//
você está lendo...
ARTIGOS

Quieta e confiante, Williams de Barrichello prepara-se para 2010

Vocês devem ter notado como a Williams de Rubens Barrichello tem mantido sua costumeira discrição e quietude nessa pré-temporada. Talvez concentrada na dura missão de incorporar os ainda incertos motores Cosworth de forma competitiva em seu novo carro, a equipe veio falar só hoje de seu novo projeto em 2010.

Falando para a Autosport, o diretor técnico Sam Michael revelou que o novo FW32 não será apenas uma evolução do carro de 2009, mas um projeto novo em folha sob o ponto de vista aerodinâmico.

Sam Michael falou mais: “o fato de termos tido um carro consistente ao longo de todas as pistas de 2009 e conseguirmos garimpar um monte de segundos lugares, nos dá confiança.”

A declaração de Michael pode parecer bravata, mas um dado estatístico atesta o excelente trabalho feito pela Williams com o seu carro em 2009: o desempenho medíocre dos motores Toyota na temporada. Segundo análise da Auto Motor und Sport a deficiência de potência para os poderosos Mercedes chegavam a 20 cavalos de potência, ou 4 décimos de diferença por volta.

A falta de potência dos propulsores japoneses oferece, portanto, a real medida do quão afinado aerodinamicamente era o FW31 de 2009 — uma excelente pista de que o novo Fw32 pode realmente ser promissor.

Ok, temos de lembrar que os Cosworth são um mistério em termos de potência, confiabilidade e consumo — questão importante em 2010 com o fim do reabastecimento —, mas os últimos testes no dinamômetro foram encorajadores para Williams, Virgin, Lotus e USF1 e Campos. Até a poderosa Red Bull avaliou a possibilidade de usá-los. Será dificílimo, portanto, que a  fornecedora inglesa repita o fraco desempenho da japonesa Toyota.

O FW-32 não terá lançamento pomposo — coisas do marrento Frank Williams. Sua primeira aparição em 1 de fevereiro em Valência será “in natura” e já na pista, na abertura oficial dos testes para a nova temporada.

Abaixo, o vídeo com a cobertura da visita de Sam Michael e Rubens Barrichello à fábrica da Cosworth.

Anúncios

Discussão

46 comentários sobre “Quieta e confiante, Williams de Barrichello prepara-se para 2010

  1. Agora vai Rubens…

    Publicado por Alex-Ctba | 21/01/2010, 3:40 pm
  2. Pela matéria, a princípio parece promissor o ano de 2010 para a Willians.

    bom, a Cosworth tem um passado respeitável, embora nos seus ultimos anos de F1 tenha deixado uma má impressão.

    espero que o Rubens continue como está, quieto. chega de choradeira. ele é um piloto mediano, que sempre vai se considerar vitima das Vilanias do Schumacher e da Ferrari.

    pois bem, no ano passado ele teve totais condições de ser campeão, e desperdiçou a meu ver, a ultima chance de ser campeão em sua longa, porém insossa carreira.

    espero que faça um trabalho consistente, pois a equipe espera isso dele. mas, se começar a perder para o companheiro de equipe..ai lá vem a choradeira de brasileiro injustiçado, mas batalhador..

    abraços..

    Publicado por Danilo | 21/01/2010, 3:43 pm
  3. A williams é uma equipe muito bacana, não é verdade?

    É tipo o meu querido Juventus da Mooca. ( Meu time aqui em SPO, uma vez que sou cruzeiro de coração). Quem gosta, gosta muito, como a Aline lá do LynWilliams.(aliás, muito legal o blog dela).
    Mas não conheço ninguém que não goste. É uma equipe muito simpática. Não parece ser afeita à mutretas. Não tem medo de inovar. Sempre está apertada de grana(como a maioria de nós). Enfim, a Wiliams acho que é a segunda equipe de quase todo mundo.
    Tomara que eles venham bem, o Frank merece.

    Publicado por Ffigueiredo | 21/01/2010, 3:45 pm
  4. Becken,

    Sobre “Será dificílimo, portanto, que a fornecedora inglesa repita o fraco desempenho da japonesa Toyota.”, volto a bater na mesma tecla: acho que o maior problema da Toyota foi ser enganada por seus pilotos, que certamente escamoteavam a própria incompetência em discursos inflamados contra os carros.

    Com pilotos de verdade, bons de pista, de feed-back e de push & pull, com a fortuna que gastou, a equipe poderia ter tido resultados muitíssimo melhores.

    Minha única fonte para afirmar isso foram as duas corridas que o Kobayashi fez com o que achávamos que não era um, mas um tijolo de rodas. O Koba provou que não.

    Quanto à Williams, pelo menos em relação a um piloto, está no mesmo caminho da Toyota. Lamentável.

    Abs.

    Publicado por Anselmo Coyote | 21/01/2010, 3:56 pm
  5. Coyote,

    Onde eu assino?

    Publicado por Cosmo | 21/01/2010, 3:58 pm
  6. A FI tb tá bem caladinha.

    Esses motores Cosworth em 2010 estão me cheirando ao difusor duplo de 2009, digo, o objeto da discórdia. Eles vieram a mando de Mosley, e o Todt no máximo vai dar de ombros dizendo q n tem nada com isso. Aguardemos.

    Publicado por Leandro Magno | 21/01/2010, 4:29 pm
  7. Anselmo – O Trulli não é lá essas coisas. Um bom qualificador, mas mediano quando o assunto é ritmo de corrida. Eu acho o Timo Glock um bom piloto, médio qualificador, mas ótimo em ritmo de corrida. Junte a os dois e vc tem um Lewis Hamilton, ;)…

    Gosto do Koba, mas a grande prova dele será manter aquela pegada durante uma temporada inteira em 2010 — e ainda tendo a responsabilidade de mater o hype e expectativa construida em 2009 lá em cima. Isso será complicado por mais que eu torça por ele… Espero que ele dê conta!

    Quanto a “Williams estar indo no mesmo caminho da Toyota em termos de piloto…” Hummm, não entendi, sorry!

    Publicado por Becken Lima | 21/01/2010, 4:31 pm
  8. Em um dos forum da Autosport muitos ingleses afirmaram que o motor Cosworth para essa temporada já teria mais potência que os Mercedes, algo em torno de 12 cavalos, mas que ainda não teriam equalizado o problema do consumo.

    Por isso a Red Bull caiu fora da idéia de te-los já em 2010.

    Mas se por um lado perdem na eficiência do consumo, ganham em potência e poderão ser os motores mais fortes do grid.

    E tem um atenuante a se levar em conta nesse debate de potência/consumo, os carros com Cosworth e Ferrari poderão consumir mais gasolina mas em compensação terão mais potência e serão os candidatos as primeiras colocações no grid, poderão perder no desenrolar da corrida essas posições claro.

    Mas outro fato atenuante é o lastro, dizer que um Ferrari carregará 20 kilos a mais de gasolina é um pouco complicado porque isso pode ser corrigido com a eficiência aerodinâmica do carro aliado a um pouco menos de lastro no carro, compensado assim o excedente de gasolina em relação as demais equipes com motores mais econômicos. A Williams compensou a falta de potência com um bom carro em 2009.

    Lembrando que o melhor lastro que existe é a própria gasolina no tanque, é só pegar a Honda de 2005 que andava com dois tanques, um era só de lastro.

    Daí sai uma das charadas da temporada de 2010.

    É melhor ter mais potência aliada um bom carro e ser pole de tanque vazio, ou ter um carro econômico menos potente e lutar do meio pro fim da corrida pela vitória ?

    Minha resposta é a pole, porque saber o que vai acontecer do meio da corrida pra frente é complicado.

    Publicado por Claudemir Freire | 21/01/2010, 4:31 pm
  9. Claudemir,
    Um problema q deriva do peso é o volume pra acomodar o tanque, o q faz com q o carro tenha q ser mais longo. Como no próximo ano( e já há alguns anos) a maioria das pistas privilegiam carros com entre-eixos menor, ter um tanquão passa ser um problema.

    Publicado por Leandro Magno | 21/01/2010, 4:44 pm
  10. Desculpem a ignorância, mas uma questão me intriga:
    Vocês dizem que os carros mais econômicos brigariam mais do meio para o final da prova…
    Não é certo que ao final da prova os beberrões terão consumido a diferença inicial (20kg +/-) e a diferença de peso até o final da prova teria diminuído ou quase se anulado ?
    Ou seja, seguindo esse pensamento, os landaus da vida serão mais competitivos à medida que gastam mais rapidamente o excedente de peso.
    Me corrijam caso eu tenha dito besteira.

    P.S.: Quanto ao Rubinho continuar quieto: vai ser difícil. Hoje já disse que é a melhor chance de ser finalmente campeão: http://tazio.uol.com.br/f-1/textos/16068/

    Publicado por Gustavo Perim | 21/01/2010, 5:27 pm
  11. Puxa! Legal! Um post todinho sobre nós!

    Olha! Respeito a opinião alheia, mas Juventus da Mooca é demais (E olha que moro a 2 quadras da Javari, Belo!!).

    Tá! Faz tempo que não ganhamos nada!
    Mas, peraí!
    9, digo, NOVE títulos de construtores não é pra qualquer um (Não me lembro de algum título nacional do time da rua Javari).
    Por favor, Juventus, não! Definitivamente, não dá!

    Sensacional o post! e…

    como diz a srta. Lynn : porque chassis a gente faz em casa!

    Abraço.

    Publicado por Antonio | 21/01/2010, 5:37 pm
  12. Leandro como não temos parâmetros para comparar os motores Cosworth com os demais não tem como saber o que as equipes terão que fazer com seus carros.

    Mas os motores Ferrari em comparação com os Mercedes nos números de 2009 dá, graças ao gráfico que o Becken produziu em um post anterior.

    https://f1around.wordpress.com/2010/01/16/motores-mercedes-e-renault-podem-largar-na-frente-em-2010/

    Se fizermos as contas com média de 60 voltas os números ficariam assim:

    Ferrari – 152,4 kilos de combustível.

    Mercedes – 148,8 kilos de combustível.

    Diferença de 3,6 kilos entre os motores.

    Isso não seria um aumento significativo no projeto do carro e claro, todos terão que aumentar seus tanques então a diferença de eixos será maior em todos os carros.

    O que é interessante é ver que estão todos preocupados em consumir menos ter mais potência para poder aumentar o lastro para diminuir o desgastes dos pneus, assim equilibrando o projeto, que terá pneus mais finos na frente e gastará mais borracha com o tanque cheio e ainda tem a suspensão que terá que trabalhar muito bem para poder ter um carro veloz com tanque cheio e vázio.

    Chamei a atenção para o fato dos carros com motores mais potentes aliados a um bom projeto poderem ter em suas mãos a pole e os carros mais econômicos a vitória.

    E esses três décimos do início da corrida podem ser revertidos no fim pela potência dos motores com tanques mais vázios, é muita variável pra deixa qualquer um louco. :)

    Publicado por Claudemir Freire | 21/01/2010, 5:52 pm
  13. Gustavo seu racionio esta completamente certo. A medida que os beborroes vao andando, mais proximo do peso dos outros eles vao estar.

    Quanto ao Rubinho eu nao posso comentar, pq senao o Daniel me xinga.

    Agora quanto ao resto, é tudo muito especulaçao. E a Referencia que se tinha dos entreixos ja foi pro saco. Só a pratica vai dizer agora, pq nao esqueçamos que nao tem mais calota, o tanque de combustivel obrigatoriamente vai mudar, os pneus dianteiros vao mudar, com isso o proporcao dianteira traseira é alterada.

    Se existe um processo magico de saber qual o melhor entre-eixos, com certeza todos as equipes iram vir com a mesma medida, e como vemos elas tem concepcoes completamente diferentes. E inconcebibel imaginar , que nao exista no meio de 800 funcionarios 1 que seja inteligente suficientemente para montar esse algoritmo se o fosse possivel.

    Publicado por Claudio CArdoso | 21/01/2010, 5:58 pm
  14. Williams, com um projeto novo e foi a única grande equipe a permaneceu com a FIA na briga contra a FOCA, isso deve pesar com um apoio da FIA.

    Com a saída das grande fabricas, a opção de motores para a maioria das equipes ficou com a Cosworth, que deve ser a queridinha da FIA para um futuro não muito longe.

    Não basta ser um bom piloto, que não erre, que ande rápido, que tenha constância nas corridas, isso o nosso piloto brasileiro o Rubinho já provou que tem, parece que a única coisa que falta nele é a tal estrela de campeão, aquela sorte a mais, sem ela nenhum piloto é campeão.

    No inicio do ano passado, nós brasileiros nunca imaginamos que seria o piloto brasileiro Rubinho a ter a chance de disputar o título até a penúltima corrida do campeonato.

    Williams, Cosworth e o nosso brasileiro, pode ser novamente a opção no campeonato, ou será que a Ferrari vai deixar a disputa aberta entre o Massa e o piloto espanhol Fernando Alonso do banco espanhol que estar bancando uma fortuna na equipe???????

    Pessoal eu posso está errado, mais Nico Rosberg e Felipe Massa, vão corta um dobrado para ter uma mínima chance de realmente de disputar esse título!!!!

    Publicado por Luiz Sergio | 21/01/2010, 6:06 pm
  15. Gustavo.

    “Não é certo que ao final da prova os beberrões terão consumido a diferença inicial (20kg +/-) e a diferença de peso até o final da prova teria diminuído ou quase se anulado ?”

    De onde saiu essa diferença de 20 kilos, isso dá por volta mais de 1 segundo, se fosse assim a Ferrari tinha pedido pra andar de Renault em 2010 você não acha ?

    A diferença vai ficar na casa dos 5 kilos do mais beberrão (Ferrari) para o mais econômico (Renault), o que dá estourando 4 décimos, compensado pela potência superior do primeiro, que eu diria que ante ao Renault não passaria de 1 décimo por volta, isso até o meio da prova, depois acho que o isso reverte e muito para a Ferrari andando até 4 décimos por volta.

    (Essa idéia vem de potência de motor, não estou falando do projeto num todo que claro pode ser muito diferente se por acaso a Red Bull fizer um belo carro que equalize esse problema da falta de potência dos Renault)

    Publicado por Claudemir Freire | 21/01/2010, 6:54 pm
  16. Becken

    Concordo com você com relação aos pilotos da Toyota em 2009.

    O problema do Glock são os treinos classificatórios.

    Em ritmo de corrida ele é excelente. Aposto que ele é um dos caras que mais ganhou posições na relação (largada/posição de chegada) em 2009, se não for o que mais ganhou.

    Publicado por Misael | 21/01/2010, 6:57 pm
  17. depois do piquet eu torci mais pro rubinho do q para senna,e discordo quando falam q o rubinho é um piloto mediano ,quando pegou um bom carro
    o da ferrari o shumacher era quem mandava e tudo de ia só pro cara valeu para mim ele é um dos melhores pilotos da f1 realmente falta um pouco de sorte talvez possa ser esse ano se aliar carro e motor.

    Publicado por fabio freire | 21/01/2010, 7:16 pm
  18. Claudemir,
    Na verdade vi em algum site ou comentário (agora não me recordo), que a diferença poderia chegar a 20kg no início das provas, e coloquei tal medida apenas para ilustrar.

    Claudio, sou fã do Barrica desde antes de 93, torço muito pra ele, e sofri muito quando vi que ele poderia se aposentar em 2009, mas acho que esta mania de querer o reconhecimento do povão, empurrando goela abaixo esperanças de que ele pode ser campeão só faz efeito contrário.

    Publicado por Gustavo Perim | 21/01/2010, 8:08 pm
  19. “…conseguirmos garimpar um monte de segundos lugares…” é, pelo visto Rubinho realmente é o foco da equipe! (desculpem, não consegui evitar)

    Torço para que a Cosworth realmente não seja o pior motor, mas não espero que seja o mais potente. Potência média e baixo consumo.

    Toda sorte do mundo a Frank e Patrick, os remanecentes.

    Publicado por KBK | 21/01/2010, 8:36 pm
  20. http://tazio.uol.com.br/f-1/textos/16068/

    O jovem veterano parece bastante otimista e já fala em ser campeão.
    Já pensou se ele for campeão emcima do alemão(não o seu companheiro) mas daquele com mandíbula bastante proeminente?

    Publicado por Leandro Magno | 21/01/2010, 8:43 pm
  21. A Williams, também é minha equipe favorita. Não sei exatamente por quê. Simpatizo muito com tio Frank, parece ter um bom caráter, ser um homem justo.
    Gosto da Williams antes mesmo de ter surgido essa necessidade de distinção entre garagistas e montadoras.
    E gostei mais ainda,quando não se entregaram pra BMW. “BMW Who?”

    Sem dúvida, é uma equipe forte, inteligente e criativa. Há muito feeling ali. Sabe usar os recursos que tem. E vai ter mais recursos esse ano, associada aquele tal empresário que chegou a ser piloto.
    Vamos depender dos Cosworth então.

    Minha equipe e meu piloto. Vamos ver. Boto fé que voltaremos a vencer com Rubens.

    É isso aí, caras! Falta pouco pra fevereiro!

    Publicado por Tavaresdemello | 21/01/2010, 9:10 pm
  22. Antonio,

    Desculpe, não tive a intenção de ofender. Apenas comparei a Williams ao juventus no quesito simpatia. Não no desempenho. A Williams realmente é uma equipe muito simpática.
    E por curiosidade, fomos vizinhos, me mudei da Mooca a pouco tempo, mas este cantinho de São Paulo realmente me conquistou.
    Quem sabe a gente não se encontra na padoca da Visconde de Inhomerim para trocar idéias depois das provas?!
    Um grande abraço.

    Fernando

    Publicado por Ffigueiredo | 21/01/2010, 10:19 pm
  23. Becken,

    Talvez eu nunca tenha sido claro sobre ao Kobayashi, àquelas duas corridas e aquele carro. Vou tentar.

    Quanto ao Koba.
    Eu vou torcer para ele, lá no fundinho do grid. Sei que ele é apenas uma promessa na qual eu estou apostando. Primeiro, porque algo me diz que ele é bom. Segundo, porque os jovens precisam de alguém que acredite neles. Se ele for realmente bom, terá ainda um longo caminho a seguir.

    Talvez ele seja um braço duro. Mas pode ser um gênio e aquilo que o que vimos em 2009 tenha sido somente um aperitivo. Torço por esta hipótese e para que o garoto tenha a chance de mostrar o que é.

    Quanto às corridas e ao carro.
    Mesmo na hipótese de ele ser um roda-presa ou uma chicana ambulante, naquelas duas corridas algum espírito desceu nele e o que vimos foi digno de um cobra, mostrando para todo mundo que um piloto de verdade naquele carro faria muito mais do que foi feito durante a permanência da Toyota na F1. Resumindo, aquele carro não era ruim como nos fizeram pensar. Fomos enganados. Acho que a Toyota também foi.

    Em suma, Becken, aprecio muito ver bons pilotos em ação, independentemente de serem meus preferidos. Na verdade, eu gostaria de ver a F1 no mais alto nível. Quem dera fossem 26 pilotos à altura de Schumacher, Hamilton, Raikkonen, Senna, Hakkinen, Prost, Piquet, Lauda… o espetáculo seria garantido em absolutamente todas as corridas.

    Era só isso o que eu queria dizer.

    Abs.

    Publicado por Anselmo Coyote | 21/01/2010, 10:28 pm
  24. Não… não acredito.
    Vou tomar meu remédio controlado para aguentar o tranco senão eu tranco.
    Vejam isso.

    http://globoesporte.globo.com/Esportes/Noticias/Formula_1/0,,MUL1457713-15011,00.html

    Abs.

    Publicado por Anselmo Coyote | 21/01/2010, 10:55 pm
  25. Becken,

    A Wlliams de pequenina e coitadinha não tem nada. Sempre teve como grande caracteristica a inovação dos carros e o maior envolvimento em novas tecnologias.

    O problema é que perderam Adrian Newey em 97 e demoraram anos formando a dupla Geof Willis/Gavin Fischer e desenvolvendo os motores BMW.

    Com a saída da BMW no final de 2005 tiveram uma queda absurda no orçamento, e foram forçados a aprender a trabalhar com orçamentos baixos numa realidade diferente da que estavam acostumados.

    Diante de uma nova F1 com restrições nos testes, motores e orçamentos menores a Williams pode se beneficiar de ja ter feito “sua reengenharia” de forma compulsória a alguns anos.

    Eles tem uma boa dupla de pilotos, sendo que Barrichello irradia motivação. Parecem ter formado novamente uma boa base técnica e a crônica falta de capital dos últimos anos foi muito minimizada nessa nova fase da categoria, sem esquecermos que venderam parte da equipe a um investidor em dezembro do ano passado, fato que seguramente reforçou o caixa da equipe.

    A grande questão é também a confiabilidade dos motores, não apenas o consumo. Se a Cosworth fizer um motor com boa potência, resistente e consumo adequado, podem ser a grande surpresa de um campeonato onde só se fala de Ferrari, Mclarem, Mercedes e Red Bull.

    Claudemir,

    O regulamente não permite usar o combustível como lastro, tanto que a Honda de 2005 foi suspensa por duas corridas por usar esse recurso ilegal.

    Publicado por Sirlan Pedrosa | 21/01/2010, 11:33 pm
  26. Anselmo..

    Mesmo sabendo que o Daniel, vai ficar puto me xingar me mandar para aquele lugar como ele sempre faz quando eu falo do Barrichello, que por sinal é a unica coisa que ele pode fazer, pois afinal vai morrer sem ver o 1b campeao, eu vou comentar, nao deu para resistir.

    Dessa vez o Rubens, o 1b tem toda razao.

    ELE ESTA TENDO A MAIOR CHANCE DA VIDA DELE DE SER CAMPEAO. O Cara dento do mesmo boxe dessa vez nao tem chance de ser campeao e ele ficar abrançando com sorriso amarelo. O Cara do carro ao lado é inexperiente. Logo se for um mega foguete como a Brawn ano passado, ele vai ser campeao pq nao tem concorrencia de alguem com o mesmo foguete.

    Publicado por claudio cardoso | 21/01/2010, 11:37 pm
  27. Anselmo,

    Concordo com você, não sabemos o quanto o Kobayashi pode fazer, mas em duas corridas comprometeu muito a reputação dos pilotos titulares da Toyota.

    Entretanto esse ano o carro da Toyota mostrou ser bom. Foi pole no Barhein e exetuando um meio de ano fraco, andou sempre entre os dez primeiros. A última corrida do Glock em Cingapura foi muito boa.

    Acho que ficou pior mesmo para os pilotos estreantes (Nelson Ângelo, Grosjean, Kovalain, Alguessuari, e tantos outros nos últimos anos) que faziam a coisa parecer ser um monstro, com a performance do japinha deixando claro que não era bem assim…

    Publicado por Sirlan Pedrosa | 21/01/2010, 11:45 pm
  28. Bravo Barrichello. Não desiste…

    Publicado por Ylan Marcel | 22/01/2010, 1:17 am
  29. Se o Rubinho for campeão, corro a São Silvestre pelado.

    Publicado por Cosmo | 22/01/2010, 7:09 am
  30. Quem esse ano vai ser o campeão?
    Becken Lima, a turma que frequenta o seu blog, votaria em um único piloto e no final do campeonato, você divulgaria a lista dos vencedores!

    Publicado por Luiz Sergio | 22/01/2010, 7:58 am
  31. bom dia…

    aonde eu estava que perdi este debate?????

    Li hoje que o difusor duplo vai ser proibido a partir de 2011….

    sabíamos que tinha marmelada nisso, foi só para tirar da McLaren e da Ferrari. Ano passado senão fosse o difusor o título era da Red Bull e não teria nenhum adversário….

    no mais, acredito sim que Rubens tem uma nova boa chance, se será campeão somente em novembro. Mas que dia 14/03/2010 demorado pra chegar!!

    Publicado por Marcelo (Cascavel) | 22/01/2010, 8:54 am
  32. “O regulamente não permite usar o combustível como lastro, tanto que a Honda de 2005 foi suspensa por duas corridas por usar esse recurso ilegal.”

    Sirlan, seu que não se pode usar gasolina como lastro, mas no caso da Honda em 2005 foi bem específico, eles tinham 2 tanques de gasolina um grande e outro menor usado para lastro.

    O que eu queria dizer era que, quanto mais combustível no carro mais pesado ele será, certo, as equipes que tiverem maior consumo não poderão fazer uso do lastro em outras partes do carro para ajuda do equilíbrio, certo.
    Assim terão que abrir mão dessa solução para colocar mais gasolina que funcionará também como lastro dependendo da posição do tanque, e isso não seria irregular, já que o peso dos carros com tanque vazio foi elevado de 605 kg para 620 kg, ou seja, terão que chegar ao fim da corrida com 625 kg de peso os 5 a mais são de gasolina.

    Irão perder equilíbrio no decorrer da corrida por conta de menos combustível, mas dependendo do projeto podem melhor a suspensão para o equilíbrio mais apurado.

    Gustavo, não passará de 10 kilos a diferênça, mas os carros não sairão com por exemplo dessa forma para o início da corrida:

    Renault 620 + 170 = 790 kg
    Ferrari 620 + 180 = 800 kg

    E sim com 790 kg as duas, como ?

    A Ferrari irá abrir mão de colocar lastro no carro, claro perderá maior eficiência no carro, mas não sairá com 10 kilos a mais que nenhum carro do grid.

    Publicado por Claudemir Freire | 22/01/2010, 9:17 am
  33. Claudemir —>

    Isso se eles nao conseguiram melhorar alguma coisa ne.

    Se eles conseguirem uma melhora de 5 % ja passaria a ser apenas 1,5 kg de diferença.

    Publicado por Claudio CArdoso | 22/01/2010, 9:26 am
  34. Marcelo –>

    Li hoje que o difusor duplo vai ser proibido a partir de 2011….

    sabíamos que tinha marmelada nisso, foi só para tirar da McLaren e da Ferrari. Ano passado senão fosse o difusor o título era da Red Bull e não teria nenhum adversário….

    Nao podemos esquecer que a FIA hj tem outro comando. E outra coisa esse acordo para retirada do difusor duplo foi decidido por um acordo de cavalheiros e nao foi uma imposicao da FIA. Logo foi um acerto entre as proprias equipes, nao tem dedo nenhuma da FIA nisso.

    E a Brawn / Mercedes a essa altura do campeonato nao teria pq nao aceitar, afinal todo mundo ja entendeu mesmo o conceito e ja copiou, entao nao iria fazer diferença nenhum no carro de 2011.

    Publicado por Claudio CArdoso | 22/01/2010, 9:31 am
  35. Adrian Newey em entrevista recente, esclareceu q o difusor duplo, não foi o fator preponderante q impediu q os carros andassem mais próximos e consequentemente, pegar o vácuo do adversário, como imaginaram ser possível ao introduzirem as novas regras em 2009 e depois culparam o DDD pelo fato de não ter ocorrido.

    E segue a F-1 oferecendo desafio aos aerodinamicistas…

    Publicado por Alex-Ctba | 22/01/2010, 9:41 am
  36. Com ou sem difusor, freios bons ou não tão bons……

    se a pista for boa, caso de interlagos, teremos sempre ultrapassagens e bons pegas

    não acham?

    Publicado por Marcelo (Cascavel) | 22/01/2010, 9:49 am
  37. Claudemir,

    Acho que se raciocínio a cerca do combustível/lastro está errado.

    Como a coisa funciona :

    O carro tem um peso mínimo estabelecido, digamos que 620kg. Esse peso é facilmente atingido com os novos materiais usados na construção do carro. Acredito que hoje um caso “pese” de verdade cerca de 550 kg.

    Para atingir o peso mínimo é óbvio que eles precisam de lastro.

    O uso do lastro não tem nada a ver com quantidade de combustível que o carro carrega, e sim com o atingimento de peso mínimo.

    Dependendo de onde esse lastro é colocado muda-se a distribuição de peso entre as rodas e eixos, bem como o centro de gravidade, o que muda muito o comportamento do carro.

    Logo a localização do lastro transformou-se numa espécie de “mais uma opção para o acerto do carro”.

    Ano passado o Kers fazia parte do peso do carro, que com ele atingia cerca de 590kg, diminuindo a quantidade de lastro que seria usada para atingir o peso mínimo (ano passado era 605kg), além de que o Kers estava instalado em um ponto alto do carro o que elevava o centro de gravidade e de uma maneira geral essa elevação é prejudicial nas curvas e frenagens.

    No exemplo que vc deu abaixo :

    “Gustavo, não passará de 10 kilos a diferênça, mas os carros não sairão com por exemplo dessa forma para o início da corrida:

    Renault 620 + 170 = 790 kg
    Ferrari 620 + 180 = 800 kg

    E sim com 790 kg as duas, como ?

    A Ferrari irá abrir mão de colocar lastro no carro, claro perderá maior eficiência no carro, mas não sairá com 10 kilos a mais que nenhum carro do grid.”

    A única forma da Ferrari na condição acima largar com o peso da Renault é colocar os mesmos 170 kg de combustível e diminuir o rendimento do motor para “salvar” combustível. Daí a importância dada ao consumo dos motores nessa nova realidade da F1.

    Um abraço,

    Publicado por Sirlan Pedrosa | 22/01/2010, 2:17 pm
  38. Sua perspectiva é válida Sirlan mas você tem que levar em consideração que os carros usam lastro para o equilíbrio do carro e com o aumento de 605 para 620 poderão usar mais 15 kilos de lastro.

    Em 2009 os carros com Kers tinham em média 35 kilos a menos de lastro para compensar o equilíbrio, nem por isso a Ferrari ou Mclaren abriram mão do dispositivo para poder usa-los, continuaram e a Mclaren conseguiu apurar seu projeto usando a peça.

    Pergunto então, sem o Kers a Ferrari terá 35+15=50 kilos de lastro a mais em relação ao carro de 2009, o que ela faria, diminuiria o torque de seu motor (que já não é um dos mais potentes da categoria) para largar com 10 kilos a menos de gasolina ou sacrificaria 10 kilos de lastro e manteria a sua potência de motor ?

    Publicado por Claudemir Freire | 22/01/2010, 3:33 pm
  39. Comentário se agarrou e não que sair, dê uma ajudinha aí Becken.

    Publicado por Claudemir Freire | 22/01/2010, 3:36 pm
  40. Sem crise Fernando!!! É até legal ter um pessoal que simpatiza com o time de Grove.

    Quanto à comparação, não esqüenta!! Sei que foi o quesito simpatia!!!

    É que tem um colega (Ferrarista, pra variar, né?) que não cansa de ficar me zoando: -viúva do Mansell!!! É até engraçado!!

    Desculpa eu, se pareci um chato (não foi a intenção, juro!!).

    Grande abraço, cidadão mooquense!

    e, grande abraço a todos também!!!

    Publicado por Antonio | 22/01/2010, 5:20 pm
  41. Claudemir,

    A Ferrari não tem a opção de trocar lastro por combustível. Essa opção não existe.

    Ou se constrói um carro o mais leve possível e depois distribui o que falta para o peso mínimo (os tão falados lastros) ou constrói um carro mais pesado deliberadamente (o que é impensável). O combustível não entra nessa equação, ele vem depois. Essa é a questão.

    Partindo de um mesmo peso mínimo (620 kg), a quantidade de combustível adicionada será a que o motor vai consumir. Não tem nada a ver com os lastros, o peso mínimo é atingido sem o combustível mas com os lastros já colocados (afinal eles existem para que o peso mínimo seja obtido…).

    A equipe que quiser largar mais “leve” ou tem um motor mais econômico ou abre mão de parte da potência disponível para economizar o combustível colocado e menor.

    Um abraço,

    Publicado por Sirlan Pedrosa | 22/01/2010, 7:17 pm
  42. Sirlam a ficha caiu somente agora com seu último comentário, foi mal…

    Publicado por Claudemir Freire | 23/01/2010, 11:43 am
  43. Me lembrei agora do ano Passado.

    Lembram que as pessoas diziam aqui e em varios lugares, que a Willians iria vir pra ponta nao sei mais o que e bla bla bla.. QUe eles viriam com o KERS revolucionario mecanico, que ia ser mais leve melhor mais rapido. E no final o que vimos ?? O KERS nem existiu na pratica.

    Eles estao bons para se juntarem com a assessoria de Marketing do Cesar Maia, bons de criar Factoides. Agora com o 1b junto ficou perfeito..

    Publicado por Claudio CArdoso | 23/01/2010, 7:49 pm
  44. Essa observação do Cardoso, lembrou-me do Nelsinho. Totalmente off-topic, mas veja o que ele disse na pré-temporada ano passado:

    Estou certo de que estarei um uma posição forte em 2009. Adoraria estar entre os cinco primeiros no campeonato de pilotos.

    http://tazio.uol.com.br/f-1/textos/7780/

    Um bom exemplo de como as coisas mudam…

    Publicado por Will | 23/01/2010, 8:19 pm
  45. RUBINHO: CONFIANÇA DE UM UM INICIANTE.
    “Sonho está mais perto”, afirmou o experiente piloto Rubens Barrichello. Com grande sonho de menino e mais uma chance de conquistar o título inédito da Fórmula 1. É com essa expectativa que o plioto brasileiro Rubinho Barrichello faz sua estreia em um cockpit do novo modelo da Williams para a temporada 2010. A data já está marcada: será 1º de fevereiro, em Valência, na Espanha. Barrichello, de 37 anos, deve ampliar seu recorde de largadas na categoria para mais de 300.
    Na nova equipe, a quinta em 18 anos de F-1, Barrichello será parceiro de um novato, o alemão Nico Hulkenberg, de 22 anos, piloto de testes e atual campeão da GP2. Desta forma, será, o principal piloto da Williams. Recordista de corridas disputadas na F-1, Barrichello continuará sendo um candidato ao título 2010. Vai que dá, Rubinho!
    Pinheirinho é divulgador cultural é maranhense, a partir de Brasília. – E-mail: pinheirinhoma@hotmail.com

    Publicado por Pinheirinho - Brasília/DF., Brasil. | 24/01/2010, 10:05 am
  46. Sirlan,
    Eu não xingo ninguém por causa do Piquetzinho. Mas, por causa do Barrica, do Massa e até do Senna de vez em quando eu apanho. É uma loucura. Este ano vou apanhar por causa do Lucas “ovo quente na boca” di Grassi. Mas, Massa e Senna, embora os critique num ou noutro aspecto ou fato, eu os respeito – muito. O Massa pelo afinco e o Senna pelo talento.
    Abs.

    Publicado por Anselmo Coyote | 24/01/2010, 12:42 pm

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: