//
você está lendo...
ARTIGOS

Pirelli é escolhida como fornecedora oficial de pneus da Formula 1

No decorrer do dia, mais detalhes a respeito da escolha da FIA, mas está lá no site da entidade que a companhia italiana Pirelli será a nova fornecedora oficial de pneus da Formula 1, retornando depois de 20 anos à categoria. O acordo inicial será de 3 anos a começar em 2011.

Confirma-se, então, rumores que persistem há semanas que davam como certa a escolha da companhia italiana.

Análise mais abragente logo mais.

Discussão

27 comentários sobre “Pirelli é escolhida como fornecedora oficial de pneus da Formula 1

  1. Boa, Becken! Nem o autosport publicou isto ainda!

    E o que você achou desta e das outras decisões?

    Publicado por Alexandre Pires | 23/06/2010, 10:06 am
    • Ótimas!

      Publicado por Becken Lima | 23/06/2010, 10:06 am
    • Saiu só agora por lá! O blogueiro tá ligeiro!

      Publicado por Alexandre Pires | 23/06/2010, 10:14 am
    • Hoje o blogueiro vai ter trabalho, vai fazer hora extra com as novidades da FIA e as declarações da McLaren. ;)

      Paddy Lowe confirma a McLaren com sistema de escape novo para Silverstone. Lamenta a Ferrari ter sido mais rápida em implementar isto que Woking.

      Quatro carros “iguais” em Silverstone, então?

      E a tal “pull-rod” tão comentada aqui, alguém vai utilizar além da RedBull? Fiquei com a impressão que rebaixar a saída do escape e avançar mais pro eixo traseiro não exigirá a tal inversão da suspensão. Alguém sabe?

      Publicado por Alexandre Pires | 23/06/2010, 10:33 am
    • Falando dos pneus.

      Não saberia justificar, mas eu prefiria mais fornecedores. Fica mais interessante. Mas ninguém quer saber mais do “f1’s tyre war”!

      Publicado por Alexandre Pires | 23/06/2010, 10:36 am
    • É complicado Alexandre.
      Assim todos estão em condições iguais nesse quesito tão importante.
      Ter uma tyre war poderia trazer novamente situações de favorecimento à times ou pilotos, como descobrimos esse ano.
      Dessa forma, todos os times saem do mesmo ponto, restando a eles dar o melhor trato para os sapatos…

      Publicado por Allan Wiese | 23/06/2010, 10:46 am
  2. vamos ver no que dá. Mudanças sempre são bem vindas, particularmente preferia a michelin.

    Publicado por MASSA vs carros troféu Linea (BY EU) | 23/06/2010, 10:07 am
  3. Os bonés amarelos estão de volta a F1.

    A última participação foi em 1991, e se o pacote técnico for mesmo flexível como foi alardeado a F1 em 2011 entra em outro nível de competição, porque todos terão chances de vencer, eu disse todos, menos os carros da 2º divisão.;

    Publicado por Claudemir Freire | 23/06/2010, 10:09 am
  4. Novos ares para a F1, ótimo…

    Vamos ver que se sai melhor nesse quesito que é fundamental. Vai ser interessante, já que as únicas informações que os times terão serão teóricas até os testes de inverno.

    Publicado por Allan Wiese | 23/06/2010, 10:12 am
  5. Becken,

    Gostei da volta da Pirelli. A Michelin tem um pedigrie mais racing, mas os italianos tem menos vínculos com as equipes atuais e isso deve gerar uma isonomia maior no projeto dos novos pneus.

    De uma maneira geral a FIA tomou as decisões corretas, elevando o peso mínimo dos carros, proibindo o F-duto e liberando asas móveis (mesmo efeito, só que muito mais barato de executar) e esclarecendo as regras.

    Só achei meio confusa a regra para uso das asas móveis, mas vamos deixar para discutir isso num post mais detalhado que você certamente fará.

    Pelo terceiro ano seguido carros projetados quase de uma folha em branco !

    Resumindo a postura da FIA esse ano : grande Jean Todl !

    Um abraço,

    Sirlan Pedrosa

    Publicado por Sirlan Pedrosa | 23/06/2010, 11:45 am
    • Se a regra deflagrada pela imprensa for a de 3 compostos de pneus por corrida e cada equipe escolhe com qual quer correr, sem a obrigatoriedade de colocar um segundo totalmente diferente do primeiro, já é o bastante para escolher a Pirelli.

      Sendo assim, se uma equipe escolher os mais duros e quiser fazer a corrida sem paradas ela poderá, ou se quiser os mais mácios e fazer 2 paradas com os mesmos compostos ema poderá.

      Assim sepulta-se essa babaquice da Bridgestone.

      A regra da asas é confusa, mas como você disse será mais barata, mas na minha opinião dá margem para algum projetista tirar mais do dispositivo do que a regra permitirá. Assim deveria ser proíbida também.

      Sobre a folha em branco de 2011 discordo, o RB5 é o carro de 2011 com 35 kilos de lastro a mais, sendo assim novamente a Red Bull parte na frente. Claro que vão fazer um novo carro, mas eles já tem a base de um excelente carro com as mesma regras de 2011.

      Cagada mesmo é o Kers, se vai voltar teria que ser obrigatório e padrão, assim não seria outro despendio de dinheiro para evoluir a peça e nenhuma equipe tiraria proveito de usar o carro sem a peça e ter mais opção de lastro (como fez Brawn e Red Bull em 2009) fazendo as demais equipes quebrar a cabeça pra acertar o carro.

      E os 107% é regra pra Inglês ver, não pune os mais lentos do grid porque todos já estão enquadrados no valor nessa temporada e devem melhorar para 2011 e não pune as tradicionais por usar um dispositivo mandraque. :)

      Então caro Sirlan:

      Jean Todt 2 x 2 Cagadas Mosleyanas

      Publicado por Claudemir Freire | 23/06/2010, 12:12 pm
    • Claudemir,

      Concordo com você que oKers deveria ser um equipamento padrão e obrigatório.

      Eu sou totalmente favorável ao uso do Kers, porque coloca a F1 na tendência de conservação de energia, mas do jeito que a coisa está vai gerar um custo de desenvolvimento e um desequilíbrio que contraria o que a categoria busca.

      Quanto ao projeto partir quase de uma folha em branco, acho que se considerarmos a variação significativa no peso mínimo (valorizando a opção pelo Kers), a proibição do F-duto, o fim do difusor duplo, o novo fornecedor de pneus (que interfere diretamente no projeto das suspensões) e a introdução do sistema de asa móvel, é muita mudança amigo !

      Podemos ter algumas surpresas na ordem de força das equipes.

      Um abraço,

      Sirlan Pedrosa

      Publicado por Sirlan Pedrosa | 23/06/2010, 1:31 pm
    • Sirlan.

      Por isso citei o RB5 que é o carro de 2009 sem difusor, duto e que testou o Kers da Magnet Marelli no início da pré- temporada, mas abandanou-o sem explicação (está tem explicação, lastro) por parte da equipe.

      Quanto aos pneus, será ajustes de suspensões, mas não criarão grandes transtornos as equipes, porque utilizarão aro 13, peso e dimensões do Bridgestones atuais, a grande mudança está para 2012 (mais uma vez) quando pretendem introduzir o aro 18, motores 1,6 turbo.

      Mas só um dado interessante para deixar os ferraristas apreênsivos, nos últimos 20 anos de F1 quando houve grandes mudanças de regra da F1 a Ferrari fez carrro deploráveis, os mais recentes são o F2005 que sucedeu o espetacular F2004 e o F60 que virou motivo de piada em 2009.

      Assim, carro campeão na Ferrari só a partir de 2013 pelo visto( não descarto o F10 para título esse ano, apenas acho improvável), ao contrário dos carros de Adrian Newey que sempre prima por bons projetos quando há grandes mudanças nas regras, por isso aposto que a Red Bull terá um bom carro em 2011.

      Publicado por Claudemir Freire | 23/06/2010, 2:34 pm
    • Amigo Claudemir,

      Você esqueceu que o carro de 2009 tinha tanque menor, pois havia reabastecimento.

      É tudo novo meu amigo…

      Um abraço,

      Sirlan Pedrosa

      Publicado por Sirlan Pedrosa | 23/06/2010, 2:38 pm
    • Acredito q as equipes devem colocar as baterias do Kers no espaço q foi aberto para a passagem de ar( sob o motor e caixa de cambio) dos atuais difusores duplos. Sendo assim, sem sombra de dúvidas, o Kers será vantajoso, não apresentando o problema de elevar o centro de gravidade dos carros.
      Agora, imaginem os pilotos acionando nas retas: troca de marcha, mudança do angulo da asa traseira , o Kers e a distribuição do freio.

      Publicado por Leandro Magno | 23/06/2010, 3:29 pm
    • “Claro que vão fazer um novo carro, mas eles já tem a base de um excelente carro”

      Citei isso acima.

      Eu sei que não tinha tanque para 170 kilos de gasolina, mas me refiro a base do carro, ela é a melhor base até agora.

      Se formos na mesma esteira de idéias, sobre base de carros a Ferrari e Mclaren não podem usar os carros de 2009 que não tinham difusor duplo e duto, porque estes eram uma porcaria.
      Falo isso porque é muito mais fácil fazer um projeto de boa qualidade em cima de um projeto vencedor, fazendo as mudanças necessárias para que este se adeque as regras do que criar uma coisa toda nova.

      É só ver o carro de 2008 da Ferrari e fazer os camparativos com o de 2009, são carros que são primos, e talvez por isso a Ferrari tenha errado a mão e perdendo o foco da temporada, mas os de 2011 serão “semelhantes” aos de 2009 com excessão do tanque.

      Abraços, e bom feriado de São João.

      Publicado por Claudemir Freire | 23/06/2010, 3:30 pm
  6. Becken, num post futuro, gostariamos de ver por aqui, essas novas regras…
    Pq o KERS, vem ou não??? Obrigatório ou não???
    F-Duct proibido, ótimo… mas é certo???
    Asas ajustaveis, serão na traseira ou dianteira???

    A única certeza que tenho é essa maravilha dos 107%, PIRELLI e a Proibição desses difusores duplos, tripos…

    Abraço

    Publicado por Jackson | 23/06/2010, 11:59 am
    • @Jackson

      – O KERS sempre esteve, as equipes que fizeram um acordo para não utilizá-lo. O que (não) mudou foram as especificações, seram mantidas aquelas de 2009. Não será obrigatório e não haverá um sistema padrão.

      F-Ducts acionados pelo piloto estão terminantemente proibidos. mas a regra não fala nada sobre sistemas passivos.

      – Foram banidas as asas dianterias móveis e introduzidas as asas traseiras móveis. Estas substituirão o F-Duct, podendo serem acionadas a qualquer momento durante os treinos e a qualificação, porém na corrida apenas quando um carro estiver a menos de um segundo atrás de outro bólido.

      Publicado por highdownforce | 23/06/2010, 12:11 pm
    • Vou escrever a respeito, mas esta Asa móvel é uma das propostas mais imbecis que eu já vi sair de lá da FIA…

      Publicado por Becken Lima | 23/06/2010, 12:13 pm
  7. eu não gosto dessas mudanças muito grandes a cada ano. para mim, o campeonato está bom do jeito que está e mais um ano com as mesmas regras de 2010 seria importante para as equipes novas evoluírem seus carros em terreno conhecido.

    Publicado por andre melo | 23/06/2010, 12:07 pm
  8. Amigos,

    A regra para utilização da asa móvel é “a crônica da morte anunciada”!
    Como será controlado esse uso?
    A FIA controla a telemetria dos carros?

    Publicado por Alcides Araújo | 23/06/2010, 1:17 pm
    • FIA Standard ECU.
      A federação monitora a telemetria dos carros.

      Lembre-se que um controle sobre como e quando o KERS pode serusado também está presente no mesmo dispositivo.

      Publicado por highdownforce | 23/06/2010, 2:56 pm
  9. highdownforce permalink
    23/06/2010 2:56 pm
    FIA Standard ECU.
    A federação monitora a telemetria dos carros.

    Lembre-se que um controle sobre como e quando o KERS pode serusado também está presente no mesmo dispositivo.

    Obrigado pela resposta “highdownforce”, realmente eu não sabia disso, pensava que fosse um controle aberto de forma particular de cada equipe.
    Valeu!

    Publicado por Alcides Araújo | 24/06/2010, 9:20 am

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: