//
você está lendo...
ARTIGOS

Os números impressionantes de Lewis Hamilton

IMAGEM: McLaren/Divulgação lewisnumber1(LEWIS: número 1 em poles, vitórias e pontos desde 2007)

No seu usual post pós-corrida sobre fatos e estatísticas, Keith Collantine observa que a 11ª vitória da carreira de Lewis Hamilton no domingo o igualou agora a Felipe Massa e Rubens Barrichello, com a desvantagem de que Hamilton tem apenas três temporadas no currículo, contra 7 de Massa e 17 de Rubens. Outra observação interessante é quanto à vice-liderança de Hamilton no número de voltas liderando corridas em 2009, atrás apenas do virtual campeão, Jenson Button.

São números interessantes, mas se você expandir um pouquinho mais as estatísticas de Lewis, você acabará chegando a números ainda mais expressivos, principalmente ao abordar as estatísticas mais nobres da categoria, como vitórias, pontos e poles positions. Nesses três quesitos Hamilton é o líder inconteste desde 2007, o seu primeiro ano de F1.

O número de voltas liderando corridas é impressionante: 780 contra 670 do segundo colocado, Felipe Massa.

Se a Formula 1 tivesse um ranking parecido com o do tênis, por exemplo, o inglês teria perdido a liderança apenas uma vez nesses três anos de F1. Em 2007 ele tomou a liderança do campeonato no GP do Bahrein e só largou no fiasco que foi a sua corrida no Brasil, mas logo em seguida voltou à liderança desse ranking imaginário no GP da Austrália de 2008 para não mais largá-lo e segue líder até hoje.

O homem mais próximo de Hamilton em pontos é o seu virtual companheiro de equipe em 2010, Kimi Raikkonen, que também tem a impressionante marca de 16 voltas mais rápidas nesses três anos.

Abaixo, segue um quadro com as estatísticas de Hamilton em comparação com a dos outros pilotos que estiveram na disputa direta pelo campeonato nos último três anos.

lewnumbers

Discussão

44 comentários sobre “Os números impressionantes de Lewis Hamilton

  1. Se o Massa tivesse pilotado de cara uma equipe de ponta como o Hamilton queria ver se esses números seriam tão favoráveis ao inglês.

    Se fosse como no tênis, quando o Hamilton perdeu a liderança é como se ele tivesse tomado um pneu, com o perdão do trocadilho, em pleno Roland Garos…

    Publicado por Jayme | 29/09/2009, 9:10 pm
  2. Não assistia F-1 em 1997 mas sei que Villeneuve teve seus dois primeiros anos também bastante espetaculares. 4 vitórias em 96, 7 em 97. Um vice e um campeonato logo de cara. Depois acabou se perdendo entre equipes pequenas e nunca mais impressionou ninguém.

    Hamilton felizmente já está se diferenciando do canadense. Creio que a julgar pela força que a McLaren sempre mostra, ele tem tudo para dominar as estatísticas de melhor aproveitamento de um piloto desde a estréia. Só não podemos esquecer que ele já começou em uma das melhores equipes da F-1, privilégio que seus principais adversários não tiveram.

    De todas essas estatísticas, a que mais me impressionou foi a de voltas na liderança. Ele e Massa humilham a concorrência nesse quesito (também é bom destacar que Massa está com seus números estatísticos paralizados há 2 meses).
    Isso é algo que eu, assistindo todas as corridas e quase todos os treinos ,sempre notei, o número 1 dentro do quadrado vermelho sempre ao lado do nome desses dois. São pilotos que nasceram pra andar na ponta.

    Publicado por Carlos T. | 29/09/2009, 9:48 pm
  3. Além do que disse o Jayme, não podemos esquecer que Hamilton teve, tirando o ano em que “dividiu” o time com Alonso, 2 temporadas correndo domesticamente sozinho dentro da McLaren.

    Publicado por Iomau | 29/09/2009, 9:58 pm
  4. Números impressionantes realmente, mas uma coisa é dividir box com o Alonso outra coisa é dividir box com o kova e duas temporadas ainda. O Massa só dividiu box com Schumacher-Raikkonen-(Alonso), quer mais? Queria ver se o companheiro do Massa fosse um Kovalainen um Button, os números dele seriam muito mais impressionantes com certeza…

    Publicado por Alex-Ctba | 29/09/2009, 10:15 pm
  5. …lembrando q Massa e Schumacher em 2006, foi só o treinamento dele enquanto q o Hamilton vinha de GP2+simulador o Alonso de Título Mundial e o Raikkonen de fiasco da McLaren de 2006.

    Publicado por Alex-Ctba | 29/09/2009, 10:21 pm
  6. Agora falando sério, os nºs do Hamilton é incontestável. O moleque é gênio.

    Publicado por Alex-Ctba | 29/09/2009, 10:26 pm
  7. ops, são!

    Publicado por Alex-Ctba | 29/09/2009, 10:27 pm
  8. Becken, vc só esqueceu de colocar na sua analise, que os números do hamilton foram por 2 anos com ele correndo contra um piloto inexpressivo como o kovalainen, e os numero do Massa foram obtidos durantes 3 anos contra Raikkonen que é de outro nível..
    Estatísticas na F1 se tornam subjetivas quando se olha de outro ponto de vista..

    Mas são numeros que não deixam de ser impressionantes

    Publicado por Rob | 29/09/2009, 10:35 pm
  9. “Becken, vc só esqueceu de colocar na sua analise, que os números do hamilton foram por 2 anos com ele correndo contra um piloto inexpressivo como o kovalainen, e os numero do Massa foram obtidos durantes 3 anos contra Raikkonen que é de outro nível..”

    Tem uma outra coisa também a se dizer: Hamilton tem a McLaren inteira trabalhando apenas para ele. E trabalhando bem, diga-se de passagem.
    E isso faz uma enorme diferença. Nelsinho quando teve as equipes que o pai montou voltadas exclusivamente para si foi dominante por onde passou. Já na Renault, quando ficou com as sobras de Alonso foi aquilo que vimos.

    Publicado por Carlos T. | 29/09/2009, 10:45 pm
  10. 1º: Villeneuve também começou em time grande… Começar em equipe grande não é tudo.

    2º: Quando Hamilton chegou à F1, o Massa já estava na Ferrari e já tinha alguns anos de experiência em F1 nas costas. Hamilton teve Kova por 2 anos mas desbancou Alonso no ano de estréia.

    Argumentos pra todos os lados se tem, mas os números são os feitos que ninguém pode tirar de um piloto. Schumacher que o diga. Muitos dizem que ele dominou a F1 por não ter adversários à altura(eu por exemplo, acho que depois da saída do Hakkinen no fim de 2001 junto a queda de rendimento da McLaren de 2000/01 em diante tenha sido um super presente pro alemão) mas sendo verdade ou não, o cara é 7 vezes campeão, e isso não são argumentos meus ou de quem quer que seja que vai diminuir ou desmentir tais feitos.

    Publicado por Alan McLaren | 30/09/2009, 12:29 am
  11. Olha Jayme, apesar de ter discordado de vc em outro post, vou de dizer:

    Agooora você falou uma grande verdade.

    Pra mim, antes de considerar o Hamilton um gênio, faltou ver o que ele seria capaz de fazer numa equipe meia-boca (como era a Sauber na época do Massa).

    Publicado por Bruno | 30/09/2009, 12:41 am
  12. É…, Becken.
    Massa é melhor que Nelsinho. Acho q/Alonso vai andar menos que em 2009…rsrs.
    Abs.

    Publicado por Anselmo Coyote | 30/09/2009, 1:12 am
  13. Fala ´serio, essa comparação é esdrúxula, afinal Hamilton estreiou em uma equipe de ponta, e essa equipe de ponta já investia nele desde os 8 anos de idade. Queria ver que números teriam Senna, Schumacher, Alonso e até o Massa caso estreiarem em uma Mclaren ou Ferrari…

    Publicado por Leonardo | 30/09/2009, 7:32 am
  14. Podia-se fazer uma comparação de números após a chegada de Senna, Schumacher, Massa, Alonso, Kimi entre outros pilotos a equipes de ponta, seria mais justo e melhoraria a comparação.

    Publicado por Claudemir Freire | 30/09/2009, 8:26 am
  15. Qual a diferença de um piloto estar numa equipe pequena no ano de estreia ou estar nessa equipe no 3º ano?
    Alguém duvida q a Mclaren do 1º semestre deste ano era um carro de equipe pequena?
    Se alguém n se lembra, a Mclaren ia pra classificação e muitas vezes nem passava do Q1. Ou seja, todos os requisitos de carro de uma equipe pequena.
    Neste cenário, nas 4 primeiras provas, o cara terminou nos pontos em todas as provas, tendo, por exemplo, ganho na Austrália(onde o carro era aquela joça da pré-temporada q tomava 2,5 segundos do mais rápido) 14 posições.
    No primeiro semestre( até antes do grande upgrade da Alemanha), o cara ganhou, em média, 5 posições por corrida.
    Mesmo tendo um carro, uma grande parte do tempo, inferior a grande maioria, o cara vai terminar o campeonato entre a 4ª e 6ª posições. Possivelmente a frente dos grandes Alonso, Kimi e talvez até de Webber. Acho q isso diz muita coisa.
    Para os q dizem q a equipe é toda voltada pra ele, segue um link de uma entrevista bastante elucidativa:
    http://www.itv-f1.com/News_Article.aspx?id=47028&PO=47028

    Publicado por Leandro Magno | 30/09/2009, 8:44 am
  16. Não há o q discutir, o moleque é FERA. Tomara q Ferrari e McLaren acertem a mão nos seus projetos para 2010. Vai ser muito bom ver esse tira-teima de 2007 entre Massa X Hamilton X Raikkonen X Alonso. Já imaginaram a luta pela pole entre esses caras ?

    Publicado por Alex-Ctba | 30/09/2009, 8:55 am
  17. Eu não achei injusta a comparação (e olha que eu não gosto do Hamilton), afinal estamos comparando os últimos três anos destes, onde eles andaram, digamos, com carros no mesmo nível. O problema é comparar o “coitado” do Alonso aí. Ele teve carros que se arrastavam nos últimos dois anos, e esses números meio que “desmerecem” ele quando comparados com Kimi/Felipe/Lewis.

    Kubica também – só disputou pelo título em 2008.

    A minha sugestão Becken, seria comparar “as estatísticas de Hamilton em comparação com a dos outros pilotos que estiveram na disputa direta pelo campeonato durante os últimos três anos”. Isso se restringiria a Lewis, Felipe e Kimi. Óbviamente eles não disputam o título em 2009, mas o três estão na mesma merda… E para não ficar injusto com o Massa, limitar as estatísticas até o GP da Alemanha. ; )

    Os números do Lewis são expressivos sim, mas ele ainda não teve uma temporada realmente ruim (eu já não considero ruim esta temporada da McLaren). Pra mim o piloto mais expressivo mesmo é o Kimi – saindo da F. Renault direto pra F1, impressionou na Sauber e foi substituir ningúem menos que Mika Hakkinen. Fez mais de 570 pontos até hoje, poderia ser bi ou tri-campeão e já armagurou temporadas muito dificeis com carros “de lego” da McLaren…

    Publicado por Guilherme | 30/09/2009, 8:56 am
  18. Concordo com o Guilherme em relação ao Alonso. Só teve carro em 2007. Apesar de muitos não gostarem dele, as temporadas de 2008 e a atual privaram o público da pilotagem classe A do espanhol. Mais ou menos parecido com o q passou Senna em 92/93, apesar q a temporada de 93 serviu só pra mostrar o qto o brasileiro era gênio. Raikkonen apesar de ser novo ainda é o mais experiente. Hamilton e Massa ainda em evolução e aprendendo a controlar a agressividade, e Alonso é Alonso, gostem ou não o cara mostrou serviço de Minardi, bateu o Schumi e o Raikkonen brigando por campeonato e agora vai realizar seu sonho vermelho. Massa e Hamilton conseguem sempre ‘achar’ uma volta perfeita em classificação e uma vez largando na pole são difíceis de serem batidos. De longe os 2 melhores ‘front runners’ da F1. IMHO Massa consegue cuidar melhor dos seus pneus q o Hamilton e Raikkonen e Alonso muito melhor q os dois, em relação a administração de pneus. Isso vai ser importante em 2010.

    Publicado por Alex-Ctba | 30/09/2009, 9:16 am
  19. Alguns números nas 3 primeiras temporadas completas de alguns pilotos por equipes de ponta.

    Senna, Mclaren: 20 vitórias

    Piquet, Brabham: 6 vitórias (considerando apenas as temporadas de 80/81/82, onde Piquet correu temporadas completas e sem trocas de motores no meio do caminho)

    Schumacher, Benetton: 10 vitórias

    Prost, 3 vitórias: Mclaren, Renault

    Massa, 11 vitórias: Ferrari

    Hill, 13 vitórias: Williams (nesse caso ele estréia na F1 em 92 subistituindo a Giovanna Amati pela Brabham, em 93 começa a sua temporada completa pela Williams)

    Villenueve, 11 vitórias: Williams (na temporada de estréia e em dois anos apenas)

    Alonso, 7 vitórias: Renault

    Em números frios e sem paixão por A ou B Villenueve foi o melhor estreante da F1 de todos os tempos, mas depois só fez besteira em sua carreira.

    Mas se levarmos em consideração números e carreira o Damon Hill é o melhor piloto em início de carreira do que muitos mitos da F1, por exemplo Emerson que ganhou apenas 1 corrida em seus três primeiros anos de F1 em equipe de ponta.

    Hakkinen por exemplo correu de 93 a 97 na Mclaren com apenas 1 vitória, tudo bem que os carros eram bombas sobre rodas.

    O que fica claro, que com carro bom nas mãos e um pouco de sorte alguns pilotos são fantásticos quando sentam em carros de ponta, outros nem tanto.

    Publicado por Claudemir Freire | 30/09/2009, 9:17 am
  20. Esqueci do Kimi.

    Vai aí os numeros dos injustiçado:

    Kimi, 2 vitórias: Mclaren.

    Kkkkk, era melhor não ter procurado.

    Publicado por Claudemir Freire | 30/09/2009, 9:25 am
  21. Impressionante tb, sendo q Senna dividiu a equipe em 88/89 com ninguém menos q Prost.

    Os nºs as vezes ‘mentem

    Publicado por Alex-Ctba | 30/09/2009, 9:27 am
  22. …no caso de Villeneuve e Hill ( bati no send sem querer )

    Publicado por Alex-Ctba | 30/09/2009, 9:28 am
  23. Se o Hamilton tivesse competência de ser um bom piloto…. é só apertar que faz merda…
    Ano passado, ganhou o campeonato por ser bom piloto? não…
    pq a ferrari só fez merda…. e a Renault num tinha carro pro alonso disputar (esse sim é um bom piloto, consegue levar a renault pro pódio).

    Tira o Lewis da Mclaren pra ver se consegue alguma coisa… vai dar pena!

    Publicado por Leandro | 30/09/2009, 9:54 am
  24. Claudemir, seu exemplo com Kimi é um bom exemplo de como a estatística é relativa. Duas vitórias no primeiro ano de McLaren, certo? Ok, vamosver o contexto:

    Primeiro ano, 2002, ano da F2002, carro imbatível. A McLaren não fazia nem sombra…

    Segundo ano, 2003: Kimi conquistou sua primeira vitória na Malásia, única da temporada. Era estréia do atual sistema de pontuação, que premia a reguaridade. E o finlandês foi vice…

    2004: na boa, o carro da McLaren era uma bomba…

    Bem para aqueles que gostam de dizer “os números não mentem”… querem comparar Hill, Villeneuve ao Kimi? Pessoalmente, coloco os dois primeiros num patamar abaixo. O inglês era um piloto esforçado, mas de pouco talento natural; Jacques era um bom piloto, mas longe de extraordinário. Acho Kimi um grande talento natural, um dos melhores da atual geração. Seu único problema é que às vezes perde o foco.

    Publicado por Vitor, o de Recife | 30/09/2009, 10:37 am
  25. Outr exemplo: Prost.

    Apenas 3 vitórias na McLaren e Renault, assim como o Kimi. Aí vamos pro contexto: em dois anos do Raikkonen houve uma equipe amplamente dominante, a Ferrari. A exceção foi 2003, com uma ameaça da Williams-BMW e a constância do finlandês e sua McLaren. Como comparar com a época de Prost da Renault, em um tempo em que as vitórias eram bem mais distribuídas?

    Esse negócio de uso da estatística para dizer que piloto X é o máximo é furada.

    Publicado por Vitor, o de Recife | 30/09/2009, 10:42 am
  26. Acho que falam bem demais do Massa aqui no Brasil só por causa da necessidade de criar um herói-ibope. Nunca vi ele fazer nada fora do comum, apenas um vice-campeonato, e um começo de ano cheio de rodadas depois que baniram o TC. Pra mim ele já devia ter sido bi-campeão com as Ferraris 2007 e 2008. A 2009 não conta porque tá uma caca (sem contar na mola do Barrica).

    O Hamilton sempre correu com carro bom? É verdade, mas já deu muito mais espetáculos do que o Massa. Sem contar que já tem um título.

    Se eu fosse fazer um ranking hoje dos melhores pilotos, seria meio óbvio:

    1 – Alonso (e eu nem torço pra esse cara!)
    2 – Raikkonen e Hamilton
    3 – Vettel, Kubica, Massa e outras “promessas que ainda não foram”
    4 – Outros

    Ficar falando que o Massa perdeu o campeonato por causa da mangueira que enroscou é xororô de fã chateado. Ele perdeu o campeonato por causa de todas as corridas, incluindo aquelas em que ele errou feio.

    Publicado por fernando-ric | 30/09/2009, 10:43 am
  27. Complementando, no caso do Senna poderia usar as estatística do tempo dele de Lotus, afinal, tb era uma equipe de ponta na época, daí ele cairia para o patamar de Prost.

    Interessante é q, dos pilotos analisados, apenas Massa não tem título Mundial ( campeão por 15 segundos não vale )

    Publicado por Alex-Ctba | 30/09/2009, 10:48 am
  28. “Mas se levarmos em consideração números e carreira o Damon Hill é o melhor piloto em início de carreira do que muitos mitos da F1, por exemplo Emerson que ganhou apenas 1 corrida em seus três primeiros anos de F1 em equipe de ponta.”

    Vitor, deixo claro que números são fantasiosos quando comparados com espaços curtos, como esses 3 anos ao que o Becken se referiu, quem em sã consciência iria preterir o Kimi, para colocar o Hill em seu cockpit, apesar desse ser o melhor estreante nos ultimos anos, e os números não mentem, heim ?

    Acho estatísticas são coisas maravilhosas, mas quando se dá apoio aos números, porque por mais que sejam bons pilotos, Keke Rosberg, Hill, Villenueve, Scheckter, James Hunt não entram na galeria dos grandes pilotos da F1, nem em lista dos 10 melhores.

    Então é sempre bom deixar essas contas para números mais absolutos, tais como 8 ou 10 anos de carreira, que aí sim verá se o cara é bom ou foi apenas um sortudo que estava no carro certo na hora certa, com a convergência de aquarius, como foi por exemplo o Keke Rosberg, o cara mais rabudo da F1.

    Pra mim, 1 titulo ainda é sorte, 2 titulos é competência 3 titulos em diante o cara é gênio.

    Publicado por Claudemir Freire | 30/09/2009, 11:01 am
  29. E onde se enquadra Gilles Villeneuve nessa escala ? Não vi ele correndo, mas pelo q leio, muitos consideravam ele um gênio, mesmo sem ter ganhado título…

    Publicado por Alex-Ctba | 30/09/2009, 11:06 am
  30. Claudemir ->

    Concordo com voce, formula 1 é uma coisa muito ingrata para se usar como parametro a estatistca.

    Ex. Se formos usar numero de pontos, Como comparar um ano de Mclaren da Epoca do Senna, que ate o Berger conseguia chegar em segundo e dava volta no 3o, com os anos do Piquet(pai) em que tinham varias equipes que ganhavam corridas,é extremamente injusto.

    E na epoca entao do Emerson, naquela tempo viamos pilotos serem campeoes com menos de 5 vitorias no ano, e muitas vezes quem mais ganhava corrida nao era campeao, era um campeonato de tao emparelhado que contava mais a regulariedade do que vitorias.

    Publicado por Claudio Cardoso | 30/09/2009, 11:26 am
  31. Keke Rosberg foi campeão em 82 com 1 vitória e o mesmo poderia ter acontecido com o Kubica em 2008…

    Publicado por Alex-Ctba | 30/09/2009, 11:29 am
  32. Alex.

    Olha que posso arrumar briga aqui no blog, mas Gilles Villeneuve era mais marketing do que um piloto brilhante, e sua morte o alçou a mito.

    Ele teve 6 vitória em sua carreira, mas por exemplo perdeu o titulo de 79 para Jody Scheckter, um piloto mediano que não cometia tantos erros como ele. Na verdade o que mais chamava atenção na carreira do canadense era suas fantasticas batidas, mas teve seu preço cobrado caro em duas situações, em 77 quando seu carro voo e matou alguns espectadores no Japão e em 82 a sua morte, por um erro dele, que não calculou direito a velocidade e bateu numa March.

    Ele era como o Mansell, um “leão”, mas não sobreviveu para contar as suas históricas batidas.

    Publicado por Claudemir Freire | 30/09/2009, 11:30 am
  33. Eu acho que o indicador de sucesso na F1 é o campeonato, não adianta.

    Gilles Villeneuve foi melhor piloto que o seu filho? Pode até ser, mas quem foi campeão?

    Senão poderíamos dizer que determinado corredor “é o melhor de todos os tempos, pena que nunca conseguiu uma medalha de ouro”…..

    Nota: eu ainda acho o Senna melhor que o Schumacher, mas não adianta, tenho que engolir, tem mais que o dobro de títulos, tem como falar que o alemão é pior? É loucura…..

    Publicado por fernando-ric | 30/09/2009, 11:35 am
  34. Valeu Claudemir pelo feedback, então posso dizer q ele foi um desses guerreiros q trágicamente ajudaram a contribuir para a segurança da F1 atual…

    Publicado por Alex-Ctba | 30/09/2009, 11:36 am
  35. Realmente Fernando-ric, nesse ponto então os nºs são cruéis. O melhor de todos os tempos é sem dúvida o Schumi ( pelos nºs ) mas, dos sete wdc, o q vamos dizer de 2002 e 2004 ? e ainda das Maracutaias da Benneton em 94/95 com o agravante de 1 título após uma colisão deliberada…

    Publicado por Alex-Ctba | 30/09/2009, 11:43 am
  36. É verdade, teve maracutaia, teve jogar carro pra cima, teve carro fora da especificação, mas quando dependemos da decisão dos juízes/fiscais, só podemos considerar a decisão que foi tomada!

    É mais ou menos igual futebol, deu o pênalti que não existiu, fez o gol, temos que engolir.

    O Prost jogou o carro pra cima do Senna, validaram o campeonato.
    O Senna fez o mesmo no ano seguinte, validaram também!
    O Schum jogou o carro pra cima do Hill, foi campeão.
    Jogo o carro pra cima do Villeneuve, tiraram todos os pontos!

    Toda vez que tem uma decisão “arbitrária”, nada podemos fazer.

    Eu me lembro muito bem, quando o Hamilton cortou a chicane, devolveu a posição “pela metade” pro Kimi, desclassificaram ele da corrida. Falaram que ele “levou vantagem” por cortar pela grama. O Kimi disse que “se tivesse um muro ali, o Hamilton tinha batido”.

    Pois bem, no mesmo ano, o Massa e o Kubica travaram uma batalha debaixo de chuva que os dois andaram na grama umas 5 vezes na mesma volta. Não levaram vantagem? Se tivesse um muro ali, os dois tinham batido……. ;)

    Publicado por fernando-ric | 30/09/2009, 11:50 am
  37. Dizer que o Hamilton levou o titulo de 2008 pq a Ferrari errou é facil, mas num vejo ninguém dizer tambem que foi pq o Massa rodou 5 VEZES em Silverstone, pq demorou a se acostumar com o carro sem TC e rodou na Austrália, pq errou em Monaco…

    Publicado por Alan McLaren | 30/09/2009, 11:53 am
  38. A temporada de 2008, apesar do final apoteótico, realmente teve uma contribuição decisiva dos comissários. Forçaram a barra legal, pro Massa chegar ao Brasil com chances de disputar o título e ainda quase leva. ( eita Glock )

    Publicado por Alex-Ctba | 30/09/2009, 11:55 am
  39. Claudemir, peguei seu exemplo não como contestação, apenas utilizei para relativizar a estatística. Por exemplo, acho o Hamilton um piloto extraordinário pelo espetáculo que faz nas pistas, não por seus números. E o curioso é que muita gente o cricifica por casos como o de Monza, quandoele estava sendo agressivo ao invés da lógica burocrática que o momento “exigia”. Mas é esse espírito que, ao meu ver, o faz diferenciado.

    “Pra mim, 1 titulo ainda é sorte, 2 titulos é competência 3 titulos em diante o cara é gênio”.

    Hehehe, essa escala no mínimo dá pano para discussões… como ficaria, por exemplo, o Stirling Moss, que não tem nenhum só por causa de um tal de Fangio?

    Sobre o Gilles, não o vi correr, mas já vi comentários prós e contra. Mas há um outro piloto que muitos julgam ser um campeão “abortado”: Ronnie Peterson.

    Publicado por Vitor, o de Recife | 30/09/2009, 12:04 pm
  40. Alan McLaren,

    Hamilon foi campeão porque estava na disputa do titulo e chegou a frente do Massa ao fim do campeonato.

    Se rodou bateu, quebrou, foi coisas de corrida, assim como Hamilton cometeu seus erros, aqui alguém esta falando do titulo sortudo do Kimi em 2007 ? Repito ele foi campeão porque estava na disputa do titulo e chegou a frente do Hamilton ao fim do campeonato.

    O que não estou entendendo é o porque de você estar afirmando tais coisas como se aqui nós estivessemos desmerecendo o titulo do inglês, nada disso, eu pelo menos estou dizendo que esses números são pouco relativo ao que ele pode fazer.

    Ele pode tomar decisões ruins como as do Villenueve e acabar com uma carreira que parecia brilhante, que em número é melhor do que o Hamilton, porque se baseia em 2 temporadas.

    Deixa a carreira dele se desenrolar, daqui uns 5 ou 6 anos vamos dizer se o cara é ser gênio como Senna, Piquet, Lauda, Prost e Schumacher ou apenas um Damon Hill da vida, como parece ser o que vai acontecer com o Button.

    Publicado por Claudemir Freire | 30/09/2009, 12:09 pm
  41. Alan McLaren,

    Hamilon foi campeão porque estava na disputa do titulo e chegou a frente do Massa ao fim do campeonato.

    Se rodou bateu, quebrou, foi coisas de corrida, assim como Hamilton cometeu seus erros, aqui alguém esta falando do titulo sortudo do Kimi em 2007 ? Repito ele foi campeão porque estava na disputa do titulo e chegou a frente do Hamilton ao fim do campeonato.

    O que não estou entendendo é o porque de você estar afirmando tais coisas como se aqui nós estivessemos desmerecendo o titulo do inglês, nada disso, eu pelo menos estou dizendo que esses números são pouco relativo ao que ele pode fazer.

    Ele pode tomar decisões ruins como as do Villenueve e acabar com uma carreira que parecia brilhante, que em número é melhor do que o Hamilton, porque se baseia em 2 temporadas.

    Deixa a carreira dele se desenrolar, daqui uns 5 ou 6 anos vamos dizer se o cara é gênio como Senna, Piquet, Lauda, Prost e Schumacher ou apenas um Damon Hill da vida, como parece ser o que vai acontecer com o Button.

    Publicado por Claudemir Freire | 30/09/2009, 12:09 pm
  42. Claudemir, disse aquilo no post anterior em uma resposta direta ao que disse o Leandro lá em cima.

    Esqueci de direcionar a resposta. No mais, concordo com o q vc falou. Pois vejo os numeros apenas como os feitos de um piloto que não dá pra distorcer. Igual placar de futebol, aquela goleada q teu time aplica no rival e vem sempre um dizer que se não sei quem tivesse sido expulso, se o juiz não tivesse roubado, etc…

    É o que vale, o que fica. Eu mesmo não tenho muito o que dizer sobre Stirling Moss e Fangio, e o que eu sei deles a maior parte é contado por números. Eles ajudam a contar a história, mas não são tudo…

    Publicado por Alan McLaren | 30/09/2009, 3:46 pm
  43. Fernando-ric:

    Ultimamente, eu deixei de considerar os títulos mundiais como indicador de sucesso.
    Os já referidos Stirling Moss e Ronnie Peterson são, na minha opinião, melhores que Hill e Villeneuve filho.

    Outro exemplo: Phil Hill. Ganhou o título no colo quando o von Trips morreu no GP da Itália de 1961, que era a ultima etapa antes da Indianapolis 500…

    Publicado por Guilherme Teixeira | 30/09/2009, 4:08 pm
  44. NAO ADIANTA A MAIORIA DO POVO BRASILEIRO ODEIA HAMILTON.
    TUDO ISSO GRAÇAS A GALVAO BUENO Q ADORA FALAR MAL DO CARA
    E ELEVAR FELIPE ZACARIAS MASSA
    SE HAMILTO NAO FOSSE EXCELENTE PILOTO,GALVAO BUENO NAO ODIARIA TANTO ELE!

    Publicado por malú | 03/11/2009, 9:33 pm

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: