//
você está lendo...
ARTIGOS

Ferrari em 2009: um ano para se orgulhar

Imagem:Ferrari/Divulgação

(FAMIGLIA: sem títulos, mas ainda assim exercendo influência nos destinos da F1)

2009 poderia ter sido um completo desastre na história da Ferrari. Esportivamente a equipe se viu em maus lençóis com o mal nascido F60 e, pior, sem Felipe Massa a partir do GP da Hungria. Os velhos problemas com confiabilidade reapareceram e algumas atuações, como na China e na Espanha, ficaram abaixo da crítica, o que obrigou a Stefano Domenicalli a remodelar o organograma da equipe.

O precipitado anúncio da frustrada volta de Schumacher e a decisão em dar uma chance a Luca Badoer, também poderiam ser contabilizados como mais dois equívocos.

Esportivamente, então, restou pouco a Ferrari em 2009: cinco pódios, uma grande vitória de Raikkonen na Bélgica, além da contratação de Alonso, o melhor piloto da F1 no momento.

Há, no entanto, dois outros motivos pelos quais a Ferrari e seus fãs devem ser orgulhar em 2009.

1. La ‘Famiglia’ cuida de Massa

Primeiro: o acidente de Felipe Massa e o consequente cuidado e carinho que a equipe dedicou ao brasileiro, nos fez entender e testemunhar o tão italiano sentimento de “famiglia” que a Ferrari cultua como um valor intrínseco em sua organização.

Para o torcedor brasileiro esse gesto foi importante e restabeleceu um elo de confiança há muito quebrado com a passagem de Rubens Barrichello por lá. O estigma por ter sabotado Barrichello no passado, e que vez ou outra surgia quando algo de errado acontecia com Massa, foi deixado de lado temporariamente.

2. Revitalizando o valor de sua marca

Segundo e mais importante: a Ferrari, personificada em Luca di Montezemolo, encarou de frente a FIA e a FOM em questões capitais para o futuro da F1, e que iam de encontro aos seus próprios interesses como organização.

Enfrentar a FIA foi, então, um grande exercício para reinvocar a importância da companhia no mundo do automobilismo, além de revalorizar sua marca diante de milhares de trilhardários interessados em comprar uma F458 Itália.

Sim, em 2009 descobrimos finalmente que a Ferrari dispunha, contratual e vergonhosamente, de privilégios financeiros e influência sobre a condução técnica  esportiva da F1, mas não podemos negar a engenhosidade no uso dessa influência em prol das equipes e da F1 como um todo.

E mesmo quando a crise dos Difusores eclodiu, a Ferrari e Luca di Montezemolo permaneceram politicamente neutros.

Luca Di Montezemolo, o homem Ferrari em 2009

Eu, portanto, poderia escolher Stefano Domenicalli como o homem mais importante da Ferrari em 2009: ele recuperou a sua equipe das pequenas crises do início do ano e vem a cada dia expurgando a cultura do “Vencer a Qualquer Custo” de Maranello. Sou fá confesso de Stefano,  mas o homem mais importante é mesmo o Presidente Luca di Montezemolo pela dupla jornada como líder da Ferrari e Presidente ativo e atuante da FOTA, a Associação das Equipes de F1.

Por tudo isso — ainda que longe da briga por títulos — a Ferrari pode escrever com orgulho o 2009 em sua história.

Discussão

26 comentários sobre “Ferrari em 2009: um ano para se orgulhar

  1. Uma Ferrari fechando a tabela de tempos hj…
    E quase 5 segundos atrás de uma Macca.
    Eta 2009 q insiste em não acabar pros vermelhos!

    1. Gary Paffett (GBR/McLaren) – 1min18s718 (44 voltas)
    2. Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull) – 1min19s243 (45 voltas)
    3. Paul Di Resta (GBR/Force India) – 1min19s411 (58 voltas)
    4. Mike Conway (GBR/BrawnGP) – 1min20s267 (55 voltas)
    5. Esteban Gutiérrez (MEX/BMW-Sauber) – 1in20s450 (38 voltas)
    6. Ho-Pin Tung (CHN/Renault) – 1min21s492 (67 voltas)
    7. Mirko Bortolotti (ITA/Toro Rosso) – 1min21s761 (23 voltas)
    8. Nico Hulkenberg (ALE/Williams) – 1min21s814 (53 voltas)
    9. Jules Bianchi (FRA/Ferrari) – 1min23s340 (63 voltas)

    Publicado por Leandro Magno | 02/12/2009, 10:14 am
  2. Leandro,

    Testes são testes. Ainda mais com esses pilotoons aí?

    Ficou claro depois do acidente do Massa, que a Ferrari era um tijolo.
    Se Badoer e Fisichella tiveram atuações sofríveis com o F-60, o que dizer do jovem Jules Bianchi.

    Esse 2009 só vai acabar mesmo pra eles quando o novo carro entrar na pista.

    Publicado por Iomau | 02/12/2009, 10:47 am
  3. O Bianchi foi bem mais rapido que isto ontem. Testes são testes. Até onde sabemos o Bianchi pode ter passado o dia todo entupido de combustivel para equipe colher mais dados para o carro novo.

    Publicado por Filipe | 02/12/2009, 11:26 am
  4. Becken e amigos,

    A Ferrari vendeu o Raikkonen (e também o Massa) por 30 dinheiros, do Santander. Não merece meu respeito.

    Se fizer carros iguais ao que fez em 2009 o Alonso não o fará andar como Massa e Raikkonen o fizeram. Ele fará como fez na Renault 2008 e 2009, ou seja, se arrastará pela pista. Se ganhar alguma estará sob suspeita.

    A Ferrari se esqueceu que o Kimi foi campeão com 6 vitórias, sobre Alonso e Hamilton, com 4 vitórias cada um e que o carro da Ferrari era muito inferior aos carros da Mc Laren.

    Em 2008 os carros da Ferrari também eram muito inferiores aos da Mc Laren e mesmo assim o Massa o conduziu rumo ao campeonato até a última volta da última corrida. E mesmo assim os pilotos conseguiram dar à equipe o título de campeã de construtores.

    Antes de vender seus pilotos por 30 dinheiros deveria reaprender a fazer carro e resolver o problema das lambanças que tem sido recorrentes na equipe e que prejudicaram sobremaneira a performance de seus pilotos, inclusive o campeonato do Massa (pelo menos 50% dos erros foram da equipe).

    Sinto muito, Becken, mas a Ferrari voltou às décadas de 80 e 90. Só tem demonstrado arrogância, lambança, traição e outras coisas obscuras. Está fazendo água desde 2005, com um leve refresco em 2007 e 2008, por obra quase exclusiva de seus pilotos, agora vendidos no mercado de pulgas.

    Sinceramente, em 2010 vou torcer pelo Hamilton, como já anunciei há tempos, e serei ardorosamente anti-Ferrari e anti-ferrarista.

    Abs.

    Publicado por A. Coyote | 02/12/2009, 12:30 pm
  5. “Sinceramente, em 2010 vou torcer pelo Hamilton, como já anunciei há tempos, e serei ardorosamente anti-Ferrari e anti-ferrarista.”

    Coyote, pra q tanta mágoa nesse coração ? Vc vai ver q o Kimi ainda vai assinar com a Mercedes e serão quatro equipes lutando por vitórias em 2010.

    Uma dupla Rosberg / Heidfeld seria um pouco chata…

    Publicado por Alex-Ctba | 02/12/2009, 1:06 pm
  6. Não Alex-CTBA, uma dupla Rosberg/Heidfeld seria MUITO chata

    Publicado por Gunther | 02/12/2009, 1:27 pm
  7. Alex e Gunther,

    É mágoa não…rsrsrs. Só não gosto de mafiosos e os italianos abusam da latinidade.

    Quanto à dupla Rosberg/Heidfeld… humm. Nada contra mas, pelo que fizeram até aqui, realmente se houver emoção será nas 6as feiras, quando o Rosberg solta a franga. No mais, acho que ninguém desprega a bunda da arquibancada.

    Não acho que Raikkonen e Piquetzinho voltem à F1. Mas, se voltarem (os dois ou qualquer um) vou fazer a maior festa.

    Ah… ainda tem o Kobayashi. Tomara que volte e nos mostre de uma vez por todas se é bom mesmo ou se foi só um balão de ensaio.

    Abs.

    Publicado por Anselmo Coyote | 02/12/2009, 3:27 pm
  8. É… o recado tá dado.
    Bianchi na Art em 2010 ganhando fácil a GP2 e estreando em 2011 na Ferrari ao lado de Alonso.
    Massa vai ter q mostrar muito serviço em 2010 ou seu futuro será negro.
    Em 2011, as principais equipes já vão estar com seus cockpits todos preenchidos.
    Massa na Williams, no lugar do Rubinho, em 2011?
    Aguardemos…

    Publicado por Leandro Magno | 02/12/2009, 6:20 pm
  9. Becken,

    Uma vitória, nenhuma pole, um piloto acidentado e seus substitutos andando em último, o outro piloto demitido.

    Um ano para esquecer !

    Caso haja algo a se comemorar, é que apesar de tudo hove estabilidade política.

    Nas décadas de 80 ou 90 seria motivo de grandes reestruturações….

    Publicado por Sirlan Pedrosa | 02/12/2009, 10:03 pm
  10. “Sim, em
    descobrimos finalmente que a Ferrari dispunha, contratual e vergonhosamente, de privilégios financeiros e influência sobre a condução técnica esportiva da F1, mas não podemos negar a engenhosidade no uso dessa influência em prol das equipes e da F1 como um todo.”.

    Becken,
    Eu jurei que esperaria alguém perguntar sobre isso. Mas minha impetuosidade não permitiu. O que vc quis dizer com isso (quote)? Dá para trocar em miúdos? Com todo o respeito que vc merece, isso aí me deixou uma péssima impressão e até temeroso com o que vc vai falar, se é que vai.

    Abs.

    Publicado por Anselmo Coyote | 03/12/2009, 7:15 am
  11. Whatahell is this?

    Publicado por Leandro Magno | 03/12/2009, 9:24 am
  12. Anselmo – Ficou provado que a Ferrar dispunha, contratualmente, de um veto sobre os regulamentos técnicos e esportivos da F1. Foi com base nisso que ela entrou com uma ação para barrar as regras que FIA impôs no meio do ano passado.

    Paralelamente, Bernie Ecclestone confirmou que no bolo dos proventos distribuídos pela FOM, com base no campeonato de construtores, a equipe tem o privilégio de ganhar um “extra” que não é oferecido a nenhuma das outras equipes.

    Esse tipo de acordo não existe em nenhum esporte — que eu saiba. Há muita discussão se é justo ou não, mas se considerarmos que o prestígio da Ferrari oferece valor de mercado à F1 e às equipes adversárias, não é tão injusto assim…

    Whatahell is this?

    No idea!

    Publicado por Becken Lima | 03/12/2009, 9:34 am
  13. Whatahell is this?

    Não será o tal lastro adicional para deixar o carro mais pesado? A Red Bull e a McLaren utilizaram algo assim para testar as mudanças de combustível para 2010.

    Por isso, elas correram de tanque cheio em Jerez e utilizaram o lastro para aumentar o peso com equilíbrio para simular o tanque maior da próxima temporada.

    Publicado por Will | 03/12/2009, 10:14 am
  14. Newey strikes again!

    Publicado por Leandro Magno | 03/12/2009, 10:16 am
  15. Não creio, Will.
    O peso extra será na porção traseira do carro. Não faria sentido simular na frente, ainda mais q ela será mais solta em 2010 em função dos pneus dianteiros mais estreitos.
    Me parece mais um (r) evolução aerodinâmica.

    Publicado por Leandro Magno | 03/12/2009, 10:21 am
  16. Enfim, será que teremos uma surpresa no início da temporada, então?

    Publicado por Will | 03/12/2009, 10:26 am
  17. Becken,

    Obrigado por responder.

    Para mim não há o que se discutir sobre serem justos ou injustos esses benefícios à Ferrari.

    Eu vejo a questão “Justiça” sob dois prismas:

    1. Justiça, lato sensu, e
    2. Justiça, stricto sensu.

    No primeiro caso, o ato de beneficiar uns em detrimento de outros, quando todos reúnen os mesmos pressupostos para receber um tratamento igualitário, pode ser chamado de qualquer coisa, menos de Justiça. É como racismo. Não importa se o sujeito é amarelo como um canário, branco como um urso polar, pardo como um puma ou negro como um macaco. Todos pertencem à raça humana. Logo, estas características de natureza estritamente pessoais não podem influenciar na aferição do justo.

    No segundo caso, o que pode ser injusto no sentido ideal do termo (lato sensu), pode ser justo para um grupo restrito, regularmente organizado. É como na F1. Se as equipes entendem que, em função de seu prestígio, é conveniente que a Ferrari tenha benefícios que elas não têm, então a soma das conveniências de cada uma equilibra a desigualdade de tratamento, afastando qualquer resquício de injustiça.

    Eu vivo batendo nessa tecla nos blogs. A moral que anima os competidores (equipes ou atletas) é aquela que inspira o regulamento a que eles estão submetidos e não a que aprendemos em casa e aplicamos no nosso cotidiano.

    É fundamental separar as coisas, para que aquilo que a princípio seria uma distração ou entretenimento não se tornar um martírio.

    O colega Alex-Ctba disse num comentário acima que eu estou magoado com a Ferrari. É verdade. Por causa dela não vou assistir o meu piloto predileto correndo na F1 em 2010 e talvez nunca mais. Mas isso não ultrapassa os limites do esporte. Eu não deixaria de pagar uma fortuna por um carro da Ferrari por causa disso.

    Abs.

    Publicado por A. Coyote | 03/12/2009, 10:49 am
  18. Anselmo – Eu imagino que o acordo entre Ferrari e FOM/FIA seja de conhecimento comum entre as equipes, daí elas nunca terem reclamado publicamente. Como diz o adágio: “Quem cala…”

    O único “senão” o qual vc pode contestar é que quando a Ferrari ganha mais dinheiro que outras equipes, isso acaba virando um círculo vicioso/virtuoso (depende de que lado do circo vc está!) por que o beneficiário pode investir o dinheiro extra no desenvovlimento dos carros. Quer dizer, a Ferrari tem mais prestígio, é mais poderosa, ganha mais dinheiro e torna-se mais competitiva, mais poderosa e assim segue ad infinitum…

    Publicado por Becken Lima | 03/12/2009, 11:05 am
  19. @Leandro Magno

    a) Um dispositivo para mediar a carga aerodinâmica na asa dianteira;

    b) Um medidor de tensão para verificar a flexibilidade da asa dianteira.

    c) Sensores verificando as reações de diversos pontos da asa em relação ao plano horizontal.

    Publicado por Thiago Leopoldo | 03/12/2009, 11:10 am
  20. No site oficial da Red Bull não fala nada a respeito, obvio, eles não iriam entregar o ouro ao bandido. Só relata sobre os testes e os objetivos do mesmo:

    Driver: Daniel Ricciardo; Car: RB5-02; Time: 1:19.243; Laps: 92; Circuit length: 4.423km; Fastest Lap: Gary Paffett (McLaren) 1:18.718

    For his second day in an F1 cockpit, Daniel Ricciardo tackled a similar programme to yesterday, which involved getting to grips with the actual driving and procedures that are unique to these cars, as well as trying two different tyre compounds.

    The Australian also carried out various tests aimed at the 2010 season: aero and brake testing, as well as running the car in the very heavy configuration resulting from next year’s ban on race refuelling.

    “I found it a bit easier today,” said Daniel. “I knew what to expect this morning and the procedures were easier to understand, so I was able to concentrate on improving my driving and hopefully give my best in terms of providing the engineers with good feedback.”

    Ricciardo will be back in the cockpit tomorrow for the final day of testing this year.

    Publicado por Alex-Ctba | 03/12/2009, 12:38 pm
  21. Saiu no globo.com

    Confira a classificação geral

    1 – Ricciardo (RBR) – 1m17.418s – 77 voltas
    2 – Di Resta (Force Índia) – 1m18.736s (+ 1.318s) – 53 voltas
    3 – Paffett (McLaren) – 1m18.746s (+ 1.328s) – 59 voltas
    4 – Conway (Mercedes) – 1m19.096s (+ 1.678s) – 77 voltas
    5 – Hulkenberg (Williams) – 1m19.226s (+ 1.808s) – 106 voltas
    6 – Baguette (Sauber) – 1m19.356s (+ 1.938s) – 70 voltas
    7 – Turvey (McLaren) – 1m19.358s (+ 1.940s) – 32 voltas
    8 – Ericsson (Mercedes) – 1m19.382s (+ 1.964s) – 49 voltas
    9 – Di Grassi (Renault) – 1m19.602s (+ 2.184s) – 123 voltas
    10 – Hildebrand (Force India) – 1m19.873s (+ 2.455s) – 41 voltas
    11 – Sanchez (Ferrari) – 1m21.147s (+ 3.650s) – 39 voltas
    12 – Zampieri (Ferrari) – 1m21.279s (+ 3.861s) – 42 voltas
    13 – Zipoli (Ferrari) – 1m21.725s (+ 4.307s) – 41 voltas
    14 – Hartley (STR) – 1m22.493s (+ 5.075s) – 50 voltas
    15 – Bortolotti (STR) – 1m23.271s (+ 5.853s) – 34 voltas
    16 – Tung (Renault) – 1m32.477s (+ 15.059s) – 4 voltas

    Tirando esse Tung com apenas 4 voltas, o restante deu acima de 30 voltas, e o Di Grassi deu 4 vezes mais voltas que todo mundo e terminou em 9º, acho q ele não foi bem, é óbviu. O que me espantou foi a Force India com o Di Resta ter ficado em segundo, é merito dele ou do carro? Qto ao pessoal ai que falou q Teste são Testes, a Ferrari ficou pra traz de novo. Sei que foram varios dias de testes, porem a globo lanço essa tabela como sendo geral, acho q um somatorio de tempos com somatorio de voltas, deve ter sido isso.

    Íntegra: http://globoesporte.globo.com/Esportes/Noticias/Formula_1/0,,MUL1402116-15011,00-RICCIARDO+FECHA+OS+TESTES+DE+NOVOS+PILOTOS+DA+F+COM+A+MELHOR+VOLTA+DA+SEMAN.html

    Abraço

    Publicado por Anderson Dorneles | 03/12/2009, 3:37 pm
  22. Olá,

    em tempo, não tem nada de somatorio, é somente a melhor volta de cada um, durante a semana de teste.

    Abraço

    Publicado por Anderson Dorneles | 03/12/2009, 3:40 pm
  23. Gente sem querer ser estraga prazer, nao poderia ser soh e simplismente uma camera para uma tomada promocional ou qualquer outra coisa…..

    A Red Bull eh a rainha das promocoes, campanhas diferentes que seja….

    Talvez a galera esteja viajando um pouco demais na maionesa nao ?

    Mas como Red Bull te dah asas por que nao ?

    Publicado por Fernando | 03/12/2009, 3:43 pm
  24. Bem, parece que realmente é mais uma obra de Adrian Newey. Veja o que está escrito no site da Red Bull hoje:

    Following on from the past two days, the team again worked on aerodynamic testing aimed at 2010, getting through its entire programme, even though track time was shortened by some light rain in the middle of the day. Ricciardo’s
    performance was impressive and in fact, his best lap today was the fastest
    recorded at the Jerez circuit this year.

    Publicado por Will | 03/12/2009, 5:04 pm
  25. Will, deve ser apenas um sensor mesmo. Agora ja acho q n tem nada a ver com a aerodinâmica. Se n me engano, foi usado só na terça.

    Publicado por Leandro Magno | 03/12/2009, 6:48 pm
  26. Concordo com o Thiago Leopoldo, pra mim tb são sensores coletando dados das reações dos ajustes aerodinâmicos. Resumindo: Engenheiros trabalhando!

    Publicado por Alex-Ctb | 03/12/2009, 9:10 pm

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: