//
você está lendo...
VÍDEOS

Estará a Mercedes recolhendo a telemetria dos testes de Schumacher com carro da GP2? (vídeo)

Eu estava assistindo a esses vídeos e percebi algo muito curioso (Clique em “Leia mais” para ver os vídeos). Não sei se vocês perceberam, mas o sujeito que aparece bem no início do primeiro vídeo é Andrew Shovlin, o próximo engenheiro de corridas de Schumacher — e que foi o engenheiro de Jenson Button em 2009.

Com a Mercedes muito próxima, eu arrisco dizer que há muito mais nesses testes do que a simples intenção de pôr os reflexos de Michael em forma ou avaliar o estado clínico de seu pescoço.

Sem a possibilidade de testar nos carros de F1 até o início de fevereiro, é bem provável que a Mercedes esteja recolhendo a telemetria desses testes, esquadrinhando cada “bit” do estilo de pilotagem do heptacampeão. Não tenho dúvida de que acertos de suspensão, freios, aceleração, câmbio, e mais uma penca de outros acertos, estão sendo recolhidos para serem despejados nos servidores de Brackley para o último ajuste fino do novo carro da Mercedes.

É esse tipo de esperteza que pode ser creditada a Ross Brawn e que a Ferrari perdeu quando o inglês deixou Maranello.

Michael prossegue hoje com os testes em Jerez, esperando que o clima melhore.

Abaixo, os vídeos

Anúncios

Discussão

13 comentários sobre “Estará a Mercedes recolhendo a telemetria dos testes de Schumacher com carro da GP2? (vídeo)

  1. Esse capacete vermelho com a estrela da Mercedes…

    Deve ter muito italiano perdendo o sono….

    Vão fazer o possível para viabilizar a volta competitiva do Shumacher. É a maior jogada publicitária do esporte em anos, ainda que o queixada esteja voltando porque gosta mesmo do negócio.

    O perigo é os caras da Honda fazerem um carro canhão e o Alemão ser campeão na Bélgica…

    Ah…deve ter japonês perdendo o sono também….

    Publicado por Sirlan Pedrosa | 13/01/2010, 3:01 am
  2. O melhor piloto, o melhor e o mais esperto chefe de equipe, vão infernizar o sonho das outras grandes equipes.
    E a DONA FIA, não imaginou que ALGO poderia sair de um simples teste???????

    Publicado por Luiz Sergio | 13/01/2010, 5:26 am
  3. Por mais que não sabemos os reais interesses nestes testes, é maravilhoso ver o alemão se preparando, ver que esta em forma, e com esses tempo supostos, que não são oficiais, são muito bons, e lembrando que ele esta de GP2…

    Publicado por Jackson | 13/01/2010, 7:28 am
  4. Becken,

    Um Off-topic. ( Desculpe mandar este off-topic, mas como vc não falou mais nada do Wroom….)

    Quais jornalistas brasileiros estão cobrindo o Wroom, fora aquela turminha da globo?
    Pelo que vi só o Ico está em Madonna. O Lívio não está lá este ano não?
    A cobertura sem o Lívio fica meio manca, ele sempre tem uma opinião de bastidores quentinha.
    E o Felipe Mottae a Tatiana Cunha?

    Fernando.
    (Vermelho, só que de vergonha pelo Off-Topic)

    Publicado por ffigueiredo | 13/01/2010, 8:31 am
  5. Fernando – O Livio está lá, sim. Eu estou acompanhando o Wroon lendo mesmo o blog do Ico e blog do Joe Saward:

    http://joesaward.wordpress.com/

    Não vi nada produzido pela Globo ainda…

    Publicado por Becken Lima | 13/01/2010, 9:06 am
  6. Li em alguns topicos o pessoal recrimando e falando que a FIA nao faz nada a respeito, e que os testes poderiam estar sendo usados para mais coisas alem de por o reflexo do Schumacher em dia.

    Gostaria de comentar o seguinte:

    1o a Fia nao pode fazer nada a respeito, caso eu esteja errado me corrijam por favor. Existe algo no regulamento da F1 que impeçam os pilotos de correrem em outras categorias ?

    Acho que o regulamento so fala de limitacoes de testes de carros de F1 e nao de pilotos.

    Se a Ferrari, Mclaren, Mercedes quiserem (e que duvido muito que nao façam) colocarem um motor de F1 numa Mercedes de rua, Numa Ferrari de rua e ficarem testando testatando e testando nada pode ser feito. Ja pararam para pensar o seguinte:

    Pq as equipes as vezes tem 2 pilotos de testes se nem testar podem ?

    Obvio que eles estao testando sim, mas em carros de “rua”, é perfeitamente possivel adptar uma Enzo com freios, motores, radiadores eletronica com as peças da F1 e testar testar testar e testar. Quem ja foi a Maranello sabe que a Fabrica é do outro lado da rua da pista de teste particular, da ate para levar as peças empurrando um carrinho, e quem estiver la nunca vai saber se a Enzo esta com peças de F1 ou nao. Igualzinho a Mclaren e Mercedes podem fazer.

    Voltando ao Assunto Schumacher. QUalquer piloto ou equipe que quiserem poderiam estar andando de GP2 direto. Nao estao fazendo porque nao querem :-)

    Publicado por Claudio CArdoso | 13/01/2010, 9:12 am
  7. Claudio – Não há nada que impeça o Michael de testar. Nada!

    Na verdade ele e o Ross Brawn estão mostrando que é possível com um pouco de imaginação e esperteza compensar as limitações econômicas e regulamentares impostas pela FIA.

    Publicado por Becken Lima | 13/01/2010, 9:16 am
  8. A F1 sempre foi uma eterna disputa entre novos regulamentos e restrições e a busca e exploração de brechas nas regras. Ross Brawm sempre foi mestre neste quesito (os difusores de ar provam isso), assim como o era Colin Chapman.

    Saido do tópico, duas notícias interessantes:

    Massa vai testar primeiro a Ferrari: malditos italianos! ¡Ya están perjudicando Fernando!

    http://tazio.uol.com.br/f-1/textos/15919/

    Campos tá mesmo nas últimas. Com isso, Bruno Senna pode ir para a Toro Rosso. Chance para a Stefan GP?

    http://tazio.uol.com.br/f-1/textos/15920/

    Por fim, mais do mesmo: Volkswagen só considera entrar na F1 se a categoria se tornar “mais estável” (só a título de curiosidade: especulou-se que a montadora poderia fornecer motores à Indy, que vai quebrar o monopólio da Honda. A montadora negou e vai “esperar a categoria se estabilizar”).

    http://www.autosport.com/news/report.php/id/80826

    Publicado por Vitor, o de Recife | 13/01/2010, 9:26 am
  9. Massa vai testar primeiro a Ferrari: malditos italianos! ¡Ya están perjudicando Fernando!

    Rsrsrsr, ótima, Vitor!

    Publicado por Becken Lima | 13/01/2010, 9:34 am
  10. É claro que esse treino não é só para avaliar as condições fisícas de Michael.
    Talvez, além do que você disse, possa existir alguma coisa a mais…
    será muito interessante ver Schumacher pilotando a Mercedes no dia 1º, aí poderemos ver se ele disputará as 1ªs posições ou não…
    e não se esqueçam do Nico, porque ele também deve se esforçar bastante, só não sei se o suficiente…
    abraço;
    Tomas, do Blog Fórmula 1
    http://theformula1-blog.blogspot.com/

    Publicado por Tomas | 13/01/2010, 12:15 pm
  11. Não acredito muito nessa teoria de que os carros da GP2 possam ter dados que sejam de muita utilidade para um F1. Basicamente porque são carros de performance totalmente diferentes. O que pode ser aferido, com boa margem de acerto, é a performance do Alemão em relação aos demais competidores da categoria GP2. O argentino “Pexito” (é isso?), candidato a uma vaga na já famosa USF1, treinou com um F3, alugado da Cesário, no final do ano passado só para desenferrujar, já que não pillotava monopostos havia alguns anos. Acho que é simplesmente isso que está acontecendo no caso do Alemão.

    saudações

    Publicado por celso gomes | 13/01/2010, 2:46 pm
  12. Olá para todos.
    Gostaria de deixar aqui escrito um pouco do que tenho lido em alguns blog´s de italianos doidos pela Ferrari.

    O que se passa é que aquilo que estamos a supor, está realmente a acontecer. Estão a ser tirados dados da telemetria do carro de GP-2 conduzido por Schumacher, pela Mercedes, para compreender o mais rápido possível a condução de Schumacher, e assim, afinar o máximo possível o carro da Mercedes que entretanto está a sair da forma.

    O mesmo se passa na Ferrari. Alguma coisa os italianos aprenderam com Ross Brawn. Dizem em blog´s italianos, um ou outro garantem fontes de dentro da fábrica, que quando Alonso visitou por diversas vezes a fábrica da Ferrari, e guiou o carro de estrada na pista deles, que esse carro estava cheio de sensores e uma complexa electrónica para avaliar e compreender a condução de Alonso.

    Ao que eles dizem , parece que foi pedido a Alonso que esquecesse o carro de rua, e que o pilotasse, dentro dos limites, como se fosse um carro de F1, e que lhe desse o mesmo trato que ele costuma dar aos F1 por ele pilotados, as mesmas trajectórias, travagens, mudanças de direcção, acelerações, etc, o normal num F1. Esses dados recolhidos, de um simples carro que foi tratado ao de leve como se fosse um F1, inseridos em supercomputadores e simuladores, de certeza que dão muito jeito.

    Não há nada de inocente nas voltas de Alonso com um carro de rua da Ferrari em Maranello, nem como estas voltas de Schumacher a bordo de um GP-2. Estas equipas já estão, dentro dos regulamentos, um pouco mais avançadas que as outras. Estão já a construir e a afinar a máquina, para os seus pilotos “chave”.

    Desculpem a extensão do artigo.

    Publicado por Marco Gonçalves | 13/01/2010, 3:33 pm
  13. Uau, Marcos, muito bom ler isso. Quando foi divulgado que Alonso estava testado aquela 458 Itália, eu escrevi o seguinte:

    No que Alonso anda trabalhando em Maranello…

    Fernando Alonso anda trabalhando duro em Maranello pilotando uma… Ferrari 458 Itália? O que a Ferrari estaria pretendendo ao colocar o bicampeão em um carro esportivo poderoso, mas muito longe da capacidade de performance de um modelo de competição?

    Sem a possibilidade de testar um F1 até Fevereiro de 2010, a Ferrari está nesse momento recolhendo dados principalmente do estilo de pilotagem de Alonso, algo que uma “458 Itália” com bons sensores deve fazer à perfeição.

    Esses dados, que serão carregados no ultra-avançado simulador em Maranello, serão muito úteis para calibrar o novo modelo dentro do que o estilo agressivo de Fernando requer.

    A medida é preventiva, já que nos último três anos a Ferrari teve problemas para adaptar o F2007 e F2008 ao estilo sobreesterçando de Kimi Raikkonen — que exige uma frente mais fixa para render o seu máximo. Os carros tinham uma tendência natural que beneficiava o estilo de Massa que, consequentemente, atingia o pico de performance dos pneus mais rápido que Raikkonen.

    _______________________________________________________

    O Link:

    https://f1around.wordpress.com/2009/11/29/no-que-alonso-anda-trabalhando-em-maranello/

    Publicado por Becken Lima | 13/01/2010, 3:43 pm

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: