//
arquivos

Arquivo para

O movimento de Vettel

Anúncios

O frustrante 800º GP da Ferrari

Diante da intensa luta pela vitória entre Red Bulls e McLarens, a Ferrari foi uma coadjuvante de luxo, e comemorou o seu octogésimo Grand Prix de F1 em completo anticlímax. Repentinamente, em uma pista de F1 de verdade, a equipe viu-se meio do grid, deixando seus dois pilotos em lutas inglórias, se engalfinhado com Renault e Mercedes.

No resultado final, e também nas estatísticas pós-Turquia, a concretização da profecia de Alonso, de que a Ferrari, ao menos em Istambul, é a quinta força no momento. Os números mostram que em velocidade de ponta o F10 ocupou a humilde oitava posição — resultado discreto se considerarmos a “Asa Duto” refinada levada à Turquia; No computo geral das parciais de setores da pista, o F10 ficou no meio do grid, entre as nona e sétima posições: um atestado de que não há uma área específica para se evoluir, mas o conjunto.

Para se ter uma perspectiva, a McLaren, que também revisou sua Asa Duto, foi poderosa no setor mais fluído de Istambul, enquanto a Red Bull foi melhor no miolo da poderosa curva 8.

Se o problema da Ferrari for ineficiência aerodinâmica e falta de downforce, é provável que os GPs do Canadá e Valência sejam locais perfeitos para um ressurgimento — como foi Mônaco — mas uma reação rápida na corrida desenvolvimentista urge.

Sobre a disputa entre Button e Lewis

Jenson Button revelou a BBC logo depois da corrida que entrou em “módulo de conservação de combustível” apenas três voltas depois do Lewis, o que explicaria sua aproximação e tentativa de ultrapassagem — uma situação semelhante a vivida entre Webber e Vettel, e que resultou no incidente que rendeu a vitória a Lewis. Continuar lendo

Webber conservava combustível antes de acidente. Dirigente da Red Bull culpa australiano por colisão com Vettel

Notícias quentinhas e interessante começam a emergir do pós acidente entre Webber e Vettel.

Coletando informações de dentro da Red Bull, Joe Saward afirma em seu blog que Mark Webber diminuiu as revoluções do seu motor Renault para poupar combustível — algo que foi confirmado agora a pouco pela Autosport. Continuar lendo

Sob pressão, Vettel entrega vitória no colo de Lewis

Lewis Hamilton deu um imenso passo em busca da liderança do campeonato agora a pouco na Turquia. Com a vitória, o inglês agora é o terceiro na tabela de pontos, nove atrás do líder isolado Mark Webber, recuperando parte do prejuízo com o abandono em Barcelona. Continuar lendo

Vettel vs Webber – Quem foi o culpado?

O problema de Lewis na caça aos Touros Vermelhos amanhã

Com o Toureiro Alonso empacado no meio do grid, restou a Lewis Hamilton a duríssima missão de domar os Red Bulls na Turquia. Para isso, o inglês terá um grande problema: a largada. Continuar lendo

Quantas posições Alonso vai recuperar amanhã?

Fernando Alonso errou na classificação do Bahrein; Na largada da Austrália; na classificação da Malásia; Na queimada de largada na China; Na sessão livre de Mônaco; e agora na classificação da Turquia. Um cálculo grosseiro equaciona quase um erro por corrida, 0.83. Continuar lendo

…E Webber conquista terceira pole seguida em Istambul

IMAGEM: McLaren/Divulgação — Vettel de cara amarrada. Pressão aumenta…

Em uma classificação emocionante, finda agora a pouco em Istanbul, Mark Webber cravou a sua terceira pole position seguida e a sétima consecutiva da Red Bull. Sob pressão, o “menino” Vettel, espalhou na primeira curva de sua última volta lançada no Q3, comprometeu seus freios e entregou no colo de Mark a pole de hoje. Continuar lendo

O problema de Vettel (com vídeo)

Depois de uma bela análise em “Mandy, a tarada”, descobriu-se que o que afetou a última volta lançada de Vettel foi uma das barras de sustentação da suspensão. O grande mistério é: por que esse tipo de problema só acontece com Vettel? Continuar lendo

Na frente da Ferrari na Turquia, McLaren mostra vigor em desenvolvimento

As duas mais ferrenhas adversárias da história da F1 vem travando uma batalha particular em 2010, revezando-se desde o Bahrein na posição de quem pode desafiar a poderosa Red Bull. Continuar lendo

Quem manda na ‘Poderosa Curva 8’

O James Allen tem um “tech report” no seu blog sugerindo que as equipes geralmente não configuram seus carros em torno da “Toda Poderosa” curva 8, mas este “frame” de uma das sessões livres abaixo é um atestado da diferença da Red Bull para o resto: as curvas. Na grande curva de Istanbul Park o RB6 é 20 km mais rápido que o MP4-25 da McLaren, o terceiro melhor carro da F1 no momento.

Não é surpresa ver também o ótimo carro da Renault com desempenho próximo ao da Red Bull, o que dá sustentação para a teoria de que o difusor do R30 é um dos mais bem desenvolvidos do grid.

O que compensa esta superioridade, no caso da McLaren, é o canhão que empurra Lewis e Jenson, o motor Mercedes e, claro, a asa duto “estalando” na reta que juntos descontam 5 km desses 20 ganhos na grande curva.

Red Bull perde performance e não usará Asa Duto na Turquia

Um efeito colateral da magnífica ideia da McLaren ao desenvolver a asa duto é que a concorrência foi obrigada a “correr atrás” do equipamento, gestado em 2009 e muito bem integrado ao MP4-25 em 2010. Para os adversários, isto significou, repentinamente, dedicar-se a outra área utilizando tempo útil em túnel de vento, em manufatura, no acerto em pista e na análise comparativa entre os dados encontrados no CFD, no túnel de vento e, finalmente, em pista.

Em suma, o mecanismo tornou-se uma distração extra para a concorrência.

Primeiro, a asa deu dor de cabeça à Ferrari, que estreia uma versão mais refinada na Turquia, mas perdeu algum “downforce” ao adotá-la. Agora, parece ter afetado a Red Bull, que a testou nas duas sessões livres hoje de manhã. A Asa deu o esperado ganhou de velocidade de ponta, mas a análise comparativa pós-treinos revelou que o duto comprometeu algum nível de downforce do RB6, e sua estreia foi adiada para o GP do Canadá.

Ainda assim, sem a bela idéia que é o duto incorporada ao seu belo carro, a Red Bull continua a equipe a ser batida amanhã e domingo.

McLaren, de novo, domina sexta-feira na Turquia

Pela sétima vez nesta temporada e McLaren marcou o melhor tempo em uma sessão livre. Em busca de performance na classificação, Hamilton liderou a primeira sessão e Button a segunda, seguido de perto pelas Red Bulls. Continuar lendo

Red Bull e Webber próximos de renovar contrato

A Red Bul resolveu, quase que oficialmente, assegurar os serviços do atual líder do campeonato para 2011 — pelo menos é isso o que Christian Horner deixou nas entrelinhas de uma declaração para a Autosport hoje: Continuar lendo

Ferrari lança novo portal

A Ferrari tinha — e ainda tem — um dos sites mais elegantes entre as equipes de F1 — algo que talvez traduza parte da herança e tradição da maior equipe da F1. Mas me parece que a revolução em termos de interatividade e imersão oferecidos pela McLaren ao seu torcedor este ano “causou” lá por Maranello. Continuar lendo

‘Formula 1 aqui em Austin? Não, obrigado!’

A comunidade de fãs da F1 está discutindo com fervor a adequação da cidade de Austin à F1, mas, ao que parece, alguém está esquecendo de perguntar ao cidadão “Austiniano” se ele aceita este presentão. Continuar lendo

Ferrari – 800 GPs de Formula 1

A Ferrari é um potento, um gigante no mundo do esporte em geral, não apenas do esporte a motor. A F1 ter esta grande, histórica e tradicional marca a seu dispor é um dos grandes diferenciais da categoria.

Parabéns à Ferrari e aos Tifosi que generosamente frequentam e colaboram neste blog.

O clique é de Luca Bruno da agência Associated Press.

‘Stefano, tem certeza que sua dupla de pilotos em 2011 será a mesma? Sim!’

É isso mesmo. Está lá no site da BBC inglesa a primeira confirmação oficial da Ferrari de que a sua atual dupla de pilotos será a mesma para 2011.

Mesmo com um sorriso meio plastificado na rosto, Stefano Domenicalli confirmou com um sonoro SIM à pergunta do repórter da BBC questionando se sua dupla de pilotos em 2011 permaneceria a mesma desta temporada.

Esta primeira palavra oficial, claro, afasta a boataria em torno do futuro de Felipe que explodiu este mês e lhe dá razoável tranquilidade para resolver o seu problema crônico com os pneus duros da Bridgestone — problema citado pelo próprio Stefano na mesma entrevista de hoje.

Esse final de semana na Turquia a expectativa é que tenhamos o melhor de Massa em 2010.

‘Mandy’ estreia já com Asa duto

A grande pergunta do final de semana de GP da Turquia já foi respondida. Sebastian Vettel batizou o seu novo chassi de “Mandy, a Tarada” — ou algo nesse tom (aceito sugestões!). Ao menos durante as sessões de treinos livres de amanhã “Mandy” estará devidamente equipada com a controversa asa duto, o que poderá lhe dar um belo ganho de velocidade em reta.

O brasileiro talvez não entenda muito bem o fato de Vettel batizar os seus chassis com nomes femininos, mas a verdade que “carro” em inglês às vezes é subentendido no gênero feminino — ao contrário de nós que só o conhecemos como masculino em toda as suas formas: veículo, carro, automóvel…

Esperemos para ver como se comporta “Mandy” na Turquia e no resto do campeonato.  Sebastian é conhecido por tratar “a tapas” seus chassis — “Amélias” que abrem o bico em algum momento. Que o digam, “Kate,” “Sua irmã safada” e “Liz,” a última “mulher de malandro” que passou pelas mãos do alemão.

%d blogueiros gostam disto: