//
você está lendo...
ARTIGOS

Notícias em 29/06/10 – Ferrari insiste em campanha contra FIA

Algo que eu respeito na Ferrari é a tenacidade com que a equipe enfrenta seus adversários ou vai em frente quando pensam que sua causa é legítima. Foi assim no Stepneygate, foi assim na luta contra a FIA e está sendo assim agora na cruzada santa do “Safety-cargate”. A peleja continua forte, principalmente em seu portal, com todas as chamadinhas fazendo carga contra a decisão da FIA/ Hamilton/McLaren e o “diaboaquático”.

LINK: http://bit.ly/9jk4ZC

Alonso Furibundo após GP da Europa

Contra-reação no Marca

Eu li alguns comentários nesta matéria do Marca e é muito curioso que há certo embate de opiniões e até algum criticismo contra Alonso e a Ferrari. Sempre temos esta visão de que Alonso é imaculado na Espanha, mas os comentários aqui trazem algo que eu jamais achei que iria ler em uma publicação espanhola. Se você deseja se aventurar, são mais de 760 comentários, alguns como este aqui:

Ferrari y su bicampeón nos están vendiendo el cuento de la lechera . Antés , se nos dijó que se iba a hinchar de adelantar pero en la pista , solo Lewis se está emborrachando de hacerlo y hasta Buemi se ha apuntado a la fiesta. Despues erán los motores que no erán fiables (Todavía recuerdo de lo mal que hablabamos de Raikonen cuando le pasaba lo mismo) . Luego erá la caja de cambio . Despues la culpa erá de los Red Bull y ahora Buemi nos adelantó por culpa de Lewis …. En Silverstone , la culpa será seguramente de Massa o de los ingleses que me tienen manía ….

LINK: http://bit.ly/cb1RVT

Villeneuve dá Show na NASCAR

Eu sinto falta de gente com o caráter do Jacques Villenueve na F1. O homem jamais se recuperou da introdução dos pneus raiados na categoria, e mesmo enferrujado e fora de forma, é capaz de fazer isso aqui na NASCAR ROAD RACE:

Fã sortudo

O sujeito abaixo topou com Vettel e Hamilton logo após a coletiva pós-classificação e conseguiu duas fotos espetaculares tiradas “pelos mesmos”, como costuma escrever o blog de F1 da Globo:

Discussão

64 comentários sobre “Notícias em 29/06/10 – Ferrari insiste em campanha contra FIA

  1. Sinceramente, a Ferrari tem criado polêmica demais. Choro de quem está vendo o título ficar (bem) distante. No popular, dor de cotovelo.

    Apesar disso, também não esperava ler comentários daquele tipo vindo de espanhóis. Confesso ter ficado impressionado. Parece que “el Nano” não é uma unanimidade entre o pessoal de lá.

    E o fã deve estar até agora com um sorriso de orelha a orelha. Que sorte mesmo! Muito legal ver a atenção do Vettel e do Hamilton.

    Publicado por Willian | 29/06/2010, 2:27 am
    • Realmente Ham e Vet foram muito cavalheiros pq, no fundo no fundo, eles deviam estar loucos pra assistir o finalzinho do 1º tempo de ING X ALE.

      Publicado por Leandro Magno | 29/06/2010, 10:44 am
  2. Muita gente compara Hamilton a Villenueve tentando depreciar o piloto ingles, mas quem acompanhou a carreira do canadense entre os anos de 94 a97 saba quanto ele é bom – ou era – bom.
    Ele bateu gente como: Andretti ( o pai), Al Unser jr, Fittipaldi, Rahal, Schumacher, Hill e Hakkinen.
    O Villenueve daquela epoca era muito mais piloto que a grande maioria dos pilotos de hoje…

    Publicado por Leonardo | 29/06/2010, 3:01 am
    • Leonardo, não só o Villeneuve mais muita mais gente de valor na arte de pilotar como Prost, Piquet, Arnoux, Patrese, Lafitte, Jabboulline, Cheever, Rosberg, De Angelis, Jarrier, Pironi, Depallier, Andretti (Mario)…puxa só tinha feras que ainda tinham ética e espirito de esportividade. Bons tempos…

      Publicado por Fernando Kesnault | 29/06/2010, 2:50 pm
  3. O Alonso em espanha sofre de um fenómeno semelhante ao do Cristiano Ronaldo em Portugal, há muitos adeptos que não gostam deles sem motivo nenhum em concreto, normalmente apenas por inveja.

    Sobre o que se passou em Valência, a Ferrari tem razões de queixa de facto, no entanto, uma equipa que já tem 800 grandes prémios devia saber que estas coisas acontecem, e que é preciso continuar a correr para fazer o melhor resultado possível. É verdade que foi injusto o Alonso ir parar a 10º e o Massa a 15º, mas são coisas que acontecem. Se o Alonso tem atacado o Buemi como era sua obrigação, em vez de chorar tanto, certamente que teria encostado ao grupo Barrichello – Kubica – Sutil, ficaria livre do ataque do Kobayashi e subiria a 4º com as penalizações que houve e teria feito 12 pontos em vez de 4.

    Publicado por JCCJCC | 29/06/2010, 5:57 am
    • Muito bem colocado JCC.
      Não posso garantir nada, mas penso que, se Lewis tivesse ficado uma posição à frente de Fernando ele ao menos tentaria passar Buemi e não ficaria passivo atrás dele durante toda a prova.

      Publicado por Allan Wiese | 29/06/2010, 8:24 am
    • Se o Button, de McLaren e F-Duct, não conseguiu passar uma Sauber, estaria difícil para a Ferrari passar a STR, q é melhor carro do q a Sauber e o Buemi é tão bom qto o Kobayashi. O Massa ainda conseguiu passar uma STR, mas passou o resto da corrida atrás da Force India do Liuzzi. Nesta pista ridícula, é difícil ultrapassar, a não ser na diferença absurda entre um pneu super macio zerado, contra um pneu duro já com mais de 50 voltas.

      Publicado por Alex-Ctba | 29/06/2010, 3:16 pm
  4. “…Em Direito há um um fundamento moral chamado “Princípio da proporcionalidade”, para garantir o equilíbrio entre o ilícito e o preço a pagar por ele. E a verdade incontornável é que, à luz da proporcionalidade na aplicação da pena, o Hamilton pagou zero pelo ilícito que praticou, em segundo estava e em segundo ficou. Moralmente, se pusermos de lado toda a emoção e pensarmos objectivamente, não é correcto nem justo…”

    In Auto Sport Portugal

    Publicado por Cavallino Rampante | 29/06/2010, 6:19 am
    • “A regra é clara.” Arnaldo Cézar Coelho.

      Publicado por Alexandre Gomes | 29/06/2010, 8:21 am
    • “O Pior cego é o q não quer enxergar” – Dito Popular
      |
      |
      |
      |
      V

      Publicado por Alex-Ctba | 29/06/2010, 3:19 pm
  5. Bom dia amigos.

    Palavras do nosso saudoso idolo.

    O inglês Lewis Hamilton fez críticas a Fernando Alonso após as reclamações veementes do espanhol no GP da Europa, em Valência. Uma discussão sobre o regulamento da prova fez com que o piloto da Ferrari sugerisse manipulação de resultado. Para o campeão de 2008, não passou de inveja.

    “Todo mundo tem o direito de opinar. Ele deve estar decepcionado pelo resultado, mas não disse nada a ele”, disse Hamilton, segundo colocado na prova, em entrevista à AP. Questionado se o espanhol estaria com inveja do resultado , ele confirmou.

    “Sim. Inclusive vi em um telão que ele foi ultrapassado por uma Sauber no final (do japonês Kamui Kobayashi). Deve ter sido duro para ele ser superado por uma Sauber, então ele deve ter ficado em outro mundo. Não entendo como pude influir tanto em sua corrida”, acrescentou.

    Alonso reclamou que muitos carros fizeram voltas rápidas já com a entrada do safety car. No entanto, Hamilton foi seu principal alvo. O inglês foi punido com um drive through – no mesmo tipo de incidente que outros nove pilotos foram penalizados em cinco segundos -, mas teve tempo de retornar à pista mantendo sua segunda colocação.

    O piloto da Ferrari, que era terceiro colocado antes do acidente de Mark Webber, teve de esperar uma volta do carro de segurança e, com a corrida prejudicada, acabou apenas em oitavo.

    Hamilton lidera o Mundial de pilotos, com Alonso apenas na quinta colocação após o mau resultado em Valência.

    Publicado por Edgas Mutute | 29/06/2010, 7:46 am
  6. Boa tarde amigo Becken.

    Noticias da ultima hora dizem que a Ferrari pode ser punida por ter acusado a FIA de manipular os resultados do GP da Europa de 2010.

    Tens alguma informação acerca disto?

    Publicado por Edgas Mutute | 29/06/2010, 8:01 am
    • Não, a FIA confirmou que não tomará nenhuma ação contra a explosão da Ferrari. Aí também seria exagero…

      Publicado por Becken Lima | 29/06/2010, 9:50 am
  7. Demorou um pouco, mas o presidente da Fifa, Joseph Blatter, se pronunciou a respeito dos recentes erros de arbitragem nas partidas entre México e Argentina e Alemanha e Inglaterra, válidas pelas oitavas de final da Copa do Mundo. O dirigente admitiu que o uso da tecnologia a serviço da arbitragem deverá ser rediscutido em julho, em uma reunião em Cardiff, no País de Gales:
    – É óbvio que depois do que vivemos até agora seria um absurdo não reabrir a discussão sobre o uso da tecnologia. A princípio, só vamos voltar a discutir o uso na linha do gol. O futebol é um jogo dinâmico e, no momento em que há uma discussão se a bola entrou ou não, se houve ou não oportunidade de gol, você dá a possibilidade de uma equipe pedir replays uma, duas vezes, como no tênis. Para situações como no jogo do México, não precisa de tecnologia – analisou.
    Mexicanos e ingleses foram prejudicados por erros graves de arbitragem nas oitavas do Mundial. Os argentinos abriram o placar da vitória por 3 a 1 sobre o México com um gol de Tevez, em posição irregular, enquanto o English Team não teve um gol validado após o chute de Lampard cruzar a linha, quando a Alemanha vencia a partida por 2 a 1 (terminaria 4 a 1 para os germânicos). Blatter pediu perdão às delegações de México e Inglaterra:
    – Pessoalmente lamento, quando se vê que os erros dos árbitros foram tão evidentes. Mas não é o fim da competição ou do futebol, isso pode acontecer. Entendo que não estão felizes e que pessoas estão criticando. Pedi desculpas. Os ingleses disseram obrigado e aceitaram, se conformando que às vezes se ganha e outras se perde.

    Publicado por Luiz Sergio | 29/06/2010, 8:14 am
  8. Alonso reclamando desse jeito e acusando de manipulação é, no mínimo, incoerente com sua história recente. E Montezemolo apoiando o discurso é, no mínimo, incoerente com fatos da história da Ferrari na F1. Uma pena para os fãs.
    Quanto ao discurso do espanhol citado, penso que deve ser tão estranho quanto para estrangeiros que descobrem o que é falado sobre Massa por torcedores brasileiros em terras tupiniquins.

    Nervosa a pilotagem do Villeneuve. Falta um pouco dessa coragem pra muito piloto da F1 atual.

    E baita sorte a desse fã.

    Publicado por Allan Wiese | 29/06/2010, 8:33 am
  9. Me perdoem se não estou conseguindo enxergar mais a fundo esta história, mas o que Alonso realmente ganharia se Hamilton fosse eliminado da prova ?
    Pra mim isso é birra pura, como faz minha sobrinha de 3 anos quando não quer que ninguém ganhe dela nos joguinhos, pq 7º ou 8º não vai fazer nenhuma diferença pra ele no campeonato, pelo menos agora.
    Ou ele ficou bravo por causa do riscão q o Koba deixou no seu capacete… (o melhor momento da prova).

    Publicado por Gustavo Perim | 29/06/2010, 9:18 am
  10. Cavalinho Rapante, deixemos de filosofias e passemos a matematica que é exacta. Eu penso que o seu principio de proporcionalidade está mal aplicado.

    Presta bem atenção: 2×2/2=2. O dois existente se eu multiplicar por dois e dividir por dois tenho o mesmo resultado. Mas esta operação para que se cumprisse foi graças a um trabalho feito da minha parte.

    Isto quer dizer que não importa como as coisas aconteceram, Hamilton fou punido e prontos, ele cumpriu a sua punição, agora se é justo ou não os comissarios é que devem analisar está questão.

    Agora quando a Ferrari aparece e diz que o resultado foi manipulado, eu creio que eles têm muitas experiências nestas manipulações, e como é que eles sabem que o resultado foi manipulado? É claro que a propria ferrari ja o fazia nos anos passados.« Não ha fumo sem fogo meu amigo».

    Terminem ja com está brincadeira, isto é muita inveja. « A sua inveja é o meu grande sucesso».

    Porque com toda sinceridade eu não vejo que influência tem o resultado do Hamilton na corrida do Alonso.

    Eu sei que Alonso estava furioso por ter sido ultrapassado por uma Sauber. Nem a Toro Rosso ele conseguiu ultrapassar. É triste.

    Publicado por Edgas Mutute | 29/06/2010, 9:19 am
  11. POst espetacular do Keith no F1fanatic sobre Valência. O interessnate é que el elevantou que no caos após o acidente do Webber, o Hamilton foi o primeiro piloto a ser punido após a infração:

    TEMPO DAS PUNIÇÕES APÓS INFRAÇÃO:

    volta:
    10 Hamilton overtakes safety car 15:07
    9 Incident in pits involving Hülkenberg and Buemi 17:40
    9 Incident in pits involving Petrov and Liuzzi 17:41
    ? Glock disobeys blue flags 17:43
    9 Kubica exceeds safety car target lap time 18:09
    9 Button exceeds safety car target lap time 18:10
    9 Barrichello exceeds safety car target lap time 18:11
    9 Hülkenberg exceeds safety car target lap time 18:12
    9 Buemi exceeds safety car target lap time 18:12
    9 Sutil exceeds safety car target lap time 18:13
    9 Liuzzi exceeds safety car target lap time 18:14
    9 Petrov exceeds safety car target lap time 18:15
    9 de la Rosa exceeds safety car target lap time 18:16

    LINK: http://www.f1fanatic.co.uk/2010/06/29/fia-must-learn-from-valencia-shambles/

    Publicado por Becken Lima | 29/06/2010, 10:04 am
    • Então o processo é lento mesmo. Igual ao Frentzen, parte do corpo, q aplicou uma punição absurda ao Schumacher, fechando o “sinaleiro” como o povo de ctba fala. O Lento Frentzen q tomou pau na pista do Villeneuve filho, q lembrava o Schumacher atual, qdo não conseguia acompanhar o Massa na Sauber.

      Publicado por Alex-Ctba | 29/06/2010, 1:18 pm
  12. Ooo neguinho chato esse choronso!

    O Santander colocou muita fé nele ($$$$)!!!!

    E deve estar cobrando os milagres…

    É a força do vil metal, falando mais alto.

    Abraços

    Jorge Ortiz

    Publicado por Jorge Ortiz | 29/06/2010, 10:08 am
  13. Se os resultados na Ferrari não aparecerem Alonso e Dominicali estarão na rua proximo ano. Segundo noticias da ultima hora Montezemolo quer puxar o tapete no Dominicale

    Publicado por Edgas Mutute | 29/06/2010, 10:32 am
  14. Algo que o Mike Vleck informa no seu post e com o qual concordo…

    Agradecia Becken falar sobre o mesmo…

    Ando meio desgostoso com a F-1 desde a corrida de domingo. Ontem, escrevi um post descendo a lenha em Luisinho World Champion pela forma como deu um migué (mais um) nas regras durante a corrida de Valência. Hoje, pretendia seguir adiante e tratar de outro assunto, mas está difícil. A mídia inglesa está invertendo tudo, e agora Alonso e a Ferrada viraram vilões.

    Hamilton, com um ar misto de cinismo e deboche, disse ontem que “cumpriu sua pena e os demais devem aceitar as regras” e que “Alonso está descontrolado”, com sorriso no canto da boca e tudo mais. Ele falando em aceitar regras? Faça-me rir. Além disso, há jornalistas britânicos pressionando a FIA para que a entidade puna a Ferrari pelos comentários de que a prova foi um escândalo – sob o pretexto de que tais comentários “denigrem a imagem da F-1″.

    Quer dizer também que o livre direito de expressão deve ser tolhido? Francamente, que papelão. Pelo menos a FIA já disse que nada vai fazer – claro, Todt sabe o tamanho da besteira que os comissários aprontaram no domingo.

    A verdade é que Lewis Hamilton é intocável por aqui. Os ingleses fazem vista grossa para o lado negro do rapaz, preferindo olhar apenas para suas virtudes. Natural, o Brasil fez o mesmo com Senna e Piquet, a Espanha é totalmente cega quando o assunto é Fernando Alonso e os alemães, idem com sua trupe liderada por Ffffffféééttel e Schumacher.

    No Formula UK, porém, não concedo privilégios a ninguém. Já bati muito no Silva, reconheço os defeitos do Queixudo (o que não me impede de gostar dele), sou crítico com Fernando, Luisinho e não passo a mão na cabeça do Felipe – pai do Felipiiiiinho, amigo. Só o que me interessa são os fatos, e a verdade do domingo é que a Ferrari foi, sim, prejudicada – pela FIA.

    Pela FIA que mandou o SC para a pista de forma atabalhoada. Pela FIA que devia ter posto ordem na baderna que se tornou a corrida tresloucada aos boxes. Pela FIA que, desastradamente, de fato alterou o resultado da corrida ao agir de forma lenta e inconsistente na aplicação de punições. E, por último, pela FIA que, ao ser frouxa no combate à falcatrua de Hamilton, permitiu que o inglês assumisse a ponta do campeonato de forma injusta, embora “legal” sob o olhar frio das regras – e que regras, hein?

    Uma temporada que vinha tão bem já não está mais legal. O nome de Hamilton lá no topo da tabela me incomoda, e digo isso em alto e bom som. Após um 2009 tão belo, disputado por pilotos limpos e honestos como Barrichello, Button e Vettel, seria um tremendo soco no estômago vermos em 2010 o retorno da pilantragem premiada.

    Mas, no fundo, fico mesmo é chateado com a imprensa que atua de forma cínica e, pior, conscientemente. Todos sabem aqui que a tal punição que Luisinho tomou não foi proporcional à vantagem que levou por ter ultrapassado o SC. Para os cínicos, porém, basta dizer que “ele cumpriu a pena”. O que está em debate, porém, não é se ele cumpriu ou não, e sim o tamanho da pena. A questão nem é com Hamilton, é com a FIA. E os cínicos sabem disso.

    Porém, o que leio hoje na imprensa britânica são uma série de comentários do tipo “Alonso tem problemas pessoais com Hamilton”, “O espanhol não consegue deixar 2007 para trás” e por aí vai. Tenho plena consciência de que Fernando-desinformado-Alonso também não é flor que se cheire, mas desta vez ele está corretíssimo e a imprensa britânica sabe, mas prefere enganar o leitor e proteger seu, infelizmente, queridinho.

    É por essas e outras que a cada dia que passa admiro mais Jenson Button, que está lá colado na ponta da tabela, porém sem sujar um dedo de lama. Este é o esportista britânico que deveria ser louvado por estas bandas, e não o picareta (e cada vez mais cínico) Hamilton. Mas fazer o que?

    Aqui, assim como em qualquer lugar do mundo, são os bad boys quem atraem a mídia, comem as garotas, viram modelos para a molecada e por aí vai.

    Atentamente,
    Afs.Angola

    Publicado por Afs.Angola | 29/06/2010, 10:41 am
    • O ‘problema’ é que o hamilton é muito, muito veloz…

      Publicado por Will | 29/06/2010, 1:29 pm
    • Ótimo post

      Publicado por Alex-Ctba | 29/06/2010, 2:17 pm
    • Acho que o “problema” é que o Hamilton não deu o migué nas regras como você disse. O problema, assim como em SPA em 2008, é que Hamilton mexe com a cabeça de todos quando consegue feitos que são dignos de elogio. Em 2008, naquele final de corrida emocionante, ele ultrapassou Kimi, devolveu a posição, como previsto nas regras mas, como venceu a corrida de forma brilhante, alguns idiotas, que odeiam Hamilton, resolveram modificar as regras, e punir Lewis Hamilton. Agora, novamente, os mesmos idiotas que odeiam Hamilton, querem modificar as regras porque acharam a pena “leve demais” e teria isso beneficiado o piloto da McLaren. Ah, tenha dó…

      Se você chama Hamilton de sujo, com esse ódiozinho enrustido, que eu sei muito bem o que é, você deveria rever algumas corridas do nosso amiguinho M. Schumacher.

      Publicado por Brown | 29/06/2010, 2:44 pm
    • Ops, não tinha lido os dois últimos parágrafos do Afs Angola, então não concordo com a ofensa ao Hamilton. Estava indo bem, mas no final foi ofensivo e exagerado.

      Publicado por Alex-Ctba | 29/06/2010, 3:27 pm
    • pode chorar colega Mike Vleck, ponha tudo para fora, alivía-se. Oxalá esteje sentado, por que irás ficar demasiado tempo encomodado, vendo o Hamilton no topo da F1.

      Publicado por Dorfão | 29/06/2010, 4:44 pm
  15. Quanta raiva, quanto ódio, quanta inveja, quanto tendencionismo nesse blog.
    Sempre parcialidade nos julgamentos.
    Vamos aos fatos:

    regulamento da F1 quanto a entrada de safety car está errado.
    Não é admissível acionar-se o SC em um evento numa corrida deixando passar um, dois carros (no caso líderes da corrida) e este (o SC) se posicionar na frente dos demais, sendo que os do meio do pelotão que estão mais atrás então acionados por suas equipes vão para os boxes aproveitar o menor ritmo de corrida com a entrada de safety car, ou seja, os carros apos vettel e hamilton foram prejudicados e os que estavam mais atrás beneficiados.

    Na indy o Pace car (equivalente safety car da F1) entra na frente do líder, fecha-se os boxes e alinha-se todos os carros. Durante uma, duas voltas não é permitido acesso aos boxes.
    Lá não tem churumelas, choro, críticas na imprensa sobre o regulamento. Lá funciona.

    Se a ordem na entrada do safety car era vettel, hamilton, alonso, massa – 0 correto então seria alinhar esses carros atrás do safety car e entrarem nos boxes fazendo sua parada e voltando em suas posições, salvo alguma competência maior alguma equipe, voltarem nessas posições. Agora o líder passar, o SC entrar na pista, o segundo colocado ficar freando (confirmado inclusive por Massa) para diminuir ritmo dos que vinham logo atrás ( a saber alonso e massa) com objetivo levar vantagem, haja visto que então passou o SC, isso é sacanagem, isso é roubo, isso é leviandade.
    Não o problema não é o Hamilton, mas é a entidade, seus fiscais, dirigentes, que permitem que isso aconteça.

    o segundo parenteses nessa história toda é que o comentário inicial desse post é tendencioso, porque só expõe uma única informação como se essa fosse a unica verdade, o unico argumento.
    706 comentários no marca e alguns inconformados com um dos seus pilotos espanhois, no caso Alonso (A Espanha tem outros dois na F1, mas como não fedem nem cheiram não são nem lembrados) são um número bem inferior a um universo de 10.500 comentários, ou votos. Aqui no Brasil também tem uma enormidade brasileiros que não torcem pelo massa ou o criticam bastante.

    o site do James Allen (que é inglês, ou seja, não favorece nem o espanhol, nem o brasileiro e que teria a principio por ser inglês favorecer o Hamilton) fez uma enquete quanto ao que a Ferrari afirmou ser um escândalo o que aconteceu e 62% dos votantes (mais ou menos uns 6.500 votos) concordaram com isso.

    Isso aqui parece a inquisição católica na idade média. A verdade é ofuscada por sentimentalismo e idiossincracia.

    Publicado por Massa versus carros autorama (by...? qualquer um) | 29/06/2010, 10:41 am
  16. Finalmente falou alguém com autoridade sobre o caso:

    http://www.gpupdate.net/en/f1-news/237964/hamilton-should-have-been-disqualified-says-briatore/

    Publicado por Allan Wiese | 29/06/2010, 10:57 am
    • Kekekekekekeke!!!!!!!!!!!!!!!!! A melhor declaração!

      Desclassifica o Hamilton e adiciona 2 min no tempo de todos os pilotos menos do Alonso…

      Esse Flavio é um fanfarrão…

      Publicado por Will | 29/06/2010, 11:02 am
  17. Lendo o regulamento relativo ao Safety-Car não me parece que a penalização prevista fosse a desclassificação. No entanto, para situações futuras, acho que é a penalização para quem ultrapassa propositadamente o safety-car com intenção de daí tirar vantagem deve mesmo ser a desclassificação, para mim é bem mais grave que ignorar o sinal vermelho no final das boxes.

    Publicado por JCCJCC | 29/06/2010, 11:07 am
    • Concordo. Ou respeita a regra ou box. Essa do Hamilton, pela demora da punição, deveria ser aquelas antigas punições de stop and go + 10s. O Drive-Through apenas não foi eficaz . Pq a questão é simples. Se o Hamilton não ultrapassasse o SC, ele estaria disputando a 10º posição com o Alonso no retorno do pit, ou se as Ferraris utilizassem do mesmo “atalho” do Hamilton, estariam os três mais o Vettel, disputando a ponta da corrida.

      Publicado por Alex-Ctba | 29/06/2010, 1:28 pm
  18. Ha ha ha ha ha.

    Briatore deu a cara…………………………

    Estava a demorar

    hehehehehehe……………………………

    Que vergonha…………………..

    Publicado por Edgas Mutute | 29/06/2010, 11:16 am
  19. Quanto odio com Lewis Hamilton. Quem não quiser assistir mais as corridas que faça praia. Ninguem é obrigado a assistir as corridas..

    Publicado por Edgas Mutute | 29/06/2010, 12:02 pm
  20. F1 Around na Copa:

    Japão e Paraguai vão decidir agora, a vaga nas quartas, nos PENALTYS, já q é o assunto do momento hehehehe

    Publicado por Alex-Ctba | 29/06/2010, 1:34 pm
  21. Acharam uma solução para ajudar o English Team.

    Pena que foi tarde demais…

    http://fotografia.folha.com.br/galerias/181-selecao-inglesa-vira-piada#foto-4116
    lewis english team

    Publicado por Claudemir Freire | 29/06/2010, 2:26 pm
  22. Como dizem por aí…

    Eu já sabia.

    http://globoesporte.globo.com/futebol/copa-do-mundo/noticia/2010/06/anuncio-publicado-em-jornal-tira-selecao-brasileira-da-copa-do-mundo.html

    Estão só esperando a hora da eliminação da seleção brasileira. :)

    Publicado por Claudemir Freire | 29/06/2010, 3:15 pm
    • Q meda. E vai começar Espanha x Portugal. Jogo de difícil prognóstico, mas acho q dá espanha. Espero q seja um jogão, como é a expectativa.

      Publicado por Alex-Ctba | 29/06/2010, 3:25 pm
    • É duro…pedir desculpas assim, sem estar arrependido de coração é muito, muito chato.

      Óbvio que tais desculpas são apenas parte do jogo, na verdade não há arrependimento algum aí…

      Lembro que Senna foi obrigado a pedir desculpas ao Balestre (indiretamente, claro) e aquilo tudo – para um orgulhoso piloto de F-1 – quase o levou a não correr mais.

      Publicado por Will | 29/06/2010, 4:02 pm
  23. O grande problema dessa discussão sobre as punições do GP da Europa é que não se está discutindo as punições do GP da Europa. Mas sim se discute com base em quem foi punido e quem está reclamando.

    De um lado tem gente falando que o Alonso está chorando e que a Ferrari idem e que se fosse o Hamilton, ele tiraria a desvantagem no Braço. De outro está se falando que o Hamilton é malandro. Gente o mérito da discussão não é esse!!!

    Um dos problemas aqui é a dubiedade de critérios adotada pela FIA nas punições, tal qual o tempo que ela leva para analisar os casos. Abstraiam os pilotos, abstraiam as equipes envolvidas no caso. Esqueçam as declarações de Alonso e da Ferrari de que o GP foi manipulado, esqueçam as declarações de Hamilton insinuando que Alonso tem problemas pessoais com ele.

    Eu vi um post do Becken baseado numa reportagem do GrandPrix.com onde o Charlie Whitting justifica a demora de 20 voltas entre a infração e a punição ao Hamilton. A FIA possui sistemas de rastreamento de GPS nos carros, sistemas de cameras para monitoramento da pista, além claro das cameras utilizadas pela transmissão normal. Nada justifica a demora de 20 voltas para se atribuir uma punição com tantas evidências quanto essa.

    Nos anos 1990, havia um tempo limite de 15 minutos para se julgar as infrações cometidas pelos pilotos. Confesso que desconheço se agora exista um tempo para análise, mas o objetivo era exatamente o de prover julgamentos rápidos de modo a não ocorrerem situações como a do último domingo, onde um piloto e uma equipe (abstraiam quem são) sejam punidos, mas que em termos práticos suas penas foram nulas.

    Abro aqui um parenteses: Poder-se-á argumentar que definir um tempo de análise pode incorrer em julgamentos incorretos. Mas essa tese se esvazia a partir do momento em que temos como premissa que os comissários tem conhecimento pleno das regras, e que somente necessitam verificar as evidências para atribuir ou não a punição. E, com a quantidade de recursos técnicos que temos atualmente, fica difícil defender que são necessárias 20 voltas para se concluir uma análise com evidências tão latentes como as que existiram. Fecho aqui o parenteses.

    Não é de hoje que a coisa tem sido assim: no GP de Cingapura de 2008 (aquele…). Nico Rosberg entrou nos boxes quando eles estavam fechados, enquanto Massa, Hamilton, Raikkonen, Kovalainen entre outros pararam só quando os mesmos foram abertos. Nico ficou na pista e com a demora para se atribuir um Drive Through, ele pode capitalizar vantagem e acabou a prova na frente de todos os outros que cumpriram as regras.

    Do mesmo modo, temos a questão dos pilotos que infringiram o tempo delta do SC. Esse caso talvez seja ainda mais flagrante. Do mesmo jeito que nós espectadores temos acesso ao live timing da prova, a equipe de comissários também o possui. Era uma simples questão de conferir o tempo de volta dos pilotos durante as voltas em questão. E para isso não é necessário esperar o fim da prova para atribuir as punições. Punições essas que, não foram proporcionais aos ganhos propiciados pela infração.

    Um outro ponto a ser observado: Um piloto que cometesse alguma infração no final da corrida sofreria um acréscimo de 20 segundos ao tempo final de sua prova (de acordo com o regulamento, para ser igual ao tempo perdido num Drive Through). Entretanto, como ficou comprovado com Lewis Hamilton, o tempo gasto para um Drive Through era de 15 segundos (foi essa a desvantagem que ele tinha para Vettel após cumprir a punição). Caso algum piloto fosse punido ao final do grande premio e tivesse 20 segundos acrescido ao seu tempo, poderia argumentar que não foi aplicado de modo igual a punição imposta durante a corrida.

    Para piorar todo o cenário, temos a questão da dubiedade dos critérios para se punir alguém. Um piloto fez uma ultrapassagem limpa com luzes e bandeiras
    verdes numa relargada em Monaco e foi punido com 25 segundos no tempo. Outro piloto empurrou um concorrente fora da pista na relargada do GP da China e sequer foi admoestado. Um piloto fui punido pois após rodar na grama se tocou com outro carro em Montreal, enquanto outro piloto se tocou 2 vezes com outro carro e somente foi advertido no GP de Melbourne. Em Valência, vários carros entraram e saíram dos boxes enquanto outros circulavam pela reta e duas voltas adiante, um outro piloto em situação semelhante se viu obrigado a esperar pelo farol verde.

    Tudo isso para chegarmos a conclusão de que o regulamento esportivo da F1 é ruim. E que todos esses pontos precisam ser discutidos e clarificados. Obvio, que não seremos nós que iremos fazer isso, entretanto esperamos que os times o façam.

    Publicado por Arlindo Silva | 29/06/2010, 3:35 pm
  24. Engraçado o Massa endossando o c(h)oro do Alonso: “Eu também ví”.

    Apenas dança no ritmo das castanholas. Acompanha o relator. Contract rules.

    Publicado por Mauro Brisola | 29/06/2010, 3:46 pm
  25. Alonso pede desculpas por críticas a FIA

    Por Jonathan Noble Terça-feira 29 de junho, 2010, 17:56 GMT

    Fernando Alonso pediu desculpas por excesso de reagir à controvérsia do safety car na semana passada Grande Prêmio da Europa – e disse que nunca teve intenção de combustíveis suspeitas de que a FIA teve o “manipulado” a raça.

    O espanhol ficou furioso depois da corrida em Valência – sugerindo que a FIA tinha favorecido a Lewis Hamilton por demorando muito para entregar-lhe uma punição por ultrapassar o safety car no início do evento.

    Esses atrasos significava Hamilton foi capaz de levar um drive-through, sem perder posição.

    Dois dias em diante, Alonso disse que está muito mais calmo com a situação – e esclareceu que seus comentários foram impulsionadas pela frustração que ele havia perdido posições, respeitando as regras, enquanto Hamilton tinha efectivamente beneficiou de quebrar os regulamentos.

    “Obviamente, na clara luz do dia, estou muito mais calmo do que eu nos momentos imediatamente após a corrida”, disse Alonso, em sua coluna do diário no site oficial da Ferrari.

    “Na época, eu reagi e emocionalmente nessa situação, é muito fácil de adotar um tom e dizer coisas que podem ser interpretados de forma errada, dando lugar a suspeitas, algo que eu não tinha intenção de fazer.

    “Claro, eu entendo que os administradores têm um trabalho difícil de fazer e eles têm que tomar decisões que não são fáceis. O que eu quis dizer foi que os condutores que, como nós, respeitados os regulamentos, infelizmente, nessa situação, sofreu muito mais do que aqueles que quebrou-os, embora eles receberam uma penalidade.

    “E eu não estou me referindo a nenhum dos condutores, em especial: é uma questão geral e acho que devemos falar sobre isso junto em uma maneira calma, para garantir que coisas como esta não volte a acontecer.”

    Houve especulações de que a FIA pode punir Alonso e sua equipe Ferrari para alguns de seus comentários sinceros depois da Espanha, mas o órgão regulador não deu nenhuma indicação de que pretende reagir. apologética comentários de Alonso, no entanto, servir de ajuda para desenhar uma linha em questão.

    A FIA está ciente, no entanto, que os acontecimentos de domingo revelaram vários problemas potenciais com o carro normas de segurança vigentes, e pediu uma reunião extraordinária do think tank, o Sporting Working Group, para percorrer as questões na próxima semana à frente do Grand britânico Prix.

    Alonso congratulou-se com esse movimento e espera que todas as questões levantadas no ar depois de Valência pode ser esclarecido que não há controvérsia repetir no futuro.

    “Fiquei satisfeito ao ouvir que a FIA reagiu rapidamente, convocar uma reunião extraordinária do Grupo de Trabalho do Grupo Sporting e estou confiante, certo mesmo, que todos os pontos em discussão serão esclarecidas de forma abrangente”.

    Apesar de perder pontos valiosos em Valencia pelo mau momento do safety car, Alonso continua otimista sobre as perspectivas de seu título.

    “Mesmo se o resultado de Valência não era o que queríamos, não tem causado danos irreparáveis”, disse ele. “É verdade que a diferença para o líder agora saltou para 29 pontos, mas nós ainda não atingimos o ponto incompleto da estação. Nós trilha de pouco mais de uma vitória, então a situação ainda está muito aberto.

    “As atualizações que trouxemos para a Espanha nos viu dar um passo adiante e chegar mais perto do pelotão da frente. Estou satisfeito com isso, mas também conscientes de que devemos continuar a empurrar com o desenvolvimento do F10, porque precisamos ter um carro capaz de lutar pela pole e nos dar uma vantagem sobre nossos adversários, logo que possível.

    “Se nós estamos agora 29 pontos atrás do líder do campeonato, isso significa que nos próximos dez corridas, temos que marcar pelo menos 30 a mais do que quem está na liderança ao mesmo tempo.”

    Publicado por Luiz Sergio | 29/06/2010, 4:01 pm
  26. Becken,

    O tempo de pit stop total foi em média 22 segundos em Valência.
    Ou seja, é o tempo da entrada dos boxes até a saída dos boxes.

    Olhando os tempos de corrida, dá pra ver que dá curva 25 (acesso ao pit lane) até a curva 2 (saída do pit lane) os carros estavam levando no máximo uns 15 segundos.

    O safety car levou no mínimo uns 20 segundos do SAFETY CAR DEPLOYED até cruzar o SAFETY CAR LINE.

    Em tese, qualquer carro que já tivesse perdido a entrada dos boxes no momento do SAFETY CAR DEPLOYED conseguiria cruzar à tempo o SAFETY CAR LINE. Sem punição.

    Acho que a única reclamação que cabe a manobra de Hamilton é que esta teria bloqueado tanto Alonso quanto Massa, supondo que os dois já tivessem passado da entrada dos boxes no imediato do SAFETY CAR DEPLOYED.

    Teria sido Hamilton tão ardiloso a ponto de fazer isto intencionalmente?

    Se estes tempos são corretos, a regra do SAFETY CAR poderia continuar a mesma, pois quem tivesse perdido a entrada dos boxes teria tempo suficiente pra estar à frente do SAFETY CAR antes do LINE.

    O que acha?

    Publicado por Alexandre Pires | 29/06/2010, 4:44 pm
    • Resta saber em que ponto da pista estavam Fernando e Felipe para poder levar isso adiante (e parece que eles já tinham passado da entrada dos boxes, realmente).
      E aí vem o que discutimos ontém a partir daqui Alexandre: https://f1around.wordpress.com/2010/06/28/equipes-relativizam-acusacoes-da-ferrari-%E2%80%94-decisao-sobre-penalty-de-hamilton-foi-complexa/#comment-27392

      Mas eu ainda levanto a questão de se não teria dado tempo de o safety car entrar na pista antes de Vettel passar, para essa confusão não ter acontecido.

      Publicado por Allan Wiese | 29/06/2010, 5:07 pm
    • ainda estaria errado.
      O modelo ideal é colocar o safety car a frente do líder da corrida (quando for acionado), boxes fechados, emparelha todo mundo por no mínimo uma volta aí libera os boxes, entra quem quer, saem e se posicionam atrás daqueles que por ventura não pararam ou se todos pararam atras do safety car. Depois que condições da pista estivessem ok, avisa que safety car vai entrar nos boxes e parte tudo então novamente pra corrida.
      Funciona anos e anos na nascar, indy, e outras categorias.
      Simples, fácil, sem direito a duplas interpretações.

      Publicado por massa versus carros autorama (by...? qualquer um) | 29/06/2010, 5:15 pm
    • Seria o ideal Wilson.

      Publicado por Allan Wiese | 29/06/2010, 5:33 pm
    • Allan,

      A minha dúvida está justamente em saber se os autores da regra não imaginavam esta dinâmica da corrida: perdeu a entrada no momento do SAFETY passa naturalmente à frente do SAFETY.

      Revendo as imagens fico cada vez mais convencido de que os 4 primeiros poderiam passar à frente do SAFETY. (E é certo que um piloto tarimbado como Alonso devia estar certo de que conseguiria passar o SAFETY se isto fosse possível: daí a choradeira!)

      Qualquer-Um,

      Entendo seu ponto. Mas por algum motivo os autores da regra escreveram explicitamente que o SAFETY CAR é liberado independentemente da posição do líder. (Até entendo isto do ponto de vista da segurança: imagina um acidente grave logo quando o líder completa uma volta, o SAFETY CAR teria de esperar mais de 1 minuto até pode ser lançado, até lá algum outro carro poderia já ter se envolvido no acidente também.)

      Allan e Qualquer-Um,

      Estamos julgando uma regra feita pra funcionar durante toda a temporada tendo como base apenas uma única corrida. Isto é temerário.
      O grande erro foi a desaceleração desnecessária de Hamilton.
      Se tivesse mantido a toada, ninguém estaria falando nada a respeito.

      Publicado por Alexandre Pires | 29/06/2010, 5:44 pm
    • Seu raciocínio faz sentido Alexandre. Se a regra diz que é possível passar o carro de segurança antes da linha e o tempo dos carros para chegar na linha é menor do que o do Safety car, então os carros passam naturalmente.
      Mas por outro lado, isso vai contra o que você responde ao ‘qualquer um’ (que eu imagino ser o Wilson), já que assim os líderes correriam o risco de bater em algum resto do acidente ocorrido.
      Penso que uma boa solução realmente seria decretar bandeira amarela em toda a pista, fechar os boxes enquanto os carros não dessem uma volta atrás do carro de segurança nas mesmas posições em que estavam antes da bandeira amarela.
      Mas em tudo isso, chega-se a uma conclusão: não é fácil elaborar regras para esse esporte tão dinâmico.

      Publicado por Allan Wiese | 29/06/2010, 5:52 pm
    • Acho que o Alonso assim como o Massa tb, ficaram mais bravos foi com essa desaceleração do Hamilton, se por dúvida e eventual medo de penalt, dando apenas ou não tempo para passar somente ele o SC antes da linha, ou, se fez de propósito para ter vantagem sobre eles e a corrida como assim foi! Eis a pergunta, será?

      Publicado por Teo | 29/06/2010, 5:58 pm
    • Allan,

      Concordo com você, deve ser muito difícil escrever regras que dêem conta da dinâmica da corrida… Quanto à segurança, a regra atual privilegia a intervenção imediata: logo, alguns carros estarão mais expostos e outros menos expostos. Se a regra fizer com que se aguarde o líder, aí todos estarão expostos talvez excessivametne. Mas é claro que quando a pista está SC os carros reduzem velocidade e ficam sabendo que há acidente na pista.

      Teo,

      Esta é a pergunta. Gostaria muito que Alonso tivesse acusado Hamilton de o ter bloqueado. A discussão seria muito mais interessante. Mas o espanhol pegou outro rumo e ficou dizendo que respeitou a regra e Hamilton não, o que é verdade.
      Olha, se o Hamilton fez isto de caso pensado, ele só errou na retomada. E um piloto de Fórmula 1 dificilmente erraria o golpe de vista e o momento de aceleração. Acho que ele se embananou mesmo.
      Ah, agora, se queria derrubar a Ferrari, foi de uma ousadia tamanha. E no fim deu certo. Ou melhor, mais ou menos. Pois foi punido e perdeu a chance de brigar pelo P1.

      Publicado por Alexandre Pires | 29/06/2010, 6:21 pm
    • Faz sentido de novo Alexandre. Pilotos que são capazes de freiar no último instante para então acionar o limitador de velocidade dos boxes não perderiam o ponto de aceleração, ainda mais tendo tanto tempo para medir a velocidade do Safety Car. De certa forma isso me deixa ‘aliviado’.
      Mas acho que nunca saberemos quais eram os pensamentos de Lewis naquele momento. Ele sabe como ninguém que nesse meio não existem santos…

      Publicado por Allan Wiese | 29/06/2010, 7:02 pm
    • Allan,

      Foi a “comida de bola” dos últimos 4 anos. Baita vacilo de Hamilton.

      Alguém teria uma outra comida de bola pra colocar na lista?

      Aquela do Schumacher pré-aposentadoria em que ficou atravessado na pista bloqueando Alonso foi uma das grandes comidas de bola daquela era. Só ele achou que sairia impune.

      Publicado por Alexandre Pires | 29/06/2010, 7:59 pm
  27. Eu já acho inútil discutir o óbvio. Com o fim do reabastecimento, a regra do SC tem q ser revista novamente, já q não tem mais risco de nenhum carro ter pane seca durante a corrida. Anteriormente, a equipe mandava o piloto entrar, mesmo q tomasse uma punição, pq senão, o carro pararia na pista sem combustível, por isso houve a revisão das regras. Com o fim do reabastecimento, esqueceram de ajustá-la novamente. Não sei pq alguns polemizam tanto.

    Publicado por Alex-Ctba | 29/06/2010, 6:14 pm
    • Exato. Aliás, o Safety Car, de exceção passou a ser uma constante na F1. Não pode, de forma alguma, dar margem a dubiedades.

      Já em relação aos pneus, a Pirelli vai eliminar a obrigatoriedade de utilizar dois compostos?

      Publicado por Vitor, o de Rcife | 29/06/2010, 6:37 pm
    • “Já em relação aos pneus, a Pirelli vai eliminar a obrigatoriedade de utilizar dois compostos?”

      Vitor, o de Recife.

      Fazia parte da proposta da Pirelli a exclusão dessa regra ridícula da Bridgestone.

      Se ela manter a proposta ficará assim:

      A empresa fabricará 4 compostos para pista seca, das quais disponibilizará 3 tipos no fim de semana para cada equipe, a equipe terá a flexibilidade de escolher o composto que mais lhe agradar dentre os 3, sem a obrigatoriedade de trocar por outro tipo.

      Assim a equipe se quiser andar de compostos mais moles a corrida toda, ela pode, se quiser ir com o mais duro para na fazer nenhuma parada pode e se quiser usar os 3, tudo bem.

      Isso vai dar bons pegas em 2011, já imaginou ???

      Publicado por Claudemir Freire | 29/06/2010, 6:54 pm
    • Ainda mais considerando que a Pirelli quer fornecer compostos do nível de Montreal 2010…

      Publicado por Allan Wiese | 29/06/2010, 7:03 pm
    • Pois é Claudemir, a imposição de trocas de pneus só serve para engessar as estratégias das equipes. Mais um artifício para “emoções” artificiais…

      Publicado por Vitor, o de Recife | 29/06/2010, 11:06 pm
  28. Acho que deveriam excluir o Lewis do mundial, porque ele “levou vantagem”, e ainda por cima deixar ele sem sobremesa nem playstation por uns 2 meses.

    Publicado por Alfred Newman | 29/06/2010, 8:14 pm

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: