//
você está lendo...
NOTÍCIAS

Lucas Di Grassi a um passo da Manor e da F1

IMAGEM: Renault/Divulgação lucas

A nossa Bíblia da Formula 1, a Autosport, revela hoje que Lucas Di Grassi está muito perto de acertar seu ingresso na F1 através da Manor Grand Prix, uma das equipes que estreará na F1 em 2010.

Segundo Jonathan Noble — quem assina a matéria — as discussões entre Lucas e a Manor estão em estágio avançado, com o piloto esperando apenas o resultado de seu teste na Renault para tomar a decisão definitiva.

Há muitas sugestões de que a Manor é a equipe com e melhor estrutura entre as novas entrantes, algo que Lucas confirmou para a Autosport: “Pelo que eu sei, a Manor tem  o melhor pacote entre as novas equipes — em termos de profissionais que juntaram-se à equipe, em Marketing e em patrocínio.”

Outra pista de que Lucas está prestes a estrear na F1 é o seu recente acordo com a Unilever: Lucas foi contratado para promover um dos novos produtos do portfólio da Unilever, o xampu Clear.

Eric Gallard, diretor de Marketing da Unilever, reflete que “Lucas di Grassi compartilha os valores da marca: tecnologia, performance e atração. Além disso, está em momento parecido com a Clear, recém-lançada no mercado brasileiro.”

Lucas já pilotou pela Manor em 2004 na F1 Européia, quando acabou a aquela temporada em 3º lugar, vencendo uma corrida e o duleo com o seu companheiro de equipe, o bom escocês Paul Di Resta.

__________________________________________________________________

Mais sobre a Manor:

(Meu agradecimento a Fernando Figueiredo e André Costa pelos links e dicas sobre a Unilever)

Anúncios

Discussão

20 comentários sobre “Lucas Di Grassi a um passo da Manor e da F1

  1. http://www.oconsumidoremdebate.blogspot.com

    Tomara que saia o acordo, assim ele entra logo na F-1 e param de dizer que viria a ser o mais injustiçado, por ser competente e não ter dinheiro, nem familia tradicional para mante-lo…assim também os pachecos verão que ele não é nada disso que ficam cantando em prosa e verso (espero ter de me retratar, no final de 2010). Enfim, não vão pairar dúvidas nem quanto ao primeiro ponto, muito menos com relação ao segundo.

    Publicado por Edgard | 22/10/2009, 9:58 am
  2. Rapaz, se existe isso mesmo de ele assinar com a Manor, e esta a espera de testar com a Renault ele é muito burro.

    Assina logo esta merda, cacete.

    Se o Senna estiver mesmo tratando com a Renault para testes em dezembro e o di Grassi colocar 1seg no sobrinho do Ayrton ele ainda não fica com a vaga, vide 2008, ele nem foi chamado pra o teste que aconteceria em dezembro entre o Barrichello e o Bruno, porque estava descartado.

    Vá ser burro assim lá no inferno.

    Publicado por Claudemir Freire | 22/10/2009, 10:40 am
  3. Concordo, legal ter lealdade, mas pelo que ventilam e ele mesmo disse, a Renault quer dois experientes para o próximo ano, se quisessem ele mesmo, já teriam fechado.

    Espero que ele feche logo com a Manor/Virgin, para então termos os “DiGrassistas”, assim como os “Sennistas”..rs

    Att.

    André Costa

    Publicado por André Costa | 22/10/2009, 10:46 am
  4. Melhor um pássaro na mão, do que dois voando…

    Publicado por André Távora | 22/10/2009, 10:49 am
  5. Não sei, não depois de os caras da Manor falarem que não vão usar túnel de vento fiquei com o pé atrás com esses caras. Será que eles iram um carro descente? Boa sorte pro di Grassi.

    Publicado por Joslei | 22/10/2009, 11:48 am
  6. Em Portugal, consta que o outro piloto da Manor vai ser o Álvaro Parente!!!

    Publicado por Cavallino Rampante | 22/10/2009, 12:36 pm
  7. E a história que o Pizzonia iria pra Manor heim?

    Nunca mais ouvi falar nada…

    Publicado por André Távora | 22/10/2009, 12:43 pm
  8. Claudemir, eu acho as situações bem diferentes. Os japoneses queriam o Bruno (vale lembrar que o nome Senna deixa lagrimas nos olhos dos niponicos tanto quanto das viuvas da Globo), o Di Grassi provavelmente só foi convidado na ocasião porque o Brawn queria algum outro jovem piloto para comparar. É quase certo que o Bruno disputaria esta temporada caso a Honda permanecesse. O cenário da Renault é outro. O nome Senna tem pouco impacto na França (pelo contrario), o Lucas é piloto da casa, já tem relacionamentoa com os engenheiros e conhece o carro. O negócio é que os dois certamente não são os unicos pilotos considerados para a vaga desta vez.

    Publicado por Filipe | 22/10/2009, 1:10 pm
  9. Bom… pelo que oiço, esta vai ser outra das equipas bem formadas para 2010. Tem o “beneplácito” da FIA, tem o Nick Wirth, tem muitos elementos da ex-Renault na sua estrutura, logo, a tal dupla Di Grassi/Parente não é tão descabida assim, pois foram pilotos que passaram pela Renault (Di Grassi é terceiro piloto da marca, Parente testou com eles em Jerez, no inicio de 2008)

    Para além disso, tem o apoio da Virgin e fala-se do Lloyds Bank, um dos mais importantes bancos ingleses. Logo, apoios bons não lhe faltarão, e não ficaria admirado se tivessem motores Cosworth semelhantes a aqueles que a Williams ou a Red Bull terão: desenvolvidos por eles, em vez da “versão cliente”. Tudo indica que sim, mas só acredito vendo.

    O puzzle Manor compõe-se. Veremos qual vai ser o resultado…

    Publicado por Speeder_76 | 22/10/2009, 1:37 pm
  10. Independente de qualquer coisa, torcerei para ele estrear logo na F1. Sou apaixonada pelo meu país e tenho orgulho das pessoas que nos representem. Antes de julgar em qual equipe ele deve fechar, penso que assim como os patrocinadores, a marca (Manor ou Renault) devem estar alinhadas com valores e cultura que nós, brasileiros, tanto prezamos! Pois ele, Lucas, estará nos representando – junto com Felipe, Rubinho e Bruno.

    Publicado por Karina Valente | 22/10/2009, 1:54 pm
  11. Becken,

    O Lucas di Grassi já está na hora de ter uma chance na F1, e concordo com posts anteriores que ele deveria pegar logo a chance e não esperar pela Renault.

    O Lucas parece ter uma cabeça boa e velocidade, mais vamos esperar para ver, afinal nesse meio de super promessas quem apareceu bem foi um japonesinho meio desconhecido…

    O comentário do Speeder_76 (um dos mais lúcidos blogueiros da F1) levanta duas questões :

    – Os motores para a Williams e Red Bull teriam uma preparação diferenciada.

    – A própria Red Bull como tendo certo os motores inglêses.

    Você tem conhecimento de novidades a esse respeito ?

    No Continental Circus há uma matéria, que já citei aqui, falando das novas equipes e revela a boa estrutura da Lotus, inclusive com uma foto de um modelo em escala para testes em túnel de vento. Existe mais coisa sendo comentada a esse respeito ?

    Quanto a Manor, uma última colocação, não são eles que disseram que fariam o carro todo baseado em simulações de computador, sem ensaios de túnel de vento ? Acho que li isso no Fábio Seixas…

    Publicado por Sirlan Pedrosa | 22/10/2009, 2:23 pm
  12. Acho que li isso no Fábio Seixas…

    Não.. Vc leu aqui:

    https://f1around.wordpress.com/2009/10/09/manor-desenvolvera-carro-sem-tunel-de-vento/

    ;)

    Sobre os motores, não sei de nada que não seja especulação…

    Publicado por Becken Lima | 22/10/2009, 2:25 pm
  13. Becken,

    Que bom que li aqui…risos

    Um grande abraço,

    Publicado por Sirlan Pedrosa | 22/10/2009, 2:33 pm
  14. E o Nelsinho? O Papai Piquet não vai comprar uma equipe pra ele? O garoto tava todo arrogante um tempo atrás, dava até pra achar que ia ter Piquet Sports na F1 !

    Publicado por São Cosmo (fernando-ric) | 22/10/2009, 6:17 pm
  15. Fernando-ric.

    Adrian Campos já ofereceu parte da equipe aos Piquets e a QadBak, uma das duas pode pegar, se for a primeira, haha, ele estará devolta.

    Vale dizer que a Campos não tem grana até pra pagar a Dallara.

    Publicado por Claudemir Freire | 22/10/2009, 6:23 pm
  16. http://www.oconsumidoremdebate.blogspot.com

    Verdade, este é um assunto que não se ouve em lugar algum…ninguém comenta quem poderiam ser os eventuais pilotos da Sauber/???, não existe especulação alguma, se o carro está sendo desenvolvido ou o que. Já foi falado que teriam um acordo para motores Ferrari, mas só isso. Depois, disseram que eles estão na espera de abrir uma vaga (seja por desistência ou por simplesmente se aceitar 14 equipes). Também se falou que a Campos está penando por falta de dinheiro e estaria valorizando o passe para vende-lo a Sauber ou se juntar com ela.
    Na minha opinião, este é o ponto mais obscuro das expectativas para o campeonato do ano que vem…

    Publicado por Edgard | 22/10/2009, 7:05 pm
  17. É verdade Edgard, isso merecia um post… Não prometo, mas se der tempo investigo e escrevo alga a respeito!

    Publicado por Becken Lima | 22/10/2009, 7:15 pm
  18. Sirlan:

    Quando falo da “preparação diferenciada” que a Red Bull e Williams eventualmente poderão ter (apesar de não haver confirmação oficial, os rumores são fortes, muito fortes), eu refiro a algo semelhante ao que fez a McLaren nos anos 80 com a TAG/Porsche: pedir a uma preparadora para montar o motor, e desenvolver à parte. Como a Cosworth tem aquela excepção em em 2010 referente aos motores, enquanto que os outros ficarão “congelados”, até pode ser bom eles assinarem com a Cosworth. Pelo menos na parte da RBR, dinheiro não falta…

    Becken:

    Se precisares de ajuda no campo das novas equipas, tens aqui um post que escrevi no passado dia 13:

    http://continental-circus.blogspot.com/2009/10/por-dentro-das-novas-equipas-autosport.html

    Quanto à Qadbak/Sauber, partilho as vossas preocupações com os tipos que estão por detrás da equipa. Fundos vindos de “offshores”, grande mistério nas pessoas que estão à volta disto, desconhecimento quanto ao grau de envolvimento de Peter Sauber na nova estrutura… Se alguém leu o artigo do site Grand Prix sobre eles, existem mais dúvidas do que certezas em relação a eles…

    E quanto à Campos, as duvidas continuam a ser enormes. Caso seja a tal dupla Senna/Maldonado, os patrocinios ocupam eventualmente 40 por cento do orçamento. Onde é que vai buscar os restantes 60 por cento?

    Publicado por Speeder_76 | 22/10/2009, 8:24 pm
  19. Olá

    Tenho uma duvida, esses motores Cosworth não são os antigos motores Ford, uma linha que a Ford tinha, onde se fazia motores pra competição? se nao me engano a Ford vendou essa parte, mai isso a muito tempo atraz, muito antes dessa crise, onde eles quase venderem tudo, ate a marca.

    Abraço

    Publicado por Anderson Dorneles | 22/10/2009, 9:14 pm
  20. Doneles, a Cosworth foi sim a divisão esportiva da Ford por muitos anos, embora tenha nascido uma companhia independente. Mas mesmo aliada à Ford, a Cosworth sempre funcionou de uma maneira independente. Ela forneceu motores à Champcar, V8 turbo, até o final da categoria, mas o mais notável foi o auxílio ao desenvolvimento dos motores Chevy (!!) na IRL, que até então tavam apanhando feio da concorrência japonesa (na época, Honda e Toyota). E isso quando ainda estava ligada à Ford…

    Quando voltou à F1 para equipar a Williams em 2006 , seu propulsor era apontado como uma grande vantagem para os ingleses, ao menos noinício da temporada, por ser o primeiro ano dos V8 e a Cosworth ser a única com o know how deste tipo de motor. E era verdade, tanto que Nico Rosberg fez a melhor volta no Bahrein (claro que não só por causa do motor, mas ajudou). O problema da Cosworth ao longo do ano foi a confiabilidade. Ao fim do ano a Williams fez o acordo com a Toyota.

    Publicado por Vitor, o de Recife | 23/10/2009, 11:43 am

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: