//
você está lendo...
ARTIGOS

Nelsinho e Renault pagam o preço

IMAGEM: Renault/Divulgação noinginrenault(RENAULT sem ING e Mutua Madrileña na carenagem)

Houve muita gente que criticou a FIA pela imunidade que a entidade ofereceu a Nelsinho Piquet na armação do acidente do GP de Cingapura em 2008, exigindo que o piloto fosse banido do automobilsimo como Pat Symonds e Briatore.

Robert Kubica, por exemplo, foi um desses, para quem “se você vai à Polícia e diz que matou alguém mas conhece alguém que matou outras três pessoas, você ainda irá para a cadeia.”

No desejo de expressar o seu senso particular de justiça, Robert apenas contribuiu para mais uma péssima analogia no caso Renault/Nelsinho, mas a verdade é que Nelson fatalmente irá pagar naturalmente por seu ato, como provou hoje o executivo da Virgin, Alex Tai. A Virgin patrocinará a nova Manor e Tai negou rumores de que a equipe daria uma chance a Piquet em 2010, deixando claro que a “Virgin não patrocina quem joga sujo”.

O executivo da Virgin foi quase ofensivo, mas no papel de um profissional que zela por sua marca, ele foi realista, mas eu, do rés de minha insignificância, imagino que a Virgin jamais patrocinaria um certo Michael Schumacher…

Ironias à parte, a Renault desfilou em Cingapura um carro sem os adesivos da ING e da Mutua Madrileña na carenagem, pagando ela mesma o seu preço por deixar gente como Briatore e Symonds no comando tantos anos.

Anúncios

Discussão

14 comentários sobre “Nelsinho e Renault pagam o preço

  1. A Virgin não só patrocinaria o Michael como tb daria contrato vitalício, à la Michael Jordan/Nike.

    Agora, pensando bem, uma marca chamada Virgin patrocinar alguém na F1 é paradoxo. A Virgin tinha que ir procurar o campeonato entre os santos, os anjos e a virgem Maria, pq aí sim ela patrocinaria gente “que não trapaceia”.

    Conversa pra boi dormir.

    Publicado por Daniel Gomes | 25/09/2009, 6:41 pm
  2. Dizem q o NAP n está nem um pouco preocupado e que vai usar 2010 pra escrever seu esperado livro e, com a grana q juntar dos direitos autorais, vai montar sua equipe pra voltar com tudo em 2011.
    Vcs já sabem qual será o título do livro, né?

    Dizem tb q ele vai regravar um dos discos da carreira do Michael Jackson, em homenagem ao cantor morto esse ano. Vcs já sabem de qual disco estou falando, né?

    Publicado por Leandro Magno | 25/09/2009, 7:12 pm
  3. imagino que a Virgin jamais patrocinaria um certo Michael Schumacher…

    Exatamente. Schumacher jogou sujo a carreira toda, mas é um campeão e não se acusa um. O mesmo acontece com Alonso hoje.

    Os “status” deles dentro da categoria os livra de acusações. São “santos” no esporte. Embora todos saibam, no fundo, que suas vitórias e conquistas nem sempre acontecem com jogo limpo.

    Não defendo Nelsinho, mas ele não é o único a “jogar sujo”. Uma empresa dizer algo assim, é no mínimo, um grande equívoco.

    Publicado por Willian | 25/09/2009, 7:48 pm
  4. Eu quis dizer “o” status… hehe

    Publicado por Willian | 25/09/2009, 7:50 pm
  5. Willian, não sei se vc chegou a ver este texto que escrevi sobre os campeões e seus “recursos”: http://splash-and-go.blogspot.com/2009/07/michael-schumacher-qual-medida-de-um.html

    Acho que sempre haverá demagogia no esporte a motor. Não adianta. Os campeões valem muito mais que os males que causam.

    Publicado por Daniel Gomes | 25/09/2009, 8:04 pm
  6. Becken,

    Lembrei daquele filme com o Toim Toim Croose a Demi Moore e o Jack Nicholson ” A Few Good Man ” … Com Briatore Nicholson, Pat Shuterland e Nelson Piquet Private Soldier just following orders….

    Cara , o que ele fez foi crime , crime mandado , talvez , mas crimes mesmo assim e vc colocaria na sua empresa onde a marca dos seus parceiros eh exposta a todo o MUNDO e relacionaria essa imagem ha um bando de ladroes ?

    Eu nao !!!!

    Segundo o Livio Oricchio a cobra ainda ira fumar por que o Briatore vai contar os podres de todo mundo…. cara que roteiro de filme B essa F1 esta se transformando…

    quem sabe o Nelson Piquet nao volta a pilotar na Indy , no mercado norte americano ele nao eh tao conhecido e se ele se der bem pode voiltar algum dia na USF1 se ela seguir viva por mais alguns anos.

    Qto ao Schumacher , Alonso , Senna e Hamilton… eles tiveram uma carreira melhor administrada que o NPiquet Jr….essa eh a grande diferenca…nao entendo por queo Piquet pai gastou o que gastou com o filho e depois o deixou qdo ele chegou ao objetivo….na verdade como eu escrevi alguns posts atras, que o Piquet ajudou o filho a chegar ao Everest mas nao o ajudou a subir os ultimos metros ate o topo.

    MAs vamos la … amanha tem treino e tomara que o 23 de show.

    Abraco

    Publicado por Fernando Piccione | 25/09/2009, 8:06 pm
  7. Podíamos montar uma lista de castigos pro Nelsinho-marmelada ser perdoado, como:

    – Participar de uma festinha alternativa organizada pelo Mosley;
    – Polir todos os troféus do Schumacher;
    – Escrever dez mil vezes numa lousa (igual o Bart Simpson) “Meu pai estava errado e o Senna era macho”;
    – Convencer o pai da Elisabetta Gregoraci que ela só sente amor pelo ex-chefinho, e nada mais;
    – Limpar a dentadura do Prost todas as noites por um ano;
    – Convencer a FIA a dar uma nova super-licença pro Ide;
    – Analisar a telemetria de todas as suas corridas e fazer uma bolinha vermelha onde ele errou;
    – Explicar pro Reginaldo Leme a teoria reta curva do Galvão, usando Power Point;
    – Desmontar os guard-rails de Mônaco no fim da corrida, usando só uma chave de fenda.

    Publicado por fernando-ric | 25/09/2009, 8:15 pm
  8. Olá,

    Mais uma vez, o patriotismo fez o sangue pulsar nas veias rss, é incrivel mesmo, acho q ja comentei sobre isso aqui.

    “uma péssima analogia no caso Renault/Nelsinho”, achei a analogia do kubica perfeita. Ele tem razão, acho que deve ser um dos poucos “crimes” julgados pela FIA (hamilton que o diga) com: reu confesso, com testemunhas (ate uma X) contra (nenhuma de defesa) onde alguem nao teve punição, essa tal delação foi muito mais que premiada, foi um presente de pai (nelsão+ FIA) pra filho.

    “a Virgin jamais patrocinaria um certo Michael Schumacher…”, discordo totalmente, pq são casos totalmente diferentes. Não me lembro do shumacher ter passado por um tribunal da FIA…, se shumacher joga sujo, claramente que sim, mais é um sujo digamos diferente, digo, muito diferente, a “sujeira” dele envolve mais ética (falta) na pista, coisas q nao tão escritas em nenhum manual de boa pilotagem. Dai vc vai dizer que eu to defendendo o shumacher, pois digo que nao estou, como tambem nao defendo o nelsinho nunca, e tb nunca vou tampar os erros de um Brasileiro (Seja quem for) apontando os erros dos outros.

    Qto ao executivo da virgin…, aqui no brasil não estão contratando por muito menos, basta ter em seu orkut uma comunidade, digamos, fora dos padroes…

    Abraço

    Publicado por Anderson Dorneles | 25/09/2009, 9:28 pm
  9. “This year we’ve had a lot of thing which were not related to the sport, which was no good for the racing and for the drivers, but this is how it is. For someone F1 is a sport, for someone F1 is a business, so this is how it is.”

    R Kubica

    Triste mas verdade

    Publicado por Alex-Ctba | 25/09/2009, 10:13 pm
  10. “quem sabe o Nelson Piquet nao volta a pilotar na Indy , no mercado norte americano ele nao eh tao conhecido e se ele se der bem pode voiltar algum dia na USF1 se ela seguir viva por mais alguns anos”

    falando na USF1 tá difícil sair alguma coisa daí. Qto segredo dos americanos. Como será o carro? vai ter carro? quem pilota? Eles seriam loucos de colocar um piloto americano de indy? outro michael fiasco andretti pra andar menos do q o badoer

    Publicado por Alex-Ctba | 25/09/2009, 10:25 pm
  11. É aquela história, quem muito abaixa mostra a b….
    O Michael, nunca se abaixou, apesar de jogar sujo às vezes, sempre esteve por cima. Sempre manteve a mesma postura, por isso todos queriam ligar suas marcas à sua imagem.
    Aí está o segredo, não é questão de jogar limpo ou sujo, mas personalidades como michael, Senna, Piquetzão, Hamilton, não se rebaixariam a este ponto. E é isto que os Anunciantes querem…Vencedores. E ser vencedor é muito mais que cruzar em primeiro pela bandeira qadriculada.

    Ffigueiredo

    Publicado por Ffigueiredo | 25/09/2009, 10:56 pm
  12. “…E é isto que os Anunciantes querem…Vencedores. E ser vencedor é muito mais que cruzar em primeiro pela bandeira qadriculada.”.

    Figueiredo – afirmação irretocável.

    Assim é, sabemos.
    Resta saber: por que é assim? A resposta essas empresas patrocinadoras tanto quanto as jornalísticas não nos deram nem darão, porque se o fizerem cairão suas máscaras e nosso paradigma deixará de ser imediata e automaticamente o cínico discurso da moralidade que elas pregam como justificativa, que nada mais é do que uma cortina de fumaça sobre o real significado de tudo isso.

    Apenas para ficar no parco alcance de nosso conhecimentos, convido os amigos a lembrar do filme Matrix e suas dualidade do mundo exposta sob a forma de duas “realidades”.

    Uma delas é a que nós, pobres mortais, vivenciamos no nosso dia-a-dia, confortavelmente sentados em nossas poltronas assistindo a uma corrida num final de semana depois de uma semana inseridos nos meios de produção e no mercado de consumo.

    A outra é uma “realidade” inalcansável aos 05 sentidos de que somos naturalmente dotados. Esta é a que realmente nos conduz, sob a ilusão de sermos agentes ativos e não passivos, a pensamentos que, embora com variações, nos conduzem a um único lugar que é não nos é conveniente, mas ao mercados de produção e consumo em que estamos inseridos.

    Se quisermos realmente saber algo sobre o “porquê” pensamos e agimos desta ou daquela maneira, mas sempre igual, devemos sair da frente desta vitrine chamada televisão, patrocinada por estas empresas, e mergulhar em livros com as teses sistemática e científicamente elaboradas por pessoas que questionaram esse estado de coisas.

    Se alguém tiver interesse, comece por:

    Teoria do Conhecimento – Johannes Hessen.

    A Dialética do Esclarecimento – Theodor Adorno.

    O Conceito de Ironia – Soren Kierkgaard (tese de doutorado).

    Para “fechar” o ciclo (e divertir muito), agora como quem realmente vê além da telinha de LCD, terminem a leitura com A História da Riqueza do Homem – de Leo Hubermann.

    Abs.

    PS. Ah… com certeza absoluta o comando dessas empresas está nas mãos de quem já leu, conhece e domina as teorias acima de cor e salteado. Faz parte.

    Publicado por Anselmo Coyote | 26/09/2009, 8:24 am
  13. Realmente Coyote,

    Fazemos isto o tempo todo, e acabamos “pensando” com a “cabeça” das televisões, jornais, revistas etc.
    E quer saber, acho que algo em nós nos leva pra isso, pra esta preguiça de montar as nossas próprias conclusões.

    Montamos ídolos, e os damos posição supernatural a estas figuras…. e fazemos isto há muitos anos.
    Na grécia antiga, construiram Hércules Aquiles e tantos outros heróis.
    Hj construímos estes heróis, esportistas, no nosso caso pilotos de F1.
    O engraçado, que a figura do herói, o personagem, não necessariamente tem que ser o homem, a figura humana por trás do herói.
    Temos aí, dois personagens interessantíssimos em apenas uma “pessoa biológica”.

    Falando em televisão, lembro de uma novela que tratava disso – Roque Santeiro – do Dias Gomes. Fala de um herói construído, que virou mito, adorado pelo povo, mas que no fundo, não passava de um tremendo Filho-da-P… . É assim que as coisas são. Temos esta necessidade de construir essas figuras.

    O que não que dizer que estes personagens foram “pessoas bacanas” em sua dimensão humana, mas na época não dispúnhamos da quantidade de informação que temos hj. Se o herói não andar na linha, corre o risco de enxergarmos as cicatrizes sob a máscara. E aí que pega.
    Hj o “herói” se quiser disputar o “mercado de heróis” tem que saber disso. Era o que o Senna fazia. Um filha-da-puta que construiu uma imagem de herói. Imagem esta que trazemos até hj.
    O mercado sabendo disso, o que prontamente faz. Alia sua marca a esses camaradas. Se Hércules vivesse hj, não duvide que suas túnicas seriam repletas de mensagens publicitárias.

    Mas essa é uma discussão maravilhosa, e para mim é um previlégio ser um dos tripulantes da Nabucodonosor, que entram e saem da Matrix, mas sabem(ou acham que sabem) como é o mundo real.

    Figueiredo

    Publicado por Ffigueiredo | 26/09/2009, 10:17 am
  14. “O mercado sabendo disso, o que prontamente faz. Alia sua marca a esses camaradas.”

    Figueiredo – só uma observação. A sua frase (e seu comentário todo) é perfeito. Eu acrescento à sua frase que quando faltam esses “camaradas” o mercado os constrói para aliar a marca etc, etc, etc. Exemplo: Ronaldo Fenômeno – bom jogador, inegável. Craque? Há controvérsias. Quantos gols ele fez? 200, 300? Menos.

    Romário, sim. Esse era craque. Fez mais de 1000 gols sem sequer ser atleta mas não era conveniente ao que pregam o mercado e a mídia. Por isso não teve seu nome aliado a uma marca de peso.

    O mercado optou por Ronaldinho e tem uma legião de pessoas que acha que ele é melhor que Romário, mesmo com tudo, absolutamente tudo, mostrando o contrário.

    Abs.

    Publicado por Anselmo Coyote | 26/09/2009, 11:55 am

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: