//
você está lendo...
ARTIGOS

Reflexões sobre a atual forma da Ferrari

IMAGEM: Ferrari/Divulgação — com o defasado F10, Alonso sofreu no decepcionante 800º GP da Ferrari na F1…

Hoje foi dia de todo mundo “quotar” uma pseudo-declaração de Alonso para o site francês Autohebdo. É sempre arriscado confiar em “retraduções”, mas o espanhol teria dado uma pista do que anda ocorrendo com o F10 lá por Maranello:

À parte a asa duto, que não ofereceu o [ganho de performance] que esperávamos, e que monopolizou esforços de engenheiros aerodinâmicos, não houve nada de novo.

Estamos investindo muito nesse programa [de desenvolvimento para Valência], cientes de que nossa diferença para Red Bull e McLaren é enorme.

— Fernando Alonso

Lendo nas entrelinhas fica a suspeita de que a Ferrari realmente se “atrapalhou” com a Asa Duto, investindo tempo e recursos em uma inovação complexa, homologada e muito bem integrada ao chassi do MP4-25 da McLaren. Em algum momento, um dos “Capos” decidiu que a Asa Duto era o caminho, deixando de lado as áreas de mais potencial do F10, como a bom trato com os pneus da sua tradicional parceira, a Bridgestone.

É muito provável que nesse final de semana no Gilles Villeneuve de longas retas e curvas de baixíssima velocidade, onde se necessita de um carro com downforce “aprumando” frenagem, o conjunto motorzão/asa duto do F10 faça diferença e a equipe volte a ser competitiva como foi em Mônaco, mas o que anda mordendo a performance da equipe de Massa?

Difícil dar um diagnóstico definitivo e um conjunto de fatores talvez seja a resposta mais coerente.

Seria o “upgrade” visando confiabilidade nos motores que, aventa-se, custou alguns cavalos de potência? Ou a falta de testes, por exemplo?

Na era Todt/Schumacher/Brawn nenuhma equipe testava mais em pista que a Ferrari, que tem dois circuitos à sua disposição. Hoje, na era de corte de gastos e sem testes, a Ferrari anda decidida a trazê-los de volta em 2011, com o pretexto de que sua posição como “montadora” lhe obriga a experimentar, já que transfere tecnologia das pistas de competição para as ruas. “Somos construtores, não gente que compete por hobby”, diz Montezemolo.

Uma reflexão paralela a respeito da proibição de testes na atual F1 é que ela motivou uma súbita mudança de filosofia no processo de desenvolvimento de um carro. Muito foi dito a respeito do “flow viz” — aquela gosma verde — da McLaren em 2009 e no início deste ano, mas aquele era um laborioso processo de aquisição de dados que agora parece ir, prova a prova, libertando o potencial guardado do bom “25” — algo que a McLaren esperava.

Terá a Ferrari dados suficientes para emular a McLaren em desenvolvimento? Ou terá ela que sacrificar a sexta-feira de acerto para testes em plena temporada?

Outras adversárias, como a Red Bull, tem Adrian Newey; A Brawn/Mercedes, o luxo de três túneis de vento para calibrar o BGP-001, o primo bem-sucedido do W-01. Dois grandes carros que lhes deram plataformas muito bem estabelecidas desde 2009.

A Ferrari, não. Se a equipe de Alonso tem tido problemas com a falta de testes, abandonar o F60 de 2009 não teria sido um erro?

No balanço geral, o F10 é um grande carro, já vencedor e que pode dar um imenso trabalho para a concorrência no Canadá domingo, mas que vem sendo vítima da falta de foco da equipe de desenvolvimento e não mostrou-se dominante como todos nós esperávamos…

Nas entrelinhas da declaração de Alonso, isto fica claro.

Discussão

91 comentários sobre “Reflexões sobre a atual forma da Ferrari

  1. – A Ferrari desde a saida de Schumacher, Brawn e Todt teve uma grande perda de comando e organização pelo que parece. Estrutura e grana eles tem de sobra acho que tem faltado competencia mesmo.

    Abraço.

    Publicado por Felipe F. | 07/06/2010, 9:35 pm
    • Isso é excelente!
      Pensaram que copiariam a asa duto da Mc e sairiam rindo de todo mundo.
      A soberba e a arrogância os cegam.
      Deviam saber que sequer sabem copiar quando pensaram ter copiado o modo de projetar do Ross Brawn, de gerenciar do Jean Todt e de pilotar do Michael Schumacher.
      Chuuuupppppa, carcamanos!!!
      Abs.

      Publicado por Anselmo Coyote | 08/06/2010, 12:21 am
    • Não esquecendo Rory Byrne.

      Publicado por João Pedro CQ | 08/06/2010, 6:52 am
    • Felipe, a fase do trio foi a exceção, todas as outras anteriores era do jeito que vemos hoje em dia, muito disse-me-disse, política, muita gente mandando…

      Publicado por Fernando Kesnault | 08/06/2010, 2:47 pm
  2. Esse espanholito reclama muito. Para mim a Ferrari está ótima, espero que continue assim!!!

    Publicado por Rodrigo Kezen Leite | 07/06/2010, 10:15 pm
    • Ah, tá bom.
      A Ferrari tá ótima…. claro…

      Publicado por tomasf1 | 07/06/2010, 10:17 pm
    • Tomás, ironia faz parte…
      Rodrigo é torcedor da McLaren.

      Publicado por Allan Wiese | 08/06/2010, 10:10 am
    • sabe o pior de tudo Allan?
      só me toquei que foi ironia depois de clicar enter!!!
      desculpas aí Rodrigo! (mas ninguém manda torcer pela McLaren né, rsrsrs)

      Publicado por tomasf1 | 08/06/2010, 10:37 am
    • Sem problema nenhum, tomasf1!!!!
      Mas não se esqueça que o Kimi está para a Ferrari como o Jody Scheckter esteve em 1979. Ou seja, título só em 2029!!!!

      Publicado por Rodrigo Kezen Leite | 08/06/2010, 7:47 pm
  3. Li no site do Tomaz o comentário interessante de um rapaz que fez bela observação.
    Ao que parece, o maior problema do F10 é o trato com os pneus duros.
    O que comprova isso é repararmos a competitividade da Scuderia em corridas disputas com compostos mais macios (Bahrein/Mônaco). Nestas 2 etapas a equipe conquistou uma dobradinha e um quarto lugar repectivamente, salvo o detalhe que Massa chegou a disputar a pole em Mônaco, e Alonso foi rápido o fds todo até porrar o guard-rail.
    No Canadá ao que parece voltam os pneus ultramacios, e ao que tudo indica, esse detalhe aliado as retas e F-Duct podem trazer a Ferrari devolta a briga, ou na pior das hipoteses figurar á frente de Renault e Mercedes.

    Publicado por Dorfão | 07/06/2010, 11:00 pm
    • valeu pela citação dorfão.

      mas orrrrrrrrrrrra, esse askimet é uma m****!!!
      já tá um saco comentar aqui e que o comment apareça 1 dia depois…

      Publicado por tomasf1 | 08/06/2010, 10:38 am
  4. Becken,

    Como você bem alertou, temos que ter cuidado com as “traduções/versões” que aparecem na imprensa, mas a fala, se realmente foi dita nesse contexto, faz todo o sentido.

    A questão é que o espanhol Alonso foi contratado para liderar esse desenvolvimento, e reclamar através da imprensa que a equipe não conseguiu evoluir o carro não me parece a postura mais motivadora.

    Comparativamente a postura de Barrichello com a Williams tem sido bem diferente e não é surpresa que o time sempre tem elogiado muito não só a velocidade do brasileiro, mas pricipalmente sua postura.

    Kubica também tem sido um exemplo de como liderar uma equipe.

    Quanto ao carro Ferrari, realmente eles parecem perdidos no desenvolvimento do carro. Aparentemente focaram no sistema de asa-duto e não conseguiram calibrar o sistema para terem uma boa performance.

    Esse sistema, embora aparentemente simples, no momento de ser introduzido enseja uma série fatores que precisam trabalhar juntos para que funcione a contento : abertura para passagem do ar pela pela asa, vazão do ar para a asa, pressão do ar para asa, vazão e pressão do ar usado para alterar o fluxo principal, entrada desse ar no cockipit, sistema usado para o piloto direcionar esse ar, etc.

    A Mclaren além de ter estudado esse conceito durante muito tempo em túnel de vento e CFD, teve os testes de pista no início do ano para afinar tudo.

    Aparentemente essa asa duto pode estar se transformando num grande engodo para as equipes que estão adotando ela agora, atrapalhando muito o desenvolvimento natural do carro.

    Williams, Sauber e Ferrari são equipes que tiveram performance decrescente desde os testes no início do ano. A Mercedes que também adotou o sistema não consegue se beneficiar dele como esperava, embora tenha feitas outras modificações profundas no carro em paralelo ao desenvolvimento do carro.

    A Force Índia que começou o ano muito bem, estreou o seu sistema no momento do campeonato em que seu carro parece ter sido irremediavelmente superado pelo Renault.
    Terá sido a falta de evolução pela opção de desenvolver o FDuto ?

    A Renault que não apresentou o sistema até agora, mas que traz mudanças no carro corrida a corrida é o time que mais evoluiu no ano, junto com a Mclaren que obviamente tem seu desenvolvimento livre do ônus de ter que introduzir o Fduto….

    Um abraço,

    Sirlan Pedrosa

    Publicado por Sirlan Pedrosa | 08/06/2010, 12:02 am
    • O aprendizado de várias línguas não é apenas um meio de formação espiritual indireto , mas também um meio direto , profundamente eficiente .
      Por isso a frase de Carlos V : ” Quantas línguas alguém fala , tantas vezes ele é um homem ” .
      Essa questão se baseia no seguinte : Não se encontra , em cada palavra de uma língua , um equivalente exato em todas as outras línguas .
      Portanto nem todos os conceitos designados pelas palavras de uma língua são exatamente os mesmos que as palavras das outras expressam , por mais que essa identidade se verifique na maior parte dos casos , às vezes de um modo notadamente preciso .
      Por isso que toda a tradução é uma ” obra ” morta .

      Publicado por Marco | 08/06/2010, 1:01 pm
  5. A verdade é que a F1 se divide em 2 tipos de carros. Os super bem nascidos, casos da Brawn 2009 e da RBR 2009/2010 e os que precisam de evoluções. Muitos, para diminuir a importância dos pilotos, dizem que um carro não necessita do “feeling” de um piloto para deslanchar. Eu não concordo com essa visão. Muito pelo contrário. Nelsão e Rubinho são grandes exemplos de pilotos acertadores e desenvolvedores de carros. Aí chegamos ao Alonso, um piloto extraordinário mas que, ao contrário do que dizem (mídia espanhola) não tem os tais 0.7s no bolso. Uma balela ufanista. Os dois títulso doALonso vieram em carros muito bem nascidos. Depois, na McLaren 2007, pegou um carro inteiraço. Quantas vezes ouvimos, em 2007, que a McLaren levaria um super pacote para GP “X”, “Y” ou “Z”. Quase nunca. Em 2008, na Renault, não fez nada. Em 2009, a mesma coisa. Agora em 2010 o carro qu eparecia se ro tal não é nem resquício do que seesperava. E mais uma vez, quando mais se precisa dos tais 0.7s, cadê? A Ferrari sofre não apenas de uma péssima administração mas também por naõ ter pilotos que sabem desenvolver os carros à contento.

    Publicado por djow | 08/06/2010, 12:59 am
  6. Eu fico olhando pra essa roda traseira, e até hoje me causa um certo estranhamento. O aro interno dela é muito grande, será que por dentro isso é maciço e rouba calor dos pneus?

    Publicado por Laysson | 08/06/2010, 2:03 am
  7. O “Akisimeteu” comigo hoje, Becken. Vamos lá.

    O problema da Ferrari, parece realmente residir na equipe de projetistas que demonstram não ter a criatividade suficiente para realmente fazer algo revolucionário. Mesmo Aldo Costa tendo trabalhado um bom tempo com o Rory Byrne, este sim um dos magos em projetos, parece não ter assimilado as habilidades do sulafricano. Costa e equipe podem ser bons copiadores, mas não inovadores.

    O grande sucesso da Ferrari durante a última década deveu-se, básicamente, a uma “legião estrangeira” comandando as ações e a política atual de se premiar predominantemente “pratas da casa” ou seja, italianos, tem feito a Ferrari ter bastante problemas, principalmente em aerodinâmica. Outro fator a ser considerado é esse modo administrativo, hermético e centralizado, imposto pelo Montezemolo que inibe, naturalmente, a criatividade.

    A Ferrari tem que entender que terá de abrir seus horizontes e contar novamente com gente criativa, independente de nacionalidade, para que possa haver melhorias significativas em sua máquinas. Esperar que nasça um “Adriano Nuovoey” ou coisa parecida, de origem italiana, poderá lhes custar muito caro. Contrataram recentemente um ex-engenheiro da Toyota F1 e que será responsável pela adoção de um difusor duplo, provavelmente em Valência, o mesmo que seria usado na natimorta Toyota TF110 deste ano. Será, no entanto, apenas um remendo mas, quem sabe, um novo alento criativo tão necessário para o sucesso da Ferrari.

    saudações

    Publicado por celso gomes | 08/06/2010, 3:05 am
  8. Carro bom anda bem desde o início da temporada. Se o carro é ruim a equipe tem que ser boa o suficiente pra apresentar melhoras em curto tempo.

    A aposta da Ferrari é antes de tudo numa equipe fundamentalmente nacional, muito diferente do tempo de Schumacher, Todt e Cia.

    Tenho pra mim que nacionalismo é o conceito na F1 atual. McLaren, Mercedes estariam na linha de frente desse “movimento”.

    Então vamos ver do que os italianos são capazes.

    Publicado por Beatle Ed | 08/06/2010, 4:28 am
  9. Um dos argumentos para despedir o Kimi Raikkonen da scuderia foi a sua aparente falta de proactividade no desenvolvimento do carro. A Ferrari estava mal habituada após a era MS /JT/RB que passava por várias parcerias (já aqui lembrei num post que até a caixa de velocidades foi feita na alemanha, quando MS se fartou de desistências por causa desse componente) e que lhe trouxe ” il anni d’oro dei cavallino rampante” como há muito não se via para os lados de Maranello. As pessoas esquecem que MS entra na Ferrari em 1996 (levando consigo entre outros técnicos RB da Benetton) mas só é campeão em 2000 – seguindo-se uma impressionante série de mais 4 títulos consecutivos.
    Foram anos que fizeram da Ferrari a máquina demolidora. Veja-se e reveja-se o que acontece após a saída de MS/JT/RB. Kimi ainda consegue ganhar um título porque de facto é um piloto de calibre impar. Veja-se como Massa perde o título não por seu demérito mas por handicap técnico da equipa, num ano em que guiou de forma soberba. Pensou mal a Ferrari, que o problema residia nos pilotos, quando na realidade o team escasseia em algumas competências e multiculturalismo tão necessário na F1 actual.
    O Ferrari é apenas um charuto com rodas e que ainda por cima tem um motor incapaz de compensar a ineficácia do chassis. O Problema não é o talentoso Massa e a soluçao também não é o “el matador” Alonso.
    E cada vez vai ficar mais longe dos bons resultados, campo onde a Renault já dá passos muito sólidos e a Mercedes paulatinamente vai avançando após um início incomparável ao retumbante êxito brawniano da época passada.
    Penso que é mais uma época no vermelho.

    Publicado por Ernesto Sousa | 08/06/2010, 7:08 am
    • Concordo inteiramente. Não é um problema de pilotos. Todos sabemos que o Massa é um piloto muito rápido, consistente e talentoso. Só não foi já campeão porque a Ferrari borrou tudo. O Kimi, como todos sabemos também, é um piloto de eleição. Podem dizer que não fala com ninguém e que não ajuda a desenvolver carros. Mas qual a diferença dele para o Alonso? A diferença é que estoira menos carros e (mais importante) fazia-me rir com a maneira indiferente com que encarava tudo. Já o Alonso me irrita! Sempre a chorar, a dizer mal dos outros. E fazer alguma coisa? NADA.
      Mas já se sabe que desde que MS/JT/RS saíram que a Ferrari nunca mais foi a mesma coisa. E só ganhou com o Kimi porque a McLaren não soube gerir o duelo interno Hamilton/Alonso. Tivessem feito boa gestão e teriam ganho fácil. A Ferrari precisa de uma equipa de engenheiros competentes e de um novo Todt. Este Domenicalli é fraquinho. Os que lá estão são todos caras que viram os outros trabalhar mas, neste caso, não se aplica o ditado “o discípulo ultrapassa o mestre!”. Para isso era preciso haver inteligência e, ao que se vê desde 2007, isso é coisa que não abunda pela italiana equipa de Maranello.

      Publicado por Ciro Oliveira | 08/06/2010, 8:38 am
    • Ciro Oliveira, há um detalhe que vc esqueceu, Em 2007, quando Kimi foi campeão, a mclaren contava com todo projeto da Ferrari, já que eles roubaram tudo naquele caso de espionagem, então a mclarem fez uma mega lambança de nao ter vencido aquele campeonado.
      Uma outra coisa é que, e se a ferrari tiver problemas exatamente por esse caso de espionagem? A falta de confiança nos funcionarios atrapalha demais o desenvolvimento em qualquer area.

      Publicado por Demetrius | 08/06/2010, 11:36 am
    • tens toda a razao!!!!
      aquela equipa sem o lider jean todt, que foi o ultimo a sair (2007), nunca mais foi a mesma coisa!!!!
      2008 – o kimi começa o ano na frente, a meio da epoca estava na frente…decidem evoluir o f2008 de maneira a suprimir algumas dficuldades do massa, acabam por tirar eficaçia ao f2008 em qualificaçao nas maos do kimi.
      2009 – ferrari apresenta o f60…verdadeiro tractor!!!! kimi consegue, primeiros pontos, primeiro podium e o que é que a equipa faz??? nao liga ao que ele dizia no queria mecher ou evoluir…pois mas depois do infeliz acidente do massa (onde cogelaram o desenvolvimento do f60), o f60 teve 5 podiuns e uma vitoria!!!! ninguem queria acreditar que aquele tractor dava para andar tao depressa…
      foram buscar o alonso e os milhoes de euros espanhois c a desculpa que ele era um lider e um piloto capaz de desenvolver um f1…pois bem, a renault com o kubica ja passou a ferrari do alonso…afinal os milhoes do santander não resolvem tudo!!!

      o domenicalli e o orgulho do montezemolo sao os verdadeiros cancros da ferrari.

      Publicado por ferreira | 08/06/2010, 2:35 pm
  10. A situação da Ferrari é tão complicada que eu apenas fico feliz em vê-los para trás. Não tento entender ou explicar…

    Muricy Ramalho diria que ‘ a bola pune’, será que os carrinhos de F1 também?

    Publicado por Will | 08/06/2010, 8:20 am
  11. “Aparentemente essa asa duto pode estar se transformando num grande engodo para as equipes que estão adotando ela agora, atrapalhando muito o desenvolvimento natural do carro.” Sirlan Pedrosa

    Nessa frase o Sirlan foi no ponto. O F-Duct da McLaren, além de dar velocidade ao time de Woking, tb atrapalhou as outras equipes, q tiveram q introduzir as pressas um sistema complexo e inovador. Bem fez a Renault q não se apavorou e parece manter uma coerência no desenvolvimento do R30. Kubica agradece!

    Mas deixe estar, em Montreal nossa vingança será MALIGNA! ou então, mais um GP macarrônico, com Alonso indo além do limite do carro, desesperado vendo seus adversários subirem na tabela e o Massa entregando apenas o q o carro permite.

    Publicado por Alex-Ctba | 08/06/2010, 8:43 am
    • Alex, meu amigo.

      Esse avatar que vc arrumou aí agora, ficou uma coisa um tanto quanto esquisita, assim meio… Cruz credo! A sua Ferrari estava melhor. ;-)

      abç

      Publicado por celso gomes | 09/06/2010, 12:44 am
  12. A Cosa Nostra está ótima como a seleção da CBF/SA com muitos trogloditas comandados por outro … nada melhor…. kkkkk!!!

    Publicado por Anselmo Coyote | 08/06/2010, 8:46 am
  13. também acho que tentar desenvolver o F-duct foi o erro. o ideal seria largar o sistema, desenvolver o potencial do carro até o fim do ano, já pensando na filosofia de 2011. nesse momento a Ferrari tem que esquecer o campeonato e deixar a briga entre mclaren e red bull. há momentos em que a derrota tem que ser aceita.

    Publicado por andre melo | 08/06/2010, 9:17 am
  14. O interessante é que essa análise dos efeitos que o ‘Duto’ causaria nos outros times foi extensamente comentado anteriormente.

    Publicado por Will | 08/06/2010, 9:18 am
    • Realmente, foi extremamente comentado, e vejo que a Ferrari precisa voltar ao foco aerodinamico do carro, esquecer o F-Duto e se concentrar neste ano para o maior número de pontos e trazer um pacote em 2011 totalmente desenvolvido.

      Publicado por Jackson | 08/06/2010, 9:36 am
  15. Turma,

    Após um período de “cansativas” e merecidas férias, estou volta.

    A pressão por resultados é tão grande na F1, que muitas vezes esses caras se perdem. Aí é um Deus-nos-acuda.
    A Ferrari tinha um carro bom. Era o melhor carro da Pré-temporada. E ainda tinha muito o que se desenvolver.
    Poderia voltar esforços pro difusor, e asa dianteira que são muito bem desenhados, No fino trato com que o F10 trata os pneus. Não dá pra ficar o tempo todo achando que o gramado do vizinho é mais verde.
    É que a Ferrari tem essa visão de querer estar o tempo todo à frente do adversário. Como se o desenvolvimento do carro fosse uma corrida de 100 metros rasos. Porém o desenvolvimento do carro é como uma Maratona, como está fazendo a Renault. Que não tem a pressão por resultados que tem a Ferrari, mas pelas beiradas daqui a pouco nos passam em desenvolvimento. Não consigo entender como uma equipe com tanta grana, gasta tão mal, e não consegue traduzir isto em desenvolvimento do carro.

    Ffigueiredo

    Publicado por Ffigueiredo | 08/06/2010, 9:38 am
    • Assino em baixo Ffigueiredo!!

      Abraço!

      Publicado por Teo | 08/06/2010, 10:07 am
    • Fernando Figueiredo,

      Bom ver seu comentário, você faz falta nesse espaço.

      Um abraço,

      Sirlan Pedrosa

      Publicado por Sirlan Pedrosa | 08/06/2010, 10:36 am
    • Olha o mineiro aí.
      Sai de férias caladinho, na miúda, vai “pras” Bahamas, gasta os “tubos” e volta com essa cara de quem foi ali em Ubatuba de Fiat 147.
      Deixe de ser fanfarrão e conta esse negócio direito, rapaz…rsrsrs.
      Grande abraço, Fernando. Seja bem vindo de volta à casa (do Becken…rsrsrs)

      Publicado por Anselmo Coyote | 08/06/2010, 10:49 am
    • Fernando, bom ver seus coments por aqui! Como foi de licensa paternidade? Um abraço!

      Publicado por Will | 08/06/2010, 11:10 am
    • Meu português piora a olhos vistos!

      Publicado por Will | 08/06/2010, 2:17 pm
  16. “também acho que tentar desenvolver o F-duct foi o erro. o ideal seria largar o sistema, desenvolver o potencial do carro até o fim do ano, já pensando na filosofia de 2011. nesse momento a Ferrari tem que esquecer o campeonato e deixar a briga entre mclaren e red bull. há momentos em que a derrota tem que ser aceita.”

    Concordo com o andre melo em parte pelo ao menos por esse momento(já que sempre há esperança, mesmo que seja de torcedor sem a devida projeção da equipe p/ melhora).

    Ferrari teria que que largar o projeto do f-ducto(até pq esse sistema vai sair ano que vem) e se concentrar nas atualizações do F10 achando esse ponto de equilibrio dos pneus mais duros que “naturalmente” já se tem nos macios através de desenvolvimento de novas partes aerodinämicas(coisa que a Renault está fazendo com louvor). Com essas devidas melhorias no carro que consequentemente trariam benesses e aproximando-se mais da frente, levariam fatia maior(melhor) de ptos desse bolo onde RBR e Mclaren estão e vão se empanturrar provavelmente até o final da festa ainda sobraria tempo pra desenvolver um carro bem nascido para 2011.

    Abraços

    Publicado por Teo | 08/06/2010, 10:05 am
  17. Pelo resultado do GP da Turquia, a Ferrari deu mostras q foi a q mais se “embananou” com a questão do Duto, porém, não vamos esquecer q Mercedes e até a poderosa Red Bull, introduziram a toque de caixa seus dutos frontais, além de Sauber e Force India.

    Quanto a desistir de 2010, ainda é muito cedo pra jogar a toalha. Temos todo tipo de circuito pela frente, q pode favorecer carro A ou B, e o Alonso, está só 14 pts do Webber, um pentelho de diferença.

    Publicado por Alex-Ctba | 08/06/2010, 10:13 am
    • Bem observado Alex. Alonso tem tirado tudo e mais um pouco (Massa tem ficado apenas no tudo, infelizmente) desse carro.

      Mas a Red Bull apenas testou seu duto na Turquia, sem usá-lo na corrida. E o Becken me disse que eles não vão usá-lo no Canadá (post sobre previsão de chuva para Canadá).
      Mostra que o foco deles está em outras partes do desenvolvimento e traz resultados (mais do que, apesar dos altos e baixos) satisfatórios.

      Publicado por Allan Wiese | 08/06/2010, 10:24 am
    • Bom dia Alex,

      Não é de desistencia do campeonato que referenciamos, até pq concordo com vc em gënero, número e … que não se pode jogar a toalha, ainda há muito campeonato e diferentes circuitos com pequena diferença de ptos do Alonso pro Webber, mas buscar o desenvolvimento correto e acertado no carro ao decorrer da temporada pra poder brigar no final se essa diferença ainda permanecer pequena, que se não não der a merecida atenção agora(ponto crítico)pode criar o abismo e não ter chance mais!

      Abraço!

      Publicado por Teo | 08/06/2010, 10:29 am
    • Allan, pensei q a Red Bull tinha utilizado já na corrida o Duto. Estava uma correria esses dias e eu nem tive tempo de rever o GP da Turquia, como eu sempre faço. Então eles estão fazendo o certo, não tem pq introduzir ainda, já q a McLaren chegou, mas não ultrapassou ( até o momento ). Agora se eles ficarem atrás da McLaren no Canadá e o Webber perder a liderança, pode começar a bater o desespero neles, o q é bom pro campeonato, q está ótimo, diga-se de passagem.

      Teo, entendi seu ponto, é bem isso mesmo.

      Abs

      Publicado por Alex-Ctba | 08/06/2010, 10:40 am
    • É bem por aí Alex.
      Não sei o que os touros vão trazer para o Canadá, mas a McLaren trará atualizações na asa dianteira, nas rodas traseiras e no difusor.
      E nosso sistema de duto será muito bem aproveitado nas retas do Gilles Villeneuve.
      Sem esquecer a questão de freios: Red Bulls já tiveram problemas antes com esse componente e pode ser esta uma variável a mais para a corrida.

      E como você disse, tudo isso é ótimo para o campeonato!

      Publicado por Allan Wiese | 08/06/2010, 10:45 am
  18. Em um post a uns tempos atrás nós discutíamos o que tinha acontecido com a Ferrari, já que ela abandonou o F60 muito antes de outras equipes para focar-se no F10. E esse foi o provável erro da Ferrari e poderia explicar as dificuldades enfrentadas. O engraçado observar é que a Ferrari esteve nas cabeças das folhas de tempo da pré-temporada e veio caindo gradativamente (ou ficou parada, dependendo do ponto de vista).
    Os amigos acima já falaram e eu concordo: a Ferrari está focando erroneamente seu desenvolvimento no duto frontal, já que esse é um recurso proibido para a próxima temporada. E como o Celso Gomes falou acima, contratou um projetista da Toyota para trabalhar em cima do difusor duplo, outro item proibido da próxima temporada.
    E as perspectivas para a próxima temporada não são nada animadoras: seu parceiro dos calçados (Bridgestone) está indo embora. É um dos pontos fortes da equipe esse ano o bom uso dos pneus. Mas a indefinição do novo fornecedor está prejudicando a todos, mas em maior escala a Ferrari.

    Publicado por Allan Wiese | 08/06/2010, 10:20 am
    • É verdade Allan Wiese, eles precisam abrir o olho tanto no carro de 2010 no quesito foco de desempenho quanto no de 2011 com essa ainda incógnita do fornecedor dos “calçados”!

      Publicado por Teo | 08/06/2010, 10:35 am
  19. Não acho que o F10 seja bem nascido.Na 2 corrida na Australia,já mostrou a falta de aderência com os pneus duros,o f-duct é o menor dos problemas.

    Os fãs do Alonso achando demais quando ele ultrapassava os carros da Toro Rosso e Force India na Australia e os carros da GP2 em Monaco-na Turquia,parece que cairam na real ao ve-lo não se classificar pro Q3e ficar quase toda a corrida toda atrás do Vitaly Petrov e nem se sabe se teria ultrapassado se não tivesse o Renault do russo furado o pneu.

    Seria ingenuidade acreditar que a Ferrari só tenha se dedicado só ao F-duct-o problema do F10 é muito mais complexo que isso-complexo até mesmo pros melhores mecanicos e engenheiros do mundo.

    Publicado por Alonso VS GP2(BY Daniel Lima) | 08/06/2010, 10:29 am
  20. Srs. Mclarianos,

    Enquanto estamos estacionados, a Mclaren apesar de já estar colada na RBR não para pra descanso! Tomara que tomem a dianteira nessa corrida, pro campeonato ficar bem divertido.rsrsrs…

    http://tazio.uol.com.br/f-1/textos/18942/

    Publicado por Teo | 08/06/2010, 10:53 am
  21. Eu acho que vcs estão muito apocalípticos com relação a Ferrari. Eu acho que no Canadá eles vão apra cima da concorrência…

    Anyway, eles devem levar algum update para lá, como diz o Tazio:

    http://tazio.uol.com.br/f-1/textos/18941/

    Aliás, eu adorei esta linha do artigo:

    “…De acordo com um comunicado da Ferrari, o objetivo desta evolução aerodinâmica é deixar o F10 novamente competitivo, assim como foi nas pistas do Bahrein e Melbourne…”

    Oh, really?

    Publicado por Becken Lima | 08/06/2010, 11:37 am
    • Becken,

      Me tire uma dúvida. Que estória é essa, lá no Tazio, que o “Para ter certeza de que o novo pacote funcionará bem, o italiano Giancarlo Fisichella, piloto de testes da equipe, testou as configurações na pista de Vairano, na última quinta-feira.”

      Os testes não estão proibidos??

      abç

      Publicado por celso gomes | 08/06/2010, 12:28 pm
    • Testes em linha reta são permitidos.

      Publicado por Allan Wiese | 08/06/2010, 12:33 pm
    • Becken……….Corrida sim corrida não a Ferrari divulga melhoras,evoluções e atualizações e na hora de mostrar os resultados na pista “”nada””
      Só me resta torcer e esperar que desta vez o F10 desencante!

      Publicado por Alonso VS GP2(BY Daniel Lima) | 08/06/2010, 12:48 pm
    • Poi é Allan, na realidade são pequenos “shakedowns” que são permitidos, né? Será que estes testes em linha reta são suficientes para se ter certeza de uma melhora significativa de implementações, principalmente aerodinâmicas? Tenho cá minhas dúvidas, mas enfim…

      abç

      Publicado por celso gomes | 08/06/2010, 1:17 pm
    • Becken, isso me dá saudades do Kimi. Lembro de uma vez que a repórter perguntou: “Kimi, o novo bico da Ferrari faz alguma diferença?” e ele respondeu “se não fizesse nós não teríamos colocado!”.

      Enfim, também não riscaria a Ferrari da briga. Ainda mais no Canadá onde muitas surpresas acontecem. Mas a equipe claramente perdeu força e realmente aparenta ser desde que começaram a investir no F-Duct. O que dá para entender porque a Red Bull preferiu descartá-lo por enquanto.

      Já no duelo interno em Maranello, acho difícil o Felipe superar o Alonso. Como a pista tem pouca aderência, ele deve sofrer no trato dos pneus mais uma vez. Sem contar que, ao contrário da maioria dos circuitos, o de Montreal nem sempre melhora a situação da pista de uma sessão para outra.

      Publicado por Willian | 08/06/2010, 1:17 pm
    • Willian, segundo entrevista q o Massa deu ao Daily Telegraph, após o GP da Turquia, o problema de aquecimento de pneus, foi sanado.

      “The only thing I have found tough this season is the problems I have had with the tyre temperatures in Australia, China and Spain. But I knew it was a technical problem. In the last race I was back to normal. Ultimately the car is just not good enough.”
      Felipe Massa

      Vamos ver como fica esse duelo interno no Canadá, já q é o q restou em relação a Ferrari, no quesito entretenimento.

      Abs

      Publicado por Alex-Ctba | 08/06/2010, 1:45 pm
    • É isso mesmo Celso.
      Mas também tenho minhas dúvidas. Em linha reta não se consegue colher muitos dados de eficiência aerodinâmica. Vide Hispânia, que é ótima de reta mas não tem quase nada de downforce.

      Willian, o que pode ser uma boa notícia é que os pneus para Montreal são os supermacios e os médios. Mas o problema é que Alonso também gosta mais desses…

      Publicado por Allan Wiese | 08/06/2010, 2:07 pm
  22. Daniel Lima, vc está ou ficou desanimado com a Ferrari que até tirou o seu avatar do time?

    Publicado por Teo | 08/06/2010, 12:58 pm
    • Teo………Avatar são as pequenas imagens nos comentarios correto?Na verdade eu nunca coloquei e nem sei como,to vendo aqui no google,não to entendendo patavinas de nada (:
      Se você ou alguém do blog puder me ensinar!!
      Valeu!

      Publicado por Alonso VS GP2(BY Daniel Lima) | 08/06/2010, 3:12 pm
    • Daniel: acesse http://www.gravatar.com, registre-se, suba uma imagem e seja feliz!
      O e-mail que você usa aqui no blog do Becken (e em qualquer blog wordpress) deve ser o mesmo do cadastro no gravatar.

      Publicado por Allan Wiese | 08/06/2010, 3:24 pm
    • Daniel, se não me engano o Claudemir postou um guia para inserir o avatar. Se tiver paciência de procurar em posts anteriores, ok… ou então, quando ele se manifestar, o procure. ;)

      Já eu, não coloco por preguiça pura, hehehe…

      Publicado por Vitor, o de Recife | 08/06/2010, 3:26 pm
    • Ops… o povo aqui não brinca em serviço…

      Publicado por Vitor, o de Recife | 08/06/2010, 3:27 pm
  23. O pior de tudo é que os italianos estão perdidos mesmo

    Publicado por Marcelo (Cascavel) | 08/06/2010, 1:02 pm
    • Alonso VS GP2(BY Daniel Lima) permalink
      08/06/2010 3:12 pm
      Teo………Avatar são as pequenas imagens nos comentarios correto?Na verdade eu nunca coloquei e nem sei como,to vendo aqui no google,não to entendendo patavinas de nada (:
      Se você ou alguém do blog puder me ensinar!!
      Valeu!

      Becken, dá uma força pro nosso amigo com aquele roteiro completo para criar avatar!

      Publicado por Teo | 08/06/2010, 3:27 pm
  24. E aí Becken. (Quando) vai ao ar *aquele* post?

    Publicado por Guilherme Teixeira | 08/06/2010, 2:44 pm
    • Já editei em inglês mesmo e agora tô na metade da tradução! Espero postá-lo depois da Canadá.

      Ando sem tempo…

      Publicado por Becken Lima | 08/06/2010, 2:47 pm
  25. Piada que eu achei por aí sobre a forma da Ferrari:

    “…Seems like Ferrari need a leader. A driver capable of rallying everyone around him, yet maintaining the team player status crucial to successful partnerships. Someone who’s able to communicate extensively about the car’s limitations and spearhead the correct development paths.

    In simple terms, they need to get someone who has ‘the full package’. Someone like Alonso.

    He’d solve all their probl… oh, wait!

    Publicado por Becken Lima | 08/06/2010, 2:53 pm
    • Hehehe…

      Publicado por Allan Wiese | 08/06/2010, 3:07 pm
    • Esqueceram de combinar com o Alonso

      Publicado por Alex-Ctba | 08/06/2010, 3:16 pm
    • Ahh Resolver ele não vai não… mas esperem o Massa andar na frente dele (o que vai demorar), dai ele criará tais problemas..rsrss

      Publicado por Jackson | 08/06/2010, 7:32 pm
  26. Pequeno off-topic (na verdade era para tirar uma dúvida).

    “Razia e Soucek andam em Super Aguri para projeto

    Duo testa carro que será usado em programas de desenvolvimento de pilotos”

    http://tazio.uol.com.br/f-1/textos/18943/

    O espanhol Andy Soucek e o brasileiro Luiz Razia deram prosseguimento aos testes com o modelo baseado no carro da Super Aguri, usado no projeto FV10, na pista de Monteblanco, na Espanha.

    Criado para proporcionar aos pilotos a oportunidade de andar com carros de F-1 sem as restrições técnicas impostas aos atuais modelos pelo regulamento da Federação Internacional de Automobilismo (FIA), o FV10 será utilizado em diversos programas de formação de pilotos na Europa.”

    Não me lembrava desse projeto. Mas o mais curioso é a especificação do carro, “equipado com motor Cosworth de 2006 e pneus Avon especiais.”

    Hum.. Avon…

    E só para complementar, Todt já adiantou que a FIA e a FOM é que decidiram sobre a escolha da nova fornecedora de pneus, e não as equipes.

    http://www.autosport.com/news/report.php/id/84226

    Teria alguma zebra no caminho das favoritas Michelin e Pirelli?

    Publicado por Vitor, o de Recife | 08/06/2010, 3:23 pm
    • Decidiram não… decidiRÃO, futuro do presente…

      Aff, como eu maltrato o português…

      Publicado por Vitor, o de Recife | 08/06/2010, 3:28 pm
    • Hoje li que o Jean Todt é quem vai escolher a fornecedora caso o fota ~demore muito, mas a preferencia é mesmo a Pirelli!

      Publicado por Teo | 08/06/2010, 3:31 pm
  27. Esse é o Tutorial do Claudemir para colocar um avatar:

    http://www.gravatar.com

    Acesse esse site acima e crie uma conta em Sign Up, feito, vamos a frente.

    Assim vamos começar um breve passo a passo.

    Depois de logado vá em ADD NEW IMAGE.

    Salve a imagem em seu pc que você quer usar.
    Clique em My computer’s hard drive

    Localize a imagem clicando no botão ENVIAR ARQUIVO.

    LOCALIZADO A IMAGEM clique em NEXT.

    Aí agora tem uma ferramenta de corte da imagem, vai uma dica, escolha imagens quadradas porque assim você não perde tantas áreas.

    Depois de ajustada a imagem clique em CROP AND FINISH.

    Na tela seguinte que é a CHOOSE A RATING FOR YOUR GRAVATAR, clique em RATAD G.

    It’s done my friend.

    Só uma dica, o e-mail que você usa nos blogs da WordPress é o que tem que ser o usado, porque se colocar outro e-mail não vai aparecer a imagem, trocando em miúdos o e-mail que você coloca no Becken é o que tem que ser criado a conta.

    Publicado por Alex-Ctba | 08/06/2010, 3:43 pm
  28. testando avatar

    Publicado por erewwwf | 08/06/2010, 4:09 pm
  29. avatar feito……..valeu os amigos,Allan Wiese ,Teo,Victor o de recife,Alex-Ctba

    Publicado por Alonso VS GP2(BY Daniel Lima) | 08/06/2010, 4:15 pm
    • Estamos aí. Assim o ambiente fica mais bonito e contextualizado.

      Se você quiser alterar sua imagem, é só acessar o gravatar novamente, subir uma outra imagem e pronto. As vezes a mudança é instantânea por aqui e as vezes demora um pouco, mas nunca falha!

      Abraço!

      Publicado por allanwiese | 08/06/2010, 4:22 pm
  30. De acordo com o Luciano Burti, a Ferrari só terá grande evolução em Valência.

    Luciano Burti via Twitter:
    “E a Ferrari? Nunca deve ser descartada, mas prometem uma grande evolucao no carro apenas p/ GP da Europa, etapa pos Canada…”

    Publicado por Paulo Patullo Neto | 08/06/2010, 4:42 pm
  31. Rapaz… que orgulho ver estes Avatares de Ferrari e McLaren conviverem em tão cordial harmonia… :)

    Publicado por Becken Lima | 08/06/2010, 6:58 pm
    • Só pra reforçar a torcida pelo Woking Squad entro pra não dizer nada e juntar meu avatar ao do Allan, do Will, do Dórfão e dos milhares de fãs da McLaren que freqüentam este blog, mas não usam avatar ou não deixam comentários. Um número infinitamente maior que dos nossos queridos tifosi. Ainda tenho esperanças que o Teo abandone este avatar ferrarista e coloque um da McLaren. Já o Alex tá mais pra massista que pra ferrarista, só vou ver este trocar seu avatar por um da McLaren quando a Ferrari aprontar alguma pra cima do Felipe.
      Brincadeiras à parte, o clima aqui na seção de comentários é realmente ótimo.

      Publicado por Alexandre Pires | 08/06/2010, 7:40 pm
    • A Becken e todos os ótimos comentaristas deste blog.

      Eu gostaria de explicar a foto do meu avatar.

      Essa foto foi tirada no grid do GP-Singapore em 2008.

      Fui para essa corrida revoltado com o assalto mafioso-vermelho de fui vítima em Spa-Francorchamps.

      A corrida começa, eu sentado ao lado de um monte de gente estranha. Uns caras mal-encarados, sujos, sem tomar banho desde os treinos de sexta (era para dar sorte, segundo eles), comendo macarrão com as mãos, vestidos de vermelho…

      E logo na volta 12 Nelson Jr. bate…

      Alonso “Pablo, qual é a musica” ou Alonso “nada sei” assume a ponta. Tive vontade de ir embora, mas como estava com +11h de fuso, resolvi ficar mais um pouco.

      E eis que de repente não mais que de repente tive a minha recompensa!

      Passou na minha frente um carro vermelho com um tubo espetado em suas entranhas…

      Nesse momento eu tive certeza do título! Não ia ter tapetão que desse jeito dessa vez!

      Publicado por Rodrigo Kezen Leite | 08/06/2010, 8:21 pm
    • Alexandre fico grato e muito feliz em estar participando neste blog de altíssimo nível que é o F1Around, mas não começa com essa história de que vou virar casaca, se não vamos começar uma guerra:FERRARI X MCLAREN pra suscitar os desejos do Becken.rsrsrsrs…

      Publicado por Teo | 09/06/2010, 10:21 am
  32. Rodrigo,

    O tapetão não conseguiu, mas bem que tentou o campeonato inteiro.

    Abs.

    Publicado por Anselmo Coyote | 08/06/2010, 8:39 pm
  33. Esse papo de piloto líder de equipe, desenvolvedor de carros, está cada vez mais longe da realidade da F1 atual.

    Se a turma da prancheta não fizer seu trabalho direitinho, não há piloto nesse planeta que consiga extrair desempenho do carro.

    O piloto hoje só é responsável pelos ajustes finos, ganhar alguns milésimos na ajuste às condições da pista.

    Alonso, é um grande piloto, muito rápido e constante, mas, ao contrário do que muitos ficam arrotando, jamais foi desenvolvedor de carros e nunca teve os tais 0.7 décimos que a imprensa espanhola dizia que ele tinha.

    Os carros com os quais foi campeão foram extremamente bem nascidos, se ajustando como uma luva ao pneus michelin, quando estes deram um banho nos bridgestone.

    Outra prova de que piloto manda pouco no desenvolvimento dos carros é a performance de Hamilton, sem nenhuma experiência e rápido desde sempre, porém, quando a McLaren não acertou no carro, nada pôde fazer.

    O único sincero o bastante para dizer a verdade foi Raikonnen, que quando questionado sobre desenvolvimento disse que o trabalho dele era pilotar.

    A verdade é que hoje, a turma da prancheta trabalha com CFD, túnel de vento, aerodinâmica aeroespacial e os pilotos são cada vez mais jovens e sem nenhuma formação técnica, portanto, não há fundamentos sérios para acreditar que pilotos influenciem sensivelmente no desenvolvimento dos carros.

    Os pilotos, no máximo, transportam aos engenheiros o que sentiram sobre as reações do carro, freios, balanço, consumo (o que dizem alguns o Barrichello faz muito bem), mas, se os times não tiverem bons engenheiros e projetistas, adeus competitividade.

    Na época do Piquet a F1 era totalmente diferente, por isso ele se transformou no maior desenvolvedor de carros da história da F1, trazendo diversas inovações para categoria, hoje em dia, sem entender muito de aerodinâmica e engenharia, não dá para fazer diferença.

    Publicado por ccregazzoni | 08/06/2010, 8:54 pm
    • Faz sentido Regazzoni, mas penso que os pilotos ainda tem, sim, um papel fundamental para as equipes. Lógico que, como você mesmo disse, não é nem de longe comparável ao que foi na época do Piquet, por exemplo (até por que sou muito jovem para saber como era essa época). Em uma época muito igualitária, onde equipes conseguem copiar o desenvolvimento das outras, digo que a maior diferença vem por parte dos pilotos. Esses milésimos que eles são capazes de tirar nos ajustes finos podem fazer diferença em uma flying lap de Q3, que é muito mais importante hoje (infelizmente) do que foi naqueles românticos tempos de F1.
      E, é lógico, os pilotos são aqueles que convertem os projetos feitos em pontos para os campeonatos. De nada adiantaria ter um dream team de engenheiros e projetistas no pit wall se tivéssemos pilotos medíocres guiando os bólidos tão bem desenvolvidos. Se for para piloto não fazer diferença, então vamos fazer projetos de carros, rodá-los em simuladores capazes de reproduzir a volta perfeita, respeitando os limites da física e premiar as equipes ao final de cada ‘etapa’.
      E apenas para citar dois exemplos, usando os mesmos pilotos que você citou Regazzoni: Alonso, em 2008 (com a ressalva de Cingapura, claro) ganhou duas provas em um R28 muito ruim no início daquela temporada. E o mesmo resultado obteve Lewis ano passado, sem contar outras atuações dignas de nota no ano passado.
      Resumo da minha (humilde) opinião: engenheiros fazem sim muita diferença, mas de nada adianta tê-los se não tivermos pilotos capazes de tirar o máximo dos carros e ainda dizer o que pode ser feito para melhorá-los.

      Publicado por Allan Wiese | 08/06/2010, 9:43 pm
  34. Cassius,
    “O único sincero o bastante para dizer a verdade foi Raikonnen, que quando questionado sobre desenvolvimento disse que o trabalho dele era pilotar.”. Poucos tem esse despojamento. É disso que sinto falta.

    Falar certas coisas é chato por causa das suscetibilidades, afinal os caras são os mitos que existem para preencher certas carências. O mesmo papel dos heróis mitológicos gregos. Mas a verdade é que esses pilotos atuais são uns botucudos, como dizia o Chatô. Uns ignorantes, analfabetos, sem diferença nenhuma com nossos jogadores de futebol. Nenhuma mesmo, a não ser que geralmente não são negros ou pardos e não tiveram infância em favelas e até aqui existem exceções.

    O Piquet era um auto-didata e aquela época também era mais favorável a isso.

    Abs.

    Abs.

    Publicado por Anselmo Coyote | 08/06/2010, 9:14 pm
  35. Allan,

    Você está coberto de razão em todos os pontos, apenas não entendeu meu ponto de vista.

    Os pilotos continuam a ser a peça mais importante da engrenagem da F1, porém, o que eu disse é que não fazem diferença no desenvolvimento.

    Carro que nasce ruim, piloto não consegue desenvolver, isso é fato, quem desenvolve carro é projetista e engenheiro.

    Mas um grande piloto faz diferença na pista, porém o carro tem de ter competitividade, senão vemos o que está acontecendo com Alonso, que está querendo andar mais que o carro e errando muito para alguém que quer ganhar o título.

    Publicado por ccregazzoni | 08/06/2010, 9:49 pm
    • Agora cheguei lá Regazzoni. Infelizmente é a nossa realidade atual. Queria ter nascido um pouco mais cedo pra poder acompanhar aquela era de ouro…

      De fato é uma pena ver Alonso ser forçado a tantos erros nesse início de ano como está sendo até aqui. Seria ótimo termos mais um pressionando os Touros afoitos…

      Publicado por Allan Wiese | 08/06/2010, 10:34 pm
  36. Metendo um pouco a colher no debate.

    Eu também sou da época do Rega e do Coyote, onde a habilidade em mecânica dos pilotos, aí sim fazia a diferença. Os carros eram de mecânica mais simples – guardadas as devidas proporções, é claro – e os acertos tanto na parte mecânica, quanto na aerodinâmica, eram realizados, básicamente, pelos pilotos.

    Atualmente, a gurizada já pega tudo “mastigado”. Eles não necessitam saber apertar um parafuso sequer para fazer a diferença ao pilotar um carro, ou seja, o tal do conhecimento em mecânica do piloto, não precisa existir mais. Os computadores e seus consequentes avanços tecnológicos, relegaram o ser humano, como bem disse o Iceman, à condição de meros pilotos. Por isso que, a cada dia mais, cai a idade para se iniciar no automobilismo. Daí vermos “meninos” de 15 anos já competindo. Até a estrutura das competições nas categorias de base se transformou. Temos um exemplo agora, aqui em nosso quintal, com essa nova categoria, a Fórmula Future. Todos os carros são administrados por uma só organização e os jovens pilotos só precisam levar seus capacetes, sentar no “cockpit” e competir. Tudo é feito – incluindo montagem, preparação e acertos – de modo que não haja grandes interferências dos pilotos em nenhuma etapa.

    O talento do piloto atual é menos participativo nas decisões referentes às máquinas e muito mais voltado à operacionalidade delas, o que não dimuniu em nada a qualidade dos atuais se comparadas a dos “antigos”. Só são épocas diferentes. A intuição, devido ao conhecimento mais profundo até por não haver tecnologia suficiente, deu lugar a praticidade dos dias atuais onde tudo já vem pronto.

    saudações

    Publicado por celso gomes | 09/06/2010, 12:23 am
  37. Participar desses debates por aqui no F1around tem sido de um aprendizado impar para mim!
    É uma honra poder colocar a minha humilde opinião em contra-partida com pessoas como Regazzoni, Coyote, Celso Gomes, etc.
    Sou da nova geração de fãs da F1, influenciada principalmente, como meu avatar já acusa, pela ascensão de Lewis e de outros pilotos jovens, como Vettel, Nico, Glock, dentre outros. Tenho algum conhecimento das épocas de Senna e Piquet, por ler sobre. Mas nada se compara a ter acompanhado de perto esses pilotos como todos vocês.

    Muito obrigado ao Becken por proporcionar esse espaço e à todos vocês, professores!

    Abraços.

    Publicado por Allan Wiese | 09/06/2010, 8:28 am
    • Tamos aí é pra isso mesmo, bater um bom papo e trocar ideias.

      E é aqui que eu quero tocar em um ponto que alguns tem dificuldade de lidar.

      Não é porque fulano é Tifosi e Sicrano é McLaren que temos que ficar de birrinha nivelando os comentários por baixo, com argumentos como: Massa é feio, Alonso é bobo, Hamilton é chato…

      Independente do gosto de cada um, acho que é possível argumentar em alto nível. Eu mesmo já dei algumas escorregadas, mas, é perfeitamente possível assumir quando se pega pesado e corrigir os argumentos para subir o nível da conversa.

      A maioria dos comentaristas do F1 Around é assim, o que faz este, o melhor blog sobre F1 do Brasil, mas tem uns que ainda precisam aprender muito.

      Lógico que outra coisa bem legal de ver é como o Becken (ralador como todos nós, que cuida do blog por puro amor à F1) e alguns colaboradores, estão botando no bolso a imprensa dita “especializada” em F1 no Brasil.

      Exceção feita àquelas notícias que só se conseguem com fontes internas (prerrogativas de um Reginaldo Leme e Galvão Bueno, que tem acesso interno ao circo da F1), quase todas as grandes notícias da temporada saíram antes aqui no F1 Around.

      Dá-lhe Becken (há alguns anos fazendo a imprensa brasileira “especializada” em F1 sentir vergonha de si mesma)…

      Publicado por ccregazzoni | 09/06/2010, 11:37 am
  38. aeee…

    o Felipinho aqui já havia cantado essa bola da Ferrada se perder quando quiz usar o f1-duct já algum tempo atrás…

    A RBR que foi esperta, viu que não ia ser fácil e não insistiu em usar nas corridas ainda..
    Claro que o Newey vai trabalhar mais esse processo..

    o que falta na Ferrada é um depto de engenharia de melhor qualidade.

    Publicado por Felipinho | 09/06/2010, 9:36 am

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: