//
você está lendo...
ARTIGOS

Depois de testes em Jerez, McLaren promete voltar a brigar por vitórias em 2010

IMAGENS: McLaren/Divulgação EM JEREZ, equipe finalmente mostrou boa forma

Ontem, nos cinco minutos finais da segunda rodada de testes dessa pré-temporada, Lewis Hamilton deu prova definitiva de que a McLaren voltará a brigar pelas primeiras posições em 2010.

Esqueçam a quebra da melhor marca da semana por três vezes consecutiva naqueles minutos finais de teste, e atentem para a confiança da equipe ao calçar o MP4-25 de Lewis com um fresquíssimo jogo de pneus e deixá-lo rodar em ritmo de qualificação, revelando ao resto do paddock a um pouco da real forma da equipe na pré-temporada.

A marca abrandou o temor de que estaríamos reeditando a pré-temporada de 2009, já que durante quase que todos os dias de testes vimos a equipe concentrada em mapeamentos aerodinâmicos usando uma infinidade de “gadgets” e sensores. O quadro, no entanto, é bem diferente do de um ano atrás quando, perdida, a equipe procurava níveis de “downforce” suprimidos com as novas regras ao testar uma asa traseira de 2008 no carro de 2009.

Hoje, grande parte desse mapeamento feito pela equipe parece uma formar meticulosa de preparar-se para o longo 2010 com 19 corridas sem testes intra-temporada, calibrando dados do CFD com os do túnel de vento e agora com os coletados em pista (abordarei com mais detalhes os testes da McLaren no futuro).

Nas palavras do próprio Lewis, o carro de Valência para Jerez não teve alterações, o que indica que ele foi bem gestado.

Mas mais revelador do atual estado de espírito do time de Woking que os confiantes últimos minutos da sessão de testes de ontem, são as palavras do diretor técnico da Red Bull, Geof Willis, capturadas pelo jornalista James Allen:

“Dos novos carros o que mais me impressionou foi o da McLaren. Será um dos carros que estarão linha de frente na luta pelo título coma Red Bull. Logo atrás, estão Ferrari e Mercedes.”

— Geoff Willis – Diretor Técnico da Red Bull

Discussão

14 comentários sobre “Depois de testes em Jerez, McLaren promete voltar a brigar por vitórias em 2010

  1. “Hoje, grande parte desse mapeamento feito pela equipe parece uma formar meticulosa de preparar-se para o longo 2009 com 19 corridas sem testes intra-temporada”

    Quer dizer 2010?

    Bom saber que a McLaren está bem. Mas a grande icógnita é a Red Bull, que não teve nem tempo (ou intenção) de mostrar o potencial do carro.

    Publicado por Vitor, o de Recife | 14/02/2010, 2:09 pm
  2. Entendo q sempre q as regras n se alterarem radicalmente como de 2008/2009, as equipes com grandes estruturas como Mclaren e Ferrari começam a se beneficiar pois, atingida uma certa estabilidade, o q coloca uma equipe na frente são pequeninos detalhes q só equipes “ricas” têm condições de dominar.
    Depois q a Mclaren terminou seu mega QG (e só há um fabricante de pneus), ela passou a estar sempre na frente ao lado da Ferrari.
    Ganhar ou não o campeonato passa depender da qualidade dos pilotos e da equipe de corridas.

    Publicado por Leandro Magno | 14/02/2010, 2:25 pm
  3. Becken

    Acho que a cacha que todo mundo está esperando é a análise dos tempos dos presuntivos grandes prémios que os pilotos fizeram.

    Um Abraço

    Publicado por SennaCeccotto | 14/02/2010, 3:19 pm
  4. Tomara que seja verdade e que a Mclaren tenha acertado a mão.

    Assim serão 4 talvez 5 equipes brigando pelas vitórias.

    Publicado por Claudemir Freire | 14/02/2010, 6:50 pm
  5. Becken, a pergunta é por que a ferrari não adota os mesmos critérios da Mclaren se é tão fascinante assim estes “gadgets” . Será que eles têm métodos mais eficientes? Não vi nada deste tipo nos testes que a Ferrari fez até agora. Você poderia colocar alguma informação de como a Ferrari evolui seus bólidos?

    Publicado por Ilton Fernandes | 14/02/2010, 7:39 pm
  6. Ilton – É uma questão de filosofia e abordagem — o que não quer dizer que seja certo ou errado, mais ou menos eficiente.

    Na verdade, a Ferrari usa, sim sensores para captar a telemetria do seu carro, mas de forma menos extensiva que a McLaren, como você pode ver aqui:

    device red

    O que me parece é que a Ferrari tem uma abordagem mais tradicional — teste, coleta de dados, análise & desenvolvimento —, o que certamente mudará agora que eles tem um super simulador lá em Maranello tão bom quanto o de Woking.

    Sendo mais específico sobre a McLaren, a equipe é conhecida exatamente por essa excelência no campo tecnológico e pela meticulosidade com que encara testes. Ao mesmo que isso pode ser uma arma interessante, pode também engessar o desenvolvimento de seus projetos.

    Foi exatamente por isso, pela tendência da equipe em montar COMISSÕES para desenvolver um carro, que eles perderam Adrian Newey, que gosta de ser centralizador e que hoje faz projetos maravilhosos com uma estrutura menor e menos burocratizada que a da McLaren.

    Publicado por Becken Lima | 14/02/2010, 8:11 pm
  7. Becken

    Obrigado pela sua abordagem, mas como acompanho a F1 a muito tempo, queria chamar a sua atenção pelo o que eu já li a respeito da ferrari, no tempo onde eles conquistavam tudo com o Michael Shumacher. Eles tinham um carro pronto na fábrica de maranello em escala real sobre diversos sensores colocados no túnel de vento que recebiam dados em tempo real dos testes em pista e os técnicos da fábrica direcionavam a equipe de testes na pista. Achei impressionante isto na época e olha que já faz tempo. Com as novas regras, seria possível a utilização deste rescurso ou não?

    Um Abraço

    Publicado por Ilton Fernandes | 14/02/2010, 8:42 pm
  8. Com as novas regras, seria possível a utilização deste rescurso ou não?

    Não, hoje, não. São permitidos apenas protótipos com 60% do tamanho real em túnel de vento.

    Publicado por Becken Lima | 14/02/2010, 9:01 pm
  9. Olá, Becken, pessoal! Então a herança da Honda, agora Mercedes, os dos tuneis de vento 1 para1 não foram utilizados para este projeto deste ano? E no ano passado a Honda/brawn não teria usado para desenvolver este carro-foguete-surpresa?
    Abraços Jopa

    Publicado por Jopa | 14/02/2010, 9:15 pm
  10. Então a herança da Honda, agora Mercedes, os dos tuneis de vento 1 para1 não foram utilizados para este projeto deste ano? E no ano passado a Honda/brawn não teria usado para desenvolver este carro-foguete-surpresa?

    Na verdade a Brawn desenvolveu o BGP 001 com TRÊS túnes de vento, mas fez isso em 2008 para a temporada de 2009, quando ainda não havia essas regras economicamente restritivas.

    Agora eles tiveram que se virar com um apenas UM. A base é boa, mas já há boatos de que eles calcularam mal a distribuição de peso do novo carro…

    Publicado por Becken Lima | 14/02/2010, 9:23 pm
  11. Bom dia Becken Lima.

    É apriemeira vez que comento no seu blog, mas eu ja accesso a ele ha muito tempo. Eu vivo em Africa(Angola) em Luanda(Capital), eu gosto muito do seu blog, por retratar oa assuntos da f1 com claridade e compreensaõ facil.
    Becken,a ferrari ja conseguiu resolver o problema de consumo escessivo do seu motr?

    Publicado por Edgas Mutute | 15/02/2010, 8:21 am
  12. Olá, Edgas

    No post seguinte, que é sobre a Ferrari, eu escrevi:

    “…Dependendo de quanto combustível se leve a bordo a variação nos tempos de volta chega a 4 e 5 segundos, o que torna impossível verificar onde encontra-se a relação entre performance e consumo dos motores Ferrari — uma das dores de cabeça da equipe esse ano —, mas há boatos sugerindo que a equipe fez uma série de requerimentos a FIA para melhorar a confiabilidade de seu propulsor — artifício geralmente usado também para fixar alguma debilidade, como consumo e performance no caso da Ferrari…”

    link:
    https://f1around.wordpress.com/2010/02/14/em-boa-forma-massa-e-ferrari-trabalham-durrisimo-na-pre-temporada/

    Publicado por Becken Lima | 15/02/2010, 9:15 am
  13. Fernando Alonso, piloto da Ferrari, afirmou em entrevista à revista alemã “Motorsport Aktuell” que mesmo após duas sessões de testes de pré-temporada, ainda é impossível citar uma possível hierarquia para o campeonato de 2010 da F-1.

    O bicampeão mundial destacou que nenhuma equipe se mostrou dominante até o momento e citou a extinta Brawn como exemplo.

    “No ano passado, a Brawn veio apenas para o último teste, quando todos já tinham suas cartas na mesa, e ficou imediatamente claro que eles tinham um carro vencedor”, disse.

    “Este ano é diferente, porque ninguém se destaca. Prevejo que teremos de esperar até o Bahrein para ver a hierarquia real”, completou.

    Publicado por wilson | 15/02/2010, 9:40 am
  14. Pq meus comentários não entram mais, Becken?

    Publicado por Ylan Marcel | 15/02/2010, 11:59 pm

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: