//
você está lendo...
ARTIGOS

Mercedes GP — redução de orçamento e foco em 2011

Notíciaszinhas interessantes gravitando em torno da Mercedes de ontem para hoje e que valem a pena ser postas em pauta.

A primeira dá conta da redução do investimento da companhia na F1. Cogita-se que a “Mercedona” cortaria em 10% o orçamento destinado à categoria, reduzindo em 6 milhões de euros o contracheque para brincar na F1.

Imagino que o sucesso da antiga parceira em 2010, a McLaren, deva estar “causando” lá na sede da montadora, em Stuttgart…

Na pista, já há boatos de que a equipe, definitivamente, poderia desistir do desenvolvimento do W01. Schumacher continua “vilanizando” os pneus de 2010 como o seu “Calcanhar de Aquiles” e confessou no “briefing” para o GP da Inglaterra que eles — a equipe — andam perdidos para acertar o ponto de equilíbrio do carro no trato dos pneus.

Se considerarmos a calamidade que foi a prova em Valência, em termos de estratégia e de performance do pacote aerodinâmico na classificação — concentrar-se já em 2011 não seria má ideia…

Para quem se lembra, a Brawn teve esse “apagão” de desempenho em 2009, mas com a ampla superiorida até o meio da temporada, foi fácil administrá-la e garantir os dois títulos.

Hoje, Nico teve que negar declarações do pós-Valência, nas quais teria classificado o problema com os pneus do W01 como “desastre”.

Pela forma pontual [falando especificamente dos pneus] como a declaração apareceu no tal “Cologne publication Express”, eu imagino que seja verídica, mas nunca se sabe…

A notinha mais interessante, no entanto, que eu li sobre a equipe, não vem da mídia “main stream”, mas de um empresário que conversava com o engenheiro de Schumacher, Jock Clear, no congresso da FOTA destinado aos fãs da categoria:

Jock Clear off-mic at F1 FOTA Fans Forum: “Nico’s significantly quicker than Michael”

James Van Bregt

Precisa de tradução?

Discussão

18 comentários sobre “Mercedes GP — redução de orçamento e foco em 2011

  1. Becken…Jock é engenheiro do Nico Rosberg

    O Jock era engenheiro doRubinho…o do Button agora é do Schumacher, o que já mostra que Schumacher exigiu para si o engenheiro de pista com mais decisões de estratégia acertadas em 2009. Entretanto, Jock é muito bom e costuma fazer boas parcerias com seus pilotos, como com Rubens e com Jacques Villeneuve, com quem foi campeão em 1997.

    Foi o único título do Jock.

    Publicado por Ridson de Araújo | 02/07/2010, 8:26 pm
  2. Se não fosse, Becken, Nico teria que se aposentar, porque convenhamos que um piloto jovem, considerado futura estrela, perder para um velho (no bom sentido) de 41 anos, fora da F1 a 3 e fora de forma, seria complicado…

    Mas bem, eu já previa isso…

    Publicado por tomasf1 | 02/07/2010, 9:28 pm
  3. “Hoje, Nico teve que negar declarações do pós-Valência, nas quais teria classificado o problema com os pneus do W02 como “desastre”.”

    W02 ?

    Publicado por Claudemir Freire | 02/07/2010, 9:56 pm
  4. :(

    Publicado por Claudemir Freire | 02/07/2010, 10:01 pm
  5. Isso aí mais uma prova que o carro da Brown, ano passado, foi construido sobre uma imensa vantagem tecnica em relação aos seus concorrentes.
    Aquela historia de Ross Brown, em 2008, participar do grupo tecnico que imprementou as mudanças nos carros de 2009, fez com que ele tivesse conhecimento previo do que poderia fazer para conceber o carro de forma muito mais elaborada.
    Isso mostra também que o grande gênio da Ferrari era o Rory Byrne…

    Publicado por Leonardo | 02/07/2010, 11:32 pm
  6. A Mercedes GP, que era Brawn GP não chega aos pés da antecessora, correto? Pra mim isso mostra que uma equipe TER SORTE, pura e simplesmente sorte, e conseguir fazer um carro espetacular é possível. Mas que é impossível para esse tipo de equipe se manter competitiva frente à equipes que realmente entendem do riscado como Ferrari e McLaren. Talvez a Red Bull fuja à essa “regra”. Mesmo assim, pelo que estamos vendo, a equipe dos energéticos ja começa a perder terreno para Woking. Mas aí talvez o segredo esteja na dupla de pilotos.

    Publicado por djow | 03/07/2010, 2:23 am
  7. Não existe sorte na F1.

    O nível de competência é tamanha que não há espaço para isso, o que Ross Brawn teve em 2009 foi um corpo técnico de alta qualidade e mais de 1 bilhão de reais da Honda para desenvolvimento do carro, podemos imputar um pouco de sorte na sáida da montadora e na entrada d0s motores Mercedes. O Barrichello já havia dito que um dos grandes problemas da Honda era os motores, isso então podemos creditar a sorte.

    Sobre a performance do carro da Mercedes em 2010, isso é relativo, porque com as mudanças de regulamento, a equipe ficou sem parâmetros ideais como todas as outras, e apostou numa evolução do BGP001, e nessa aposta houve um erro de avaliação justamente no nível de pressão aerodinâmica na frente do carro, com a perca do gripe mecânico pelo estreitamento dos pneus. Apostou e criou um carro com deficiências de grip mecânico na dianteira.

    Com as constantes reclamações do Schumacher sobre o carro sair muito de frente tentaram o aumento do entre eixos e o aumento da pressão aerodinâmica na dianteira e incluiram um novo pacote de peças na traseira que vinham sendo implementadas desde Barcelona, mas, o carro perdeu em grip mecânico para retomadas de potência (o grande mal dos motores Honda segundo o Barrichello) nas saídas das curvas de média e baixa, por isso os resultados ruins nos dois últimos GPs onde o pacote se viu completo.

    É só ver o quanto o desgaste de pneus traseiros na corrida de Montreal foi acentuado e como carro traseirava nas saídas das curvas de baixa, talvez voltem ao pacote de Barcelona e comecem a testar peças do carro de 2011 como fizeram em 2008 com a Honda.

    A melhor coisa agora é o foco em 2011 com um carro ao gosto e tentáculos de Michael Schumacher, mas minha aposta recaem ainda sobre mais uma grande obra de Adrian Newey.

    Publicado por Claudemir Freire | 03/07/2010, 9:53 am
  8. :(

    Askimet…

    Publicado por Claudemir Freire | 03/07/2010, 9:55 am
  9. Sinto tanto Coyote, mas Los Hermanos já são história…

    Os Alemão dominaram tudo, vão ser tetra…

    Publicado por Cassius Clay Regazzoni | 03/07/2010, 1:01 pm
    • Grande Cassius,

      Nós perdemos para o melhor time da copa num jogo em que até record do Pelé foi batido. Estamos de cabeça erguida. Apresentamos o nosso melhor durante a copa, jogamos bonito e legremente. À exceção do Cambiasso, levamos o que tínhamos de melhor, sempre sabendo que a nossa defesa era nosso calcanhar de Aquiles, o que foi magnificamente explorado pela Alemanha.

      O nosso técnico foi a estrela da copa pela forma diferenciada de ver o futebol, a competição e pelo respeito e carinho aos nossos atletas. Normal. Coisa de quem conhece o futebol dentro e fora do campo. Enfim, coisa de gênio do futebol que divide a preferência mundial com ninguém menos do que Pelé.

      Demos espetáculo enquanto e ao final perdemos para o melhor. Futebol é isso. Estamos orgulhosos dos nossos jogadores e do nosso técnico.

      Se ganhássemos seríamos todos vencedores. Como perdemos somos todos perdedores. Mas de cabeça erguida. Fomos para a copa jogar futebol, jogamos e encatamos. Não temos do que nos envergonhar nem vamos tirar nosso corpo fora como se perdedores fossem aqueles a quem sempre apoiamos.

      Parabéns à Alemanha, parabéns à Argentina e parabéns muito especial ao digníssimo Diego Maradona!!

      Um grande abraço.

      Anselmo Coyote.

      Publicado por Anselmo Coyote | 03/07/2010, 2:17 pm
  10. Panzer’ssssssssssssssssssssss

    Publicado por djow | 03/07/2010, 1:15 pm
  11. Não é F1 mas achei interessante o semi-eixo ainda girando após o acidente:

    Publicado por Alfred Newman | 03/07/2010, 2:03 pm
  12. Tenho para mim que a F1 atual simplesmente não comporta aquele Schumacher que era a referência em pilotagem. E simplesmente porque o grande diferencial do Schumacher é a competência inigualável de correr constantemente no limite do carro. Nesta temporada, onde há a necessidade de se poupar os pneus, ele não pode mais demonstrar seu pontecial excepcional.

    Claro que há outros fatores impeditivos, como idade e o tempo afastado, mas a temporada de 2005, onde não havia troca de pneus, já dava indícios de que o alemão tem dificuldades em poupar borracha. No começo da temporada, quando a situação dos Bridgestone era mais crítica, Schumacher acusava o desgaste dos pneus de sua Ferrari mais cedo que o Barrica.

    Creio que fazer o carro de 2011 totalmente aos moldes do alemão possa até melhorar seu desempenho em relação ao Rosberg, mas não espero nada perto do desempenho do Schumacher na Ferrari.

    Publicado por Vitor, o de Recife | 03/07/2010, 2:46 pm
  13. Becken,

    Não da pra falar de F1 hoje (:

    GO PANZERS!!
    ADIOS ERMANOS-JABULAAAAANIIIII!!

    Publicado por kamui kobayashi vs Alonso GP2=Fatality | 03/07/2010, 3:12 pm
  14. Quer reduzir orçamento??Manda o Schumi para casa e economizarás não só em dinheiro como também em evitar atenções para um só piloto que se acha o “cara” e já teve o seu tempo na f-1 e só esta atrapalhando o desenvolvimento da equipe.

    Publicado por Fernando Kesnault | 03/07/2010, 5:39 pm

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: