//
você está lendo...
ARTIGOS

Confronto entre companheiros de equipes em 2009

O confronto entre companheiros esse ano trouxe algumas brigas surpreendentes, mas também surras homéricas e previsíveis. Nelsinho e Grosjean  X Fernando Alonso, por exemplo. Mesmo juntos, os dois novatos não fizeram frente a Alonso. Lewis, como era de se esperar, destruiu o agora desempregado Heikki (para onde ele irá, afinal?); e o velho e bom Nick Heidfeld bateu, de novo (o havia feito em 2007), o ultra-rápido Robert Kubica, o novo xodó da Renault.

A mola assassina solta do carro de Rubens Barrichello no GP da Hungria nos preveniu de presenciar o fim de uma das mais equilibradas brigas do ano, a boa disputa entre Felipe Massa e Kimi Raikkonen.

Kimi não tomou conhecimento dos substitutos Badoer e Fisichella, mas é curioso que só hoje me ocorre que o acidente de Massa — por mais incrível que isso possa parecer — acelerou o processo de fritura de Raikkonen na Ferrari. Caso Massa houvesse disputado toda a temporada, e por ventura sido batido por Kimi, a Ferrari poderia ter protelado a decisão de trazer Alonso. Sem Massa como termômetro para comparação, a Ferrari sentiu-se livre para trocar Kimi pelo espanhol.

Finda esta curta digressão, é bom vocês observarem o novamente os resultados de Kamuy Kobayashi que conseguiu a proeza de bater Jarno Trulli em apenas duas corridas.

Destaques para Nico que aplicou uma sonora surra em Kazuki Nakajima; para Vitantonio Liuzzi que mesmo longe da F1 em anos, bateu Adrian Sutil em ritmo de corrida; e para Sebastian Vettel, que implodiu o outrora “Leão de Treino” Mark Webber na classificação.

Abaixo, o placar em 2009

Anúncios

Discussão

35 comentários sobre “Confronto entre companheiros de equipes em 2009

  1. Respondendo a sua pergunta…:
    Acho q o Kova vai se dedicar a única modadalidade onde ele se dá bem:

    http://noticias.uol.com.br/ultnot/bichos/ultnot/bbc/2008/07/21/reino-unido-faz-campeonato-de-lesmas-velocistas.jhtm

    Publicado por Leandro Magno | 24/11/2009, 7:07 am
  2. http://www.oconsumidoremdebate.blogspot.com

    Boa, Leandro. Até hoje não entendo como pode ter gente que crê que esse motorista é piloto de corridas…mas, democracia é democracia.

    Publicado por Edgard | 24/11/2009, 7:14 am
  3. Belo trabalho Becken,

    Publicado por Beatle Ed | 24/11/2009, 7:31 am
  4. Becken,

    Não querendo abusar de sua boa vontade, mas tem como colocar a relação percentual proporcional de um piloto em relação ao outro dentro de uma equipe?

    Exemplo: O Buemi destruiu o Bourdais e o Alguersuari. Porém o número de provas que o Alguersuari disputou é maior do que do Bourdais. Então a surra que tomou foi bem maior.

    Fernando

    Publicado por Ffigueiredo | 24/11/2009, 7:47 am
  5. “Kimi não tomou conhecimento dos substitutos Badoer e Fisichella, mas é curioso que só hoje me ocorre que o acidente de Massa — por mais incrível que isso possa parecer — acelerou o processo de fritura de Raikkonen na Ferrari.”

    Finalmente Becken. Não é só teoria de conspiração é mesmo prática.

    Publicado por Ernesto Sousa | 24/11/2009, 8:51 am
  6. Concordo. Tanto no caso da Toro como da Ferrari fica dificil observar sem levar em conta a mudança de pilotos. O Buemi venceu o Bourdais respectivamente por 7-2, 5-4, 6-3,3-2 e o Alguersuari por 8-0, 6-2, 5-3 e 3-0. Estes valores dizem bem mais do que os mais inflados valores gerais.

    Publicado por Filipe | 24/11/2009, 8:58 am
  7. 2070 ? o Nick Heidfeld Bateu o Kubtzzza em 2070 ? arruma isso ai.
    e pra mim o Massa Bateria o Kimi wiskskonen se nao fosse a mola teleguiada da tartaruga azarada.

    Publicado por Joao | 24/11/2009, 9:15 am
  8. O Massa até que tem bons números considerando que deixou de disputar 8 provas.

    Ainda mais se compararmos equipe por equipe, McLaren e Ferrari. O time de Maranello, com Kimi e 2 coisas esquisitas nos 8 últimos GP’s, fez quase o mesmo número de pontos que a McLaren de Lewis e Pé na Kova.

    Publicado por Iomau | 24/11/2009, 9:26 am
  9. Iomau.

    “O Massa até que tem bons números considerando que deixou de disputar 8 provas.”

    Foram dez provas que o Massa deixou de disputar.

    Não acho que essas comparações são de grande valía, sempre dá a impressão que alguns pilotos são verdadeiras obras primas e outros são bombas ambulantes.

    Heidfeld não é mais talentoso que o Kubica, e o que os números passam é são pilotos muito próximo em estilo e destreza, mas na verdade o polonês (por mais que eu não goste dele) é muito superior ao alemão.

    Vettel não massacrou o Webber, a disputa foi muito igual até o fim da temporada européia, ainda coloco na conta da Renault a perca do titulo e também a “derrota” do autraliano. Mas o Vettel será um grande piloto um dia, hoje ele é um bom piloto que tem muito a aprender.

    Falei apenas disputas que valem ser comentadas as demais os outros pilotos são extremamente superiores a seus parceiros de box.

    Sugestão.

    A disputa da Brawn merece ter um post a parte, seria muito bom debater números e os dois pilotos aqui no blog.

    Daniel Gomes, o que seria do Button se tivessem trocado o conjunto de freios do Barrichello já na Malasia ?

    Agora, ele sofreu o mesmo problema na Ferrari com o Ross Brawn, porque já não detectou isso o quanto antes, fica essa pergunta, se fizessem isso ele seria campeão.

    Publicado por Claudemir Freire | 24/11/2009, 10:46 am
  10. Pesquisei aqui nos meus arquivos, pois sabia que não estava louco…

    O Mark Webber só bateu o Vettel em treinos por duas vezes (na Alemanha, onde fez a pole, e no Brasil, onde o treino foi um carnaval). Ou seja, foi 15 x 2 pro Vettel.

    Becken, aconselho você a adicionar outra coluna na sua tabela: quem terminou na frente em provas em que os dois pilotos de uma mesma equipe terminaram a corrida. As vezes um piloto está na frente do companheiro e acaba perdendo um ponto por sofrer uma falha mecânica. Ficaria assim:

    Ferrari
    Felipe Massa 3 – 2 Kimi Räikkönen
    Luca Badoer 0 – 2 Kimi Räikkönen
    Giancarlo Fisichella 0 – 5 Kimi Räikkönen

    McLaren Mercedes
    Lewis Hamilton 7 – 2 Heikki Kovalainen

    BMW Sauber
    Robert Kubica 6 – 6 Nick Heidfeld

    Renault
    Fernando Alonso 6 – 1 Nelson Piquet
    Fernando Alonso 4 – 0 Romain Grosjean

    Toyota
    Jarno Trulli 5 – 6 Timo Glock
    Jarno Trulli 0 – 1 Kamui Kobayashi

    STR Ferrari
    Sebastien Bourdais 1 – 3 Sebastien Buemi
    Jaime Alguersuari 1 – 1 Sebastien Buemi

    Red Bull Renault
    Sebastian Vettel 6 – 4 Mark Webber

    Williams Toyota
    Nico Rosberg 9 – 2 Kazuki Nakajima

    Force India Mercedes
    Giancarlo Fisichella 5 – 2 Adrian Sutil
    Vitantonio Liuzzi 1 – 1 Adrian Sutil

    Brawn Mercedes
    Rubens Barrichello 4 – 11 Jenson Button

    Publicado por Guilherme Teixeira | 24/11/2009, 10:59 am
  11. Rapaziada, obrigado pelas dicas, correções e adendos. No momento não posso atualizar o gráfico, só à noite, mas prometo revisar.

    Abs

    Publicado por Becken Lima | 24/11/2009, 11:06 am
  12. Foram dez provas que o Massa deixou de disputar.

    Foram 8 Claudemir… Hungria era a 10ª etapa

    Publicado por Guilherme Teixeira | 24/11/2009, 11:07 am
  13. Boa Guilherme, e mais uma vez o Massa estava vencendo o Kimi. Por isso q ele disse o q disse na Jovem Pan. Apenas falou a verdade.

    Claudemir

    Concordo em relação ao Barrichello. Acho q a falha maior foi dele. E o pior q os freios q ele passou a usar e q fez ele bater o Button, sistematicamente, corrida a corrida, sempre esteve a sua disposição, q era o mesmo freio q o Button estava usando. Pelo q eu me lembro em entrevista do próprio Barrichello, ele começou com freios diferentes do Button, por opção própria e depois mudou para o mesmo freio do Inglês.

    Acredito q para a retrospectiva de 2010, essa luta de team mates vai ser MUITO mais interessante.

    Abs

    Publicado por Alex-Ctba | 24/11/2009, 11:33 am
  14. Foi mal, contei errado. :(

    A memória e o dedômetro me trairam.

    Publicado por Claudemir Freire | 24/11/2009, 11:55 am
  15. Pobre Kovalainen. Será que arrumará vaga em 2010???

    Publicado por Ylan Marcel | 24/11/2009, 12:10 pm
  16. Turma, Um Off Topic.

    O Carlos Ghosn admitiu hj que a Renault pode deixar a F1. Tá usando a desculpa de questões ambientais… Enfim.

    Então, e o Kubica? Pra onde vai?
    Vcs acreditam mesmo que a Mercedes vai anunciar o Nick, ou quem quer que seja, antes do anúncio da Renault?

    Fernando

    Publicado por Ffigueiredo | 24/11/2009, 12:44 pm
  17. Acho o Kubica mais capaz de liderar uma equipe que o Rosberg.

    Caso a Renault saia e o Polonês vá para equipe germanica, terá sido um extraordinário golpe de sorte(ou seria destino?) em sua cerreira.

    Depois do Kimi sem dúvida Kubica é a melhor alternativa.

    Becken,

    Muito bom o quadro, com o critério sugerido pelo Guilherme fica ainda melhor para as análises.

    Publicado por Sirlan Pedrosa | 24/11/2009, 12:58 pm
  18. Becken,

    Vc que eh um Mclaren expert me poderia dizer como fica a parceria com a Force India ?

    A Mclaren segue com eles ou nao ?

    Tenho essa curiosidade por que alguns dizem que o Dela Rosa iria para la agora o Di Resta vai testar tambem… o qto a MClaren pode influenciar em algo e o qto a Mercedes tambem…

    Que loucuga !!!!

    Um abraco,

    Fernando

    Publicado por Fernando | 24/11/2009, 3:22 pm
  19. Fernando não sou um Mclariano, mas …

    O acordo da FI é com a Mclaren para fornecimento de tecnologia e mão de obra.

    Câmbio e pessoal técnico foram mandados para “India” para ajudar e desenvolver o carro desse ano e até quando a pareceria continuar.

    Você vai perguntar, e a Mercedes onde entra nessa história.

    Apenas fornece o motor, mesmo com a parceria de Mclaren e Mercedes.

    Ela fornecia apenas motores também para Mclaren, todo o resto do carro era desenvolvido pelo grupo de trabalho de Woking (creio eu que não tinha dedos alemães nos carros ingleses, posse estar errado, mas nunca li nenhuma linha sobre o assunto).

    Mesmo agora com a estampa da Mercedes nos carros de 2010, ainda sim os carros não terão dedos de alemães, pelo menos por enquanto, porque será o time de Brackley que montará o carro, lembrando que o câmbio ainda deve ser o Honda de 2008 e 2009.

    Ou seja, ela era uma das donas da Mclaren, mas não apitava em nada, para piorar não desenvolvia nem um parafuso dos carros de Woking.

    Publicado por Claudemir Freire | 24/11/2009, 4:46 pm
  20. Mesmo agora com a estampa da Mercedes nos carros de 2010, ainda sim os carros não terão dedos de alemães, pelo menos por enquanto, porque será o time de Brackley que montará o carro, lembrando que o câmbio ainda deve ser o Honda de 2008 e 2009.

    Ou seja, ela era uma das donas da Mclaren, mas não apitava em nada, para piorar não desenvolvia nem um parafuso dos carros de Woking.

    Há um detalhe interessante nessa questão: a nova Mercedes será, essencialmente, uma equipe “inglesa”, mas com “inputs” alemães apenas nos motores, nada mais.

    A Mercedes não tem know-how como equipe de F1, por isso ela não “apitava” na McLaren. O máximo que Sttutgart poderia fazer era indicar os pilotos que eles desejavam na equipe. Tecnologia pontualmente desenvolvida para a F1, aerodinâmica, logística de transporte e administrativa, isso era com a McLaren que nasceu para isso…

    Ela, a Mercedes, sabe fazer motores e desenvolver tecnologias paralelas, por isso comprou a Brawn. Poderia ter comprado o esqueleto da BMW, muito mais puro sangue alemão, mas a BMW dificilmente venderia para a concorrente.

    Talvez pudesse comprar a Toyota, também mais alemãã que a Brawn, mas eles optaram mesmo, novamente, pelos ingleses.

    Eu acho que valeria até um post refletindo sobre a nacionalidade da alemã Merecedes que tá mais para inglesa travestida de prata.

    Publicado por Becken Lima | 24/11/2009, 5:01 pm
  21. Becken os motores também são feitos em solo bretão pela Ilmor, ou seja, a equipe Mercedes é inglesa na produção de seus carros.
    :)

    Publicado por Claudemir Freire | 24/11/2009, 5:11 pm
  22. Becken os motores também são feitos em solo bretão pela Ilmor, ou seja, a equipe Mercedes é inglesa na produção de seus carros.

    Bem lembrado!!

    Publicado por Becken Lima | 24/11/2009, 5:50 pm
  23. Poderia ter comprado o esqueleto da BMW, muito mais puro sangue alemão, mas a BMW dificilmente venderia para a concorrente.

    A meu entendimento, não foi o fato de a BMW ser concorrente da Mercedes na venda de carros que impediu a compra do esqueleto da equipe dos bávaros. A BMW vem num ano muito ruim e eles não tinham desenvolvimento do carro do ano que vem, já a Brawn vem trabalhando no novo carro há meses. A Mercedes não tem um dedo de influência na BMW, já na Brawn eles forneciam os motores. E Mario Theissen que me desculpe – ele é um ótimo chefe de equipe, mas não chega nem perto da “lenda” Ross Brawn.

    Sem contar que, se fomos considerar como critério de “nacionalidade” de uma equipe o local de sua base, a Renault era inglesa ao invés de francesa, a Red Bull era inglesa ao invés de austríaca, a Toyota era alemã…

    Mas no fim da pra dizer que a Mercedes é uma equipe globalizada (ou inglelizada?) ;-)

    Publicado por Guilherme Teixeira | 24/11/2009, 6:07 pm
  24. Gracias Claudemir e Becken,

    Mais uma duvida morta e enterrada.

    E ahi gente , algum bolao pra ver quem entra no segundo carro Mercedes.

    Abraco

    Publicado por Fernando Piccione | 24/11/2009, 6:38 pm
  25. Quando eu disse que a Ilmor ainda fabricava os motores Mercedes, mesmo sabendo que a empresa pertencia aos alemães, fiquei curioso e fui dar uma fuçada no site da Ilmor.

    In late 2002, Mercedes-Benz elected to begin a phased buyout of Ilmor. The Special Projects Group found that this limited opportunities to expand its business portfolio and so Roger and Mario elected to buy Special Projects from Mercedes, along with the Ilmor name. This was accomplished by the end of June 2005 and a new Ilmor was born. Ilmor is now led by Steve Miller, an engineer with more than two decades of success in US racing.

    http://www.ilmor.co.uk/profile.php

    A Mercedes comprou ou não comprou a Ilmor ?

    E se comprou, o que ela comprou ?
    Porque no site da empresa a estrutura em solo bretão ainda pertence a Ilmor.

    http://www.ilmor.com/racing/contact.html

    Então se não comprou onde são feitos o benditos motores ?

    Que zona esses sites fazem, agora fiquei confuso.

    Até a Honda tem motores feitos pela Ilmor, mas calma, não são os da F1 e sim o da Indy.

    http://www.ilmor.co.uk/services_design_engine.php

    Publicado por Claudemir Freire | 24/11/2009, 7:02 pm
  26. Becken, meu comentário bateu na saída dos pits :)

    Publicado por Claudemir Freire | 24/11/2009, 7:04 pm
  27. Claudermir:
    Seu comentário tava correndo em Yas Marina? hehe

    (tá, eu sei, não foi engraçada)

    Publicado por Guilherme Teixeira | 24/11/2009, 7:32 pm
  28. Uma pergunta aos q dizem q o Alonso é o melhor piloto em atividade…
    Temos 2 Alonsos: um na Renault, sua casa, onde tudo girava ao seu redor.
    E outro, fora da Renault onde tomou pau de um estreante.
    A pergunta é: se ele for batido pelo Massa em 2010, em condições normais( sem sistemáticas quebras de motor, etc), ele ainda poderá ser considerado o melhor piloto do grid?

    Publicado por leandro magno | 24/11/2009, 10:19 pm
  29. Acho q na F-1 atual, fora os wdc, o q vale é o momento. E durante uma temporada, dependendo obviamente do carro, muitos pilotos acabam se destacando. O Alonso tá correndo com os titulos nas costas. Quero ver se na pista ele tomar pau do Massa tal qual o Kimi de 2008/9, o q mais o Montezemolo precisa para se convencer q o Felipe pode liderar a equipe?

    Publicado por Alex-Ctba | 24/11/2009, 10:43 pm
  30. Ô Alex, digaê…

    Dois japoneses, Joaquim e Manoel, jogam na mega-Senna (Brasil-sil-sil- tan-tan-tan) três vezes seguidas.

    Na primeira rodada Joaquim acerta os 6 números e ganha a super acumulada – 60 milhões.
    Na segunda rodada Manoel acerta 5 números e ganha prêmio de consolação – 500 reais.
    Na terceira nenhum dos dois tem chances e por isso nada ganham.

    Agora diga: com quem a japonesa Maria vai querer casar?

    Abs.

    Publicado por Anselmo Coyote | 25/11/2009, 6:30 am
  31. A Maria vai querer casar com o Manoel, pq o momento dele é melhor e ele pode acertar os seis números a qualquer instante. O Joaquim sentou em cima dos 60 paus e não quer mais saber de jogar e a Maria gosta de quem joga com mais vontade, com mais entusiasmo, q é o q importa para ela.

    Publicado por Alex-Ctba | 25/11/2009, 7:08 am
  32. BTW, essa japonesa Maria tem sobrenome italiano: Montezemolo!

    Publicado por Alex-Ctba | 25/11/2009, 12:32 pm
  33. Alex,

    Eu esperava por isso. Afinal, a lógica japonesa é essa mesmo. Menos vale 01 pássaro na mão que 02 voando.

    Abs.

    Publicado por Anselmo Coyote | 25/11/2009, 4:31 pm
  34. Blog do Livio

    Ross Brawn foi obrigado a se desfazer da Brawn GP
    por Livio Oricchio, Seção: Coluna 23:33:20.
    20/XI/09

    Tenho ouvido, e lido, muita gente criticar Ross Brawn por ter “destruído” a sua equipe, depois de apenas um ano de vida e ter conquistado, com méritos, os dois títulos que disputou, de pilotos e construtores, contra todas as indicações.

    Brawn assumiu oficialmente a equipe da Honda apenas dia 5 de março. Com um carro bastante eficiente, veloz, constante e quase inquebrável, dominou a maior parte da temporada. Agora no final, no entanto, depois de Jenson Button ser campeão em Interlagos e Rubens Barrichello ser decisivo para o time vencer o Mundial de Construtores, a Brawn GP começou a se desfazer.

    O primeiro a sair foi Rubens Barrichello. Dia 2 de novembro a Williams o anunciou como seu piloto. Dia 18, quarta-feira passada, foi a vez de a McLaren informar, surpreendentemente, que Button será o companheiro de Lewis Hamilton em 2010. Mas dois dias antes, segunda-feira, Ross Brawn chamou a imprensa para informar ter vendido 75,1% da escuderia para a Mercedes.Em resumo, a Brawn GP deixou de existir. Até no nome. Agora é Mercedes GP.

    Os que acreditam que Ross Brawn teve prazer em mudar tudo o que tanto lutou para construir – e ficou a sua cara – podem começar a rever seu ponto de vista. Hoje, sexta-feira, conversei com dois profissionais da organização, um que saiu também e outro que permanece lá, e o que eles me disseram vai frontalmente contra essa idéia de que o engenheiro inglês pensou apenas em dinheiro, como alguns comentam.

    Ross Brawn não tinha outra alternativa. Para ser bem objetivo: não dispunha de orçamento para disputar o próximo Mundial. Este ano, a Honda depositou na conta da Brawn GP US$ 150 milhões. É um dado que Ross Brawn confirmou. E apesar dos títulos, a Brawn GP não conseguiu um patrocinador principal para 2010. E com os contratos de investidores que possui não haveria como concorrer com possibilidades de poder repetir os resultados extraordinários deste ano.

    “Salvei a equipe”, afirmou Ross Brawn aos jornalistas, segunda-feira. A mais pura verdade, segundo o que me contaram esses dois profissionais com quem conversei, um deles longamente, hoje. “A Mercedes representa a garantia de a nossa estrutura prosseguir na Fórmula 1”, falou Ross Brawn.

    Quanto a Rubinho, Ross lhe havia dito estar negociando com a Mercedes e se o negócio saísse eles iriam levar o Nico Rosberg para lá.

    E no que diz respeito a Button, Ross Brawn não envolveu diretamente a Mercedes nas conversas, em princípio, e foi surpreendido pelo piloto, que se sentiu traído, depois de abrir mão de muita coisa para competir no time e, segundo a minha fonte, “não reconhecerem nada do que fez, como abrir mão de um bom dinheiro, a dedicação extrema ao grupo e a conquista nada desprezível do Mundial”.

    Ross Brawn ficou um pouco mais rico, é verdade, com a venda da Brawn GP, mas se pudesse, pelo que o conheço através da convivência de 20 anos nos autódromos, ainda que em geral breve, e do que me dizem profissionais mais próximos a ele, preferiria, com certeza, prosseguir com seu projeto próprio de equipe, sem ter de dividir a administração como terá de fazer com a Mercedes.

    Publicado por Claudio CArdoso | 25/11/2009, 7:01 pm
  35. Eu tinha lido essa matéria do Oricchio dias atrás, mas não me animei a comentar. Acho q discutir agora se o Button vai ganhar mais menos, se foi bom ou não ter saído da Mercedes, não acredito ser muito relevante. O q importa é a temporada q se prenuncia e sobretudo o duelo com o Hamilton. Isso sim é interessante.

    Publicado por Alex-Ctba | 25/11/2009, 9:13 pm

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: