//
você está lendo...
ARTIGOS

Ferrari e McLaren em Jerez (estatísticas)

IMAGEM: F1fanati.co.uk FERRARI e McLaren surgem como favoritas na pré-temporada

Fernando Alonso saiu da sessão de testes de sábado animado com o desempenho do seu F10. Falando para a imprensa espanhola, o bicampeão não poupou elogios ao carro, declarando que o melhor do novo modelo ainda estar por vir:

Red Bull, McLaren e Renault têm sido bem rápidas e mostraram suas cartas enquanto nós ainda guardamos as nossas. Vamos analisar os dados, mas estamos otimistas. Se eu estivesse em outra equipe estaria de olho na Ferrari porque tudo está indo muito bem.”

— Alonso

O espanhol tem motivos para o entusiasmo: mais uma vez o F10 mostrou ótimo ritmo e linearidade em uma longa sequência de voltas, com “insiders” já sugerindo que, em ritmo de classificação, a diferença entre McLaren e Ferrari — que parecem os dois melhores carros na saída de Jerez — é mínima ou inexistente. Pende para o lado da Ferrari a já citada capacidade do F10 em ser gentil e preservar a saúde de seus pneus, como Alonso mostrou ontem mais uma vez:

Depois do pit stop na volta 12, Fernando volta regular, com um bom ganho de performance à medida que o seu tanque vai esvaziando.

Já a McLaren com Button optou novamente por curtos “stints” de voltas e não deu pista, ao menos no sábado, de como anda o desgaste de pneus do MP4-25, mas eu fui buscar dados do dia 13 com Lewis Hamilton. Feito o recorte de uma seqüencia de voltas de Lewis e Massa no mesmo dia, o cenário parece interessante para Ferrari:

Não atentem para as irregularidades nas linhas, mas para a forma como a Ferrari mantêm-se estável — tanto no gráfico de Alonso quanto no de Massa — e ganha altura/desempenho à medida que as voltas avançam e o combustível é queimado.

Outro dado interessante nessa comparação entre Felipe e Lewis — algo que eu contestei quando vi pela primeira vez — é a forma como os dois aparecem na casa do mesmo décimo.

Nesse dia Lewis tinha uma perna longa de voltas que foi interrompida por uma pane seca de Schumacher, o que nos preveniu de entender com mais precisão até onde iria o desempenho dos pneus do inglês. Mas o interessante é quando se contrapõe as linhas de Lewis e Massa: os dois iniciam equilibrados — Lewis ligeiramente mais consistente que Felipe — até que em um dado momento o brasileiro empina e parece levar a melhor até o momento em que há a bandeira vermelha:

Essa comparação direta entre os dois é o mais perto do que penso ser uma vantagem da Ferrari em termos de preservação de borracha no momento.

Com que composto eu vou?

Uma observação paralela é quanto ao comportamento dos pneus, o que pode influenciar na estratégia entre o sábado de classificação e o domingo de corrida. Ao menos nos gráficos, os pneus macios tendem a deteriorar-se e perder performance ao longo do caminho, enquanto os duros ganham à medida que os tanques esvaziam.

Os engenheiros devem estar quebrando a cabeça tentando descobrir o que é mais compensador: largar com os duros e fazer uma perna longa e completar com os frágeis macios já com um carro mais leve, ou fazer um stint curtíssimo com os macios no início da prova, e deixar os duros para ter um carro mais rápido no final da corrida?

No momento, esse xadrez dos pneus me parece mais interessante para o “show” do que foi o reabastecimento nos últimos anos.

Algo que eu devo avisar é que não será apenas os pneus o fator decisivo em 2010. O quanto cada carro será capaz de poupar na queima combustível será outra variável que terá grande influência na performance de cada equipe e disso temos ZERO de informação no momento.

Para os testes em Barcelona desta semana, a maioria das equipes prepara atualizações, o que pode até mudar o atual quadro de favoritismo de McLaren e Ferrari.

Discussão

40 comentários sobre “Ferrari e McLaren em Jerez (estatísticas)

  1. Bom dia Prezado Becken Lima.

    Quando é que começam, os testes nocircuito de Barcelona?

    Publicado por Edgas Mutute | 22/02/2010, 5:47 am
  2. Pra variar, trabalho de gente grande. Parabéns!!!

    Publicado por Will | 22/02/2010, 7:29 am
  3. Bom dia pessoal do F1 Around, gostaria de saber quando se iniciam a última sessão de testes em Barcelona, estou ancioso para o inico desta temporada…

    Publicado por Jackson | 22/02/2010, 8:13 am
  4. Jackson os testes de Barcelona se iniciam dia 25/02.

    Becken parabéns pelo excelente trabalho, esse dados esclarecedores estão desmascarando aos poucos as equipes, elas que tentam esconder seu real desempenho das suas rivais, mas analisando os numeros percebos uma certa similaridade, tem mta incógnita ainda, mas parece que o F10 é muito bem nascido.

    Em um forum de F1 no orkut tem vários usuarios comentando que o motor do Schumacher tem mais cavalaria que o motor do Rosberg, aguem sabe alguma coisa sobre isso??

    Abraço a todos

    Publicado por Dorfão | 22/02/2010, 8:26 am
  5. Excelente trabalho de coverage Becken, mas depois na prática as pistas ditam leis muito diferentes. De qq forma para os espanhóis sempre sequiosos de serem os melhores de tudo e mais alguma coisa (e até têm razões para isso em muitas disciplinas do desporto motorizado) essas alonzadas são como um ave maria ao piloto.
    Mas como eu já disse, o primeiro milho é dos pardais.

    Publicado por Ernesto Sousa | 22/02/2010, 8:33 am
  6. As cartas escondidas na equipe Ferrari, são os oitocentos milhões para gastar, o que não der certo no carro, eles tem a montanha de dinheiro.

    Publicado por Luiz Sergio | 22/02/2010, 8:45 am
  7. Becken, a sua análise é realmente importante para fins de comparação. No entanto, eu vejo certo ceticismo incompreensível com relação à Red Bull na maioria das pessoas.

    Vettel e Webber demonstraram tanta regularidade nos testes quanto Ferrari e McLaren.

    O motor Renault será o calcanhar de aquiles da equipe. Mesmo assim, eu acredito que eles tenham vantagem suficiente para a McLaren a ponto de estar em igualdade de condições.

    O RB6 pode ter sido modesto e nada ousado, mas ainda é um carro padrão do modelo de F1 atual. O atraso na programação atrapalhou, mas a Red Bull está tão preparada quanto as duas principais rivais.

    Publicado por Willian | 22/02/2010, 8:47 am
  8. Bom dia Becken

    Excelente trabalho.

    Alonso não disse só isso,que é relevante, disse e isto é notável, que a

    F10 era o melhor bólide em que alguma vez se sentou

    se tivermos em consideração que as R25 R26 e até a McLaren eram três macchina para lá de fantásticas, as duas primeiras determinaram o afastamento do até aí Heptacampeão do Mundo, e que o Asturiano não é de jogar conversa fora, parece que a F10 é mesmo boa, ainda mais duas coisas, diz que faltam mostrar algumas cartas que as outras scuderias já mostraram, para além de que o Button disse que a Ferrari pelo que viu era quem tinha que se seguir..
    A Mclaren ou seus pilotos, que neste caso não é despiciendo, mais no caso do Hamilton que do Button,consomem muita borracha, que era um dos problemas fundamentais do carro do ano passado e pelos vistos não estará completamente resolvido.

    Abraço

    Publicado por SennaCeccotto | 22/02/2010, 8:54 am
  9. Luiz Sergio

    A McLaren e seus amigos árabes devem fazer muitas contas ao que gastam..

    A Mercedes-Benz, te relembro o Grupo Daimler-Benz é 100 vezes, e não é hipérbole é mesmo 100 vezes, maior que todo o grupo Fiat-Ferrari..e parece que só esse ano é que a Ferrari tem esse dinheiro, desde a compra pelo Grupo Fiat, há quase 20 anos, que a Scuderia não tem orçamento fechado para a F1…

    Abraço

    Publicado por SennaCeccotto | 22/02/2010, 9:19 am
  10. William – Na verdade eu escreverei sobre a Red Bull antes dos testes de Barcelona. Lá eles prometem…

    Publicado por Becken Lima | 22/02/2010, 9:41 am
  11. Eu nunca me esqueço da pré-temporada de 2004, quando McLaren e Williams dominaram os testes. Quando chegou a última semana de treinamentos, em Ímola, a Ferrari detonou a concorrência. Ali se estabeleceria a maior sova do automobilismo mundial das últimas décadas.

    Vamos aguardar, portanto, os testes em Barcelona.

    Publicado por Ylan Marcel | 22/02/2010, 10:12 am
  12. Eu nunca me esqueço da pré-temporada de 2004, quando McLaren e Williams dominaram os testes. Quando chegou a última semana de treinamentos, em Ímola, a Ferrari detonou a concorrência. Ali se estabeleceria a maior sova do automobilismo mundial das últimas décadas.

    E…?

    Nas últimas temporadas (2007/2008/2009), os testes vem confirmando o que ocorre na sequência da temporada…

    Publicado por Becken Lima | 22/02/2010, 11:05 am
  13. Becken,

    Excelente!!!
    Essas comparações com gráficos acompanhando os textos são muito mais rapidamente assimiladas. Faça mais e seu blog vai se tornar imbatível, com méritos. Muitos méritos. ;)

    Abs.

    PS. Com carro pior que esse parece ser o Raikkonen foi campeão e o Massa foi vice, apesar de todas as cagadas que os carcamanos fizeram. Um errinho a menos do Massa ou uma cagadinha a menos dos carcamanos e eles teriam faturado dois campeonatos em duas temporadas seguidas. Não teria sido fantástico?!!!

    Publicado por Anselmo Coyote | 22/02/2010, 11:06 am
  14. Olá, muito boa a analise, vamos ver a questão do combustivel sendo um determinante importantissimo, assim como os pilotos que souberem ler melhor , pensando na corrida inteira, as variaveis de desempenho do seu equipamento, pista e adversários. Quem vai ser conservador e agressivo nos momentos ” certos” ? Quem vai se adaptar melhor a esta nova velha F1???

    Publicado por Jopa | 22/02/2010, 11:14 am
  15. “carcamano”? parece que além dos espanhóis racistas. temos brasileiros racistas nesse blog também.

    Publicado por andre | 22/02/2010, 11:37 am
  16. Dorfão, grato pela informação… então os testes serão de quinta até domingo… ótimo…

    Acho que em termos de 1 volta lançada, os carros serão muito parecidos, a diferença será nos pneus escolhidos e na própria pilotagem… Carros como McLaren e Ferrari são muito parecidos…
    Agora aos domingos nas corridas, veremos a diferença, qual bólido consome mais borracha e qual piloto consome mais pneus de acordo com a pilotagem, lembrando que nem sempre o mais agressivo é o mais constante nas corridas ainda mais agora tendo que conservar os pneus…

    Becken, gostaria de saber mais informações de como anda a regra dos pneus que querem inserir na categoria, parece que Ross Brawn teria sugerido um minimo de duas paradas, acho sem lógica, o máximo que poderiam impor eram obrigar a usar os 2 tipos de pneus, dai a quantidade de paradas, ficaria por conta das equipes…

    Abraços e mais uma vez um ótimo post…

    Publicado por Jackson | 22/02/2010, 11:47 am
  17. mais uma vez um ótimo post.
    os graficos dão uma ideia bem melhor para analisarmos..
    a minha unica duvida é sobre os proprios gráficos
    voce faz eles? ou tem algum site?

    abraço; Tomás
    http://theformula1.wordpress.com/

    Publicado por tomasf1 | 22/02/2010, 1:30 pm
  18. andre, não me leve a mal meu caro,

    Sempre leio os comentários do Coyote, e através deles posso garantir que jamais usaria o blog, ou qualquer outro veículo para expressar qualquer atitude racista.

    Levantar polêmicas como essa é pior do que o próprio racismo.

    Publicado por Iomau | 22/02/2010, 2:45 pm
  19. ótimo texto, poderia fazer um comparativo desses com a williams? =D
    obrigado desde já

    Publicado por lucas | 22/02/2010, 3:12 pm
  20. http://tazio.uol.com.br/f-1/textos/16599/

    pelo jeito o Buttão foi campeão com o pior carro do grid.

    sem comentários

    Publicado por Marcelo (Cascavel) | 22/02/2010, 3:24 pm
  21. Obrigado, Iomau.

    André,
    O Raikkonen é um piloto para o qual torço desde sua entrada na F1 e continuo torcendo, embora sem entender bulhufas de rali. Fiquei chateado com o que a Ferrari fez a ele e por isso passei a chamá-los de carcamanos. E vou continuar chamando até o pau cair a folha. Sacou?
    Agora vc sabe a real. Não há racismo nisso. É pura birra.
    O rótulo que vc usar (ou não) é contigo.
    Abs.

    Publicado por Anselmo Coyote | 22/02/2010, 3:26 pm
  22. Andre

    Estou há pouco tempo postando por aqui e uma coisa posso assegurar o Anselmo apesar de ser Coyote não é nada racista. Dar um pouco de pimenta ao post dizendo essas coisas é só na piada e para rir, tenho a certeza que não tem ânimo de ofender.

    Abraço

    Publicado por SennaCeccotto | 22/02/2010, 3:30 pm
  23. entrevista de Alonso ao jornal espanhol “El Mundo”, que elogiou muitissimo à sua nova equipe, a Ferrari.

    Revelou que está na melhor escuderia de sua carreira, em um momento onde se encontra com mais experiência e melhor preparado para voltar a vencer.

    “Chego mais maduro pela experiência. Agora tenho mais tranquilidade, mais paz. Estou pronto para qualquer desafio”, disse o espanhol.

    “A marca Ferrari se nota na qualidade, nos detalhes. [Luca Di Montezemolo] sempre me dá diversos conselhos. Fala de compromisso, da equipe, de trabalhar duro pela equipe, fala que todos nós buscamos um mesmo objetivo, que somos uma grande família… Também comentamos detalhes técnicos do carro.”

    “Ferrari é paixão. Nos boxes, todos falam ao mesmo tempo, gritam correm… Tudo é intuitivo, com coração, criativo. Estou no lugar ideal para voltar às vitórias.”

    Alonso também falou sobre Felipe Massa, seu novo companheiro de equipe. Embora ambos não tenham ainda aprofundado o relacionamento pessoal, Fernando elogiou o comprometimento profissional do brasileiro.

    “Não tenho uma ideia pré-concebida sobre ele. Sabia que ele era um piloto muito rápido, trabalhador e responsável com a equipe. Estou encontrando este Felipe.”

    Por fim, o bicampeão mundial revelou que a Ferrari testará os acertos finais do modelo F10 na próxima sessão de testes, em Barcelona, visando a abertura do campeonato, no Bahrein, no próximo dia 14 de março.

    “Em Barcelona, testaremos regulagens e soluções diferentes para buscar estes décimos de segundo que nos façam chegar preparados ao Bahrein”, completou.

    Publicado por wilson | 22/02/2010, 3:42 pm
  24. Coisas interessantes para avivar a especulação por aqui:

    Um dos problemas que Michael Schumacher e Nico Rosberg continuam a ter que resolver é a degradação excessiva dos pneus da frente do MGP W01 nas séries de voltas mais longas. A equipa continua a testar as mais variadas soluções, mas todos já percebemos que, se as coisas não mudarem muito em Barcelona, dificilmente poderemos ter a Mercedes, a equipa que o ano passado venceu oito dos dezassete Grandes Prémios, a lutar pelas vitórias.

    As séries longas de voltas

    Como exemplo que comprova essa situação, em determinada fase dos primeiros testes de Jerez, enquanto Alonso efectuou uma série de 48 voltas que iniciou na casa de 1m23s, passou 27 voltas entre 1m24s e 1m25s, mas acabou por chegar a 1m21,9s na sua última volta lançada, Schumacher, que testava com pneus idênticos aos do espanhol e na mesma altura, fez uma série de 40 voltas sempre na casa de 1m24s sem poder melhorar nas últimas voltas quando tinha o carro bem mais leve, pois os pneus estavam demasiado desgastados, como pudemos comprovar ‘in loco’ quando regressou às boxes.

    Para além disso o problema com os escapes, já diagnosticado em Valência, foi minorado em Jerez, mas ainda não totalmente resolvido, enquanto a bomba de gasolina continua a dar alguns problemas, pois o sistema de ‘pescagem’ não está a funcionar na perfeição.

    Consumo indeterminado?

    A equipa fez três testes com pouca gasolina para ver quanto restava no depósito quando o MGP W01 parava em pista, mas os resultados não foram satisfatórios. Um problema que poderá obrigar o carro alemão a arrancar para as corridas com alguns quilos de gasolina a mais do que a concorrência, para não se correr o risco de ficar parado nas últimas voltas, mas ainda com gasolina a bordo. Como se vê trabalho não vai faltar para os lados de Brackley, mas a dupla Brawn-Schumacher está habituada a dar a volta a situações complicadas.

    fonte: http://autosport.aeiou.pt/gen.pl?p=stories&op=view&fokey=as.stories/81917

    Publicado por wilson | 22/02/2010, 4:00 pm
  25. mais uma boa notícia para os Tifosi: O James Allen me respondeu em seu blog a respeito do consumo dos motores Ferrari:

    Becken
    February 22nd, 2010 @ 7:16 pm

    Hi James.

    I think we are all very concentrated in tyre management and forgetting FUEL management.

    Do you heard any inside info on how Ferrari have coped with their thirst engine?

    James Allen Reply:
    February 22nd, 2010 at 7:42 pm

    I went to the Shell lab recently and its clear that they have done a lot of work with Ferrari to find better fuel economy. We will see the results soon
    [Reply]

    Publicado por Becken Lima | 22/02/2010, 4:22 pm
  26. olhem, nosso “querido” galvão prevendo o futuro, como sempre e errando também como sempre

    Publicado por Marcelo (Cascavel) | 22/02/2010, 4:33 pm
  27. Stefan cancelou os testes..

    http://www.autosport.com/news/report.php/id/81642

    segundo os Servios, não conseguiram pneus junto a Bridgestone.

    Publicado por Felipinho | 22/02/2010, 5:45 pm
  28. Putz, que contradição. Duas das eleitas da FIA não correm porque não tem carro… e a Stefan tem carro mas nã tem pneu…

    Seria cômico se não fosse triste. Lembrancinhas do Mosley…

    Publicado por Vitor, o de Recife | 22/02/2010, 6:46 pm
  29. É um balaio de gatos, abarrotado de micos, macacos, gorilas, chimpanzés. Uns são verdadeiros King Kongs. Putz!

    Um esporte que já foi o supra-sumo do glamour, hoje protagoniza esse espetáculo deprimente.

    Salvo as exceções de praxe, o resto e os que pretendem ser resto também parece uma caravana de mendigos esfarrapados com pires nas mãos implorando uma migalha qualquer.

    Coisa horrorosa!

    Ó querem saber? Zanguei de vez e mudei a fragância do meu comentário.

    Tem gente aí falando que a Petrobrás patrocinava o Flamengo, que isso é absurdo e tal. Vejamos:

    A Petrobrás patrocinou o Flamengo por 25 anos. Pelo último contrato pagava ao time R$15 mi/ano. Não quis renovar com o time perdeu o patrocínio. Mas o Flamengo arranjou 03 outros patrocínios: da Olimpus de R$27mi/ano e e toda a rouparia do clube, outro da Ale (empresa de combustíveis também) R$34mi/ano e agora um da Batavo cujo valor é uma fábula (sabe-se que passa de R$50mi).

    Quem fez melhor negócio? A Petrobrás, a Ale, a Olimpus ou a Batavo? Quem estava perdendo dinheiro nesse imbroglio? O Flamengo ou a Petrobrás?

    Conclusão: a Petrobrás perdeu a maior barbada. Deu um tiro de canhão no próprio pé.

    Pensem nisso.

    Abs.

    Publicado por Anselmo Coyote | 22/02/2010, 7:12 pm
  30. Calma lá Coyote_Rubro_Negro, atualizando seus números.

    Aos números das cotas do Flamengo.

    Ale – 8 milhões pelo patrocínio pontual na reta final da Brasileirão.

    Atuais cotistas do clube com valores anuais.

    Olympkus – 20,6 mi pelo fornecimento e licenciamento da marca Flamengo. (vale ressaltar que a presidente deu uma entrevista a ESPN dizendo que boa parte dessa cota já foi comprometida com dívidas do passado)

    Batavo – 22 mi de aporte ao clube e 3 mi de ações de marketing.

    BMG – 8 mi pelas mangas, e o time de basquete como cotista master.

    http://www.lancenet.com.br/noticias/10-02-12/700289.stm

    O time da marginal sem número esta a frente dos rubros.

    Publicado por Claudemir Freire | 22/02/2010, 7:53 pm
  31. Muito boa a discussão cobre patrocícios. É muito curioso ver que a $ gasta com os patrocínios de um esporte de massa é ridícula quando comparada com a da F1. Quanto a PETROBRAS pagava a Williams?

    Publicado por Will | 22/02/2010, 8:25 pm
  32. Essa história do patrocínio da Petrobrás ao Flamengo deve ser olhada com mais cuidado Coyote.
    O Momento que a Petrobrás patrocinou o Flamengo era outro. E convenhamos, era um patrocínio no mínimo esquisito, para ser bonzinho.
    É verdade que o Flamengo é e sempre foi uma grande marca, mas nenhuma empresa em são consciência queria aliar a sua marca ao Flamengo nequele momento. Em um passado recente, o flamengo passava uma imagem de uma bagunça total, onde todo mundo fazia o que queria. Isso é inegável.
    Neste momento, a imagem do Flamengo é outra. Foi campeão com méritos, e valorizou e muito a sua marca, tem a imagem de uma equipe vencedora, e isso se refletiu nas cotas de patrocínio, que por sinal estão inflacionadas ainda pelo efeito Ronaldo.

    Fernando

    Publicado por Ffigueiredo | 22/02/2010, 8:32 pm
  33. Will,

    A F1 não é cara não, pelo contrário é muito barata.

    Estima-se que a Petronas paga a Mercedes cerca de R$ 100 milhões por ano para ser o patrocinador master do time.

    Reflita que eles tem a marca Petronas exposta no mundo inteiro e associada ao time campeão do mundo, ao Shumacher e à propria “imagem de qualidade” dos produtos Mercedes.

    Usando os números do Claudemir a Batavo (Brasil Food´s = SADIA + PERGIGÃO) está pagando R$ 25 milhões para a cota master do Flamengo. Devemos considerar que o Flamengo tem alcance apenas no Brasil e com um grande enfoque no Rio de Janeiro.

    Analisando o público atingido a Petronas tem um custo de exposição MUITO MAIS BARATO.

    Obviamente para uma marca local como a Batavo estar no Flamengo é interessante, mas para uma marca global a F1 deve ser o esporte mais barato para se anunciar.

    Apenas para servir de parâmetro banco britânico RBS para a Williams cerca de R$ 30 milhões por ano num contrato de 3 anos.

    Um abraço,

    Sirlan Pedrosa

    Publicado por Sirlan Pedrosa | 22/02/2010, 10:31 pm
  34. Claudemir e Sirlan,

    Esses números… vc sabe como é. Nem vou entrar nesse assunto.
    Quanto ao Flamengo parecer uma bagunça, engana-se quem pensa assim. O Flamengo é uma bagunça generalizada. Está melhorando, mas ainda é.

    Passou 17 anos sem um título que se preze, vendendo excelentes jogadores todos os anos e o que conseguiu foi contrair uma dívida impagável de quase R$400mi. Há bem pouco tempo tinha uma diretoria composta por 6 ex-presidentes mafiosos e inimigos entre si e outros cupinchas. Tudo que um fazia ou propunha era imediatamente boicotado ou sabotado pelos demais se fosse dar algum bom resultado e visibilidade ao proponente.

    Mas sua torcida é composta por 40 milhões de fanáticos. Só no brasleirão joga 37 partidas por ano. Tem ainda o campeonato estadual, a copa dos campeões, do Brasil e a Libertadores que é uma competição sulamericana com projeção internacional.

    O time lota qualquer estádio em qualquer lugar e prega qualquer telespectador na poltrona. Isso tudo sem contar que joga contra outros grandes clubes com torcidas muito grandes também. É muita exposição para um time de futebol!

    Aliás, o Sirlan está zoando. Na Copa dos Campeões, disputada no nordeste, o Flamengo tem o mesmo público que tem no maracanã e às vezes até mais.

    O Futebol é esporte de massa. A F1 tem muito torcedor que torce o nariz para a massa, pensando que vai virar elite por osmose.

    Mesmo ignorando meus números “extra-oficiais”, e ficando com os do Claudemir, está claro que a Petrobrás se ferrou em termos de patrocínio. Não demora ela bater às portas da casa da mãe joana outra vez pedindo arrego ou terá que patrocinar 20 timinhos para ter a metade da visibilidade que tinha.

    Eu não sei o público da F1 na TV. Nos autódromos é um fiasco total.

    Abs.

    PS. acabou a zanga.

    Publicado por Anselmo Coyote | 22/02/2010, 11:36 pm
  35. Coyote,

    A F1 é o terceiro maior evento esportivo do planeta em audiência de TV. Fica atrás dos Jogos Olímpicos e da Copa do Mundo de Futebol.

    A questão é que a a Copa e os Jogos acontecem a cada quatro anos…

    Esse é o grande legado de Bernie Eclestone. Antes dele a categoria ainda se preocupava com o público nos autódromos. Eclestone vislumbrou que a fonte de renda estava não nas bilheterias, mais sim na audiência das transmissões de Tv e em menor escala na mídia impressa.

    Hoje o público nos autódromos está para gerar receita para os organizadores das corridas e compor a imagem na TV. Os direitos de transmissão e imagem são TODOS de Tio Bernie.

    Imagina mais de 80 milhões de telespectadores ligados por quase duas horas, 18 vezes por ano. Isso sem contar as inúmeras reportagens em telejornais do mundo inteiro, antes e depois das corridas. Ainda tem os especiais de início e fim de temporada, programas esportivos, etc.

    E na mídia impressa. As revistas de automóveis e automobilismo com matérias todos os semanas, quinzenas ou meses. Os jornais diários com cobertura antes e depois de cada corrida. Isso em TODO MUNDO.

    Por isso, apesar da crise mundial, se investe tanto na categoria. As equipes somadas gastam mais de U$ 2 bilhões por ano.

    Só o lançamento do carro da Ferrari esse ano “pela Internet” teve mais de 3 milhões de telespectadores.

    A Globo cobra, e o mercado paga, em Recife cerca de R$ 8 mil por UMA INSERÇÃO de 30 s em horário nobre. Eu falei Recife, não Pernambuco, que obviamente é mais caro. Não tenho o valor de um comercial de 30 s a nível nacional, mas deve ser superior a R$ 100 mil.

    Então pagar R$ 100 milhões para ser o patrocinador master da Mercedes (tirei esse número de uma matéria no pitpass.com) leva a uma exposição muito mais barata que investir 1/4 disso num patrocínio de um time de futebol.

    Mas…como se diz lá na minha amada Recife, para todo pé cansado tem uma chinela velha….tem anunciantes que não se enquadram ou não tem abrangência para uma determinada mídia, e tem que investir em outra que se enquadra no seu perfil.

    Eu li em algum lugar também que o patrocínio do Flamengo pela Petrobrás foi a pique porque o glorioso tinha dificuldade de tirar as certidões negativas de débitos com o INSS e FGTs, e a estatal tava exigindo isso para liberar os recursos…

    Quanto ao Flamengo lotar estádios no Nordeste, posso te garantir que em RECIFE A CASA É CHEIA. TORCENDO CONTRA….

    Saudações Rubro-Negras (do Sport, claro) !!!

    Um abraço,

    Sirlan Pedrosa

    Publicado por Sirlan Pedrosa | 23/02/2010, 3:05 am
  36. Como diz uma amigo meu de Recife, boa ENGº Sirlan.

    Mas um dado que você passou está um pouco incorreto pelo fato simples de:

    A audiência da F1 em SP capital em 2009 foi de 25 pontos, cada ponto representa 65 mil domícilios na capital, com uma população média de 4 pessoas por casa, digamos que 2 pessoas estavam olhando o Button ser campeão então temos 3.250 milhões de pessoas como audiência.

    Se abrangermos os números para o Brasil (onde o share da Globo é muito maior que em SP) teremos números mais interessantes. Seguindo a mesma base que a cada ponto são registrados para 65 mil domicílios com audiência média de 15 pontos (porque em alguns cantos do Brasil nem se fala em F1, aqui onde moro é assim) teremos isso:

    19,5 milhões de pessoas ligadas na F1 em uma país de 180 milhões de habitantes, então temos a média de 10% da população ligada no evento.

    Se colocarmos isso em 5% para todo o mundo com seus 6 bilhões de habitantes (onde é que essa porra vai parar ?), teremos 300 milhões de espectadores por evento, se colocarmos na média de 200 milhões por evento, vezes os 18 GP que você enumerou teremos 3,6 bilhões no acumulado.

    Multiplique isso por 1 dólar por pessoa, investidos em patrocínio e terá um retorno no caso da Marlboro que coloca sua estampa nos carros da Ferrari por 100 mi de dólares ano, qual será o retorno dado a ela ?

    A Globo vende as 5 cotas de patrocínio por 60 mi de reais e mais o top de 5 segundos por 20 mi, e as empresas se estapeam para comprar uma cota.

    Publicado por Claudemir Freire | 23/02/2010, 8:50 am
  37. “O Futebol é esporte de massa. A F1 tem muito torcedor que torce o nariz para a massa, pensando que vai virar elite por osmose.”

    HAHAHAHAHAHAHAHA, essa foi perfeita!!!

    Publicado por Vitor, o de Recife | 23/02/2010, 9:36 am
  38. Becken ->

    Mais uma vez parabens pela pesquisa, trabalho e tabulacao de dados..

    Sinceramente ainda nao consigo acreditar, que seu blog esta independente. Chega a beirar a incredulidade de voce nao estar fazendo isso profissionalmente…

    Nunca ninguem te procurou ?

    Becken, algum insider ja deu a informacao da data de estreia do carro “b” da Ferrari ? (nao podia deixar passar rs )

    Publicado por Claudio CArdoso | 23/02/2010, 11:42 am
  39. Valeu Claudemir,

    Acho que fui muito conservador mesmo….

    Claúdio,

    Faço minha suas palavras, menos o carro “b” da Ferrari….risos

    Um abraço amigos,

    Sirlan Pedrosa

    Publicado por Sirlan Pedrosa | 23/02/2010, 12:00 pm
  40. Valeu Sirlan, resposta esclarecedora!!

    Publicado por Will | 23/02/2010, 12:56 pm

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: