade em outra categoria antes de voltar pra F-1. Precisa também fortalecer o lado psicológico pois a pressão pra quem ainda não mostrou a que veio sempre está aumentando ao invés de diminuir.

    Agora, quanto ao desempenho dele, não vi no piloto Nelson Angelo nada de especial. Tem bom ritmo de corrida mas não me pareceu ter velocidade intrínseca excepcional. Classificação nunca foi seu forte e em F-1 é requisito básico. Se não sabe se qualificar bem no grid da F-1, problema dele, essa é a regra do jogo. Ele sempre empacou ou no Q1 ou no Q2 ,quando o carro está com pouco combustível, portanto, mesmo pra 2010 pra ele o negócio não muda.

    F-1 não é casa de caridade nem centro de recuperação de carreiras. Pra estar lá o cara tem que mostrar ( e não apenas ter) habilidades que o coloquem como um dos 20 melhores pilotos do mundo. São esses caras que eu quero ver disputando corridas lá.

    Publicado por Carlos T. | 22/09/2009, 1:12 pm
  40. Becken,

    Se vc diz que o cara é realmente bom eu acredito e acho melhor ainda. Já pensou se ele fosse igual a esses pachecos da imprensa espanhola ou igual ao Galvão Bueno? Deus nos livre.

    Interessante, Alonso x Massa, na Ferrari.
    Torço para que o Massa fizesse com ele igual o Senna fez com o Prost.

    O bi-campeão, ganhando quatro ou cinco vezes mais, não vai ser segundo piloto do Massa de jeito nenhum, convenhamos.

    Se mesmo assim o Massa conseguir lhe dar uma boa lavada, melhor ainda. Igual o Piquet fez com o Mansell na Williams .

    Alex,

    Julgar olhando a opinião pública, balançando como folha de bananeira, não é julgar – é jogar pra galera. O último a fazer isso foi Pôncio Pilatos e o resultado, sabemos, foi a crucificação de Jesus Cristo e a libertação do ladrão e sanguinário Barrabás.

    O Hitler, hoje execrado, não teria como fazer o que fez se não fosse o apoio da opinião pública alemã, italiana e japonesa.

    Julgar é analisar os fatos, as leis, as circunstâncias e as características pessoais dos envolvidos (sim, porque senão o julgador poderia mandar para a forca um doente mental ou uma criança, por exemplo) .

    A opinião pública que se exploda. É assim que funciona. O contrário é voltar milênios no tempo, alcançar a barbárie e crucificar Jesus de novo.

    Em sociedades organizadas cada um tem o seu papel e o de julgar não é o da opinião pública.

    Abs.

    Publicado por Anselmo Coyote | 22/09/2009, 1:38 pm
  41. A.Coyote

    É por isso q eu não julgo ninguém. Eu seria um péssimo juiz. Eu só dou minha opinião. Quem quiser abraçá-la q fique a vontade. O q eu quis ilustrar é q a grande raiva q eu senti ao deparar com esse fato, foi se abrandando aos poucos conforme o assunto era debatido, pelas inúmeras razões q nós já falamos.

    Agora se eu fosse analisar tudo com calma e esperar alguns dias pra dar minha opinião ela seria menos polêmica, obvio, mas q graça teria ? Não sou jornalista. Não sou um homem público. Esses sim tem q tomar cuidado com o q falam, mas mesmo pra eles, existe ainda, o blog, q é um “diário” um pouco mais democrático.

    E vamo q vamo…

    Publicado por Alex-Ctba | 22/09/2009, 1:54 pm
  42. Reginaldo Leme deu uma declaração no Bem Amigos do sportv, muito, mas muito interessante, principalmente aos fãs do Alonso.

    “Pessoas ligadas a ele (Reginaldo) que estavam dentro da reunião do conselho da FIA ontem, e disseram que o conselho afirmou, afirmou que o Alonso estava envolvido com o Nelsinhogate, e que participara de uma reunião antes da corrida para montar a estratégia para a fatídica corrida. E que a FIA apenas resolveu advertir o piloto e não punilo como fez com os demais.”

    E segundo o Reginaldo o caso ainda não acabou e haverá novos desdobramentos pelas próximas semanas.

    Na minha opinião o Alonso estava encrencado e a Ferrari resolveu ver no que dava o julgamento, para assim poder anunciar o piloto.

    E que ao que me pareceu o Reginaldo deve ter novas informações que poria o espanhol e a Renault ainda em problemas.

    Publicado por Claudemir Freire | 22/09/2009, 2:02 pm
  43. Eu não assisti ao Bem Amigos de ontem mas esse comentário do Reginaldo Leme de que o Conselho afirmou que Alonso estava envolvido contraria a declaração oficial da FIA que diz:
    “Além disso, o Conselho conclui que Alonso não esteve envolvido de nenhuma maneira com as violações da Renault.”

    Reginaldo tem crédito já que ele foi o responsável pelo furo do escândalo de Cingapura, então se ele diz que novos desdobramentos virão, fico aguardando.

    Publicado por Carlos T. | 22/09/2009, 2:32 pm
  44. Vixe,

    Claudemir, Becken e amigos.

    Vem mais bomba por aí!
    Pensei que isso tivesse acabado para podermos falar de corridas novamente.

    Alex,
    Somos meros palpiteiros. Eu, defensor, sem procuração, do Nelsinho. Outros, promotores, sem cargo, acusadores. Temporária e virtualmente nos posicionamos em campos opostos. Nestas ocasiões muitas vezes falamos o que queremos e ouvimos o que não queremos, o que é normal, uma vez que nenhum de nós pode dar a palavra final, a solução para o caso.

    Daqui a pouco, se Deus quiser (e o Reginaldo Leme permitir), estaremos novamente falando só de corridas e tudo será re-arranjado. Aqueles que estavam em campos opostos ontem poderão estar abraçados amanhã.

    Ainda bem. Amém. Allelujah!

    Abs.

    Publicado por Anselmo Coyote | 22/09/2009, 2:33 pm
  45. “Daqui a pouco, se Deus quiser (e o Reginaldo Leme permitir), estaremos novamente falando só de corridas e tudo será re-arranjado”

    kkkkk essa foi boa. Tomara. Ainda bem q vamos ter duas seguidas 27/09 e 04/10, com o campeonato se afunilando, vamos ter bastante assunto de corrida. E eu continuo aqui em Ctba na minha batalha pra arrumar ingresso pro dia 18/10.

    Publicado por Alex-Ctba | 22/09/2009, 2:57 pm
  46. Na transcrição da decisão e de todo o processo a FIA relata o pael de Alonso:

    The role of Mr Alonso

    64. In light of Mr Alonso’s experience as a racing driver, it was widely rumoured that
    Mr Alonso must have known of the crash plan. It was alleged by commentators
    (though not by Mr Piquet Jnr, Mr Symonds, Mr Briatore or any current Renault
    employee), that the strategy for Mr Alonso’s car (of fuelling light from the back of
    18
    the grid on a street circuit) was so unusual that he would have been bound to have
    questioned the strategy and only accepted it if he had been told in advance about
    the crash plan.
    65. Mr Alonso was invited to appear at the WMSC meeting of 21 September 2009 for
    two main reasons. First, at the time of the investigation, the FIA’s investigations
    were continuing (particularly with regard to Witness X). As such, it was not clear
    whether any additional allegations would be made regarding Mr Alonso. Second,
    the FIA considered that, in light of the nature of the rumours regarding Mr
    Alonso’s state of knowledge regarding the conspiracy, it would be of assistance to
    the WMSC and Mr Alonso for him to appear and answer any questions the
    WMSC may have.
    66. Consistent with his remarks at interview on 27 August 2009, Mr Alonso denied
    having had any knowledge of the crash plan. The WMSC has not been presented
    with any evidence whatsoever suggesting that Mr Alonso knew of the crash plan
    or knowingly assisted in its execution and the WMSC accepts Mr Alonso’s
    evidence.

    Ao menos oficialmente, nada incrimina o homem…

    Publicado por Becken Lima | 22/09/2009, 2:59 pm
  47. Então eu não vejo por enquanto complicações pro espanhol, já q o conselho mundial aceitou seu depoimento e considerou coerente com o anterior de agosto. Ou seja, todo mundo sabe q ele sabia, mas pro bem da F1, vamos deixar a coisa assim como está. Viu Reginaldo ? rss

    Publicado por Alex-Ctba | 22/09/2009, 3:37 pm
  48. Ok, concordo que para a FIA não há “nada” contra o Alonso, mas se o Reginaldo veio novamente dizer que gente de dentro do conselho disse que, sim o Alonso estava envolvido e com a sabedoria da FIA, eu acredito, afinal ele deu o maior furo do ano.

    E até as zebras de Singapura questionaram aquilo que foi feito lá, porque não o Santo Alonso, porque ele então não saberia ?

    Puts, queria ser como ele, aprontar e me safar com bom moço ainda.

    Publicado por Claudemir Freire | 22/09/2009, 4:17 pm
  49. Ok, concordo que para a FIA não há “nada” contra o Alonso, mas se o Reginaldo veio novamente dizer que gente de dentro do conselho disse que, sim o Alonso estava envolvido e com a sabedoria da FIA, eu acredito, afinal ele deu o maior furo do ano.

    Na verdade, Claudemir, sempre que o Regi Leme abrir a boca nós temos obrigação de ficarmos bem atentos. Eu acho que o furo dele é um dos maiores da história da cobertura da F1 — arrisco dizer…

    Publicado por Becken Lima | 22/09/2009, 4:46 pm
  50. Claudemir: Está nos portais que uma testemunha X colaborou com a FIA. Quem será?

    O Reginaldo pode ter essa informação consigo, então. Agora, sim, a coisa pode fazer sentido…

    Publicado por Becken Lima | 22/09/2009, 4:57 pm
  51. Uau, eu acabei de ver no Tazio, Becken, agora podemos começar a montar o quebra-cabeça, a informação do Reginaldo era que o Alonso sabia de tudo, então ele seria o corredor-X, opa, testemunha X.

    Baseada nas informações da “Testemunha X”, a Renault então optou por demitir tanto o ex-dirigente italiano quanto o ex-chefe de engenharia do time _os dois maiores responsáveis pela idealização do acidente.

    “Nestas observações adicionais, a Renault se refere à existência de um outro membro de sua equipe, a ‘Testemunha X’ que, embora não seja um conspirador, sabia da conspiração a respeito do GP de Cingapura de 2008”, disse a entidade através de um comunicado.

    “Nas suas observações, a Renault nos comunicou no dia 17 de setembro de 2009 que a ‘Testemunha X’ confirmou que o Sr. Briatore sabia do plano de um acidente deliberado antes de este ter sido colocado em prática.”

    http://tazio.uol.com.br/f-1/textos/13750/

    Se for verdade e ele for a tal, o cara esta se tornando um mal carater dos grande, tirando o seu da reta e colocando o de seus “amigos”.

    Publicado por Claudemir Freire | 22/09/2009, 5:14 pm
  52. Como eu costumo sempre manter o pé atrás, eu acho que não é nenhum dos membros da equipe entrevistados pela FIA:

    – Flavio Briatore
    – Pat Symonds
    – Bob Bell
    – Fernando Alonso
    – Simon Rennie
    – David Greenwood
    – Philip Charles
    – Mattheau Dubois
    – Riccardo Pentado
    – Steve Nielsen

    Deve ser um engenheiro com menos responsabilidades, talvez alguém próximo a Nelsinho.

    Ao menos isso confirma a minha análise de que para a FIA punir a Renault, ou ela deveria ter uma prova material ou então um testemunho em conjunto com o de Nelsinho para corroborar e validar a declaração do brasileiro.

    Publicado por Becken Lima | 22/09/2009, 5:22 pm
  53. Gosto da sua linha conservadora, mas nesse caso não acredito que seja alguém do baixo clero da Renault, por que assim fosse a montadora não demitiria sumariamente seus dos chefes.

    Teria que ser alguém da linha de frente, tanto para a Renault fazer o que fez, como a FIA bater de forma tão dura no Briatore, porque sem ser dessa forma não seriam aplicadas punições tão severas e um Engº do Piquet seria de menosconfiança ainda para tal.

    Um Bispo de grande influência no Vaticano da Renault.

    Publicado por Claudemir Freire | 22/09/2009, 5:39 pm
  54. Ok, Claudemir, vamos além. Este trecho é interessante:

    [Witness X] was told of the idea suggested by Nelson Piquet Junior by Mr Symonds, whilst in the presence of Mr Briatore. [Witness X] objected to the idea.He did not know the plan was to be carried into effect until the crash happened.

    O ponto aqui é: quem estaria em uma posição dentro da Renault para questionar tal estratégia suicida? A linha seguinte, que afirma que a “Testemunha X” não sabia do plano até ele ser realizado me dá a impressão que é realmente alguém do alto clero — para usar suas palavras.

    Quem estaria nessa posição? Alguém arrisca?

    Publicado por Becken Lima | 22/09/2009, 5:57 pm
  55. Nessas reuniões antes de corridas normalmente estão:

    O engenheiros de pista do Alonso e Piquet, Pat Symonds, Briatore e os dois pilotos.

    Reduzimos para 3 pessoas, que poderiam ser a Witness X.

    Alonso, seria o nome mais forte.

    O engº do espanhol ao ser informado que o piloto teria uma carrera suicida ficou surpreso mas não acredito que ele seja a tal.

    O engº do Piquet também pode ser, mas esse faz parte do baixo clero, não teria uma influência tão decisiva nos anuncios posteriores.

    Isso esta virando aquele jogo Scotland Yard, muito bom por sinal.

    Publicado por Claudemir Freire | 22/09/2009, 6:18 pm
  56. Well,

    O Coyote não é a testemunha X.
    O Alex Ctba tb não.

    Eu estava na fazenda comendo um franguinho caipira com muita salsa e cebolinha, com arroz branco. E tomando uma cachacinha lá de Salinas-MG também, porque ninguém é de ferro.

    O colega Alex-Ctba estava com umas figuras estranhíssimas, mas eram cambistas – estava procurando ingresso para o dia 18.

    Agora falando sério.

    Becken,
    Será que esta testemunha X realmente existe?

    Abs.

    Publicado por Anselmo Coyote | 22/09/2009, 6:40 pm
  57. Anselmo.

    Uai sô, existe e ele é da Asturias, vulgo Principe.

    No GP tem uma matéria sobre a Witness X, que dá a entender que esta não queria colocar em prática o plano maquiavélico pelo Nelson (que moleque astuto e porreta, não tinha condições de escolher os seus pneus, mas podia escolher a ladroagem), que foi adotado pelos demais integrantes da reunião.

    Soube apenas no momento da execução, uhummm, sei, e que ele não quis ter seu nome revelado para não desencorajar os demais.

    Ora, ora, junte a informação do Reginaldo Leme que o Alonso sabia de tudo e a FIA tinha ciência disso, e esta figura X nefasta que apareceu do nada sem ter o seu nome revelado, fica muito claro que ele só pode ser o Alonso.

    Estou com pena do Massa em 2010 tendo um sujeito muito nebuloso ao seu lado.

    Publicado por Claudemir Freire | 22/09/2009, 6:53 pm
  58. Becken e amigos,
    Pode ter sido a cantineira portorriquenha que estava servindo os circunstantes. Como ela é negra, eles pensaram que fosse africana, possivelmente argelina, e falasse apenas francês e árabe. Por isso resolveram combinar a tramóia em espanhol.

    Foi só o que faltava para ela ter um up grade financeiro e voltar para Puerto Rico para realizar seu sonho de abrir uma barraca na praia com muita salsa e merengue, rum cubano, marguerita, charutos e mulheres bonitas.

    A qualquer hora o Briatore vai passar lá (ele não está fazendo nada mesmo). Não sei o que ele vai dizer quando a vir. Talvez não diga nada, porque esses canastrões não costumam nem cumprimentar seus empregados. Ainda mais que ela vai estar falando um dialeto local que ele sequer sonha que existe.

    Falando sério, vou aguardar. Talvez esse Mr. M nem exista.

    Abs.

    Publicado por Anselmo Coyote | 22/09/2009, 7:02 pm
  59. “Estou com pena do Massa em 2010 tendo um sujeito muito nebuloso ao seu lado.”.

    Essa é a equação do problema.

    De um lado, o bi-campeão de F1, mestrado e doutorado em tramóias, trambiques e manobras ocultas e outras rapinagens. Pós-doutorado com o mestre (nem tanto) Flávio Briatore. Com um dos maiores bancos do mundo como patrocinador.

    Do outro lado, a lavanderia da máfia italiana, opss…, quero dizer, a Ferrari, que dispensa maiores comentários e que àquela altura já terá seu pupilo Jean Todt, apadrinhado do Mad Max, como presidente da FIA.

    No meio desse barulho todo Massa.

    Mas o Massa não poderá se queixar. Será um segundão de luxo. Afinal ele não é nenhum Kovaleinen, Buemi, Alguessuari, Nakajima ou Grosjean. Quem sabe em 2013….

    Putz… que sacanagem.

    Abs.

    Publicado por Anselmo Coyote | 22/09/2009, 7:21 pm
  60. http://www.oconsumidoremdebate.blogspot.com

    Testemunha X era o Alonso, na minha opinião…só não vão admitir, senão é capaz de anularem tudo mesmo e dar um kart para o Massa e outro para o Hamilton, para decidir em 10 voltas quem fica com o titulo de 2008, portanto…

    Publicado por Edgard | 22/09/2009, 7:35 pm
  61. Concordo com o Coyote. Massa será um segundão de luxo devido ao patrocínio espanhol da Ferrari. Estar na mesma equipe que o sr. príncipe não será fácil. A diferença é que o Massa não é um piloto em início de carreira que tem o mesmo empresário que o Alonso. Se acontecer com o Massa o que aconteceu com o NAP neste período, quero saber o que a mídia que hoje enterra o NAP irá falar?

    Publicado por Marcelo | 22/09/2009, 7:42 pm

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: