//
você está lendo...
ARTIGOS

O plano de Jenson para bater Lewis na McLaren – Parte 2

Como vocês viram ontem, há muito mais lógica e substrato técnico na decisão de Jenson Button em ir a McLaren e enfrentar Lewis Hamilton de igual para igual do que se imagina.

Sua decisão jaz nas novas regras da categoria em 2010: a proibição do abastecimento e… sim, isso mesmo, o redimensionamento dos pneus frontais dos carros.

Ok, já vejo você me perguntar: “como assim redimensionamento dos pneus frontais?” Sim, e aí eu peço uma ajudinha ao meu amigo Daniel Gomes do blog Splash and Go:

Segundo o diretor de Desenvolvimento de Pneus de Esportes a Motor da Bridgestone, Hirohide Hamashima, “quando voltamos aos pneus slick [em 2009], as dimensões dos pneus sulcados foram mantidas, o que significa que a frente do carro ganhou proporcionalmente mais aderência do que a traseira. Isso é compensado ao fazermos o pneu da frente mais estreito [em 2010]”.

Desta forma, os carros de 2009 tiveram em sua maioria uma tendência de sair de traseira, pois as enormes asas dianteiras, muito baixas, aliadas aos grandes pneus slick garantiram uma excessiva força aerodinâmica na parte da frente do carro.

— Daniel Gomes em Pneus: de volta aos anos 90 em pleno 2010

Para entender o que diz o Daniel acima, é preciso saber que Lewis Hamilton adora um carro com um pouquinho mais de aderência na parte frontal — um comportamento acentuado pelas características naturais dos carros de 2009.

Como bem explica o Daniel em seu post, os carros de 2010 terão menos “grip” frontal pela dimensão menor desses pneus dianteiros, o que fatalmente beneficiaria a Jenson, que prefere um carro mais neutro que Lewis. Lewis tem tanta necessidade de um caro com grip frontal, que durante dois anos consecutivos na Turquia o inglês teve problemas com os seus pneus dianteiros na temível curva 8 — o que na verdade tinha mais a ver com a McLaren induzindo mais “downforce” na parte dianteira do carro do que com o consumo de borracha.

Para compensar, Lewis largará em 2010 com a vantagem de que grande parte das qualidades que o MP4-25 supostamente terá, estarão baseadas nos dados coletados em 2009, provenientes do seu estilo de pilotagem, algo que ele explica melhor no vídeo abaixo:

Sim, com um carro feito de uma página em branco diante das novas regras de 2009, muito dos “inputs” (influência) para a criação do MP4-25 vêm da maneira como Lewis pilota e isso é uma vantagem que compensará o teórico benefício que Jenson ganharia com o estreitamento dos pneus frontais.

Obviamente a McLaren estará atenta ao desenvolvimento do MP4-25. A equipe conseguiu um milagre em 2007, criar um carro neutro o suficiente para ser competitivo tanto nas mãos de Lewis quanto nas de Alonso — pilotos com estilos de pilotagem ligeiramente diferentes.

Outro ponto interessante é que fatalmente os níveis de “downforce” de 2010 superarão os de 2008, o que possibilitará aos engenheiros compensar a repentina falta de aderência dos pneus dianteiros.

Em teoria, as novas regras deveriam atingir em cheio Lewis, mas uma de suas grandes qualidades é a enorme capacidade de adaptação.

_________________________________________________________________

Leia mais sobre Lewis e Jenson na McLaren

Discussão

20 comentários sobre “O plano de Jenson para bater Lewis na McLaren – Parte 2

  1. Sim sim, é compreendivel…
    mas será que button conseguirá vencer hamlton?
    não sei, mas o único é que haverá uma guerra na equipe…
    e nem quero ver quem será o vilão…
    um abraço;
    Tomas, do Blog Fórmula 1
    http://theformula1-blog.blogspot.com/

    Publicado por Tomas | 19/01/2010, 1:53 am
  2. Todas essas teorias só vamos ver quem é quem nas primeiras corridas do campeonato, nem nos treinos, lembro-me de 2008 na Ferrari o Kimi que era o campeão arrasou nos treinos e o Massa estava apanhando para conseguir se adaptar ao novo carro, quando veio as corridas, Felipe se destacou e só não foi campeão por muitos erros da equipe e aquela sujeira da equipe Renault.

    Publicado por Luiz Sergio | 19/01/2010, 5:32 am
  3. Ai ai, de novo essa estória que o Massa só não foi campeão por causa do NAP e da Ferrari……. :rolleyes: (sim eu sei que não funciona aqui)

    Publicado por Cosmo | 19/01/2010, 7:42 am
  4. Engraçado que eu estava lembrando que aquele forrobodó nos boxes da Ferrari fatalmente aconteceria já que o Barrcihello tinha quebrado na mesma volta que o “crash” do Piquetzinho…

    Será que iriam culpar o Barrichello pela perda do título do Massa?

    Publicado por Becken Lima | 19/01/2010, 8:28 am
  5. Acho que sim Becken, pois aquela história da “mola na cabeçad o Massa”, já estavam culpando o coitado, imagina se isso realmente tivesse acontecido…

    Publicado por Jackson | 19/01/2010, 8:35 am
  6. Becken, parece que a Sauber confirmou Pedro De La Rosa… E a história que De La Rosa testará pela McLaren???

    Publicado por Jackson | 19/01/2010, 8:36 am
  7. Permaneço com a opinião, que a dupla da Mclaren é a mais completa, com os estilos diferentes de pilotagem, penso que um não vai atrapalhar o outro.
    Jenson, pode até ser superado pelo Hamilton, mais já provou que é consistente e difícil de ser batido, vejo sua maior falha é as vezes a falta de motivação, ele sempre levou vantagem em cima do Rubinho nas temporadas que o carro estava melhor.

    Publicado por Luiz Sergio | 19/01/2010, 8:39 am
  8. Turma,

    O Massa perdeu o título de 2008 nas duas primeiras provas do ano. quando não marcou nenhum ponto.
    Perdeu o título em Silverstone, quando rodou igual peão e não marcou nenhum ponto.
    Só aí foram 3 corridas sem marcar pontos. E aí não teve dedo da equipe. Esse negócio que a Ferrari Fudeu o Massa, é papo da Globo, para desviar a atenção.

    Em relação ao Jenson, o cara precisa confiar muito no seu estilo de pilotagem, para que baseado apenas nisso se jogue na cova dos leões.
    Vou tomar porrada, mas para mim é fato que o Jenson não está no mesmo nível de Alonso, Lewis, Felipe e Vetel.(Os dois primeiros um pouco acima do terceiro, que está um pouco acima do quarto).
    Mas para mim o Jenson foi corajoso, se antecipou à contratação do Michael. Moveu suas peças antes, e isso é em louvável. É bem capaz de eu torcer para ele neste campeonato, embora eu tenha a certeza, que apenas o estilo de pilotagem não bastará para vencer o Lewis, uma vez que o carro deve favorecer o estilo do Lewis, então o Buton deverá ter um pouco mais de dificuldades.

    Fernando

    Publicado por Ffigueiredo | 19/01/2010, 8:41 am
  9. http://www.oconsumidoremdebate.blogspot.com

    Fernando, em duas linhas você definiu tudo: querer justificar a perda do titulo por conta do nefasto episódio não dá né…nas duas primeiras provas o Massa passou zerado, portanto, não pode simplesmente querer dizer que o ato suicida lhe prejudicou.
    O que o prejudicou foi o ‘braço duro’ no começo do campeonato, isso sim…ô povo de memória curta…
    Quanto as novidades, De la Rosa na Sauber…sinceramente, era melhor manter o Heidfeld, pois pelo menos tinha ritmo de corrida, lembro que esse espanhol de meia-tigela não fez absolutamente nada nas corridas em que substituiu o Montoya, é um Boutsen piorado, até…

    Publicado por Edgard | 19/01/2010, 8:49 am
  10. Becken, parece que a Sauber confirmou Pedro De La Rosa… E a história que De La Rosa testará pela McLaren???

    Putz, foi pro vinagre. Eu já fiz um postezinho:

    https://f1around.wordpress.com/2010/01/19/pedro-de-la-rosa-finalmente-volta-a-f1-pela-sauberbmw/

    Publicado por Becken Lima | 19/01/2010, 9:20 am
  11. Os pró-Massa dão à Ferrari a perca do título de 2008. Os anti-Massa, aos problemas no início do campeonato. Na Austrália, o carro quebrou, pra quem não lembra. Na Inglaterra, estava andando com um carro remendado às pressas. Os detratores deveriam lembrar do excesso de arrojo do Felipe no Japão, onde dividiu a curva desnecessariamente com Lewis (já que o inglês levaria punição e o brasileiro talvez chegasse em maior colocação do que o 7º lugar alcançado). Lambança do Massa, de fato, foi na Malásia e no Japão; Ferrari, no Canadá, Hungria e Cingapura. Sobraram erros até pro pobre do Kimi Raikkonen. No entanto, deixo um texto do Millor Fernandes para ilustrar essa discussão:

    “Não chovia há muitos e muitos meses, de modo que os animais ficaram inquietos. Uns diziam que ia chover logo, outros diziam que ainda ia demorar. Mas não chegavam a uma conclusão.

    – Chove só quando a água cai do telhado do meu galinheiro – esclareceu a galinha.
    – Ora, que bobagem! – disse o sapo de dentro da lagoa.
    – Chove quando a água da lagoa começa a borbulhar suas gotinhas.
    – Como assim? – disse a lebre – Está visto que só chove quando as folhas das árvores começam a deixar cair as gotas d’água que tem dentro.
    Nesse momento começou a chover.
    – Viram? – gritou a galinha. – O telhado do meu galinheiro está pingando. Isso é chuva!
    – Ora, não vê que a chuva e a água da lagoa borbulhando? – disse o
    Sapo.
    – Mas, como assim? – tornou a lebre. – Parecem cegos! Não vem que a água cai das folhas das árvores?

    Moral: Todas as opiniões estão erradas.”

    Publicado por Andy | 19/01/2010, 10:22 am
  12. Massa perdeu pq tinha q perder. Teve todo tipo de evento pró e contra em sua campanha, senão vejamos:

    Contras: Erros da Ferrari, Erros do próprio Massa, Azar ( estouro do motor na Hungria ), Kovalainen ( q não ofereceu dificuldades ao Hamilton ), Inabilidade do Glock em manter a posição com pneus de seco, Demora para Ferrari se decidir por um piloto, etc etc

    Prós: 05 vitórias, carro q se adaptava melhor ao seu estilo do q do Kimi, FIA q deu 1 vitória de bandeija e mais 1 pontinho pra ajudar, etc etc

    No final das contas, o título do Hamilton foi merecido, por td q ele tinha feito em 2007 e não ganhou e pela bela campanha de 2008. O único demérito, foi pilotar como um bundão em Interlagos, mas pelas cagadas do ano anterior, dá pra entender o excesso de cautela, no final quase pagou caro, mas em compensação deu aos fãs o final mais apoteótico de todos os tempos.

    Abs

    Publicado por Alex-Ctba | 19/01/2010, 12:43 pm
  13. Andy, assino embaixo.

    O próprio Massa aponta a perda do título pela somatória de erros de TODOS. Inclusive dele. A Ferrari não tirou-lhe o título. Massa não perdeu porque tinha braço duro no início. Aconteceu porque toda a equipe, e aí estão obviamente incluídos, Massa, Kimi, Domenicali, mecânicos, Montezemolo, Berlusconi, Rita Pavoni, Paolo Rossi 82, o gordinho barbudo e o pirulito eletrônico. Todos!

    Então foi uma cagada geral. Peso igual para todos.
    E ainda assim quase deu.

    Publicado por Iomau | 19/01/2010, 2:55 pm
  14. Bom gente é dos erros que se tiram as lições,eu ja falei aqui neste blog,que se o massa quiser ter ao menos chance na ferrari,tem que fazer aquilo que ele não faz desde que chegou na ferrari,começar bem o ano eprincipalmente agora,vencendo…
    Se o alonso vencer a primeira,podem esquecer,só se ele for muito incopetente ou desligado como o kimi,ou vcs ñ lembram da vitoria do kimi em 2007 que o schumi ligou pra dar os parabéns e tal,se fosse o massa será que teria sido assim?? se o kimi fosse mais interessado naquele ano massa ja teria sido preterido pela equipe..
    Agora é o Alonso,um espanhol chato que gosta de ser o centro das atenções na equipe e que tem muito talento
    na Maclaren lewes é melhor,mas Jenson pode surpreender,afinal a motivação é outra,ele é o campeão do mundo.

    Publicado por mayko | 19/01/2010, 3:04 pm
  15. Porra, discussões sobre o Massa enchem demais o saco. Principalmente quando o assunto é 2008… Tem 2 anos já, o campeão foi o Lewis, um abraço, gostem ou não (eu gostei).

    Sobre os estilos de pilotagem…

    Eu sei lá, fico mais perdido que banana em boca de cego, uma hora dizem que o Hamilton gosta de traseira solta, outra hora dizem que gosta da traseira pregada… Não sei não. Ao meu ver, os 2 tem estilo de pilotagem parecidos, o Hamilton é célebre por suas saídas de traseira (inclusive me lembro na China em 2008, quando o inglês executou uma manobra dessas com maestria, para apontar melhor o nariz do carro na entrada de uma curva, aos berros do locutor oficial “seguuuura Hamilton”, em clara torcida para que o piloto da Mclaren se estrepasse).

    Já o Button é ataca a curva de maneira muito gentil, com muito cuidado, geralmente isso indica um acerto que deixa uma traseira mais leve, o que exige respeito. Se fosse o contrário (um carro mais subersterçante), o cara tem que dar murro no volante, na clássica imagem da roda interna dianteira se erguendo, indicando uma barra anti-torção rígida. É o estilo do Massa e do Alonso.

    Falei falei falei, e não disse nada…

    Publicado por The Stig | 19/01/2010, 8:13 pm
  16. hhahahahah de cego não, de banguela. Eiiiiiiita, eu e minhas gafes.

    Publicado por The Stig | 19/01/2010, 8:15 pm
  17. Becken,
    Eu ainda aposto no Hamilton frente ao Jenson e tbém ao Alonso, Massa e Vettel. Só não aposto frente ao Schumacher. Mas uma coisa é certa: estilo de pilotagem é elemento da personalidade. Não é coisa que se descarta do dia para a noite.

    A própria palavra “estilo”, que em francês significa caneta (stylo) dá as dicas de que assim como a letra e a forma de golpear com objeto cortante, trata-se de um traço personalíssimo.

    Se o carro comportar contrariamente à personalidade (estilo) do Hamilton ele fatalmente ficará em desvantagem e perderá.

    “Aconteceu porque toda a equipe, e aí estão obviamente incluídos, Massa, Kimi, Domenicali, mecânicos, Montezemolo, Berlusconi, Rita Pavoni, Paolo Rossi 82, o gordinho barbudo e o pirulito eletrônico. Todos!”.

    Só uma perguntinha: o que o Kimi tem a ver com os erros do Massa, o azar de todos – inclusive do Kimi, com as bielas defeituosas, e os erros da equipe (carro quebrado, remendado, pirulito/mangueira etc), enfim, com a perda do título? O que o Kimi tem a ver com isso? Será que é só porque usava macacão vermelho?

    Ao contrário, o Kimi estacionou o carro para o Massa passar (nem lembro mais em que corrida foi). Isso depois de voltas e voltas andando na marcha lenta para o Massa passar e ele não passava.

    Para mim a perda do título foi 50% por culpa da equipe e 50% por culpa do Massa.

    Abs.

    Publicado por Anselmo Coyote | 19/01/2010, 8:31 pm
  18. “Para mim a perda do título foi 50% por culpa da equipe e 50% por culpa do Massa”

    Exatamente Coyote, assim como a conquista do Hamilton se deu 50% em relação a ele e 50% pela equipe, F1 é assim. Não sei porque tanta choradeira. Até culpam o Kimi! Coitado.

    Publicado por The Stig | 19/01/2010, 9:25 pm
  19. O que o Jock Clear, engenheiro do Rubens dizia no ano passado era que Rubens era muito sensível aos freios e Button muito sensível a carro que sai de frente.

    Falando da disputa interna da McLaren, considero o Hamilton muito veloz, mas penso que, no ritmo de corrida e na suavidade que o novo regulamento exigirá dos pilotos, Button levará vantagem.

    Publicado por Itamar Morais | 20/01/2010, 1:07 pm
  20. O Lewis tem talento de sobra para vencer, apenas tem que se refrear um pouco em situações limite. Isso também faz parte do tirocínio de um grande piloto. Mas a regularidade do Jenson também não lhe tira brilho. São duas formas de encarar o campeonato. Há que pensar no médio longo prazo e não ter entrada de leão e saída de sendeiro. Mas o Lewis, reafirmo, tem talento de sobra para ser o que quiser dentro da pista.

    Publicado por Ernesto Sousa | 20/01/2010, 2:30 pm

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: