//
você está lendo...
ARTIGOS

Formula 1 muda sistema de pontuação

Depois de cinco anos a Comissão da FIA reuniu-se ontem para introduzir uma das mais radicais mudanças no regulamento esportivo dos últimos anos. O sistema atual de pontuação será modificado, oferecendo 25 pontos para o vencedor, 20 para o segundo 15 para o terceiro, 10 para o quarto e 8-6-5-3-2-1 do quinto ao décimo colocado.

O objetivo, segundo a FIA, é proporcionar ao grid atual, que terá 26 carros, melhores e maiores oportunidades de pontuar, o que também oferecerá uma divisão maior de proventos distribuídos às equipes pela FOM — entidade encarregada de comercializar os direitos da F1.

Não há ainda uma opinião contundente contra ou a favor da proposta adotada, mas sob o ponto de vista esportivo, percentualmente ela permanecerá quase a mesma. Na sessão de comentários, Alex-Ctba  explicou bem as pequenas diferenças:

“…Em termos % a nova proposta não muda nada. Analisando o pódio apenas:

10-8-6 é 100% para o 1º, 80% para o 2º e 60% para o 3º. 25-20-15 é exatamente o mesmo em termos percentuais.

No antigo sistema 10-6-4, a diferença entre o 1º e 2º era de 4 pontos, menor do que os cinco propostos, porém, em termos percentuais, era bem maior: 100%-60%-40%

— Alex-Ctba

Paralelamente, é preciso dizer que o sistema nos deconectará estatisticamente de parte da história da F1 ao modificar com tanta radicalidade a distribuição de pontos. Sobre isso, Vitor  de Recife tem a seguinte opinião:

“…E pra turma que gosta de estatísticas, os novos campeões encostarão mais rápido nos antigos… e os números, neste ponto de vista, serão ainda mais relativos…”

— Vitor  de Recife

E o resto de vocês, como estão encarando a nova mudança e quais impactos vocês acham que ela poderá ter na disputa dos próximos campeonatos? Fiquem à vontade na sessão de comentários.

Discussão

29 comentários sobre “Formula 1 muda sistema de pontuação

  1. 2009
    Button – 243pts
    Vettel – 203pts
    Barrichello – 187pts
    Webber – 178pts

    2008
    Hamilton – 240pts
    Massa – 239pts
    Raikkonen – 188pts
    Kubica – 178pts

    2007
    Raikkonen – 271pts
    Hamilton – 270pts
    Alonso – 268pts
    Massa – 228pts

    2006
    Alonso – 331pts
    Schumacher – 297pts
    Massa – 195pts
    Fisichella – 162pts

    Não mudaria quase nada no passado.

    A grande questão que muda, claro, é que os 10 primeiros vão ganhar pontos.

    Quem defende a mudança de proporção desconsidera que o que faz um piloto tentar ultrapassar outro é simplesmente o fato de estar atrás. Ninguém pensa “vou ganhar 50% mais pontos que o quarto colocado se terminar em 7º”.

    TODO piloto quer ultrapassar o que está na frente.

    Para mim, a pontuação até o 10º premia a falta de competitividade em detrimento da alta performance.

    A princípio, sou contra, mas veremos.

    Publicado por Daniel Gomes | 11/12/2009, 1:20 pm
  2. O último campeão que mudaria seria Eddie Irvine em 1999 no lugar de Mika Hakkinen. Eu me posicionei a favor no meu blog.

    Embora reconheça que existam muitos aspectos negativos também. Enfim, nada é 100% bom e nada é 100% ruim. Uma pena é que as estatísticas antigas se perderão na história a partir de agora.

    A comparação de pontos entre pilotos, que já era cruel, agora ficará impossível de ser feita.

    Publicado por Willian | 11/12/2009, 1:24 pm
  3. Eu sou a favor. Valoriza-se o esforço das equipes menores com a atribuição de pontos a mais pilotos.

    Apenas acrescentaria maior valor a vitória e um ponto para o pole e para o piloto que liderar mais volas.

    Da forma como foi feita, preferiram valorizar o pódio. O que é bom também. A diferença entre um quarto e um terceiro lugar, que era mínima, passa a ser considerável.

    Quanto às estatísticas, temos as vitórias, títulos, poles, voltas na liderança, médias disso tudo….enfim…muito com o que comparar…

    Publicado por Sirlan Pedrosa | 11/12/2009, 1:49 pm
  4. Como disse o Vitor, essa estatística de pontos acumulados na carreira, passa a perder importância, já q o salto foi grande.

    Discordo parcialmente do Daniel Gomes. Ok todo piloto quer ultrapassar o da frente, mas, existem os piloto “puro-sangue” ( Hamilton, Alonso )e os burocráticos ( Heidfeld ). Será q um piloto burocrático vai arriscar perder 20 para conquistar apenas mais 5 ? Exatamente o q ocorre hj, um piloto burocrático ou pragmático, como queiram, vai arriscar perder 8, por mais 2 ?

    Na minha opinião a vitória não foi valorizada, como era no tempo do 10-6-4 e como eu comentei no blog do William, é até compreensível as razões da FIA. Os últimos campeonatos tem sido decididos nas últimas corridas da temporada ( o de 2008 na última curva ). Qual a razão de valorizar a vitória se essa fórmula tem levado emoção até as corridas finais? A FIA deve ter imaginado q não se meche em time q está ganhando. A mudança precisava ser feita, para continuar contemplando 40% do Grid, como atualmente, mas não alterou muita coisa.

    Publicado por Alex-Ctba | 11/12/2009, 2:09 pm
  5. Sou a favor da mudança, mas não como foi colocada porque na prática não muda nada, alguns podem dizer que ficaria mais emocionante a disputa por algumas distâncias serem de 5 pontos, mas e daí, serão as mesma durante todo o campeonato.

    O ideal seria 12, 9, 6, 5, 4, 3, 2 , 1.

    É só fazer as contas que verão que com essa pontuação todo prognóstico muda radicalmente.

    E que se danem o 9º e 10º colocados as equipes tem que ralar pra chegar entre os 8, assim dessa forma vamos ver a F1 tornar-se a Nascar, daqui a pouco o 15º colocado vai pontuar.

    Publicado por Claudemir Freire | 11/12/2009, 2:16 pm
  6. Já deveria ter mudado desde o início dos anos 70 (fazer como fazia o mundial de esporte-protótipos e Can-Am, naquela época). Agora, que vai desconsiderar os feitos dos pilotos do passado em termos de pontos absolutos, ah, isso vai mesmo. Quero ver como teremos um sistema de banco de dados de pontos conquistados que não cometar injustiça para com os pilotos do passado.

    Publicado por Fernando Kesnault | 11/12/2009, 2:25 pm
  7. Eu preferia que o segundo marcasse 18 e o terceiro 13, mas gosto do sistema novo.

    Publicado por Filipe Furtado | 11/12/2009, 2:34 pm
  8. Pontos absolutos sempre foi a estatisca mais dificil de calcular mesmo.

    Publicado por Filipe Furtado | 11/12/2009, 2:36 pm
  9. Acho q contemplar os 10 primeiros é uma medida correta e para mim, a pontuação deveria ser a seguinte:

    25-15-10-8-6-5-4-3-2-1

    Publicado por Alex-Ctba | 11/12/2009, 2:46 pm
  10. Boa tarde

    Eu gostei. A diferença entre 1º e 3º é bem considerável, são 10 pontos, metade do que o segundo colocado ganha e será muito difícil algum piloto tirar só primeiro e segundo, existem mais posições no grid.

    Grandes coisa que as estatísticas foram por água abaixo, o que vale é o presente, o passada já está na história não muda mais. Schumacher sempre será 7 vezes campeão do mundo. Piquet e Senna sempre 3. Nada disso irá mudar. E o campeonato de 2010 será com 26 equipes e com regras de pontos e de reabastecimento novas, ou seja, nova era na F1. Não vejo nenhum mal nisso, muito pelo contrario só vejo benefícios.

    Alguém ainda acha os carros de 2009 feios comparados aos de 2008? ninguém lembra mais…..

    Bem vinda era dos garagistas, bem vinda nova F1

    que seja melhor que as outras!

    abraços

    Publicado por Marcelo (Cascavel) | 11/12/2009, 3:06 pm
  11. Que saber? Gostei.

    Se por um lado, a relação percentual (peso) da vitória permaneceu o mesmo, o gap entre o primeiro e segundo são 5 pontos.
    O campeonato do ano passado foi decidido por um ponto turma. Acho que ainda que percentualmente seja a mesma coisa, 5 pontos são 5 pontos.
    E outra coisa…..sem reabastecimento, se o piloto que estiver em segundo estiver com o carro equilibrado, e souber que ele tem chance de passar o carro da frente, ele vai pra cima mesmo. Serão 5 pontos.
    Acho que vai dar samba.

    Fernando

    Publicado por Ffigueiredo | 11/12/2009, 3:07 pm
  12. Alguém ainda acha os carros de 2009 feios comparados aos de 2008? ninguém lembra mais…

    É verdade, Marcelo…

    Nós discutimos esse tópico no link abaixo:

    https://f1around.wordpress.com/2009/11/08/o-visual-dos-carros-em-2009/

    Publicado por Becken Lima | 11/12/2009, 3:11 pm
  13. Estimado Becken,

    Essas medidas mostram o tipo de direcao que o Jean Todt quer dar a F1, estou lendo que agora tambem teremos ex pilotos como comissarios nos GPs.

    O pessoal jah esta repensando o que fazer para melhorar as ultrapassagens, daqui a pouco vao encontrar o Herman Tilke morto em algum pais arabe, enfim, nao me surpreenderia muito se o Bernie Eclestone resolvesse pendurar a caneta depois de 2010.

    Alias exisite algum NUMBER 2 do Bernie ?

    Um abraco,

    Fernando

    Publicado por Fernando Piccione | 11/12/2009, 4:14 pm
  14. Essas medidas mostram o tipo de direcao que o Jean Todt quer dar a F1, estou lendo que agora tambem teremos ex pilotos como comissarios nos GPs.

    Isso é realmente importante. Vou escrever a respeito…

    Publicado por Becken Lima | 11/12/2009, 4:32 pm
  15. Para calcular o número absoluto de pontos com algum grau de justiça, basta aplicar o mesmo sistema de pontos em todas as temporadas.

    É óbvio que aí é necessário chegar a um denominador comum quanto ao número de corridas por temporada, pq um piloto que correu em uma temporada com oito corridas não pode concorrer com um que correu com 19.

    O sistema de selecionar apenas um número x de resultados no ano dispensando os piores tb é bem interessante, pq obriga os pilotos a buscarem os melhores resultados até a última prova, sem ficar tentando “chegar em 5º” para o campeonato (estou olhando para vc, Lewis).

    No mais, como eu já disse antes, o sistema de pontos não vai mudar em quase nada o que ocorre na pista. Isso é o que penso por enquanto.

    Publicado por Daniel Gomes | 11/12/2009, 5:05 pm
  16. Tem que voltar o sistema de descartes.

    Publicado por São Cosmo | 11/12/2009, 5:24 pm
  17. Tb acho São Cosmo/Kramer.

    Se não fosse tão bom, o sistema cartesiano já teria saído de moda (rá!).

    Publicado por Daniel Gomes | 11/12/2009, 5:52 pm
  18. Descartes são horriveis e criam muitya dor de cabeça desnecessaria nas ultimas provas.

    Publicado por Filipe Furtado | 11/12/2009, 5:59 pm
  19. Nunca entendi direito o que “Descartes” falava na filosofia, mas arranhava alguma coisa, mas na matemática o que ele escreveu eu não sei porcaria nenhuma.

    Então a F1 não tem que ter Descartes, já o Bernie fazando merdas e o Napoleão Todt tentando consertar.

    Publicado por Claudemir Freire | 11/12/2009, 6:33 pm
  20. http://www.oconsumidoremdebate.blogspot.com

    Sinceramente? Achei que em duas canetadas do novo presidente da FIA já fez mais do que muitos anteriores…e o melhor: as duas ações foram benéficas ao campeonato e respondendo aos anseios da categoria e dos fãs.

    Acho que assim o Napoleão/Pinguim vai agradar a gregos e baianos e a competição vai voltar a suas origens…só falta agora exilar as ideias tilkeanas e devolver emoção as corridas…

    Publicado por Edgard | 11/12/2009, 6:40 pm
  21. Caras, eu gostava mesmo quando só os seis primeiros pontuavam, indepentemente do número de carros no grid. Pra mim, ali estava a “nata” dos pilotos e equipes ou senão, entre os seis, um intrometido, um guerreiro ou um grande sortudo… o sexto lugar muita vezes tinha sabor de podium, não parecia simples consequência de chegar ao fim da corrida.
    Injusto? Talvez… sofrido, com certeza! Era “A Fórmula 1”!

    Valorizar sétimo e oitavo, pra mim até hoje parece prêmio de consolação… parabéns e um tapinha nas costas.
    Será que a Minardi teria virado “mito” se tivesse beliscado uns pontinhos à mais nessas circunstâncias?
    Premiar nono e décimo… tenha paciência! É puramente comercial!

    Pois é, “talvez eu seja um dos últimos româmticos”…

    Publicado por Tavaresdemello | 11/12/2009, 6:41 pm
  22. Coloquei isso no meu blog…
    “Creio que isso causa algumas injustiças em relação aos pilotos do passado, como o fez e faz a ada nova mudança de pontuação. Para mim, não há nada de mais em ontuar até o 10 lugar, desde que peses o valor dos três primeiros, em especial o do vencedor, estimulando-o à vitória sempre… desde que se homologue uma pontuação igual e equivalente para todos no passado. Mesmo que estes não tenham terminado a corrida.

    Uma vez pensei e como teria uma nova pontuação, e pensei até o 10 lugar sim… seria 15-12-10-8-7-6-5-4-3-2-1. Creio que alguém ja deve ter pensado igual, semelhante, e se não nem me importo com direitos autorais… justiça na pontuação e no passado da categoria.Senão fica uma farofagem absurda nas estatísticas.

    Outra coisa: poderiam premiar o pole com um ponto adicional, assim como o piloto de volta mais rápida… acho que seria interessante e estimulante para a categoria ver pilotos no seu máximo o tempo todo,mesmo agoracom a preocupação de salvar equipamento, combustível e pneus.”

    O mal desses caras é não criar um canal direto com o torcedor, e deixa-lo sugerir abertamente, recolher suas idéias, pois quem sabe alguma boa não ocorra.
    Entendo bem que isso tem uma função estratégica de premiar as equipes novas, que quem sabe consigam um 9 ou 10 lugar, mas creio que fico um disparate muito grande que beneficia demais os carros vencedores .

    Publicado por Ridson de Araújo | 11/12/2009, 11:31 pm
  23. Becken, poderia falar sobre uma questão importante que o Napoleão Todt se olvidou, que é dar pelo menos 2 pts. a quem conseguir a pole position e pelo menos 1 pt. a quem conseguir fazer a melhor volta, pois lutar durante no mínimo, 3 treinos, para se conseguir a 1ª posição que pode ser perdida ao iniciar a volta de apresentação face a um problema no carro e ver todo o trabalho reduzido as cinzas. Um abraço.

    Publicado por Fernando Kesnault | 12/12/2009, 10:52 am
  24. Tavares, o problema é justamente que isto é romantismo. A realidade era outra. Em 94, Katayama completou 4 provas e pontuou em 3 (foi 7o. na outra), a Tyrrell aquele ano tinha um carro razoavel que largava pela 6, 7 fila e desde que não batesse era natrural que ele pontuasse. Era muito mais facil Katayama chegasse entre os 6 em 94 do que Timo Glock entre os 8 em 2009 (para pegarmos piloto e carro melhores).

    Publicado por Filipe Furtado | 12/12/2009, 12:47 pm
  25. Eu axo bom, muito bom pelos motivos financeiros, pois a divisão do bolo orçamentário, não vai ficar restrita a poucas equipes e, as novas, em que toda grana é bem vinda, vão conseguir uma fatia desse bolo.
    Fora isso, não vai mudar muita coisa não

    Publicado por Dorly Pereira | 12/12/2009, 5:38 pm
  26. É mais juto que os antigos sistemas de pontuação. Mas ainda prefiro o da MotoGP, que se não me engano, é 25 – 20 – 16 ….

    Publicado por KBK | 12/12/2009, 9:12 pm
  27. ” Os últimos campeonatos tem sido decididos nas últimas corridas da temporada ( o de 2008 na última curva ). Qual a razão de valorizar a vitória se essa fórmula tem levado emoção até as corridas finais? ”

    É verdade, não tinha pensado nisso. Mas faz sentido!

    Publicado por zezinho | 12/12/2009, 10:43 pm
  28. Filipe, não sei se entendi… você está se referindo a durabilidade do equipamento? É, pode ser mas, não faz muito tempo, a Toyota de Cristiano da Mata fazia bem o papel de chegar nos pontos, um pouco mais pra trás, a Jordan, Arrows e Stewart. Pensando bem, hoje temos a Williams, a Force Índia poderia vir a ser…
    Olhando para a essência da F1 e não vendo apenas como plataforma para negócios, eu acho que daria certo.
    O problema é que hoje tudo é direcionado para a venda e muito pouco para a conquista, então, “vamos vender facilidades”…

    Publicado por Tavaresdemello | 12/12/2009, 11:02 pm
  29. Pessoas,

    Pensando bem, vai ser bom. Olhem pelo lado bom, façam um esforço.
    Por exemplo: o Rubinho pode continuar na F1 e se conseguir chegar em terceiro de vez em quando, com mais uns 5 anos, vai poder dizer aos filhos dele que pontuou mais que o alemão. Ih… esqueçam. Daqui 5 anos os pimpolhos já não serão crianças e talvez estejam almejando alguma vaga na F1, o que não será absurdo, já que um certo livro não foi escrito.

    Abs.

    Publicado por Anselmo Coyote | 13/12/2009, 12:08 am

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: