//
você está lendo...
NOTÍCIAS

Notícias hoje: Vettel confirma problemas com motor no Bahrein

Se vocês não notaram, há uma interessante polarização de opiniões a respeito do que afetou a Red Bull no Bahrein: de um lado, alguns com a tese de que a Red Bull plantou uma teoria conspiratória para mascarar o excesso de consumo no Bahrein; de outro, uma corrente mais conservadora, apenas acreditando no que a Red Bull disse ao público durante e depois da prova.

Hoje, Sebastian Vettel talvez tenha dado fim definitivo à teoria conspiratória da “Pane Seca”, afirmando no Bahrein que:

Nós inicialmente pensamos que fora um escapamento defeituoso, mas acabou sendo um problema com a vela de ignição. O topo da vela quebrou e eu estava correndo com um cilindro a menos. Você precisa de cada porção de potência para permanecer onde está [na corrida], e nós perdemos de 50 a 100 cavalos de potência nas últimas voltas da corrida. Isto foi muito — o que não me permitiu lutar pela primeira posição. Fui sortudo em finalizar a corrida e cruzar em quarto.

Será que alguém agora acredita na Red Bull?

LINK: http://bit.ly/9By35l

Ferrari encara GP da Austrália com humildade

Postura bacana da Ferrari frente ao desafio da Austrália. Falando para o site da equipe, Luca di Montezemolo soltou algumas platitudes, mas assim como Alonso, o “Capo” pediu humildade aos seus homens na Austrália:

Precisamos de muita humildade nesta corrida. Sabemos que temos trabalho a fazer e há muita coisa a se melhorar, como performance e confiabilidade; é importante permanecer realista.

Você pode ler o resto do discurso do “Capo” no site d Ferrari

LINK: http://bit.ly/ctraX5

Ferrari manda na pesquisa da LG e FOTA

Na pesquisa feita com os fãs da categoria na transição de 2009 para 2010, a Ferrari simplesmente pulverizou as atenções.

A equipe manteve uma confortável liderança como a mais querida, 30,1% seguida de McLaren, 19,1%.

No caso dos pilotos, os “Top 4” estão todos ligados diretamente ou indiretamente à Scuderia:

  1. Michael Schumacher 19.5%,
  2. Fernando Alonso 9.7%
  3. Kimi Raikkonen 7.2%
  4. Felipe Massa 6.1%
  5. Lewis Hamilton 6.0%,
  6. Robert Kubica 4.3%,

Seria interessante que, junto com os números gerais da pesquisa, a FOTA e a LG publicassem uma análise com um perfil demográfico para entendermos o impacto e força dos ídolos da F1 em cada país.

Discussão

47 comentários sobre “Notícias hoje: Vettel confirma problemas com motor no Bahrein

  1. Becken, uns ainda irão dizer q apesar da declaração do Vettel, não pode ser considerado sepultada a TC, já q ele pode estar apenas encobrindo o erro de cálculo de consumo de combustível, com uma declaração oficial sbre o problema da vela rsrs

    Publicado por Alex-Ctba | 24/03/2010, 12:19 pm
  2. Becken, já tinha tirado a duvida do problema da Red Bull ontem.

    veja esse video:
    http://theformula1.wordpress.com/2010/03/23/o-problema-da-red-bull-video/

    abraço!

    Publicado por tomasf1 | 24/03/2010, 12:20 pm
  3. Becken, o que me chamou a atenção nessa pesquisa foi o fato de Massa ter mais fãs do que Hamilton!

    Sinceramente, imaginei que ele estaria logo atrás do Alonso nessa. E a popularidade do Kimi vai estimular o Bernie a fazer uma “força” para tê-lo de volta na próxima temporada.

    Publicado por Willian | 24/03/2010, 1:05 pm
  4. Boa tarde ->

    Um problema no motor eu acredito. Na historia da vela continua dificil de acreditar.

    Se no final da corrida ele com 100 cavalos a menos virava junto com os lideres, tudo bem vao dizer que os lideres nao estavam forçando. Entao o carra da Mercedes é ruim de mais, o que eu tb nao acredito.

    A Red bull com 100 cavalos a menos consegue virar mais rapido que a galera tem algo estranho, nao acham nao ?

    e Porque o carro com 100 cavalos a menos so volta a andar rapido no fim novamente ?

    Um problema no motor é altamente plausivel, agora a teoria da vela nao da.

    2a pergunta, a marca da vela é patrocinadora da equipe ?

    se nao for, faz muito sentido por a culpa em alguem que nao vai aparecer.

    Publicado por claudio cardoso | 24/03/2010, 1:29 pm
  5. O vídeo da BBC, gravado no “debrief” do GP feito pelo canal inglês, na verdade não “tira a dúvida” do problema real com o Sebastian. o Ted Kravitz foca atenção no escapamento como a causa, mas o que soubemos depois é que não foi o escapamento e sim a tal vela de ignição — o que o Vettel confirmou na entrevis a Autosport hoje…

    Will — Por que vc acha que eu sugeri uma “análise demográfica” dessa pesquisa? Dois anos atrás o Hamilton foi indicado como o piloto mais popular da F1 em atividade. De onde vem a massa desses votos?

    Eu acho que no caso do Massa a popularidade da Ferrari fez uma GRAAANDE diferença…

    Publicado por Becken Lima | 24/03/2010, 1:30 pm
  6. Eu acho que deveríamos fazer uma ACARIAÇÃO (tá em moda essa palavra!) entre os engenheiros da Red Bull — incluindo aí o Vettel — e o Claudio Cardoso…

    Publicado por Becken Lima | 24/03/2010, 1:33 pm
  7. Olhando o video que o Tomas colocou, derreter e soltar um pedaço da carenagem esta mais para um super aquecimento. AI faria sentido ele ter tirado o pe, a temperatura baixar e depois no fim ele conseguir andar novamente.

    Especulação, ai é para o Sirlan pq nao tenho 100 % de certeza.

    Se a vela do cilindro nao esta funcionando, o combustivel esta entrando no cilindro e saindo para o escape da mesma forma que entrou. Resumindo a gasolina teria de estar saindo “viva”, a descarga de um dos lados teria de estar soltando fogo durante todo o periodo da corrida, principalmente nas reduções.

    Publicado por claudio cardoso | 24/03/2010, 1:35 pm
  8. ao falhar uma vela de ingniçao, provoca excessivas vibraçoes no motor e seus componentes, provavelmente o que provocou a rotura dessa peça que se vê no video a sair da traseira do red bull…não sei porque é que o vettel teria necessidade de inventar em relação ao problema sentido na australia, pois isso tem muito pouco a ver c a fiabilidade do motor, mas sim de um componente que integra o proprio motor.

    interessante ver como o kimi raikkonen mesmo sem estar na f1, ainda é a terceira força…e de certeza que tem um mercado muito mais global que o de o proprio alonso, onde italia e espanha devem absorver 3/4 do total dos seus fas, pelas razoes mais obvias ferrari/nacionalidade.

    o schumacher e mais do que obvio, pois e conhecido pelas piores e pelas melhores razoes, mas tudo isso aumenta a popularidade dele.

    Publicado por vitor ferreira | 24/03/2010, 1:52 pm
  9. Bons Dias Meus F1 Freaks Like Me

    Também há essa entrevista do Vettel à Autosport…

    And although Vettel thinks his outfit will be just as strong in Australia this weekend as they were in Bahrain, he reckons it might not just be Ferrari that is snapping at Red Bull’s heels.

    “If you look in Bahrain, they [Ferrari] looked extremely competitive,” Vettel said in Melbourne on Wednesday. “For sure, quicker than anyone else, but also in winter testing, all the way through, they have been very, very strong.

    Olha o Vettel dizer isso assim sem consultar as Autoridades cá do blog que sabem que a Red Bull é muito melhor que todos os outros..

    Em relação à vela, pane seca, escape, sobre-aquecimento consumo A RBR está seguindo o velho ditado da F1 que aqui já foi enunciado ” Nunca deixes que ninguém saiba a verdadeira razão de teus problemas” a RBR já conseguiu o que queria, que a FIA autorizasse a Renault mexer nos motores tudo o mais é especulação..

    Abraço

    Link entrevista:
    http://www.autosport.com/news/report.php/id/82321

    Publicado por SennaCeccotto | 24/03/2010, 2:03 pm
  10. http://forum.renaultclube.com/viewtopic.php?f=5&p=161493

    Sempre acontece com motores Renault…não sei por que a desconfiança!

    Rsrsrsrsrsrsrs

    Publicado por Will | 24/03/2010, 2:14 pm
  11. Rrsrsrs… Essa foi ótima, Will!

    Publicado por Becken Lima | 24/03/2010, 2:16 pm
  12. Becken ->

    “Eu acho que deveríamos fazer uma ACARIAÇÃO (tá em moda essa palavra!) entre os engenheiros da Red Bull — incluindo aí o Vettel — e o Claudio Cardoso”

    E nao esqueça de por na acareação o Ron Dennis tb, afinal ele tb concorda com minha opinião. Vamos equilibrar a Acareação.

    Mas Becken, por conta de existirem pessoas como eu, que nao acreditam em qualquer coisa que as equipes comunicam, que foi possivel desmascarar as mentiras da Mclaren e do Hamilton nos casos do ESCANDALO da mentira e no ESCANDALO da Espionagem por exemplo.

    Publicado por claudio cardoso | 24/03/2010, 2:17 pm
  13. Esse pessoal metido a entendido quer achar pelo em ovo. O problema foi no escapamento, emsmo. E ponto final. Que mané consumo excessivo o que. Se fosse por isso, pq a Renault também não sofreu??? É cada uma…

    Publicado por Ylan Marcel | 24/03/2010, 2:27 pm
  14. Tem razão Becken;
    mas isso foi ontem ;D

    Publicado por tomasf1 | 24/03/2010, 2:31 pm
  15. Tem razão Becken;
    mas isso foi ontem ;D

    Dont worry, seu post tá bacana… :)

    Publicado por Becken Lima | 24/03/2010, 2:39 pm
  16. Becken, favor solicitar a inclusão do Ceccoto na Acariação…

    Publicado por Alex-Ctba | 24/03/2010, 2:46 pm
  17. claudio cardoso, fala a verdade, cê ama a McLaren né?

    Publicado por Will | 24/03/2010, 2:55 pm
  18. Ylan ->

    E voce como grande especialista de onde tirou a conclusao do Escapamento ?

    Publicado por Claudio Cardoso | 24/03/2010, 3:14 pm
  19. Pessoal,
    informação boa para análise das próximas corridas:

    Tyre compounds for the 2010 season:
    Bahrain Grand Prix (Sakhir) – super soft, medium
    Australian Grand Prix (Melbourne) – soft, hard
    Malaysian Grand Prix (Sepang) – soft, hard
    Chinese Grand Prix (Shanghai) – soft, hard
    Spanish Grand Prix (Barcelona) – soft, hard
    Monaco Grand Prix (Monte Carlo) – super soft, medium
    Turkish Grand Prix (Istanbul) – soft, hard

    Publicado por Felipinho | 24/03/2010, 3:48 pm
  20. Acho que em Melbourne todo mundo vai de macio e aguenta mais da metade da prova com ele. Agrande questão é qual a diferença de performance entre o duro e o macio, caso valha a pena, vamos ter stints curtos com os pneus duros e 2ª parada para voltar aos macios.

    Publicado por Will | 24/03/2010, 4:06 pm
  21. “Dont worry, seu post tá bacana… :)”

    como vc diz: thanks!

    Publicado por tomasf1 | 24/03/2010, 4:14 pm
  22. Carros q classificarem de macio e ficarem de 11º para baixo, acho q largam de duros, repetindo a estratégia do Bahrein. Não tem sentido largarem de macios com o carro pesado.

    Publicado por Alex-Ctba | 24/03/2010, 4:15 pm
  23. Ótima essa do forum da Renault Will

    hahaha

    Publicado por Marcelo (Cascavel) | 24/03/2010, 4:17 pm
  24. todos os meus poucos comentários estão sendo barrados……

    algo contra minha pessoa?? hahaha brincadeira….

    abraços

    Publicado por Marcelo (Cascavel) | 24/03/2010, 4:17 pm
  25. Alex,

    os dez primeiros largam com o composto que utilizam no Q3 e no Bahrein somente o Sutil foi de duros.
    E como os super-macios resistiram bem mesmo com o carro pesado, e agora vão usar o mácio, creio que ninguem entre os 10 primeiros vai tentar largar de duros.

    Publicado por Felipinho | 24/03/2010, 4:32 pm
  26. Felipinho

    Entre os 4 grandes, acredito q todos vão pro Q3 de macios e óbvio, não podem trocar, já que, quem vai pro Q3 não troca mais de pneus pra largada. O Q eu disse, replicando o Will, é q no Q2, todos vão de macios, e os q ficarem de 11º pra baixo( 12º, 13º…) trocam pra duros. Pq se os macios no Bahrein duraram 16/17 voltas, os medios duraram quase 30. Foi a estratégia q o Barrichello utilizou e garantiu 1 pontinho. Lembrando sempre q o Albert Park é uma pista de Rua, e o asfalto tende a ser mais abrasivo, o q vai desgastar mais os pneus. Não acredito q do 11º pra baixo, vão largar de pneu macio com o carro pesado. Agora se chover, apaga tudo rsrs

    Publicado por Alex-Ctba | 24/03/2010, 4:48 pm
  27. Alex,

    compreendi, você quiz dizer do 11º para trás. (ao falar do 11º para “baixo” eu entendi que era quem estava entre os 10 primeiros).

    Publicado por Felipinho | 24/03/2010, 5:30 pm
  28. Olá,

    Achei tb estranho a tal da vela ser o problema. Primeiro, os carros de passeio não possuem velas, elas foram substituiras por bicos injetores de gasolina e são controlados por uma central eletronica – Injeção eletronica, então pq um carro de F1 com toda a tecnologia envolvida teria então as tais absoletas velas?

    Segundo, por experiencia de usar e possuir carros velhos, de vez em qdo uma vela dessas antigas dava problema e o carro realmente rodava com 1 cilindro a menos, isso é normal em alguns carros velhos (ex. fusca), só que notem no detalhe, o carro passa a consumir muito mais combustível, dai pergunto: Com a gasolina contada nos carros de F1 de hoje, o carro do Vettel rodando tanto tempo com 1 cilindro a menos o levaria a consumir muita gasolina, e isso o faria não terminar a corrida, será q contando com isso ele simplesmente não tirou o pé pra terminar a corrida sem pane seca ?

    Abraço

    Publicado por Anderson Dorneles | 24/03/2010, 6:02 pm
  29. Alex que salada doida.

    Vamos esclarecer uns pontos no Q3.

    O carro que for ao Q3 pode usar os dois compostos diponíveis para a corrida, e se por acaso fizer a volta mais rápida nesse Q com o pneu duro e com o mole fizer a volta mais lenta ele irá para a corrida de pneus duros, e não o pneu que deu a última volta no Q3.

    A estratégia do Barrichello se mostrou furada, ele não teve o desempenho necessário para quando chegasse as voltas 17 em diante pudesse na pista ganhar algumas posições. Motivo, seu carro partiu mais lento que os demais de pneus moles, levou tempo para ele andar no ritimo dos da frente, e quando estes da frente pararam voltaram rodando mais de 1 segundo mais rápido que ele, que parou por volta da volta 25 por falta de rendimento dos pneus.

    Ainda não estão sabendo como usar a melhor estratégias de pneus e como tirar o melhor do carro na primeiras voltas.

    Publicado por Claudemir Freire | 24/03/2010, 6:18 pm
  30. certo, então porque no fim da prova ele estava rodando no mesmo ritmo das mercedez e impediu aproximação de nico e schumi? vela não voltaria a funcionar, se ele estava com 100 cva menos continuaria a ter cem cavalos a menos e não resistiria ataque das mercedez.
    Acredito mais na história, versão de ron dennis, que é do meio, ou então sim a questão do escapamento ter sofrido muito devido desgaste por excessivo calor, afina, massa tambem teve de tirar o pe para não consumir muito combustivel e provavelmente poupar o motor já que tiveram os dois trocados (massa e alonso)

    Quanto a rbr vai por na corrida da australia o mesmo do barein. Se eu fosse mecanico, piloto de uma equipe de f1 que tem um baita orçamento e equipamentos de primeira e tendo tido problemas segundo oficialmente por vettel uma vela, e pela imagens na verdade escapamento eu mandava trocar o motor por garantia.
    Voces não fariam isso? se voces fossem pilotos ficariam na dúvida se motor da corrida anterior que deu problemas para uma nova corrida? se voces em são consciência disserem que sim então o problema é só uma velinha safada, coisa de uns trocados basicos mesmo.

    Publicado por wilson | 24/03/2010, 6:22 pm
  31. Considerando:
    1.Perda de tempo total no pit: 25 s (chute);
    2. Volta com pneus duros em relação a volta com macios: 2 segundos mais lenta;

    estratégia 1 (estilo Bahrein): 20 voltas com macio (Q3) + 38 voltas com duros;
    estratégia 2 (estilo Will): 23 voltas com macios (Q3) + 10 voltas com duros + 25 voltas com macios;

    A estratégia 2 seria 10 s mais rápida!

    Albert Park tem pontos de ultrapassagem??? Acho que bem mais que a corrida anterior…

    Publicado por Will | 24/03/2010, 8:54 pm
  32. “Esses moços,
    Pobres moços,
    Ah se soubessem,
    o que eu sei…

    Saibam que deixam o céu por ser escuro,
    E vão ao inferno,
    A procura de luz…” (Lupicínio Rodrigues)

    Abs.

    Publicado por Anselmo Coyote | 24/03/2010, 10:06 pm
  33. Ola Anderson.

    Anderson Dorneles PERMALINK
    Olá,

    “Achei tb estranho a tal da vela ser o problema. Primeiro, os carros de passeio não possuem velas, elas foram substituiras por bicos injetores de gasolina e são controlados por uma central eletronica – Injeção eletronica, então pq um carro de F1 com toda a tecnologia envolvida teria então as tais absoletas velas?”

    Anderson, os carros modernos usam vela sim :-) Acho que talvez tenha confundido, os injetores substituiram o carburador e nao as velas.

    Semana passada inclusive troquei as velas do meu :-)

    Os unicos motores que nao usam velas, sao os motores a diesel e motores eletricos :-)

    Abraços

    e Boa noite

    Publicado por Claudio Cardoso | 25/03/2010, 12:25 am
  34. Teve cara então que disse que carros com motores de gasolina ou alcool não usam vela?

    Caracas. Sensacional cara. É cada um…

    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

    PQP, cara!!!!!

    Esse é a alegria das oficinas mecânicas.

    Publicado por Bruno | 25/03/2010, 12:56 am
  35. amigos e becken.
    após “quebrar a cabeça”, fiz uma analise de todo o circuito com força G, traçado, curvas, retas e mais,

    aqui esta o resultado:

    Vamos então analisar o traçado, parte por parte:

    É interessante que depois das classificações, quando os carros já rodaram na pista, o pó desaparece e vemos que por baixo dele há uma pista suave e dócil com os pneus. Isso tem um valor enorme, já que a preocupação com ele é imensa. Porém este é assunto para depois. O circuito está em um parque temático, com uma pista lisa e rápida e sem curvas de 90 ° que possam “quebrar” a velocidade. A direita da pista temos um lago que deixa a paisagem muito agradável.

    Composta principalmente por várias curvas de velocidade média, com algumas chicanes rápidas, o traçado é um grande “inimigo” dos freios e famoso pelas intervenções no asfalto.

    A pista requer um alto nível de força aerodinâmica em sentido ao solo (a famosa downforce), e a baixa rugosidade da pista permite que as equipes usem pneus médios (macios). As curvas “para baixo” podem ser um problema, e os pneus dianteiros sempre mostram um grande desgastamento, que vai consumindo a borracha. As altas temperaturas são responsáveis por afetar a durabilidade dos compostos.

    Para analisar o circuito, contamos com este importante vídeo com o simulador da Red Bull, a comando de Mark Webber:

    Começando a volta, se acelera até cerca de 310 km/h na parte final da reta dos boxes, antes de freiar e baixar até a 3ª marcha para a primeira curva para a direita, na qual se chega perto dos 135 km/h. Logo depois se segue uma curva a esquerda, na que quase é uma chicane. Se acelera passando pela vértice a cerca de 200 km/h, 4ª marcha.

    Na curta reta que vem depois, o pé continua embaixo até os 300 km/h, subindo de velocidade até baixar aos 80, para uma curva de direita em 2ª marcha.Novamente, esta é seguida quase imediatamente por una curva a esquerda, porém a freada é leve, passando por ela a 145 km/h em 3ª marcha. Continuando, quase não há descanso depois de este trecho, já que se acelera por toda a fase seguinte até uma larga curva a direita, com, novamente, um leve toque sobre os freios ao tempo em que se entra a 215 km/h, em 4ª marcha.

    A reta seguinte é relativamente curta e se chega aos 281 km/h, para reduzir a velocidade em uma curva de 2ª marcha, a 130 km/h. Depois vem uma curva a direita que se passa com força. É aí onde o piloto sofre a maior força G, a cerca de 265 km/h em 5ª marcha. Finalmente se chega aos 285 km/h antes de freiar forte e reducir a apenas 100 km/h para a próxima curva em 2ª marcha a direita.

    Daqui, uma rápida mudança em uma larga curva a esuqerda requer alta concentração, e é om ser cuidadoso já que se entra a aprox. 180 km/h em 3ª marcha. Em seguida uma rápida e bem difícil chicane em 4ª marcha que se começa pela esquerda ou pela dierita a 210 km/h, para subir novamente a 300. A próxima curva é para a direita em 2ª marcha, a 1ª de duas complicadas, onde se freia bem justo, reduzindo a 120 km/h.

    Entre essa e a segunda das duas curvas para a direita, há um breve trecho de aceleração que aumenta a velocidade a 230 km/h para aumentar a 4ª marcha. Logo se reduzem 50 km/h para a curva seguinte, bem apertada a squerda, na qual se acelera até os 245 km/h antes de baixar a 2ª marcha.

    A última curva, quando se chega na reta dos pits, se entra a 150 km/h em 3ª marcha, e uma boa saída nesta curva é essencial para que se consiga um boa velocidade e, obviamente, se possa iniciar outra volta.

    *- O circuito tem uma longitude de 5,303 km, com 58 voltas e uma distância total de 307,574 km.

    *- Recorde de volta: 1:24.125 (Michael Schumacher, Ferrari, 2004)

    Agora, acompanhando o vídeo, curva por curva, os números:

    Curva 1- 145 km/h–3ª marcha- Força G=2.38
    Curva 2-200 km/h–4ª marcha- Força G=2.9
    Curva 3-092 km/h–2ª marcha- Força G=1.76
    Curva 4-145 km/h–3ª marcha- Força G=3.13
    Curva 5-239 km/h–6ª marcha- Força G=4.55
    Curva 6-134 km/h–3ª marcha- Força G=2.9
    Curva 7-186 km/h–4ª marcha- Força G=2.54
    Curva 8-255 km/h–6ª marcha- Força G=2.73
    Curva 9-115 km/h–3ª marcha- Força G=2.38
    Curva 10-251 km/h–6ª marcha- Força G=0.84
    Curva 11-226 km/h–6ª marcha- Força G=4.04
    Curva 12-233 km/h–5ª marcha- Força G=4.52
    Curva 13-138 km/h–3ª marcha- Força G=2.99
    Curva 14-205 km/h–5ª marcha- Força G=3.55
    Curva 15-084 km/h–2ª marcha- Força G=1.88
    Curva 16-180 km/h–4ª marcha- Força G=2.61

    o link do post é esse:
    http://theformula1.wordpress.com/2010/03/25/no-clima-de-melbourne-o-circuito/

    abraço a todos;

    Tomás

    Publicado por tomasf1 | 25/03/2010, 2:16 am
  36. O sistema de dutos utilizado pela McLaren, que faz com que o fluxo de ar entre no carro um pouco à frente do cockpit e saia nas asas traseiras, já ganhou mais um adepto. A BMW Sauber será a primeira equipe a adotar o sistema apresentado pela equipe inglesa e vai testar a inovação nos treinos livres para o GP da Austrália, em Melbourne. Esses dutos são acionados pelos joelhos dos pilotos, que decidem quando querem utilizar o aparato.

    A BMW Sauber não pôde testar a atualização do carro no túnel de vento. Segundo Pedro de la Rosa, piloto da equipe suíça, os treinos na sexta-feira (26) serão decisivos para a equipe saber se vai ou não utilizar esse sistema durante a corrida. “Não tivemos testes, e essa será a primeira oportunidade para testarmos isso. Temos de ter certeza que isso funciona para depois decidirmos se ele vai funcionar na corrida. Apenas temos de ter paciência para testar isso apropriadamente”, falou o espanhol à revista inglesa “Autosport”.

    De la Rosa, que anteriormente era piloto de testes da McLaren, disse que sabia do novo sistema da equipe inglesa, mas evitou fazer comparações com o produzido pela sua atual equipe. “Eu tinha uma ideia do que a McLaren planejava. Mas esse é o sistema da BMW Sauber e é diferente. Definitivamente é um sistema que, se der certo, deixa o carro mais rápido”, completou.

    Publicado por wilson | 25/03/2010, 9:32 am
  37. Diferentemente da BMW Sauber, a Ferrari não pretende utilizar o sistema de dutos apresentado pela McLaren tão cedo. A equipe italiana já está trabalhando para desenvolver algo parecido com o da equipe inglesa, mas não sabe se vai aderir à nova peça.

    Nikolas Tombazis, projetista da equipe italiana, acredita que esse sistema não respeita as novas regras, mas elogiou a peça como uma “solução engenhosa”.

    “Estamos construindo um similar ao deles, mas nós não sabemos quando ou se ele será finalizado”, disse o grego ao jornal finlandês “Turun Sanomat”, levantando a dúvida de que a Ferrari pode não usar o sistema.

    Publicado por wilson | 25/03/2010, 9:33 am
  38. olha o que australiano gosta na verdade:

    http://blog-do-ico.blogspot.com/

    Publicado por wilson | 25/03/2010, 9:36 am
  39. Alonso se mostra cauteloso e objetivo quanto a quem está na frente quanto a velocidade:

    A dobradinha da Ferrari na primeira etapa do Mundial de F1 não mostrou a realidade deste início de temporada, de acordo com Fernando Alonso. O espanhol afirmou que, apesar da vitória no GP do Bahrein, a Red Bull mostrou que tem o carro mais rápido do grid. Diante disso, a expectativa para Melbourne é que a Ferrari consiga ser forte o suficiente para enfrentar Sebastian Vettel e Mark Webber sem ficar na dependência de eventuais problemas da dupla.

    “Eu acho que o desempenho da Red Bull talvez esteja um pouco à frente de todos agora, o que não é uma surpresa, já que eles terminaram 2009 muito fortes e mantiveram o ritmo”, disse Alonso. “Mas uma coisa é ser o carro mais rápido e outra é ganhar a corrida”, ressaltou.

    Alonso destacou ainda a diferença de performance entre os times com pneus macios e duros. Na opinião do espanhol, a Ferrari se saiu melhor com os compostos duros do que a rival austríaca. “Eu não conseguia atacar no início porque ele [Vettel] era muito mais rápido do que eu com pneus macios. Com os duros, eu estava um pouco mais confortável, mas talvez ele estivesse controlando esta parte da prova, ou algo assim. É difícil dizer.”

    “Eu acho que nós precisamos de mais duas corridas para entender melhor o quadro. Vamos tentar pressioná-los novamente, mas vai depender também de circuito para circuito. Espero que sejamos fortes aqui na Austrália para lutarmos pela vitória. Espero começar na frente deles e não ter de esperar por qualquer problema”, acrescentou o bicampeão.

    O piloto ainda minimizou os rumores de que o motor Renault é mais eficiente do que o Ferrari, permitindo que os carros da Red Bull iniciem os GPs com menos combustível que os demais. “Acho que essa história dos 6 kg é apenas um boato. Não acredito que alguém é capaz de apostar em quem esteve mais leve na largada do Bahrein.”

    “Nós não estamos concentrados nisso, estamos apenas concentrados em nosso próprio consumo de combustível. Estamos felizes com o que conseguimos no inverno”, concluiu.

    Publicado por wilson | 25/03/2010, 9:42 am
  40. Os pilotos que estiveram ontem no circuito Albert Park, em Melbourne, onde hoje às 22h30, horário de Brasília, começam os treinos livres do GP da Austrália, foram unânimes ao falar da corrida, domingo: será bem diferente da disputada no circuito de Sakhir, em Bahrein, abertura da temporada, dia 14. “Acredito que as quatro melhores equipes lá será as mesmas aqui, mas cada pista tem suas particularidades e esta apresenta muitas, por isso a ordem de forças entre Red Bull, Ferrari, Mercedes e McLaren pode ser outra”, afirma Sebastian Vettel, da Red Bull, líder na maior parte do tempo em Bahrein. Terminou em quarto por um problema numa vela.
    “Não dá para dizer que o que vimos lá se repetirá aqui na Austrália, é preciso esperar mais duas ou três corridas para entender como ficou a Fórmula 1 com esse novo regulamento”, diz Robert Kubica, da Renault. “Neste circuito acredito que os times vão estar mais próximos. Aqui conta mais a aderência mecânica, não fica quase tudo em cima da aerdinâmica, e o piloto também faz maior diferença”, comenta o polonês. O australiano Chris Dyer, chefe dos engenheiros de pista da Ferrari, vencedora da primeira corrida do ano, com Fernando Alonso, vê a segunda prova do calendário da mesma forma. “Os pneus são outros e uma escuderia pode se adaptar melhor a eles”, explica.
    A Bridgestone disponibiliza no GP da Austrália os pneus macios e os duros, enquanto em Bahrein foram os supermacios e os médios. “O circuito melhora muito ao longo do fim de semana. O asfalto começa sem aderência, por ser uma pista de rua, e vai acumulando borracha”, diz Kubica. “A Red Bull e a Ferrari vão estar na frente, ainda, mas como esse é um traçado de características bem distintas, por isso penso que vamos estar mais próximos”, opina o campeão do mundo, Jenson Button, da McLaren. Ele foi sétimo e seu companheiro, Lewis Hamilton, terceiro em Bahrein.
    Por pista diferente, entenda-se, segundo Rubens Barrichello, da Williams, “asfalto muito escorregadio e pouca área de escape”. Disse mais: “Conta muito aqui tracionar bem e ter freios eficientes a corrida toda.” Como a espessura dos discos foi mantida de 2009 para cá, 28 mm, e o consumo é maior, por o carro estar mais pesado em razão da proibição de reabastecer, os freios preocupam as equipes, pois a prova tem 58 voltas.
    Outro aspecto capaz de fazer com que o andamento da corrida, domingo, seja diverso do GP de Bahrein é o fato de historicamente o safety car se acionado em Melbourne. “Deve ser considerada a provável entrada do safety car e por existir nos 5.303 metros do traçado seções mais rápidas, o que não era o caso de Bahrein”, explica Vitantonio Liuzzi, da Force India, nono em Bahrein. No circuito de Sakhir, a Red Bull foi a mais rápida na classificação, com Vettel na pole, e a Ferrari ganhou o GP com dobradinha, Alonso 1.º e Massa em 2.º.
    A impossibilidade de prever o que deve ocorrer no GP da Austrália foi lembrada por Lucas Di Grassi, da estreante Virgin. “Aqui terminam 12 carros na média. Uma boa largada, uma prova regular e um carro resistente nos permitirá marcar nosso primeiro ponto”, conta Di Grassi. Bruno Senna, da Hispania, conhece a pista por ter pilotado e vencido na Fórmula 3 australiana, no começo de 2007, o que pode, no começo, ser útil.

    Publicado por wilson | 25/03/2010, 9:57 am
  41. Alonso falando da falta de emoção no GP do Bahrein.

    “Esse [esporte] é sobre técnica, sobre o quanto tudo está preciso em termos de mecânica, engenharia, tudo. As pessoas que querem shows extras talvez tenham de reconsiderar caso queiram assistir à F1”, declarou o espanhol.

    Se não tem o que falar fica calado, babaca.

    Publicado por Claudemir Freire | 25/03/2010, 9:58 am
  42. Sou só eu que acho hilário os posts raivosos do Ylan Marcel ao lado de sua foto com cara de bobo? Hahaha!

    Publicado por Daniel Gomes | 25/03/2010, 10:25 am
  43. Sou só eu que acho hilário os posts raivosos do Ylan Marcel ao lado de sua foto com cara de bobo? Hahaha!

    :D

    Publicado por Becken Lima | 25/03/2010, 10:39 am
  44. Acho que o Vettel folgou da Mercedes GP dizendo que terminou a prova com 100 cv a menos. Aumentou mas não inventou.
    ___________

    A Ferrari deve encarar a prova com muita humildade mesmo, principalmente na largada onde TOM Massa & JERRY Alonso tem que se cuidar mais uma vez na primeira curva. Quem será mais “humilde” caso uma disputa como a do Bahrein se repita, agora em uma primeira curva mais fechada?

    Massa deixou a fera sentir o gosto de sangue, agora terá que conter o ímpeto do “Asturian” que já vem com um 1×0! Em um ambiente onde a equipe preza pela integridade das “crianças”, sempre com o objetivo de “trazê-las pra casa”, a posição no grid será fundamental para o brasileiro, que não pode babar novamente na largada, caso saia na frente.
    ___________

    Wilson,

    Sobre o comentário do Kubica, tanto é verdade o que ele diz, que no ano passado ele chegou a se aproximar da Super Brawn Fora das Regras Difusor GP, com uma BMW que se mostrou pouco competitiva ao longo da temporada.

    Não fosse o típico acidente de trânsito em que se envolveu com Vettel, talvez daria uma pressão pela vitória na abertura do campeonato de 2009. O que quero dizer é que mais tarde a BMW se mostrou muito inferior a Brawn, todavia em Melbourne, o desempenho não foi tão destoante.

    Dada a característica do circuito, torço para que a corrida seja movimentada, com as 4 grandes bem próximas.

    Publicado por Iomau | 25/03/2010, 10:42 am
  45. Daniel Gomes

    Vc definitivamente, não está sozinho nessa :D

    Anderson Dorneles

    Vc não faz revisão no teu carro não? As velas do meu carro eu troco a cada 40.000 Km

    Publicado por Alex-Ctba | 25/03/2010, 10:50 am
  46. Daniel, essa foi a melhor!!! rsrsrsrs

    Publicado por Will | 25/03/2010, 10:54 am
  47. “Maybe Ron Dennis wanted to attract attention with his theory, because otherwise no one asks for his opinion anymore,” – Vettel

    Oh slap!

    Publicado por KBK | 25/03/2010, 2:13 pm

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: