//
você está lendo...
ARTIGOS

Ferrari com problemas aerodinâmicos no carro de 2010?

Vocês viram por aqui no último final de semana que o jornalão italiano, o Gazzetta de lo Sport, publicou um preview do novo carro da Ferrari, mostrando como a equipe o modelou em torno do redimensionamento do tanque de combustível. Mas outra prestigiosa publicação especializada em Automobilismo, a alemã Motor Sport Aktuel, publicou simultaneamente com a Gazzeta um artigo que pode pôr de cabelo em pé os Tifosis e as torcidas espanholas e brasileiras.

Segundo a publicação “2010 poderá ser um ano difícil para Alonso. Há rumores de que até mesmo a nova Ferrari tem problemas para obter ‘eficiência aerodinâmica’ e que por junho haveria uma ‘versão B’ do carro já planejada.”

Se vocês bem lembram, a “eficiência aerodinâmica” citada no artigo da revista alemã foi o grande problema tanto de Ferrari quando de McLaren em 2009.

Para 2010 McLaren e Ferrari tomaram rumos opostos na criação de seus novos carros. Enquanto a McLaren levou o desenvolvimento do seu combalido MP4/24 até o GP de Cingapura acreditando que poderia levar tais mudanças para o modelo de 2010, a Ferrari decidiu focar seus recursos em 2010 a partir do GP da Alemanha.

A Motor Sport Aktuel é uma das melhores publicações especializadas em automobilismo no mundo e o que garante um mínimo de credibilidade à história é que o autor do artigo é Alberto Antonini, também colaborador de outra grande revista, a italiana Autosprint, que sempre tem boas notícias de bastidores quando o assunto é a Ferrari.

Essa nova “macchina” será lançada no próximo dia 28 de janeiro em Maranello, QG da equipe. Sua  estréia em pista será em Valência, em 1º de fevereiro pelas mãos de Felipe Massa.

Anúncios

Discussão

34 comentários sobre “Ferrari com problemas aerodinâmicos no carro de 2010?

  1. Uma coisa me ocorreu:

    Ano passado, nós falamos aqui, e a imprensa falou no mundo todo que a Ferrari viria forte.
    Durante os testes em Shakir, em meio àquelas tempestades de areia, todos diziam que a Ferrari estava forte.

    Em todos os testes, os pilotos da Toro Rosso detonavam os tempos.
    No último, é que veio a Branw e a Red Bull e mostraram quem mandava.

    A Mclarem ainda usava aquela Geleca Verde, a Ferrari capengava, e a gente achava que a Branw e a Willans estava rodando leve para tentar buscar patrocínio. Mas todo mundo acreditávamos na Ferrari forte.

    Então veio a austrália, a Ferrari ficou no Q3, e o final todo mundo já sabe.

    Então eu pergunto: Qual o parâmetro que estes caras usam pra dizer que a equipe vai se dar bem ou mal, uma vez que eles só tem os seus dados. e não tem como comparar com os outros carros?
    Para mim, a Ferrari pode se dar bem, ou pode se dar mal, mas só podemos sentir isso dia 1° de fevereiro. Até lá, é conversa fiada.

    Fernando.

    Publicado por Ffigueiredo | 13/01/2010, 10:45 am
  2. Bom dia

    Na verdade ninguém sabe de nada, pois nenhum carro foi pra pista ainda, a partir de Fevereiro é que teremos alguma noção de quem está bem ou não, até lá é especulação.

    E como podem dizer que já tem uma versão B sendo que “A” nem pra pista foi?????

    Becken, todos sabemos que você é Hamilton até embaixo da água, mas colocar uma matéria assim só pra assustar o tifosi, é no mínimo “sacanagem”.

    De qualquer forma, o blog é muito bom!

    Publicado por Marcelo (Cascavel) | 13/01/2010, 11:00 am
  3. Situação complicada essa.

    Nenhuma das equipes presente no mundial faria um carro com a certeza de este seria ruim e já planejasse uma versão B, vejamos o caso da Mclaren em 2009 que sabia que o carro não tinha performance mas soube apenas quando o carro entrou na pista, a Ferrari no deserto até achou que estava forte mas quando veio para Espanha viu que seu carro era fraco.

    Então qual engenheiro faria ou diria que seu projeto é uma bomba antes mesmo desse entrar na pista ou mais, qual deles sabendo que seu bólido é uma porcaria já não estaria trabalhando duro para resolver ?

    Com essa mudança de regulamento eu aposto que irá acontecer uma nova inversão de valores na F1, equipes que estiveram no meio do bolo podem partir para a ponta e outras podem recuar ainda mais.

    Publicado por Claudemir Freire | 13/01/2010, 11:18 am
  4. Becken, todos sabemos que você é Hamilton até embaixo da água, mas colocar uma matéria assim só pra assustar o tifosi, é no mínimo “sacanagem”.

    Marcelo – Hummm…. Eu não quero assustar ninguém. Foi a Motor Sport Aktuel quem escreveu a matéria, eu apenas repliquei uma informação que acho ser relevante. Só isso! ;)

    Publicado por Becken Lima | 13/01/2010, 11:35 am
  5. Não dá pra saber até todo mundo andar junto na Espanha e, até aparecer a Brawn ano passado, a corrente dizia que Ferrari e Toyota e Williams que estavam com a bola toda…

    Publicado por Dorly Pereira | 13/01/2010, 11:50 am
  6. Fernando, a diferença entre o artigo da Auto Sport Aktuel é que são impressões, opiniões vindas de um órgão confiável e redigidas por um sujeito com anos de experiência no jornalismo automobilístico.

    Ano passado, quem dizia que a Brawn tava correndo leve nos treinos, que a Ferrari estava forte, que a Mclaren era a melhor porque tinha o carro mais bonito, que a Renault era lenta porque era feia, tava de pitaco. Achismo do grosso.

    Lógico, no fim das contas, a opinião do jornal alemão é apenas uma opinião. Não quer dizer que a equipe italiana esteja realmente com problemas, mas vale a pena conferir.
    Abraços.

    Publicado por The Stig | 13/01/2010, 11:59 am
  7. Com relação a carros de F1, eu sou igual a São Tomé, só acredito vendo…

    As últimas temporadas comprovam que é muito arriscado fazer previsões sem ter os carros na pista.

    Publicado por Cassius Clay Regazonni | 13/01/2010, 12:08 pm
  8. Concordo com o “Stig”. Há uma enorme diferença entre palpites loucos de Fábio Seixas e Flávio Gomes da vida para o estudo de caras experientes das especializadas internacionais.

    O problema é que a maioria das pessoas considera nossos jornalistas uns gênios na cobertura de Fórmula 1. Quando, na verdade, 90% do que falam é besteira…

    Publicado por Willian | 13/01/2010, 12:18 pm
  9. Não acredito muito nessa noticia, ainda mais que a Ferrari começou a trabalhar no carro de 2010 bem antes.
    O problema maior da Ferrari seria o consumo de combustível que em 2009 parecia que o carro consumia um pouco mais que os motores Mercedes e Renault!

    Publicado por Luiz Sergio | 13/01/2010, 12:19 pm
  10. pois bem,,,
    minha opinião é a seguinte|:
    acho que nesse ano a Ferrari será a MELHOR de todas a equipes, porque conta com dois pilotos sensacionais.
    talvez eu possa estar errado, porque como sou alonsista, acreditava que o carro da renault em 2009 iria ser muito bom, o que na verdade não foi,…
    mas a ferrari é outra coisa…
    ela é a EQUIPE…
    enquanto a McLaren, eles são uma incógnita…
    na verdade todos são, mas sendo eu um ex-renaultista e atual ferrarista, acredito que a ferrari já deve ter uma bela machine pronta….
    abraço;
    Tomas, do Blog Fórmula 1
    http://theformula1-blog.blogspot.com/

    Publicado por Tomas | 13/01/2010, 12:30 pm
  11. Até q se iniciem os testes, td é mera especulação. Os Tifosis e torcedores do Alonso e Massa, dirão q essa notícia não tem fundamento. Outros citarão a credibilidade da fonte. O mais sensato é aguardar os carros irem para a pista e até lá outras notícias ofuscarão esta, tais como, o mercado de pilotos com as 05 vagas remanescentes, o pescoço do Schumi, a saúde da Campos etc

    Publicado por Alex-Ctba | 13/01/2010, 12:40 pm
  12. Não faz muito sentido ter uma versão B já planejada se nem testaram a versão A ainda.

    Mas como a Ferrari na mão de italianos torna qualquer coisa possível.
    Não duvido.

    Publicado por Ron Groo | 13/01/2010, 12:51 pm
  13. William, Stig

    Vcs têm razão em considerar a notícia por causa da confiabilidade da fonte. E William, vc está certo ao dizer que o Seixas e o Gomes dão muita bola fora. (Aliás teu Site se tornou leitura obrigatória minha).
    Mas o que eu quis dizer, é que o engenheiro pode até achar que o comportamento do carro não é o “esperado” em determinada pista, ou que o carro se comporta de forma esquisita em uma curva. Mas qual seria o comportamento normal? Como chegar nesse parâmetro?
    A Ferrari ano passado Subestimou os parâmetros, e achou que o tempo que ela estava rodando era a base para análises.
    Então o que impede que este ano eles estejam superestimando os tempos? Até por serem gatos escaldados.
    O que eu acho muito estranho é já estarem pensando em um carro novo para junho. Uai, o carro nem foi para a pista ainda, para eles estarem projetando um novo!!!!
    Não questionando a idoneidade do jornalista em questão e nem de suas fontes. Mas este é o tipo de notícia que o cara nunca corre risco: Ele tem 50% de chances de acertar, então se o carro for uma bomba, ele pode dizer “eu não disse?” . Mas se errar, ninguém lembrará que ele deu uma bola fora. E ele ainda poderá argumentar que a Ferrari conseguiu resolver o problema.

    Fernando.

    Publicado por Ffigueiredo | 13/01/2010, 12:54 pm
  14. Colegas, é possível, sim, saber antes de levar o carro pra pista se ele terá sucesso ou não. Ou, pelo menos, ter uma idéia.
    O q aconteceu em 2009 é q ninguém tinha noção de qual era o quociente de perda de eficiência aerodinâmica em relação a 2008.
    Todos sabiam q haveria perda, mas quanto? Era a pergunta.
    Agora o parâmetro é o carro de 2009 q têm asas e assoalho iguais ao de 2010. Portanto, é fácil se situar e ver o quanto ganhou ou se ganhou.
    Se vc concebe o carro, o molda, mede e vê q seu carro evoluiu pouco aerodinâmicamente em relação ao do ano anterior e n tem como vc colocar uma asinha ali, uma assíncula acolá para dar mais pontos de downforce, vc terá q sentar na prancheta e começar do zero de novo.

    Talvez seja precipitação e q tudo mude, porém se a matéria estiver correta, tenho uma constatação e uma lamentação:
    – A Ferrari poderia ter seguido com o projeto de 2009 e chegado a um conceito de asas e de distribuição de peso mais maduros, como a sua principal concorrente fez; e
    – É uma pena ter dois caras do nível dos pilotos da Ferrari alijados da disputa antes dos carrinhos começarem a corrida.
    Quanto a constatação, vejo em foruns estrangeiros muita gente dizer q a Ferrari caminha pra uma era semelhante a era pré-schummi – de desorganização.
    Será q tá faltando planejamento por lá? Só pq o projeto Honda/Brawn deu certo, pois começou muitos meses antes, esse era o caminho para 2009/2010? As mudanças de 2008 para 2009 eram nas mesmas proporções q as de 2009 para 2010, de tal forma q o melhor caminho era desistir do carro no meio exato do campeonato e investir tudo no novo carro?
    Ok, sei q são perguntas oportunistas e o melhor é esperar pq em poucas semanas teremos as respostas.

    Mas é estranho o fato do Montezemolo começar em pronunciamentos a ensaiar uma saída da F1 depois de 2012…
    Esses anúncios aparentemente vagos costumam sempre indicar uma tendência: A Mercedes começou a dizer q iria abandonar a Mclaren há pelo menos 2 anos. A saída da Toyota tb n pegou muita gente de supresa…

    Publicado por Leandro Magno | 13/01/2010, 1:29 pm
  15. Fernando, eu compreendo o que você quis dizer também.

    É mais ou menos o que está acontecendo no episódio do Bruno Senna.

    Deram um chute de que ele estaria negociando com a Toro Rosso, sendo que, a princípio, não parece haver qualquer tipo de contato entre as partes.

    No caso da Ferrari, eu penso que o jornalista pode estar correto na interpretação dos dados que possui.

    Porém, obviamente, há muito mais o “feeling” do jornalista do que fatos de verdade. Porque é impossível prever como será o comportamento do carro antes de ele ir para as pistas.

    Mas eu compreendo que ele quis mais fazer um alerta do que decretar algo do tipo “existe um problema, a Ferrari vai ter outro péssimo ano”.

    É algo mais do tipo “fiquem atentos, existe um problema e ele precisa ser resolvido logo”.

    Abraço e obrigado por acompanhar o blog!

    Publicado por Willian | 13/01/2010, 1:32 pm
  16. Olá,

    Noticia da Auto Sport Aktuel, uma revista alemã? creio que a ‘guerra’ nos bastidores começou. Em pouco tempo sai uma materia em um jornal espanhol ou italiano sobre o projeto da mercedez.

    Abraço

    Publicado por Anderson Dorneles | 13/01/2010, 2:22 pm
  17. Noticia da Auto Sport Aktuel, uma revista alemã?

    No penúltimo parágrafo eu escrevi:

    A Motor Sport Aktuel é uma das melhores publicações especializadas em automobilismo no mundo e o que garante um mínimo de credibilidade à história é que o autor do artigo é Alberto Antonini, também colaborador de outra grande revista, a italiana Autosprint, que sempre tem boas notícias de bastidores quando o assunto é a Ferrari.

    É mais complexo do que a gente imagina…

    Publicado por Becken Lima | 13/01/2010, 2:23 pm
  18. Não sei se os simuladores dos F1 chegaram ao nível de sofisticação dos utilizados pela indústria aeronáutica. Se forem tão sofisticados quanto, certamente os engenheiros da Ferrari já teriam uma boa idéia do comportamento do carro nas pistas e dos eventuais problemas que poderiam ter surgido e já estariam procurando novas soluções para eles.

    Os simuladores são uma cópia fidelíssima da coisa real e portanto bastante confiáveis para se obterem dados, bem precisos, do comportamento das máquinas. Pelo menos na aviação é assim.

    saudações

    Publicado por celso gomes | 13/01/2010, 2:33 pm
  19. mesmo se levando em conta a credibilidade e seriedade da mídia, do reporter em questão, só quando a maioria estiver se confrontando pra valer é que poderemos ter uma idéia mais clara da coisa. Ano passado foi um ano atípico, com muitas mudanças e indefinições. Algumas equipes com kers, outras sem. O tal do difusor, proibição de apêndices aerodinamicos.
    No inicio vimos que a Ferrari e Mclaren foram um fiasco. No entanto, a mclaren conseguiu ajustar questão aerodinamica e daí com aquele kers funcionando fez uma segunda metade de campeonato muito boa. O carro mais equilibrado foi sem sombra de dúvidas os redbull. Não tinha kers, o motor não era mercedes e sim renault, que comprovadamente tinha menos potência e ainda houve uma rivalidade muito grande entre seus dois pilotos roubando pontos importantes que poderiam ter feito diferença talvez em ter um campeão por lá. Até a force india conseguiu ser melhor que as grandes em tres corridas. Mostrando assim que o motor mercedes fala mais alto. Mas voltando a esse ano. Com essas novatas entrando sem tanta kilometragem, experiência, dinheiro e usando os motores cosworth (que são uma incógnita completa ) só sobra o que? a redbull sem grandes mudanças, a mclaren com uma evolução modelo que vinha bem, a brawn que com certeza não vai perder a mão, ainda mais que pelo visto mister brawn tá aprontando das suas de novo quanto ao regulamento e tendo um schumacher no mínimo motivado e a ferrari que torço que possa vir bem, se não acima da média, mas com possibilidade de se houver diferença para outras três que seja administrável. Detalhe importante: essa história de versão b tem fundamento, mas não por se prever erro ou que o carro tenha nascido mal e sim porque uma empresa de grande porte, e no esporte a motor não seria diferente, tem que se ter um planejamento bem constituido e contando com alternativas em caso de algum problema, então absolutamente normal, mas não porque o modelo que está para sair seja ruim. O alonso nestes dois ultimos de ruimnalt, conseguiu algumas oportunidades tirar leite de pedra, e foram dois modelos cruz credo.
    O pulo do gato vai estar em conseguir um bom índice aerodinamico aliado a um motor que fosse mais economico permitindo um tanque menor, ou seja menos peso = menor perda tempo por volta. Calcula-se que se perca uns 4 a 5 por volta com tanque cheio. Então com certeza teremos alguns carros bons no inicio ate metada da prova com tanque cheio e no fim da prova teremos provavelmente outra equipe diferente se saindo melhor com tanque vazio.
    Vai ser interessante.

    Publicado por wilson costa | 13/01/2010, 2:46 pm
  20. Celso – este post meu escrito há algumas semanas aborda a tecnologia de simulação da Ferrari:

    https://f1around.wordpress.com/2009/07/17/ferrari-acelera-desenvolvimento-do-carro-para-2010-e-investe-em-tecnologia-virtual/

    TRECHO:

    A Scuderia investiu quase US$ 10 milhões em seu centro de desenvolvimento virtual, que contará agora com um simulador dinâmico a ser instalado em Maranello pela Moog — fornecedora mundial de tecnologia de simulação virtual para a indústria aeroespacial.

    O novo simulador oferecerá aos pilotos maior imersão no processo de desenvolvimento de um carro, o que será muito útil na precisão das impressões que eles reportarão aos engenheiros.

    Espera-se que o novo centro estréie entre Dezembro e Janeiro em Maranello, o que oferecerá mais flexibilidade que o simulador usado hoje pela equipe no Centro de Pesquisas da Fiat, mais dedicado e próprio para carros esportes e de série do que de competição.

    Publicado por Becken Lima | 13/01/2010, 2:55 pm
  21. Se a Ferrari já viu que o projecto esta errado, é normal começarem a pensar já numa versão B. Já que um projecto leva entre 6 a 7 meses a ser concretizado se não estou enganado, e é uma coisa muito normal de acontecer. Por exemplo a Ferrari simplesmente parou o desenvolvimento em 2009 e Mclaren continua a procura dos problemas como a Renault fez a uns anos e até melhorou. Mas como se vi, nem sempre deu resultados no carro do ano seguinte.
    São maneiras diferente de se abordar o projecto, espero que esse jornalista esteja errado!

    Publicado por Jonas | 13/01/2010, 3:16 pm
  22. Becken

    Obrigado pela informação, meu caro. Parece então que matamos a charada. Ao se depararem com dados não muito promissores no simulador, o que é perfeitamente normal, e essa informação ao ser passada por algum técnico a um ávido jornalista italiano, que pode ser até uma sumidade com relação ao automobilismo, mas que não tem a menor noção sobre o que é ou como funciona um simulador, já criou a maior celeuma sobre o assunto. O problema não é tão grande quanto possa parecer e certamente já está sendo devidamente equacionado pelos engenheiros da SF. Com certeza, o carro estreará nos treinos já com algumas modificações feitas a partir dos dados obtidos pelo uso do simulador.

    Só se o projeto for absolutamente errado, que eu acho pouquíssimo provável, é que haveria a possibilidade do carro ser um desastre. Tá lá o simulador para não deixar que isso aconteça.

    saudações

    Publicado por celso gomes | 13/01/2010, 3:37 pm
  23. Nada boa essa notícia, mas por enquanto acho-a meio exagerada. Até porque estamos na famigerada silly season…
    A ansiedade é muito grande nesses meses de janeiro/fevereiro mas estamos escaldados de saber que só a partir da sexta-feira de treinos livres teremos uma visão mais nítida do que esperar das equipes durante a temporada.
    Agora, a possível existência da versão B já me faz ficar receoso da Ferrari estar entrando no ciclo Honda de sempre começar um ano pensando no próximo carro. Deus nos proteja!

    Publicado por Carlos T. | 13/01/2010, 3:59 pm
  24. Não dá para ter certeza de nada até o carro ir para pista é obvio, mas é mais facil simular este ano já que apresar dos tanques maiores criarem uma variante consideravel existe uma base aerodinamica muito melhor do que ano passado quando as mudanças eram radicais.

    Como o jornalista é sério imagino quea fonte dele deve ter lhe dado a informação de que a Ferrari deslocou alguns engenheiros para um projeto B. É o tipo de medida que cedo ou tarde é fácil de vazar, mas depois do ano passado a Ferrari tem razão de ficar ressabiada se os compiutadores estiverem abaixo das expectativas, nem que seja mais uma medida d segurança.

    Publicado por Filipe Furtado | 13/01/2010, 4:48 pm
  25. Em julho foi anunciado que o aerodinamiscista inglês John Iley sairia da Ferrari assim que seu contrato acabasse. Ele é um dos engenheiros mais respeitados do paddock.

    Quando recordamos os anos dourados da Ferrari, nos vêm à memória a tríade Schumacher-Todt-Brawn. Mas o sucesso da equipe naquele período também se deveu a dois outros pontos menos incensados: à parceria com a Bridgestone e ao segundo escalão de técnicos. Agora que ela está perdendo estes últimos não me surpreenderia se a Scuderia se deparasse com problemas estruturais graves na próxima temporada…

    Publicado por Daniel Médici | 13/01/2010, 5:11 pm
  26. Opiniões a parte de tudo isso que li e concordo com a maioria que na pista será dito o resultado final, mas…

    O Daniel Médici me fez recordar da década de 80 e 90 quando os rossos não ganharam nada, será que vão entrar num ciclo de queda livre, que sempre ocorre quando há um ápice de crescimento como foi o do início da década ?

    Essa italianização deveria preocupar os torcedores da equipe.

    Publicado por Claudemir Freire | 13/01/2010, 6:51 pm
  27. Concordo com o claudemir,a ferrari ta meio amadora tem um tempo já,desde o carro de 2005 que foi um fiasco parecido com o do ano passado,e essa “Italianização” é preocupante para os torcedores da ferari.Afinal vale lembrar que a equipe saiu do seu jejun com um ingles
    um francês dirigindo a equipe.
    Não me surpreenderia se tivese um fundo de verdade nesse “alerta”.

    Publicado por mayko | 13/01/2010, 8:17 pm
  28. Difícil essa conclusão. A verdade só saberemos em março, porque até os testes coletivos da pré-temporada, que são cada vez mais curtos, enganam.

    Publicado por Vitor, o de Recife | 13/01/2010, 9:21 pm
  29. Fica dificil estabelecer parâmetros em relação aos carros desse ano. a nova Ferrari tem problemas aerodinâmicos?

    com simuladores avançados, já dá para saber se o bebê vai nascer morto ou não. pelo tempo que eles estão projetando o novo carro, é para se ter um carro decente a esta altura.

    mas por outro lado, pode ocorrer o que houve com a Bmv no ano passado. pararam de evoluir o carro de 2008, focaram no 2009 e foi o fiasco que vímos.

    então, para mim, só vou chegar a alguma conclusão quando ver os testes conjuntos..

    abraços..

    Publicado por Danilo | 13/01/2010, 11:00 pm
  30. Só com bola de cristal… a guerra de informações começou.

    Publicado por Anselmo Coyote | 13/01/2010, 11:15 pm
  31. Se a Force India está com problemas de aerodinâmica – ninguém nem lê o post.

    Se o carro do Felipríncipe está com pau: recorde de comentários dizendo que não dá pra acreditar numa coisa dessas.

    Menos, brasileiros, menos……..

    Publicado por Cosmo | 14/01/2010, 9:43 am
  32. Após ler tudo que foi postado aqui, concordo com o Anselmo que só mesmo com bola de cristal pra saber.

    As pessoas podem achar bons argumentos para cada uma das visões: a de que o carro vai ter problemas ou a de que isso não passa de um pequeno obstáculo no desenvolvimento ou que é pura especulação.

    Só para exemplificar isso: se o respeitado aerodinamiscista inglês John Iley saiu como o Daniel citou isso pode ser um importante indício que o projeto não será dos melhores.
    Mas ao mesmo tempo, em 2009 teve um projeto ruim contando com o mesmo John Iley no staff. Então isso não pode servir de grande parâmetro.

    Publicado por Flavio | 14/01/2010, 10:29 am
  33. A Ferrari tem tb aquele velho problema de consumo de gasolina:



    Publicado por Leandro Magno | 14/01/2010, 5:02 pm
  34. Fato é que a Ferrari confiável, consistente e imbatível da Era Schumi foi um fenômeno isolado produto do mérito da trinca Brawn/Todt/Schumi. Quem lembra do desempenho e confiabilidade dos carros produzidos nos 21 anos de jejum anteriores aprendeu a desconfiar da concepção macarrônica dos carros. A temporada 2009 de certa forma lembrou este tempo.

    Portanto para mim não seria nenhuma surpresa mais uma Ferrari mau nascida. O que, como já foi bem colocado aqui, só será revelado após os testes de inverno.

    Achei muito interessante uma observação do Cristiano da Matta em entrevista recente: segundo ele existem atualmente no mundo no máximo uns 4 caras capazes de gerir o projeto de um F1 vencedor. Quem se arrisca a apontar onde estão estes caras? (Mercedes e Red Bull fora, restam 2)

    Publicado por Mauro Brisola | 14/01/2010, 10:46 pm

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: